Como ajudar os usuários a obedecer à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)

O Google tem um longo histórico de priorizar o usuário em tudo o que faz. Como parte desse compromisso, nunca vendemos informações pessoais e oferecemos aos usuários transparência e controle sobre as experiências de anúncio por meio de ferramentas como Minha conta, Por que esse anúncio? e Ignorar este anúncio. Também investimos em iniciativas como a Coalition for Better Ads, a Digital News Initiative, a Iniciativa Google Notícias e o ads.txt para oferecer um ecossistema de anúncios saudável e sustentável e ajudar vocês, nossos editores, a crescer. 

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) é uma nova lei de privacidade do Brasil que entrará em vigor em 16 de agosto de 2020. Ela se aplica ao processamento de dados pessoais, que podem incluir identificadores on-line, de usuários localizados no Brasil. Temos o compromisso de oferecer suporte a anunciantes, editores e outros parceiros à medida que trabalham para obedecer à LGPD, e também trabalharemos com eles para facilitar essa transição. 

A LGPD tem muitos conceitos em comum com o Regulamento geral de proteção de dados (GDPR) da Europa, e nossos produtos já oferecem recursos que ajudam os clientes a atender aos requisitos da LGPD, como a possibilidade de veicular anúncios não personalizados e fazer outras escolhas sobre o processamento de dados com base na localização geográfica de um usuário.

Este artigo mostra mais detalhes sobre como podemos ajudar você a obedecer à LGPD.

Atualizações de contrato

Já oferecemos termos de proteção de dados para o GDPR e a Lei de Privacidade do Consumidor da Califórnia. Os termos do GDPR refletem o status do Google como um operador ou um controlador. Atualizaremos esses termos de proteção de dados existentes para incluir termos específicos da LGPD, a partir de 16 de agosto de 2020. O status do Google na LGPD como controlador ou operador será o mesmo do GDPR. Os termos da LGPD serão incorporados aos termos de proteção de dados existentes, então não será preciso aceitá-los se os termos atuais já fizerem parte do seu contrato.

Mudanças na tecnologia de anúncio de terceiros

Impressões veiculadas por meio do Google Ad Manager, do Google AdSense e da AdMob

Para ajudar os editores do Ad Manager, do Google AdSense e da AdMob a manter a conformidade com a LGPD, mantemos uma lista de provedores de tecnologia de anúncio que:

  • compartilharam determinadas informações exigidas pela LGPD;
  • forneceram um link explicando o uso dos dados que os editores podem compartilhar com os usuários;
  • concordaram em obedecer à nossa política de uso de dados.

Desde 13 de agosto de 2020, a veiculação desses anúncios no Ad Manager, no Google AdSense ou na AdMob estava restrita a estes provedores de tecnologia de anúncio certificados para qualquer solicitação de anúncio com um IP no Brasil.

Com essa mudança, as campanhas do Google Ads e do Display & Video 360 só registrarão impressões de anúncio no Brasil se o provedor de tecnologia de anúncio usado pelo anunciante estiver na lista de provedores de tecnologia de anúncio desse país. Os provedores que trabalham com os anunciantes podem entrar em contato com o Google para obter a certificação e serem incluídos na lista de provedores de tecnologia de anúncio, caso ainda não estejam nela.

Se você usa produtos de publicidade do Google, recomendamos criar um link para a página Como o Google usa informações de sites ou apps que utilizam nossos serviços (por exemplo, na sua política de privacidade) que explica como gerenciamos dados nesses produtos. Isso fornecerá aos usuários informações sobre o uso dos dados pessoais deles pelo Google e ajudará a cumprir suas obrigações de transparência.

Controles de coleta, exclusão e retenção de dados

Além dos termos atualizados da LGPD, planejamos oferecer controles de produto para ajudar nossos clientes a obedecer à LGPD. Consulte as informações abaixo para saber mais sobre recursos relevantes de produtos para ajudar na conformidade com a LGPD. Se você achar que está no escopo dessa lei, fale com seu advogado e avalie se é necessário fazer mudanças.

Listas de público-alvo no Google Ads

Público-alvo segmentado por lista de clientes: só retemos os arquivos de dados enviados pelos anunciantes durante o tempo necessário para criar esses públicos-alvo e garantir a conformidade com nossas políticas. Consulte Como o Google usa os dados de segmentação por lista de clientes. Assim que os processos são concluídos, excluímos imediatamente os arquivos de dados enviados na interface do usuário ou na API. Para informações sobre como atualizar ou substituir um público-alvo segmentado por lista de clientes, consulte Atualizar sua lista de clientes.

Remarketing com tags do Google Ads ou do Floodlight: os anunciantes controlam quais usuários são adicionados às listas de remarketing e o tempo de permanência nelas. Se você usa a tag do Google Ads ou do Floodlight (no Google Marketing Platform) para remarketing, há várias maneiras de garantir que a tag não esteja ativa para os usuários que indicaram que não querem receber anúncios personalizados. Recomendamos consultar seu webmaster quanto às possíveis soluções, incluindo o Gerenciador de tags do Google ou a tag global do site. Caso você use a tag do Google Analytics para remarketing do Google Ads, saiba mais na seção de dados do Google Analytics abaixo.

Dados do Google Analytics

Há muito tempo, o Google Analytics fornece recursos e políticas para ajudar você a proteger seus dados. Os recursos a seguir são úteis para avaliar o impacto da LGPD na sua empresa e na implementação do Google Analytics.

  • Retenção de dados: use os controles de retenção de dados para gerenciar por quanto tempo as informações de usuários e eventos ficam armazenadas nos seus servidores.
  • Usuários: com a API User Deletion, você pode gerenciar a exclusão de todos os dados associados a identificadores de usuários específicos (como visitantes de sites) de propriedades do Google Analytics e/ou do Google Analytics 360.
  • Propriedades e contas: os clientes do Google Analytics também podem excluir dados de suas propriedades e/ou excluir dados de suas contas.
  • Remarketing: os anunciantes conseguem controlar quais usuários são adicionados às listas de remarketing. Se você usa o Google Analytics, pode garantir que os recursos de publicidade sejam desativados para usuários que preferem não receber anúncios personalizados. Se quiser desativar os recursos para esses usuários, incluindo o remarketing e Recursos de relatórios de publicidade, consulte o Desativar os Recursos de publicidade no guia "Recursos da Rede de Display".
Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?

Precisa de mais ajuda?

Faça login e veja mais opções de suporte para resolver o problema rapidamente.