Bem-vindo à Central de Ajuda do Search Ads 360, uma plataforma de gerenciamento de campanhas de marketing de busca.  Embora a Central de Ajuda esteja disponível para o público, o acesso ao produto Search Ads 360 está disponível apenas para clientes inscritos e que estão conectados à plataforma. Para se inscrever ou saber mais, entre em contato com nossa equipe de vendas.

Relatório de conversões e visitas

Para ver detalhes sobre as conversões e as visitas registradas por atividades do Floodlight e pelo Search Ads 360, faça o download de um Relatório de conversões e visitas. Na bulksheet baixada, existe uma linha para cada conversão e visita no escopo do relatório. Cada linha contém informações como estas:

  • As visitas e os itens atribuídos à conversão (por exemplo, você verá qual anúncio, palavra-chave, grupo de produtos ou sitelink levou à conversão)
  • A hora e a data da visita que levaram à conversão, bem como a hora e a data da conversão em si. Isso ajuda a ver o tempo que passou entre o momento em que os clientes visitaram o site pela primeira vez e o momento em que fizeram a conversão. Por exemplo, se você souber que normalmente leva um dia para que os visitantes façam a conversão, saberá também que sempre deverá aguardar 24 horas antes de ter uma análise completa sobre o desempenho da campanha
  • O tipo de dispositivo em que a conversão ocorreu
  • A atividade do Floodlight que registrou a conversão

A análise desses dados pode ajudar você a encontrar novas palavras-chave comuns ou negativas. Além disso, é possível usar o relatório para editar conversões existentes ou fazer upload de novas conversões.

Sem conversões em escala

Pode ser que o Search Ads 360 não consiga medir diretamente as conversões do Floodlight e as metas e transações importadas do Google Analytics quando os cookies do site que armazenam informações sobre cliques no anúncio não estão disponíveis. Isso pode ocorrer devido a alguns fatores, como as configurações do navegador ou do app, mesmo que você use uma das soluções de inclusão de tag em todo o site do Google. Nesses casos, o Search Ads 360 usa o aprendizado de máquina e dados históricos para modelar o número de conversões e a parcela da receita de conversão que não podem ser medidos de forma direta. Os relatórios e as estratégias de lances no Search Ads 360 utilizam a estimativa resultante para dimensionar as métricas de conversão e dar uma visão mais completa de como sua publicidade gera conversões.

Um relatório de conversões e visitas não inclui conversões em escala. Ele mostra somente as conversões que foram medidas diretamente. O número de conversões em um relatório de conversões e visitas não corresponde necessariamente ao número da coluna do Floodlight.

Fazer download de um relatório de conversões e visitas

  1. Navegue até um anunciante ou reduza o escopo.
    Etapas para acessar um anunciante
    1. Clique na barra de navegação para exibir as opções de navegação.

    2. Na lista Agência, clique na agência que inclui o anunciante. É possível pesquisar por nome ou usar a barra de rolagem para procurar na lista.

    3. Na lista Anunciante, clique no anunciante.

    4. Clique em Aplicar ou pressione a tecla Enter.

    O Search Ads 360 exibe a página do anunciante, que contém dados de todas as contas de mecanismo dele.

  2. Se preferir, crie um filtro para exibir somente os anúncios, as palavras-chave ou os grupos de produtos que constarão no relatório.
  3. Selecione um período para o relatório.
  4. Clique no ícone de download Download icon na barra de ferramentas acima da tabela e selecione as seguintes opções:
    • Escopo: seleção atual na tabela
    • Colunas: colunas editáveis (para novo upload).
    • Incluir tipos: "Conversões" e "Visitas"

      Se você planeja usar o relatório para editar ou criar novas conversões, desmarque as caixas de seleção de outros tipos de filtros para evitar o upload de alterações não pretendidas.

      Por exemplo, se você fizer download pela guia "Palavras-chave", desmarque a caixa de seleção "Palavras-chave" para não alterar acidentalmente as palavras-chave na bulksheet e fazer upload das alterações.

    • Filtros: incluir linhas sem impressões
  5. Clique em Fazer download.

O Search Ads 360 transfere uma bulksheet para a pasta de downloads do seu navegador. A bulksheet contém uma linha para cada conversão e visita. Se o relatório tiver conversões atribuídas a visitas com mais de 90 dias, os códigos de clique não serão incluídos. As conversões e as colunas de conversão aparecem primeiro no relatório, seguido das visitas e das colunas de visita.

