Fazer o upload das conversões

Sobre o upload de conversões off-line

As conversões de alguns anunciantes começam on-line e terminam off-line. Por exemplo, um consumidor inicia uma pesquisa on-line para comprar, clica em um anúncio e telefona para um call-center para concluir a compra. Ou um consumidor com um smartphone toca no botão "ligar agora" de um anúncio e compra um item por telefone.

Para essas conversões, o Search Ads 360 terá automaticamente dados sobre a parte on-line. Caso você queira fornecer dados sobre a parte off-line, seja para aprimorar seus relatórios, otimizar uma estratégia de lances ou usar essas informações em regras automatizadas, utilize um serviço de rastreamento de chamadas que analise o tráfego da central de atendimento, atribua chamadas à publicidade em pesquisa e faça o upload automático das conversões. Outra opção é fazer o upload das conversões por conta própria.

Integração com serviços de rastreamento de chamadas

Todos estes provedores de serviços de rastreamento de chamadas podem fazer o upload automático dos dados de conversão para o Search Ads 360:

Para fazer o upload de dados a partir desses serviços, entre em contato com o provedor de serviços.

Opções para o upload de conversões off-line por conta própria

Se você usar um serviço de rastreamento de chamadas que não se integra ao Search Ads 360, será possível usar qualquer uma destas técnicas para fazer o upload de conversões off-line:

  • Upload a partir de uma bulksheet:
    Insira os dados sobre as conversões em uma planilha e faça o upload dela no Search Ads 360.
    As conversões off-line para mecanismos sociais e de rastreamento automático só podem ser enviadas pela Search Ads 360 Conversions API.
  • Upload a partir da Search Ads 360 API:
    Se você tem um sistema de computador que mantém dados de conversão, pode criar um programa que usa a Search Ads 360 API (interface de programação do aplicativo) para fazer o upload de conversões automaticamente. Para usar a API, será preciso trabalhar com um programador que entenda de transferência de estado representativo (REST) ou outras linguagens de programação padrão.
  • Upload pela API Campaign Manager 360:
    Se você usa o Campaign Manager 360 para campanha de display e o Search Ads 360 para campanha de pesquisa, pode fazer o upload de conversões pela API Campaign Manager 360 em vez da API Search Ads 360. Essa é a solução mais adequada se você usa o Campaign Manager 360 e consegue identificar conversões pelo ID criptografado do usuário, do dispositivo móvel ou de clique do Google. É importante que você use a API Campaign Manager 360 ou a API Search Ads 360, mas não as duas: as conversões que você envia das duas APIs não incluem duplicações, e isso pode causar discrepâncias nos dados.

Permissões necessárias para o upload de conversões

Para fazer o upload de conversões de qualquer origem (bulksheets, API Search Ads 360 ou API Campaign Manager 360), é necessário ter acesso para editar ao anunciante em que você está fazendo o upload de conversões.

Em uma configuração compartilhada do Floodlight, é necessário ter acesso para edição a cada anunciante filho em que você quer fazer o upload de conversões. Não é preciso acessar o anunciante pai nem os anunciantes filhos de que você não está fazendo upload de conversões.

Se usar códigos de clique para atribuir conversões, verifique se você tem acesso para edição ao anunciante que gerou o ID de clique. Se você especificar um ID de clique de um anunciante a que não tem acesso para edição, o upload não será realizado.

Detalhes importantes sobre o upload de conversões a partir de uma bulksheet ou da Search Ads 360 API

Os detalhes desta seção se aplicam somente a conversões enviadas por bulksheets do Search Ads 360 ou da API Search Ads 360. Eles não se aplicam às conversões enviadas pela API Campaign Manager 360.

As conversões enviadas por upload ignoram as janelas de lookback do Floodlight.

Quando o usuário interage com o anúncio e acessa uma página da Web habilitada para o Floodlight, o sistema usa as janelas de lookback para decidir se incluirá a interação em uma atividade do Floodlight. Por exemplo, se o usuário clicar em um dos seus anúncios e visitar o site com Floodlight ativado 15 dias depois, mas sua janela de lookback para cliques só tiver 10 dias, nenhuma atividade será registrada. Configure as janelas de lookback no seu anunciante do Campaign Manager 360.

