Sobre o remarketing dinâmico

Engajar novamente os usuários com base no conteúdo que eles já visualizaram.

 

 

Tópicos deste artigo:

Um breve relato sobre remarketing dinâmico

Ao usar o remarketing dinâmico com o Google Analytics, você pode exibir anúncios de remarketing para conteúdo ou produtos que provavelmente interessam seus usuários com base no conteúdo ou produtos que eles visualizaram no seu site, conteúdo e produtos relacionados e de alto desempenho, além do histórico de compras e informações demográficas.

Às vezes os usuários navegam pelo conteúdo, pesquisam produtos ou seguem anúncios de produtos específicos no seu site, mas não realizam uma conversão. Nesses casos, use o remarketing dinâmico para exibir novamente a eles conteúdo e produtos relevantes quando eles acessam outros sites na Rede de Display do Google. Você pode abordar um interesse recente ("Você não pode perder esse desconto válido por um dia") ou despertar um interesse mais antigo ("Os diamantes são uma paixão e duram para sempre") e impulsionar as conversões que quase foram realizadas.

Você também pode acompanhar os usuários que já realizaram conversões. Os usuários que já mostraram interesse nos seus produtos podem ser facilmente influenciados a comprar mais um item que tinham em mente, por exemplo, "Adorei o casaco. Agora talvez eu precise do chapéu para combinar".

O remarketing dinâmico usa as listas com base em segmentos criadas no remarketing com o Google Analytics como base para campanhas de remarketing dinâmico no Google Ads.

 

Remarketing dinâmico x remarketing (não dinâmico)

O remarketing com o Google Analytics (a versão não dinâmica) depende da definição de público com base nas dimensões e métricas, que ficam disponíveis no Google Analytics quando você ativa os recursos de publicidade. Essas dimensões e métricas descrevem e avaliam o comportamento no seu site com base em usuário e sessão, além de incluir atributos do usuário como idade, sexo e interesse.

Com o remarketing dinâmico, você atualiza suas tags de página com atributos específicos da indústria para coletar informações adicionais e refinar ainda mais o público com base nesses atributos. Por exemplo, o Google Analytics pode coletar IDs dos produtos com os quais os usuários interagem em sites de varejo e informações de origem e destino que eles fornecem em sites de viagens. Depois de atualizar suas tags, você cria atributos dinâmicos correspondentes no Google Analytics e os vincula à sua conta do Google Ads.

No Google Ads, os atributos dinâmicos também são conhecidos como parâmetros.

Com as tags atualizadas e os atributos correspondentes disponíveis no Google Ads, você pode criar públicos para veicular anúncios de remarketing personalizados. O conteúdo dos anúncios se baseia nos dados que o Google Analytics coleta. Por exemplo, se os usuários tiverem visualizado um produto específico no seu site, você poderá exibir a eles o anúncio de remarketing do produto ou de um produto relacionado ou de melhor desempenho.

 

Pré-requisitos

Para usar o remarketing dinâmico, primeiro é necessário:

Se você tiver certeza de que atende a esses pré-requisitos, siga as etapas obrigatórias na próxima seção.

 

Próximas etapas

Depois de atender aos pré-requisitos listados acima, você pode implementar o remarketing dinâmico seguindo estas etapas obrigatórias. É recomendado que você siga estas etapas na ordem indicada:

  1. Atualize seu código de acompanhamento do Google Analytics para o remarketing dinâmico.
  2. Crie públicos para remarketing dinâmico.
  3. Crie atributos para remarketing dinâmico.
  4. Crie sua campanha de remarketing dinâmico no Google Ads.

Recursos relacionados

Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?