Colunas de conversão

Ao fazer o download de um relatório com o tipo Conversões, você verá as seguintes colunas:

  • Row type: Conversion
  • Conversion ID: um código gerado pelo Search Ads 360 para identificar a conversão de maneira exclusiva.
  • Advertiser conversion ID: um código exclusivo fornecido opcionalmente pelo anunciante. Normalmente, ele é um número de pedido, um identificador de transação ou outro tipo de identificador que seja relevante para o anunciante. Se o anunciante não informar um código, o Search Ads 360 criará um.
  • Conversion revenue: o valor monetário da conversão. Esse valor poderá ser diferente de Conversion original revenue se for um valor convertido em moeda, como resultado de uma instrução do Floodlight.
  • Conversion original revenue: o valor da receita repassado pelo site.
  • Conversion visit ID: o código do Search Ads 360 da visita associada a essa conversão. Ele pode ser usado para fazer referência cruzada com o relatório "Visita".
  • Conversion visit date: a data da visita associada a essa conversão (no  fuso horário da conta de mecanismo).
  • Conversion visit timestamp: a data e o horário em que a visita associada a essa conversão começou (no fuso horário da conta de mecanismo, no formato ISO 8601). É um excelente recurso para solucionar problemas quando combinado com a coluna Conversion timestamp. É possível determinar o tempo decorrido entre o clique do usuário no anúncio e a realização da compra.
  • Conversion date: a data em que a conversão ocorreu (no fuso horário da conta de mecanismo).
  • Conversion timestamp: a data e a hora em que a conversão ocorreu (no fuso horário da conta de mecanismo, no formato ISO 8601). É um excelente recurso para solucionar problemas quando combinado com a coluna Conversion visit timestamp.
  • Account time zone: exibido no formato de local (por exemplo, América/Chicago). Somente em inglês.
  • Attribution type: a conversão é atribuída à visita ou à combinação de palavra-chave/anúncio.
  • Conversion type: ação ou transação.
  • Conversion search term: o termo de pesquisa que levou à visita e, por fim, à conversão.
  • Conversion referrer: o URL da página que o cliente visitou imediatamente antes da página de conversão.
  • Conversion external click ID: o código gerado pelo Google para o clique (GCLID) que levou à conversão. Esse código será gerado somente se você ativar a vinculação entre produtos específicos do Google ou se habilitar o serviço da API Conversion no Search Ads 360. O ID de clique não será incluído se a conversão atribuída à visita tiver mais de 90 dias.
  • Floodlight activity name: o nome da atividade do Floodlight que registrou a conversão.
  • Floodlight activity ID: o código do Search Ads 360 atribuído à atividade do Floodlight que registrou a conversão.
  • Floodlight activity group name: o nome do grupo do Floodlight que contém a atividade do Floodlight que registrou a conversão.
  • Floodlight activity group ID: o código do Search Ads 360 atribuído ao grupo do Floodlight que contém a atividade que registrou a conversão.
  • Floodlight event request string: os atributos e valores enviados pela tag do Floodlight ou pelo snippet de evento que registrou a conversão.
  • Variáveis personalizadas do Floodlight: cada variável personalizada do Floodlight que você configura para o anunciante do Search Ads 360 é exibida como uma coluna. A coluna contém os dados que a variável registrou para a conversão específica.

Colunas de visita

Ao fazer o download de um relatório com o tipo Visitas, você verá as seguintes colunas:

  • Row type: Visit
  • Visit ID: código gerado pelo Search Ads 360 que pode ser usado para fazer referência cruzada com um relatório de conversão.
  • Visit search query: os termos de pesquisa que levaram à visita. Se um mecanismo de pesquisa criptografar as pesquisas dos clientes, os termos de pesquisa reais que o cliente inseriu não estarão disponíveis.
  • Visit date: a data da visita (no fuso horário da conta de mecanismo).
  • Visit timestamp: a data e a hora em que a visita começou (no fuso horário da conta de mecanismo, no formato ISO 8601).
  • Account time zone: exibido no formato de local (por exemplo, América/Chicago). Somente em inglês.
  • Visit network: Search ou Content para o Google Ads. Aparece vazio para outros tipos de mecanismo.
  • Visit referrer host: (por exemplo, www.google.co.uk) para anúncios em exibição, esse valor informa qual host levou à visita ou à conversão. Também é possível usar essa informação para determinar se é necessário ativar a rede do AdSense para pesquisas (AFS). A AFS é uma rede adicional que pode ser ativada no Google Ads. Saiba mais sobre o AdSense para pesquisas.

    Se o clique relacionado à visita for direcionado por um protocolo seguro, como HTTPS, talvez essa coluna seja exibida em branco.
  • Visit referrer path: (por exemplo, /search) é um recurso útil ao analisar os relatórios de posição.

    Se o clique relacionado à visita for direcionado por um protocolo seguro, como HTTPS, talvez essa coluna seja exibida em branco.
  • Visit external click ID: o ID gerado pelo Google para o clique (GCLID) que iniciou a visita. Esse código será gerado somente se você ativar a vinculação entre produtos específicos do Google ou se habilitar o serviço da API Conversion no Search Ads 360. 
Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?
Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal
Pesquisar na Central de Ajuda
true
263
false