No entanto, se você atribui conversões off-line a cliques ou visitas, o modelo de atribuição de último clique padrão ignora a janela de lookback do Floodlight. Portanto, o modelo de último clique atribui uma conversão a um clique ou a uma visita independentemente do tempo transcorrido entre o clique e a conversão. Continuando com o exemplo acima, se você fizer upload de uma conversão referente a um clique ocorrido há 15 dias, o Floodlight contará essa conversão mesmo que a janela de lookback esteja definida como 10 dias. Para impedir atribuições acidentais, a prática recomendada é fazer upload de conversões assim que elas estiverem disponíveis e evitar o upload de conversões referentes a cliques ocorridos fora da janela de lookback. Se você armazenar códigos de clique em um registro da Web, cada entrada desse registro normalmente incluirá um timestamp. Use este carimbo de data/hora para filtrar os cliques que ocorreram fora da janela de lookback.

O Search Ads 360 aplica a janela de lookback em modelos de atribuição diferentes do último clique padrão.

Conversões enviadas por upload ignoram instruções do Floodlight

As instruções do Floodight transformam os dados brutos registrados por uma atividade do Floodlight, como a alteração da moeda de uma transação registrada. O Search Ads 360 não aplica as instruções do Floodlight às conversões enviadas.

Fazer upload de variáveis ​​personalizadas do Floodlight não compatíveis com bulksheets

Não é possível especificar variáveis ​​personalizadas do Floodlight para conversões enviadas por bulksheets. Para fazer upload de dados personalizados de conversões off-line, use a API de conversão do Search Ads 360.

Modelos de atribuição: somente algumas conversões off-line são incluídas

Veja quais tipos de modelos de atribuição podem ser aplicados a conversões off-line

Quando posso usar os dados enviados por upload?

Se você especificar um registro de data e hora de conversão de hoje ou ontem para uma conversão, suas métricas aparecerão na interface do gerenciamento da campanha em até uma hora após o upload. Caso você defina um carimbo de data/hora de conversão anterior a ontem, as métricas serão atualizadas em 8 a 24 horas.

É possível fazer o upload de conversões históricas?

Depende. As conversões históricas estão sujeitas a algumas restrições:

  • As conversões atribuídas a palavras-chave, anúncios, grupos de produtos ou visitas são incluídas obrigatoriamente no modelo de atribuição de último clique, seja qual for o momento do upload. Já no caso das conversões atribuídas a IDs de clique do Google (GCLIDs), isso acontece após 60 dias.
  • Não será possível fazer o upload de conversões atribuídas a GCLIDs se uma das seguintes condições for verdadeira:
    • O carimbo de data/hora da conversão é anterior a 90 dias.
    • O GCLID tem mais de 90 dias.
  • Não é possível editar conversões referentes a um GCLID com mais de 90 dias. No entanto, você pode editar conversões de até dois anos informando os códigos de conversão e de critério.
  • Não é possível fazer o upload de conversões com carimbo de data/hora anterior a dois anos.
  • Você não pode fazer o upload de carimbos de data/hora de conversões com mais de 14 dias para usar nos lances durante o leilão.

Os relatórios do Campaign Manager 360 contêm as conversões enviadas por upload?

Não. O Search Ads 360 não manda as conversões enviadas por bulksheets ou pela API Search Ads 360, nem as conversões adicionadas ou editadas, ao Campaign Manager 360. Os relatórios gerados no Criador de relatórios do Campaign Manager 360 e os arquivos de transferência de dados não mostram as conversões enviadas pela API Search Ads 360 ou bulksheets.

Vamos começar?

  1. Saiba mais sobre as práticas recomendadas para fazer upload de conversões off-line.
  2. Configure as atividades do Floodlight para rastrear conversões off-line.
  3. Se você usar a Search Ads 360 API para fazer o upload de conversões ou se quiser atribuir conversões aos IDs de clique do Google:
    1.  Ative a Conversion API para o anunciante.
    2. Trabalhe com seu webmaster para começar a armazenar o ID de clique.
      Será necessário armazenar o valor do parâmetro gclid que o Search Ads 360 adiciona aos URLs da página de destino cada vez que um cliente clica em um anúncio e visita seu site. Por exemplo, configure seus registros da Web para armazenar esses dados. O valor diferencia maiúsculas de minúsculas. Por isso, verifique se os registros da Web e o software de rastreamento não alteram o ID de clique.

      Além disso, é possível encontrar os IDs de clique nas colunas ID de clique externo da visita ou ID de clique externo da conversão do relatório Conversões e visitas.

  4. Use as bulksheets, a API Search Ads 360 ou a API Campaign Manager 360 para fazer o upload das conversões off-line.
Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?