Identificadores exclusivos de produto

Identificadores exclusivos de produto são códigos de produto ou outros valores associados a um único produto. O conjunto primário de identificadores exclusivos de produto são os GTINs (Números globais de identificação comercial), que incluem o UPC (nos EUA), o EAN (na Europa), o JAN (no Japão) e o ISBN. Além disso, um MPN (Número da peça do fabricante) pode ser usado para identificar um produto específico no atributo 'mpn' caso seja acompanhado pela marca do fabricante no atributo 'marca'. Esses valores são muito importantes para associar as consultas dos usuários aos seus produtos.

Saiba mais sobre nossos requisitos de identificadores exclusivos de produto para cada país de destino e as categorias de produtos específicas no nosso resumo de requisitos de atributos.

Conteúdo

Tipos de identificadores exclusivos de produto

Nome Descrição Localização ormato Atributo do feed
UPC (Código universal de produto), também conhecido como GTIN-12 e UPC-A Um identificador numérico exclusivo para produtos comerciais, normalmente associado a um código de barras impresso nas mercadorias de varejo. Principalmente na América do Norte 12 dígitos numéricos GTIN
EAN (Número de artigo europeu), também conhecido como GTIN-13 Um identificador numérico exclusivo para produtos comerciais, normalmente associado a um código de barras impresso nas mercadorias de varejo. Principalmente fora da América do Norte Normalmente 13 dígitos numéricos (ocasionalmente podem ser 8 ou 14 dígitos numéricos) GTIN
JAN (Número de artigo japonês), também conhecido como GTIN-13 Um identificador numérico exclusivo para produtos comerciais, normalmente associado a um código de barras impresso nas mercadorias de varejo. Somente no Japão 8 ou 13 dígitos numéricos GTIN
ISBN (Número padrão internacional de livro) Um identificador numérico exclusivo para livros comerciais publicados a partir de 1970 que pode ser encontrado na parte de trás do livro, com o código de barras. No mundo todo ISBN-10: 10 dígitos numéricos (o último dígito pode ser "X", que representa o número "10").
O uso deste formato foi suspenso em 2007, e nem todos os livros podem ser representados por um código ISBN-10.
ISBN-13 (recomendado): 13 dígitos numéricos normalmente iniciados por 978 ou 979
GTIN
Número da peça do fabricante (MPN, na sigla em inglês) O número que identifica exclusivamente o produto para seu fabricante. No mundo todo Dígitos alfanuméricos (vários tamanhos) MPN
Marca A marca do produto. No mundo todo Nome da marca. Marca

Incluir identificadores exclusivos de produto no feed de dados

  • Categorias de vestuário: o atributo "marca" é obrigatório. Para as categorias listadas abaixo, também é necessário enviar pelo menos um "gtin"' ou "'mpn".
    • "Vestuário e acessórios > Sapatos"
    • "Vestuário e acessórios > Acessórios para roupas > Óculos de sol"
    • "Vestuário e acessórios > Bolsas, carteiras e estojos > Bolsas"
    • "Vestuário e acessórios > Joias > Relógios"
  • Categorias de mídia e software: o atributo 'gtin' é obrigatório.
  • Todas as demais categorias: pelo menos dois dos três identificadores a seguir são obrigatórios - 'marca' [brand], 'gtin' [gtin] e 'mpn' [mpn].
  • Exceção: nas categorias em que identificadores exclusivos de produto são necessários, mas tal identificador não existe para o item (por exemplo, produtos personalizados), envie o atributo 'identificador existe' [identifier exists] com o valor FALSO.

Caso você não forneça os identificadores exclusivos de produto obrigatórios, seus itens poderão ser removidos do Google Shopping. Recomendamos enviar todos os três atributos ('marca', 'mpn' e 'gtin') para todos os itens sempre que disponíveis.

