Políticas do Programa de Parcerias do YouTube

Como participante, você precisa seguir as políticas do Programa de Parcerias do YouTube. Elas incluem as diretrizes da comunidade e os Termos de Serviço do YouTube, além das políticas do programa Google AdSense. Essas regras se aplicam a todos os participantes do Programa de Parcerias do YouTube. Se você quiser gerar receita com anúncios nos seus vídeos, eles também precisarão atender às nossas diretrizes de conteúdo adequado para publicidade.

Se você violar alguma dessas políticas, o YouTube poderá adotar todas ou algumas das ações a seguir:

  • desativar a exibição de anúncios no seu conteúdo;
  • desativar sua conta do Google AdSense;
  • suspender sua participação no Programa de Parcerias do YouTube;
  • suspender ou até mesmo encerrar seu canal do YouTube.

Confira a seguir a visão geral das políticas mais importantes. Leia todas elas com atenção.

Siga as diretrizes da comunidade do YouTube.

Essas diretrizes ajudam a manter o YouTube uma ótima comunidade para usuários e anunciantes. O conteúdo que viola as diretrizes da comunidade não se qualifica para a geração de receita e será removido do YouTube. O conteúdo inadequado para todos os públicos pode receber uma restrição de idade. Além disso, você pode receber avisos na sua conta, e violações repetidas podem resultar em suspensão do Programa de Parcerias do YouTube e/ou no encerramento do seu canal do YouTube.

O seguinte tipo de conteúdo viola as diretrizes da comunidade do YouTube:

Tudo que você postar no YouTube estará sujeito a essas diretrizes. Isso inclui miniaturas e títulos de vídeos, links externos, tags, entre outros.

Veja mais informações na nossa Central de políticas e segurança.

Tenha a certeza de que você é o detentor dos direitos de uso comercial do seu conteúdo

É importante que você detenha os direitos de uso comercial de todo o conteúdo antes de gerar receita com ele no YouTube. Se você enviar vídeos inadequados várias vezes, poderá ser suspenso do Programa de Parcerias do YouTube.

Veja algumas das políticas de geração de receita mais importantes relacionadas a direitos autorais:

  • Detenha os direitos de uso comercial: é preciso deter todos os direitos sobre o conteúdo em que você pretende ativar a geração de receita. Isso inclui os direitos a todos os elementos de áudio e vídeo.
  • Entenda seus direitos: antes de incorporar conteúdo de terceiros em um vídeo que você quer usar para gerar receita, conheça seus direitos concedidos pela licença.
  • Geração de receita com conteúdo de terceiros: tente agregar valor ao conteúdo de terceiros com que você pretende gerar receita. Lembre-se de adicionar valor educativo ou fazer comentários originais ou declarações editoriais sobre o conteúdo.

Seu conteúdo também precisa atender às diretrizes de qualidade de conteúdo do Google AdSense para gerar receita.

Essas diretrizes são fornecidas apenas para fins educativos e não constituem assessoria jurídica. Você deve procurar assessoria jurídica de um advogado ou representante legal.

Para ver mais informações sobre direitos autorais e uso aceitável, visite nossa Central de direitos autorais.

Siga as políticas do programa Google AdSense e os Termos de Serviço do YouTube

O Google AdSense permite que parceiros do YouTube sejam pagos ao gerar receita com vídeos. Siga as políticas do programa Google AdSense e os Termos de Serviço do YouTube.

A violação dessas políticas pode resultar na remoção dos seus vídeos e na desativação da sua conta do Google AdSense. Além disso, seu canal pode ser suspenso do Programa de Parcerias do YouTube ou até mesmo encerrado.

Diretrizes de qualidade de conteúdo

As políticas de conteúdo do Google AdSense são abrangentes e incluem diretrizes de qualidade das políticas do Webmaster/Search Console. Abaixo destacamos algumas das políticas mais relevantes para criadores de conteúdo do YouTube.

Lembrete: as diretrizes se aplicam ao seu canal como um todo. Se descobrirmos que o objetivo de um canal é postar conteúdo que não atende às nossas diretrizes, o criador de conteúdo pode ser suspenso do Programa de Parcerias.

Crie conteúdo que agregue valor e seja exclusivo e relevante. Incluímos alguns exemplos de conteúdo que não atende a esses padrões e, por isso, não pode gerar receita. Esta não é uma lista completa.

  • Conteúdo reutilizado. Essa categoria inclui vídeos que não fornecem comentários originais significativos nem têm valor educativo. A classificação também pode significar que nossa equipe constatou que grande parte do conteúdo do seu canal corresponde completamente ou é muito semelhante a outros vídeos. Por exemplo:
    • vídeos de terceiros unidos por meio de edição, com pouca ou nenhuma alteração;
    • conteúdo de terceiros compilado sem narrativa;
    • conteúdo enviado primeiro em outro lugar;
    • conteúdo enviado diversas vezes e por vários usuários.
  • Conteúdo repetitivo: vídeos que parecem ter sido produzidos em massa para aumentar as visualizações, sem adicionar valor educativo ou de outro tipo. Alguns exemplos desse tipo de conteúdo são:
    • vozes sintéticas lendo conteúdo de terceiros ou sem sentido;
    • vários vídeos quase idênticos de um mesmo canal;
    • conteúdo repetitivo ou sem criatividade, que não adiciona valor educativo, comentários ou narrativas;
    • conteúdo produzido em massa ou gerado por meio de programas;
    • apresentações de slides com imagens ou texto com pouco ou nenhum comentário, valor educativo ou narrativa.

Observação: talvez você consiga gerar receita com o conteúdo de terceiros se tiver os direitos de uso comercial sobre ele e adicionar valor ao conteúdo de alguma forma. Isso pode incluir edição de alta qualidade, adição de comentários ou narrativa, entre outros.

Violações de anúncios

Exemplos de violações de anúncios:

  • clicar nos seus próprios anúncios por qualquer motivo
  • encorajar outros usuários a clicarem nos seus anúncios
  • usar métodos enganosos de implementação para gerar cliques

Uso de sites e ferramentas de terceiros

Exemplos de uso indevido de sites e ferramentas de terceiros:

  • empregar ou encarregar sites e ferramentas de terceiros de gerar inscritos ou visualizações artificial ou manualmente
  • incorporar anúncios, patrocínios ou promoções de terceiros em cima ou dentro do conteúdo do seu vídeo
  • vender seu canal do YouTube e/ou o canal de parceiro por meio de sites de terceiros para ter lucro monetário
  • manipular ou incentivar outros usuários a clicar em recursos do vídeo, como "Gostei" ou "Adicionar como favorito".
Este artigo foi útil para você?
Como podemos melhorá-lo?