Modo de consentimento (beta)

O modo de consentimento (beta) permite-lhe ajustar o comportamento das suas etiquetas da Google com base no estado do consentimento dos utilizadores. Pode indicar se foi concedido consentimento aos cookies do Analytics e do Google Ads. As etiquetas da Google adaptam-se dinamicamente, ao utilizar apenas as ferramentas de medição para os fins especificados quando o utilizador tiver dado o seu consentimento.

Nota: o modo de consentimento tem de ser implementado nas páginas Web de uma forma que carregue as etiquetas antes de a caixa de diálogo de consentimento ser apresentada. Desta forma, as etiquetas da Google ajustam o respetivo comportamento de acordo com a opção de consentimento de cookies do utilizador. Certifique-se de que a sua implementação carrega as etiquetas da Google em todos os casos e não apenas se o utilizador der o seu consentimento, caso contrário, a Google não irá receber os pings necessários para obter uma medição exata

Os produtos que suportam o modo de consentimento incluem:

  • Google Ads*
  • Floodlight
  • Google Analytics

* Inclui o acompanhamento de conversões e o remarketing do Google Ads; aguarda suporte para conversões de chamadas telefónicas.

Uma vez implementado, o modo de consentimento ajusta o comportamento destes tipos de pings:

  • Pings de estado do consentimento (etiquetas do Google Ads e do Floodlight): os pings de estado do consentimento são enviados a partir de cada página visitada pelo utilizador em que o modo de consentimento está implementado. São também acionados para algumas etiquetas se o estado do consentimento mudar de recusado para concedido. (Por exemplo, se o utilizador der o seu consentimento numa caixa de diálogo de consentimento) Estes pings comunicam o estado do consentimento predefinido configurado pelo proprietário do site e/ou o estado de consentimento atualizado (como concedido ou recusado) para cada tipo de consentimento (por exemplo, armazenamento de dados para medição de anúncios e análise de comportamento do utilizador).
  • Pings de conversão: os pings de conversão são enviados para indicar que ocorreu uma conversão.
  • Pings do Google Analytics: os pings do Google Analytics são enviados em cada página de um Website onde o Google Analytics esteja implementado e quando os eventos são registados.

Quando o consentimento é concedido, as funções de medição associadas são processadas com os respetivos comportamentos predefinidos.

Quando o consentimento para armazenamento de dados para medição de anúncios e análise de comportamento do utilizador for negado, as funções de medição da Google associadas implementadas através de etiquetas globais do site ou do Gestor de Etiquetas da Google ajustam o respetivo comportamento em conformidade.

Em todos os casos, os pings podem incluir:

  • Informações funcionais (como cabeçalhos adicionados passivamente pelo navegador):
    • Data/hora
    • Agente do utilizador (apenas na Web)
    • Referenciador
  • Informações agregadas/não identificáveis:
    • Indicação do facto de a página atual ou uma página anterior na navegação do utilizador no site incluir ou não informações de cliques em anúncios no URL (por exemplo, GCLID/DCLID).
    • Informações booleanas sobre o estado do consentimento.
    • Número aleatório gerado em cada carregamento de página
    • Informações acerca da plataforma de consentimento utilizada pelo proprietário do site (por exemplo, o ID do programador)

Comportamento do modo de consentimento

Além disso, os pings de consentimento e conversão podem incluir os seguintes comportamentos, consoante o estado das definições de consentimento e a configuração das etiquetas.

Os comportamentos predefinidos funcionam como se todas as opções de consentimento tivessem sido concedidas:

ad_storage='granted' e analytics_storage='granted'

Web

Apps para dispositivos móveis

  • Os cookies relativos a publicidade podem ser lidos e escritos.
  • Os endereços IP são recolhidos.
  • O URL completo da página Web, incluindo as informações de cliques em anúncios nos parâmetros de URL (por exemplo, GCLID/DCLID), é recolhido.
  • Os cookies da Web de terceiros definidos anteriormente em google.com e em doubleclick.net e os cookies de conversão originais (por exemplo, _gcl_*) estão acessíveis.
  • Os identificadores de publicidade (por exemplo, o ID de publicidade/IDFA) podem ser recolhidos.
  • O ID de instância da app gerado pelo SDK do Google Analytics para Firebase é recolhido.

Quando uma ou mais formas de consentimento não são concedidas, existem comportamentos adicionais a considerar:

ad_storage='denied'

Web

Apps para dispositivos móveis

  • Não é possível escrever novos cookies relativos a publicidade.
  • Não é possível ler quaisquer cookies de publicidade originais existentes.
  • Os pedidos são enviados através de um domínio diferente para evitar que os cookies de terceiros definidos anteriormente sejam enviados nos cabeçalhos dos pedidos.
  • O Google Analytics não lê nem escreve os cookies do Google Ads e as funcionalidades dos Google signals não acumulam dados para este tráfego.
  • O URL completo da página é recolhido e pode incluir as informações de cliques em anúncios nos parâmetros de URL (por exemplo, GCLID/DCLID). As informações de cliques em anúncios só serão utilizadas para estimar uma medição precisa do tráfego.
  • Os endereços IP são utilizados para obter o país do IP, mas nunca são registados pelos nossos sistemas do Google Ads e do Floodlight e são imediatamente eliminados após a recolha. Nota: o Google Analytics recolhe endereços IP como parte das comunicações normais da Internet. Saiba mais acerca da anonimização de IPs no Google Analytics.
  • Nenhum ID de publicidade, IDFA ou IDFV pode ser recolhido.
  • As funcionalidades dos Google signals não acumulam para este tráfego.
  • Os endereços IP são utilizados para obter o país do IP, mas nunca são registados pelos nossos sistemas do Google Ads e do Floodlight e são imediatamente eliminados após a recolha. Nota: o Google Analytics recolhe endereços IP como parte das comunicações normais da Internet. Saiba mais acerca da anonimização de IPs no Google Analytics.

ad_storage='denied' e ads_data_redaction='true'

Web

  • Não é possível escrever novos cookies relativos a publicidade.
  • Não é possível ler quaisquer cookies de publicidade existentes.
  • Os pedidos são enviados através de um domínio diferente para evitar que os cookies de terceiros definidos anteriormente sejam enviados nos cabeçalhos dos pedidos.
  • O Google Analytics não lê nem escreve os cookies do Google Ads e as funcionalidades dos Google signals não acumulam dados para este tráfego.
  • Os identificadores de cliques em anúncios (por exemplo, GCLID/DCLID) nos pings de consentimento e de conversão são ocultados.
  • Os endereços IP são utilizados para obter o país do IP, mas nunca são registados pelos nossos sistemas do Google Ads e do Floodlight e são imediatamente eliminados após a recolha. Nota: o Google Analytics recolhe endereços IP como parte das comunicações normais da Internet. Saiba mais acerca da anonimização de IPs no Google Analytics.
  • Os URLs de páginas com identificadores de cliques em anúncios são ocultados.

analytics_storage='denied'

Web

Apps para dispositivos móveis

  • Não lê nem escreve cookies de estatísticas originais.
  • Os pings sem cookies são enviados para o Google Analytics para fins de medição e modelação básicas.
  • O Google Optimize não é afetado por esta definição.
  • Os eventos sem identificadores de dispositivo ou de utilizador são enviados para o Google Analytics para fins de medição e modelagem básicos.
A informação foi útil?
Como podemos melhorá-la?
Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal
Pesquisar no Centro de ajuda
true
69256
false