1 Categorias de produtos obrigatórias

É possível que nenhum dos seus produtos seja exibido no Google Shopping se seu feed de dados não incluir os identificadores exclusivos de produto obrigatórios em todas as categorias, exceto para produtos personalizados.

Produtos personalizados: são peças únicas para as quais não existem identificadores exclusivos de produto, como antiguidades, itens colecionáveis, obras de arte, artigos perecíveis, livros publicados antes de 1970 e outros itens especiais. Os produtos personalizados podem pertencer a qualquer categoria de produtos.

Categoria Identificadores obrigatórios para cada produto
Mídia (ex.: músicas, filmes, videogames) UPC, EAN ou JAN
Livros ISBN, seja o ISBN-10 ou o ISBN-13. A exceção são livros publicados antes de 1970.
Vestuário (exceto as categorias 'Sapatos', 'Bolsas', 'Óculos de sol' e 'Relógios')* Marca
Itens das categorias 'Sapatos', 'Bolsas', 'Óculos de sol' e 'Relógios' Marca e pelo menos um dos dois identificadores a seguir:
  • UPC, EAN ou JAN
  • MPN
Produtos personalizados O atributo 'identificador existe' [identifier exists] deve ser fornecido com o valor FALSO.
Todos os outros Pelo menos dois dos três identificadores a seguir:
  • UPC, EAN ou JAN
  • Marca
  • MPN

*Definição de vestuário: para ver o escopo da categoria de vestuário, acesse a seção "Vestuário e acessórios" do quadro de taxonomia.

2. Como determinar os identificadores exclusivos de produto para seus itens

Caso não possua os dados do identificador, consulte as páginas "Comparar preços" do Google Shopping, na seção "Detalhes".

Você pode procurar códigos UPC ou EAN no website Internet UPC Database, que inclui muitos, mas não todos os identificadores de produtos já lançados. Você pode pesquisar códigos ISBN no ISBNdb.com ou no Google Livros. Códigos ISBN-13 também podem ser consultados no Google Shopping.

Observação: não crie ou aproxime valores para GTIN, MPN ou marca. Cada atributo tem um valor predefinido atribuído pelo fabricante, e qualquer outro valor será sinalizado como inválido.

3. Envios válidos de GTIN

Verifique se cada GTIN enviado inclui os dados corretos de:

  • Número de dígitos
  • Dígito de verificação (ou letra para ISBN-10). O dígito de verificação é um dígito do GTIN que pode ser usado como verificação matemática para garantir que o identificador de produto está correto.
  • Prefixos conforme definidos pelo GS1

Caso você utilize códigos GTIN-14, só poderá usar níveis de embalagem (1 a 8) se estiver vendendo pacotes com vários itens. Não use o indicador de medida variável (9).

Os envios de GTIN não devem incluir códigos nos intervalos restritos (prefixos 2, 02, 04) ou no intervalo de cupom (05, 981, 982, 983).

4. Identificadores inválidos

Podemos lhe informar que o identificador exclusivo de produto enviado por você é inválido. Há várias razões possíveis para isso, incluindo:

  • Dígitos a mais ou a menos
  • Letras ou símbolos (em vez de somente números)
  • Número da peça do fabricante fora do padrão
  • Dígito de verificação inválido*

Geramos erros para os valores formatados incorretamente para o atributo 'gtin'. Esses erros impedem que o item apareça no Google Shopping.

Para mais informações sobre a validação dos GTINs, consulte o Guia de validação de GTIN editado por GS1.

*O dígito de verificação é um dígito do GTIN que pode ser usado como verificação matemática para garantir que o identificador de produto esteja correto. É possível validar o identificador de produto e o dígito de verificação em GS1.

O uso inválido de identificadores exclusivos de produto e do atributo "identificador existe" pode resultar na remoção dos seus produtos do Google Shopping. É muito importante utilizar os identificadores exclusivos de produto adequados em seu feed, caso existam para os itens. É igualmente importante utilizar os identificadores exclusivos de produto corretos: o número da peça do fabricante, no caso do 'mpn'; para 'marca', um nome de marca adequado (e não o nome da loja ou do produto); e o 'gtin' deve incluir um dígito de verificação válido.

