Notificação

Receba respostas para suas perguntas rapidamente twittando ao @TeamYouTube em português. Estamos aqui para ajudar e trazer a você as últimas notícias e atualizações!

Política contra assédio e bullying virtual

A segurança dos criadores de conteúdo, espectadores e parceiros é nossa maior prioridade. Queremos a ajuda de todos para proteger esta comunidade dinâmica e única. É importante que você conheça nossas diretrizes da comunidade e entenda o papel que elas exercem na responsabilidade compartilhada de proteger o YouTube. Reserve um tempo para ler as políticas abaixo com atenção. Nesta página, você encontra uma lista completa das diretrizes.

Não permitimos conteúdo destinado a pessoas contendo ofensas ou injúria com base em características físicas ou por pertencer a um grupo protegido por lei, como por idade, deficiência, etnia, gênero, orientação sexual ou raça. Outros comportamentos prejudiciais, como ameaças ou doxxing, também não são permitidos. Lembre-se que adotamos uma abordagem mais rígida em conteúdos classificados para menores.

Caso você encontre conteúdo que viola esta política, denuncie. Acesse este link para conferir instruções sobre como denunciar violações das nossas diretrizes da comunidade. Se quiser denunciar muitos vídeos ou comentários, é possível denunciar o canal. Consulte a Central de segurança do criador de conteúdo e o artigo Segurança no YouTube para encontrar dicas sobre como manter sua conta segura e proteger sua privacidade.

Se você receber ameaças específicas e sentir que sua segurança está em risco, denuncie o caso diretamente ao órgão local responsável pelo cumprimento da lei.

O que esta política significa para você

Se você envia conteúdo

Não publique no YouTube conteúdo que se encaixe em alguma das descrições abaixo.

  • Conteúdo com injúria ou ofensas feitas com base nos atributos intrínsecos de uma pessoa. Isso inclui pertencer a um grupo protegido, ter determinados traços físicos ou ser vítima de abuso sexual, divulgação de imagens íntimas não consensuais, violência doméstica, abuso infantil etc.
  • Conteúdo enviado com o objetivo de humilhar, enganar ou insultar menores. Ou seja, proferir xingamentos, fazer com que um menor sinta emoções desagradáveis, como angústia, vergonha ou falta de valor, ou tentar induzi-los a se comportar de forma prejudicial a si mesmos ou às propriedades deles. Um menor é uma pessoa com menos de 18 anos.
Outros tipos de conteúdo que violam esta política
  • Conteúdo que compartilhe, ameace compartilhar ou incentive outras pessoas a compartilhar informações de identificação pessoal (PIIs) não públicas. 
    • PIIs incluem, entre outras, endereços residenciais, endereços de e-mail, credenciais de login (como nome de usuário ou senha), números de telefone, números de passaporte, histórico médico ou informações de conta bancária.
    • Isso não inclui a divulgação de informações públicas amplamente disponíveis, como o número de telefone do escritório de um administrador público ou de uma empresa. 
    • Esta política se aplica ao compartilhamento de PIIs suas ou de outras pessoas e às situações em que elas são compartilhadas por acidente.
    • O conteúdo precisa indicar claramente quando PIIs falsas forem compartilhadas, por exemplo, credenciais de login falsas para um treinamento.
  • Conteúdo que incentive comportamentos abusivos, como assédio coletivo. Isso ocorre quando um indivíduo incentiva o abuso coordenado de um indivíduo identificável dentro ou fora do YouTube.
  • Conteúdo que promova teorias da conspiração nocivas ou que seja direcionado a alguém alegando que essa pessoa faz parte de uma teoria da conspiração nociva. Uma teoria da conspiração é considerada nociva quando é vinculada a ameaças diretas ou atos violentos.
  • Conteúdo com ameaças a uma pessoa identificável ou à propriedade dela. Isso inclui ameaças implícitas que não necessariamente especificam um horário ou local, mas que mostram uma arma, por exemplo.
  • Conteúdos com encenações de encontros usados para acusar um indivíduo identificável de má conduta grave com um menor, sem a presença da polícia.
  • Conteúdo que comemore ou ridicularize a morte ou os ferimentos graves de um indivíduo identificável.
  • Conteúdo que simula de forma realista vítimas ou menores de idade em tragédias bem documentadas ou fatais descrevendo a morte ou a violência sofrida.
  • Conteúdo que mostre criadores simulando atos de violência grave contra outras pessoas. Por exemplo, execuções, tortura, mutilação, espancamento etc.
  • Conteúdo que mostre perseguição a um indivíduo identificável.
  • Conteúdo que negue ou minimize a condição de alguém enquanto vítima de um conflito violento importante bem documentado.
  • Conteúdo que apresente sexualização indesejada de um indivíduo identificável. Isso inclui:
    • Conteúdo que descreva alguém de forma obscena, degradante e sexualmente explícita.
    • Conteúdo que compartilhe, solicite ou ensine a distribuir imagens íntimas não consensuais.
    • Conteúdo que fantasie, ameace ou promova abuso sexual.

A política é aplicável a vídeos, descrições, comentários, transmissões ao vivo e qualquer outro produto ou recurso do YouTube. Essa não é uma lista completa. Essas políticas também se aplicam a links externos no seu conteúdo. Isso pode incluir URLs clicáveis, direcionamento verbal dos usuários para outros sites no vídeo, entre outros.

