Acerca dos relatórios agregados

Esta funcionalidade só está disponível no Analytics 360, que faz parte da Google Marketing Platform.
Saiba mais acerca da Google Marketing Platform.

Os relatórios agregados agregam dados de várias propriedades do Analytics e permitem-lhe ver os dados juntos nos mesmos relatórios.

Por exemplo, se tiver várias propriedades para sites de marca em países diferentes (example.fr, example.co.uk, etc.), pode agregar esses dados para ver métricas de desempenho global e detalhes, de forma a comparar o desempenho da marca nos diversos países.

Os relatórios agregados são constituídos por dois tipos de propriedade:

  • Propriedades de origem: propriedades individuais do Analytics que incluem dados de um site, uma aplicação ou um dispositivo ligado à Internet único.
  • Propriedades agregadas: propriedades que funcionam como agregadores dos dados de várias propriedades de origem.
Atualmente, não pode utilizar propriedades do Firebase nos relatórios agregados.

 

Neste artigo:

Dados

As propriedades agregadas podem incluir dados de propriedades Web e de aplicação, assim como propriedades cujos dados são carregados através do Protocolo de Medição.

As propriedades agregadas não incluem dados que importa para as propriedades de origem nem dados que associa a propriedades de origem (por exemplo, Google Ads, AdMob, AdSense, YouTube). Se pretender replicar os dados associados das propriedades de origem nas propriedades agregadas, tem de criar a mesma associação ao nível da agregação (por exemplo, associar as suas propriedades agregadas às contas do Google Ads ou AdMob relevantes).

As propriedades agregadas incluem dados em tempo real das respetivas propriedades de origem.

Não é possível enviar dados diretamente de um site ou de uma aplicação para uma propriedade agregada (por exemplo, ao etiquetar o site ou a aplicação com o ID de acompanhamento da propriedade agregada ou ao enviar resultados diretamente para a propriedade agregada através do Protocolo de Medição). Os resultados enviados diretamente para uma propriedade agregada são ignorados.

Intercalação de sessões

Quando os utilizadores são identificados pelo mesmo Client-ID ou User ID nas diversas propriedades de origem, os dados de sessão desses utilizadores são geralmente intercalados. Pode ocorrer uma exceção quando os utilizadores navegarem entre propriedades de origem e ultrapassarem os limites das definições de tempo limite da sessão (descrição abaixo).

Os tipos de propriedades de origem a partir dos quais os dados são intercalados incluem:

  • Propriedades de sites ligados através do acompanhamento de vários domínios.
  • Propriedades de diferentes diretórios ou subdomínios do mesmo domínio de nível superior.
  • Propriedades de User ID de sites ou aplicações que partilham o mesmo início de sessão.

Se os utilizadores não forem identificados pelo mesmo Client-ID ou User ID nas diversas propriedades de origem, os dados de sessão não são intercalados.

As definições de Tempo limite da sessão podem afetar a forma como as sessões são intercaladas quando os utilizadores navegam entre propriedades de origem.

Consequentemente, o número de sessões numa propriedade agregada não é necessariamente igual à soma de todas as sessões nas propriedades de origem. Os exemplos seguintes ilustram o modo como as sessões são intercaladas em diferentes circunstâncias.

ID igual em cada propriedade de origem

Por exemplo:

  • O utilizador tem ClientID_1 na propriedade de origem A
  • O utilizador tem ClientID_1 na propriedade de origem B
  • O utilizador navega entre as duas propriedades dentro do período de tempo de uma única sessão, como definido nas definições da propriedade.

Resultado

  • É iniciada e contabilizada 1 sessão na propriedade de origem A
  • É iniciada e contabilizada 1 sessão na propriedade de origem B
  • Essas 2 sessões são intercaladas e contabilizadas como 1 sessão na propriedade agregada.
ID diferente em cada propriedade de origem

Por exemplo:

  • O utilizador tem ClientID_1 na propriedade de origem A
  • O utilizador tem ClientID_2 na propriedade de origem B
  • O utilizador navega entre as duas propriedades dentro do período de tempo de uma única sessão, como definido nas definições da propriedade.

Resultado:

  • É iniciada e contabilizada 1 sessão na propriedade de origem A
  • É iniciada e contabilizada 1 sessão na propriedade de origem B
  • Essas 2 sessões não são intercaladas e são contabilizadas como 2 sessões na propriedade agregada
O efeito das definições de Tempo limite da sessão

Por exemplo:

  • O Tempo limite da sessão é de 30 minutos (a predefinição) em ambas as propriedades de origem e na propriedade agregada
  • O utilizador tem ClientID_1 na propriedade de origem A
    • Visualização de página na Página1 aos 0 minutos (página de destino)
    • Visualização de página na Página2 aos 40 minutos
    • Visualização de página na Página3 aos 80 minutos
  • O utilizador tem ClientID_1 na propriedade de origem B
    • Visualização de página na PáginaX aos 20 minutos
    • Visualização de página na PáginaY aos 60 minutos
    • Visualização de página na PáginaZ aos 120 minutos
  • O utilizador visualiza as páginas pela seguinte ordem:
    • Página1 aos 0 minutos
    • PáginaX aos 20 minutos
    • Página2 aos 40 minutos
    • PáginaY aos 60 minutos
    • Página3 em 80 minutos
    • PáginaZ aos 120 minutos

Resultado:

  • 3 sessões na propriedade de origem A, uma vez que as visualizações de página têm mais de 30 minutos de intervalo. Cada sessão tem uma única visualização de página.
  • 3 sessões na propriedade de origem B, uma vez que as visualizações de página têm mais de 30 minutos de intervalo. Cada sessão tem uma única visualização de página.
  • Essas 6 sessões são intercaladas e são contabilizadas como 2 sessões na propriedade agregada, porque as primeiras 5 visualizações de página ocorrem com intervalos inferiores a 30 minutos e a última visualização de página ocorre 40 minutos após a visualização de página anterior, pelo que resulta noutra sessão:
    • Uma sessão com 5 visualizações de página por esta ordem: Página1, PáginaX, Página2, PáginaY, Página3
    • Uma sessão com uma visualização de página: PáginaZ

Se definisse tempos limite de sessão diferentes para a propriedade agregada e para cada uma das propriedades de origem, poderia ter uma variação ainda maior nos resultados entre a contagem de sessões da propriedade agregada e a soma de sessões das propriedades de origem.

Requisitos

Uma propriedade agregada e todas as respetivas propriedades de origem devem todas pertencer à mesma conta do Analytics 360.

Tem de definir o nível de serviço de cada propriedade de origem como 360.

Uma propriedade de origem individual pode ser agregada a várias propriedades agregadas. No entanto, as propriedades agregadas não podem funcionar como propriedades de origem.

A configuração de propriedades agregadas não requer etiquetagem adicional.

Criação e gestão

Atualmente, a criação de propriedades agregadas é efetuada pela equipa de apoio técnico do Google Analytics 360.

Quando pretender criar propriedades agregadas, contacte o apoio técnico do Google Analytics 360 e forneça as informações seguintes:

  • Nome da empresa
  • Número de conta da conta do Analytics na qual pretende a propriedade agregada
  • Fuso horário da propriedade agregada [por exemplo, (GMT -08:00) Hora do Pacífico]
  • Nome de anfitrião predefinido (por exemplo, www.example.com)
  • Número das propriedades agregadas pretendidas

Assim que as propriedades agrupadas estiverem a funcionar, pode gerir a adição e remoção de propriedades de origem na Admin do Analytics em Propriedade > Gestão de propriedades agregadas. Saiba mais.

Limites de dados

Cada resultado processado por uma propriedade agregada é contabilizado em separado do resultado correspondente na propriedade de origem e contabilizado como .5 de um resultado em vez de 1 à medida que se aplica ao volume de resultados faturáveis mensais. Por exemplo, se tiver 10 milhões de resultados numa propriedade agregada, o Analytics contabiliza-os como apenas 5 milhões.

Anomalias temporárias nos dados

Pode notar uma diferença na contagem de sessões diretas entre uma propriedade agregada e as propriedades de origem correspondentes: a propriedade agregada pode ter temporariamente uma contagem superior.

Propriedade de origem: se um utilizador iniciar uma sessão direta após uma sessão que foi iniciada por uma campanha e essa sessão direta for abrangida pela definição de tempo limite da campanha, a origem dessa sessão direta é atribuída à campanha mais recente.

Propriedade agregada: não são agregados dados anteriores à data de criação. Se sessões diretas de propriedades de origem forem atribuídas a campanhas anteriores à data de criação da propriedade agregada, os dados dessas campanhas não são agregados e essas sessões aparecem como diretas. Isto pode causar uma contagem de sessões diretas na propriedade agregada superior à de todas as propriedades de origem combinadas.

Esta discrepância desaparecerá assim que as campanhas nas propriedades de origem atingirem o limite de tempo e as sessões diretas forem atribuídas a campanhas criadas após a criação da propriedade agregada.

Conversão de moeda

Se implementou o Suporte para várias moedas no código de acompanhamento das suas propriedades de origem, todos os dados de moeda são convertidos nas moedas definidas para as suas visualizações de propriedade da propriedade agregada.

O Analytics atualmente não converte valores de moeda se não implementou o Suporte para várias moedas.

Públicos-alvo de remarketing

É possível criar Públicos-alvo de remarketing com base nas suas propriedades agregadas se ativar o remarketing e as funcionalidades de relatórios de publicidade para as propriedades de origem associadas.

A informação foi útil?
Como podemos melhorá-la?