5. Nenhum identificador exclusivo de produto disponível

Quando não existir um identificador exclusivo de produto para o item, forneça essa informação explicitamente no seu feed especificando o atributo "identificador existe" para o item. Se existe um identificador para o item, mas você não o tem, é importante adicionar o identificador correto ao feed, em vez de usar o atributo "identificador existe".

Perguntas frequentes

  1. O ISBN não é um subconjunto do EAN? Devo colocar meu valor de ISBN no atributo 'ean' ou 'isbn'?
    Sim, o ISBN-13 é um subconjunto do EAN, que por sua vez é um subconjunto do GTIN. Por esse motivo, você deve usar o atributo "gtin" para enviar seus valores. Se seu sistema ainda usa os códigos ISBN-10, utilize o atributo "isbn".

  2. Possuo livros, vídeos e DVDs que têm valores UPC e ISBN (os valores são diferentes). Qual valor devo incluir, ou devo enviar ambos?
    Envie os dois valores.

  3. Onde posso encontrar mais informações sobre identificadores exclusivos de produtos?
    Um bom lugar para começar é GTIN Info. A Wikipedia também contém informações úteis.

  4. Vendo livros que são muito antigos ou raros para terem um ISBN. O que devo fazer?
    Se os livros tiverem um código SBN (9 dígitos, usado na Grã-Bretanha até 1974), você pode convertê-lo em um código ISBN-10 adicionando um zero ao início.

    Caso contrário, use o atributo 'identificador existe' para indicar que não existe um ISBN para o item.


  5. Vendo mercadorias usadas e recondicionadas.
    Exigimos que todos os itens, com exceção dos produtos sob medida, incluam identificadores válidos de produto, independentemente da condição. O vendedor do item é responsável por incluir identificadores válidos para os itens que estão no feed de dados.

    Por exemplo, se você vende toners e cartuchos de tinta compatíveis, inclua os identificadores exclusivos de produtos do fabricante que criou o cartucho da impressora.


  6. E se meus produtos tiverem mais de um UPC?
    Use as diretrizes a seguir para enviar UPCs:
    • Variações dos produtos: para produtos com UPCs diferentes para cada variação do item, como tamanho ou cor, envie listas individuais dos produtos com um UPC por item.
    • Vários UPCs: para produtos com mais de um UPC válido, como um UPC global e um específico para um comerciante ou distribuidor, forneça todos os UPCs aplicáveis no atributo UPC. Para o formato texto/delimitado por tabulação, separe os vários UPCs usando uma vírgula e um espaço. Para o formato XML, inclua um atributo 'gtin' no nível do item para cada UPC adicional.

  7. Eu vendo assinaturas de revistas.
    Os valores de ISSN (Número internacional normalizado para publicações seriadas) podem ser convertidos em códigos GTIN. Consulte a página da Wikipedia sobre o ISSN para mais informações.

  8. Eu vendo medicamentos com e sem prescrição médica.
    Os valores do NDC (Código nacional de drogas) nos Estados Unidos podem ser convertidos em códigos GTIN. Veja o Apêndice C do Guia de validação de GTIN.

    Existem regras semelhantes para drogas emitidas em países europeus. Consulte as Diretrizes sobre informações nas embalagens de produtos medicinais para uso humano autorizados pela União, publicadas pela Comissão Europeia.

    Consulte nossas políticas para mais informações sobre o envio de drogas com e sem prescrição médica no Google Shopping.


  9. Eu vendo músicas em mídias físicas
    Os valores do ISMN (Número padrão internacional de música) podem ser convertidos em códigos GTIN. Consulte a página da Wikipedia sobre o ISMN para mais informações.