Exceções

Se o objetivo principal do vídeo for de natureza educativa, documentativa, científica ou artística, a publicação de conteúdo com situações de assédio poderá ser permitida. Essas exceções não são um passe livre para assediar alguém. Veja alguns exemplos:

  • Discussões relacionadas a oficiais de alto escalão ou líderes: conteúdo que apresente debates ou discussões de assuntos atuais envolvendo indivíduos em posições de poder, como oficiais de alto escalão do governo ou CEOs de empresas multinacionais.
  • Performances ensaiadas: insultos feitos em um contexto artístico, como uma sátira ensaiada, comédia de stand-up ou músicas (incluindo diss). Observação: essa exceção não é um passe livre para assediar outras pessoas e depois dizer que "era só brincadeira".
  • Educação ou conscientização para o assédio: conteúdo que apresente assédio real ou simulado com propósito documental ou com o consentimento dos participantes (como os atores), para combater o bullying virtual ou gerar conscientização.

Observação: somos muito rigorosos com relação a conteúdo que insulte alguém pelo fato de pertencer a um grupo protegido, seja a pessoa atacada famosa ou não.

Monetização e outras penalidades

Em alguns casos raros, podemos remover o conteúdo ou aplicar outras penalidades quando o criador de conteúdo:

  • incentiva repetidamente o público a ter comportamento abusivo;
  • envia com frequência vídeos que ofendem e assediam um indivíduo identificável por causa de atributos intrínsecos dele;
  • expõe um indivíduo a riscos ou perigo físico com base no contexto político ou social do local;
  • cria conteúdo que afeta negativamente a comunidade do YouTube, incitando a hostilidade entre criadores de conteúdo com o objetivo de lucrar financeiramente.

Exemplos

Veja alguns exemplos de conteúdo não permitido no YouTube:

  • Mostrar repetidamente fotos de uma pessoa e fazer comentários como: "Olhe os dentes dessa coisa, que nojentos!", e comentários semelhantes contra atributos intrínsecos ao longo do vídeo.
  • Assediar um indivíduo por fazer parte de um grupo protegido, como ao dizer "Olhe que [ofensa contra um grupo protegido]".
  • Assediar um indivíduo e alegar que ele está envolvido em tráfico de seres humanos no contexto de uma teoria da conspiração nociva vinculada a atos violentos ou ameaças diretas.
  • Insultar gravemente com o objetivo de desumanizar um indivíduo por conta de atributos intrínsecos. Por exemplo: "Olhe essa mulher, que baranga! Ela nem é gente, está mais para uma mutante ou um animal!".
  • Atacar uma pessoa e desejar que ela morra ou fique seriamente ferida: "Eu odeio tanto essa mulher. Queria mais é que ela fosse atingida por um caminhão e morresse!".
  • Mostrar um indivíduo identificável sendo assassinado ou seriamente ferido. Por exemplo: um vídeo inclui o clipe de um filme em que um personagem é brutalmente executado. O vídeo é editado, substituindo o rosto do ator pela foto de um indivíduo real.
  • Ameaçar a segurança física de alguém. Isso inclui ameaças explícitas, como: "Quando eu encontrar você no sábado, vou te matar". Também inclui insinuações de violência com declarações como: "É melhor tomar cuidado, vou achar você" enquanto empunha uma arma.
  • Postar informações de identificação pessoal não públicas de um indivíduo, como número de telefone, endereço residencial ou de e-mail, de forma a direcionar atenção abusiva ou tráfego para ele. Por exemplo, dizendo: "Consegui este número de telefone. Liguem e deixem mensagens até alguém atender!"
  • Fazer ataques ou abusos contra pessoas identificáveis por meio de chat por voz em jogos ou de mensagens durante uma transmissão ao vivo ("raiding", em inglês).
  • Orientar os usuários a deixar comentários abusivos na seção de comentários de outros criadores de conteúdo.
  • Adicionar links de sites externos que hospedam ou contêm imagens íntimas não consensuais.
  • Pedir que outros usuários entrem em contato para compartilhar imagens íntimas não consensuais.
  • Trotes para serviços de emergência, como direcioná-los enganosamente para o endereço de outra pessoa ("swatting", em inglês) ou incentivar os espectadores a fazer isso ou outros comportamentos abusivos.
  • Perseguir ou tentar chantagear usuários.
  • Conteúdo de videogame desenvolvido ou modificado (com "mods") para promover a violência contra um indivíduo.

Lembre-se de que esta lista não está completa. Não publique conteúdo caso ele possa violar esta política.

O que acontece se o conteúdo violar esta política?

Nesse caso, ele será removido e você vai receber uma notificação por e-mail. Se não for possível confirmar a segurança de um link, ele também será removido. Se o vídeo ou os metadados dele contiverem URLs com violações, vamos remover o conteúdo.

Se essa for sua primeira violação das diretrizes da comunidade, é provável que seu canal receba apenas um alerta, sem nenhuma penalidade. Você terá a chance de fazer um treinamento sobre a política para que o alerta expire após 90 dias. No entanto, se a mesma política for violada dentro desse período, o alerta não vai expirar e seu canal receberá um aviso. Se você violar outra política após concluir o treinamento, receberá um novo alerta.

Se você receber três avisos no período de 90 dias, seu canal será encerrado. Saiba mais sobre o sistema de avisos.

Poderemos encerrar seu canal ou conta por violações recorrentes das diretrizes da comunidade ou dos Termos de Serviço, bem como por um caso único de abuso grave ou se o canal for dedicado a uma violação da política. Podemos impedir que usuários que cometem violações com frequência façam treinamentos sobre políticas no futuro. Saiba mais sobre encerramentos de canal ou conta.

Isso foi útil?

Como podemos melhorá-lo?
Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal