Acerca da segmentação de campanhas de vídeo

Os anúncios de vídeo são apresentados no YouTube e por toda a Web através do Google Ads. Com um número de utilizadores acima dos 1000 milhões, o YouTube está disponível em mais de 70 países e 60 idiomas e oferece conteúdo multimédia de todo o mundo. A Rede de Display da Google alcança mais de 90% dos utilizadores da Internet em todo o mundo através de 2 milhões de sites e de aplicações (fonte: comScore).

A segmentação dos anúncios de vídeo no YouTube e na Rede de Display da Google permite-lhe apresentar anúncios aos consumidores nas alturas mais relevantes. A grande variedade de métodos de segmentação disponíveis, como os grupos demográficos, os interesses, os posicionamentos e as listas de remarketing, permitem-lhe alcançar públicos-alvo específicos ou de nicho com base na respetiva identidade, nos interesses e no conteúdo que visualizam.

Métodos de segmentação disponíveis para anúncios de vídeo

Os métodos de segmentação por público-alvo permitem-lhe definir quem pretende alcançar. Os públicos-alvo são grupos de pessoas com intenções, dados demográficos e interesses específicos, conforme estimado pela Google. Incluem:

  • Grupos demográficos: escolha a idade, o sexo, o estatuto parental ou o rendimento familiar do público-alvo que pretende alcançar.
  • Dados demográficos detalhados: alcance utilizadores com base em caraterísticas adicionais abrangentes e partilhadas, como estudantes universitários, proprietários de casa própria ou pais recentes.
  • Interesses: escolha entre as categorias de públicos-alvo disponíveis para alcançar pessoas interessadas nestes tópicos, mesmo quando estas visitam páginas relacionadas com outros tópicos. Saiba mais sobre públicos-alvo.
    • Públicos-alvo com afinidades: aumente a notoriedade e a ponderação da marca com os seus anúncios de vídeo ao alcançar pessoas que já demonstraram um interesse significativo nos tópicos relevantes.
    • Públicos-alvo com afinidades personalizadas: com os públicos-alvo com afinidades personalizadas, pode criar públicos-alvo mais adaptados às suas marcas, quando comparados com os públicos-alvo com afinidades mais alargadas, semelhantes aos da televisão. Por exemplo, em vez de alcançar os fãs de desporto, uma empresa de ténis de corrida pode preferir alcançar os praticantes entusiastas das maratonas.
    • Eventos da vida: alcance potenciais clientes no YouTube e no Gmail quando o comportamento de compras muda e as preferências de marca se alteram durante marcos importantes a nível pessoal como mudar de casa, terminar uma licenciatura ou casar-se.
    • Públicos-alvo no mercado: selecione entre estes públicos-alvo para encontrar clientes que procuram produtos e estão a ponderar ativamente a compra de um serviço ou produto semelhante ao que tem para oferecer.
    • Públicos-alvo com intenções personalizadas: criados tendo em mente os anunciantes centrados no desempenho, os públicos-alvo com intenções personalizadas permitem-lhe alcançar os visitantes quando estão a tomar uma decisão de compra com base nas palavras-chave que pesquisarem recentemente em Google.com. 
  • Remarketing de vídeo: alcance visitantes com base nas interações passadas com os seus vídeos, os anúncios TrueView ou o canal do YouTube. Se já associou a sua Conta Google à conta do Google Ads, o Google Ads vai criar automaticamente listas personalizadas por si. Saiba mais acerca das listas de remarketing para visitantes do YouTube.
Se segmentar ou excluir determinados canais de artistas de música do YouTube, terá de verificar quais os vídeos que serão incluídos. Saiba mais

Os métodos de segmentação por conteúdo permitem-lhe definir onde pretende apresentar os seus anúncios. Incluem:

  • Posicionamentos: segmente canais, vídeos, aplicações, Websites ou posicionamentos nos Websites. Por exemplo, pode segmentar a totalidade de um blogue com muito tráfego ou apenas a página inicial de um site de notícias popular. Os posicionamentos podem incluir:
    • Canais do YouTube
    • Vídeos do YouTube
    • Websites na Rede de Display da Google
    • Aplicações na Rede de Display da Google

      Nota

      O facto de adicionar posicionamentos na Rede de Display da Google não impede a apresentação do seu anúncio em todas as localizações elegíveis no YouTube. Da mesma maneira, o facto de adicionar posicionamentos no YouTube não impede a apresentação do seu anúncio em todas as localizações elegíveis na Rede de Display da Google.

      Tenha em atenção: o facto de selecionar a opção "Video partners na Rede de Display da Google" em "Redes", e de adicionar apenas posicionamentos na Rede de Display da Google, não impede a apresentação dos seus anúncios no YouTube.

  • Tópicos: segmente os seus anúncios de vídeo para tópicos específicos no YouTube e na Rede de Display da Google. A segmentação por tópicos permite-lhe alcançar um leque alargado de vídeos, canais e Websites relacionados com os tópicos que selecionou. Por exemplo, se segmentar para o tópico "Automóvel", o seu anúncio será apresentado no YouTube às pessoas que estão a ver vídeos de carros.
  • Palavras-chave: consoante o seu formato de anúncio de vídeo, pode apresentar os anúncios de vídeo com base em palavras ou expressões (palavras-chave) relacionadas com um vídeo do YouTube, um canal do YouTube ou um tipo de Website do interesse do seu público-alvo.
  • Dispositivos: segmente utilizadores que utilizam computadores, smartphones, dispositivos móveis e dispositivos com ecrãs de TV como o Chromecast. 

 

Para grupos de anúncios de vídeo que utilizam apenas a segmentação por posicionamento: se estiver a segmentar posicionamentos apenas no YouTube ou na Rede de Display, os seus anúncios já são elegíveis para apresentação em ambos os locais.
Os grupos de anúncios existentes sem segmentação vão ser colocados em pausa automaticamente como exceção única, de forma a garantir que não apresentam anúncios não pretendidos. A partir dessa altura, coloque em pausa manualmente os grupos de anúncios que não estejam prontos para apresentar anúncios. Saiba mais em Colocar em pausa ou retomar os grupos de anúncios.
Este artigo foi útil?
Como podemos melhorá-la?