Política de Assédio e Ciberbullying

A segurança dos nossos criadores, visitantes e parceiros é a nossa principal prioridade e contamos consigo para nos ajudar a proteger esta comunidade única e vibrante. É importante que conheça as nossas regras da comunidade e o papel que estas têm na nossa responsabilidade partilhada de manter o YouTube seguro. Leia com atenção a política abaixo. Também pode consultar esta página para obter uma lista completa das nossas regras.
Anunciámos recentemente algumas atualizações à nossa Política de Assédio para melhor proteger os criadores. A política abaixo foi atualizada para refletir estas alterações.

O conteúdo que ameace indivíduos não é permitido no YouTube. Também não permitimos conteúdo que vise um indivíduo com insultos prolongados ou maliciosos baseados em caraterísticas intrínsecas, como o facto de fazer parte de um grupo protegido ou as suas caraterísticas físicas.

Se detetar conteúdo que viole esta política, denuncie-o. As instruções para denunciar as violações às regras da comunidade estão disponíveis aqui. Se encontrou vários vídeos ou comentários que pretende denunciar, pode optar por denunciar o canal. Para obter sugestões e práticas recomendadas para manter a sua segurança e a da sua conta, e proteger a sua privacidade, consulte este artigo do Centro de Ajuda.

Se for alvo de ameaças específicas e se sentir inseguro, denuncie essas ameaças diretamente ao organismo de aplicação da lei local.

O que isto significa para si

Se publicar conteúdo

Não publique conteúdo no YouTube que se enquadre em alguma das descrições abaixo.

  • Conteúdo que inclua insultos prolongados ou maliciosos (como insultos raciais) baseados em caraterísticas intrínsecas. Estas caraterísticas incluem fazer parte de um grupo protegido, caraterísticas físicas ou ser sobrevivente de agressão sexual, violência doméstica, abuso de menores, etc.
  • Conteúdo carregado com o objetivo de envergonhar, enganar ou insultar um menor. Um menor é uma pessoa com idade inferior à maioridade legal. Normalmente, corresponde a qualquer pessoa com menos de 18 anos, mas a idade de um menor pode variar consoante o país.

Outros tipos de conteúdo que violam esta política

  • Revelar informações privadas de uma pessoa, como a sua morada, endereços de email, credenciais de início de sessão, números de telefone, número do passaporte ou informações da contas bancárias.
    • Nota: estas informações não incluem a publicação de informações públicas amplamente disponíveis, como o número de telefone do escritório de um funcionário público ou uma empresa.
  • Conteúdo que incita outras pessoas a assediarem ou ameaçarem pessoas dentro ou fora do YouTube.
  • Conteúdo que incentiva comportamentos abusivos de fãs, como doxing, comentários abusivos de censura em grupo, esforços concentrados de manipulação de grupos ou perseguição fora da plataforma.
  • Conteúdo que constitui ameaça, implícita ou explícita, de danos físicos ou destruição de propriedade contra indivíduos identificáveis. 
    • Nota: "ameaças implícitas" incluem ameaças que não expressam uma hora, um local ou um meio específico, mas que podem mostrar armas, violência simulada, etc. 
  • Conteúdo publicado por vigilantes a imobilizarem ou agredirem um indivíduo identificável. 
  • Conteúdo que mostre os criadores a simularem atos de violência contra outros (execuções, tortura, mutilações, espancamentos, etc.).
  • Conteúdo que mostre atos sexuais não consensuais, sexualização indesejada ou que sexualize ou rebaixe graficamente um indivíduo.
  • Conteúdo que mostre ou explique como distribuir imagens sexuais não consensuais. 

Esta política aplica-se a vídeos, descrições de vídeos, comentários, streams em direto e qualquer outro produto ou funcionalidade do YouTube. Tenha em atenção que esta lista não é exaustiva.

Exceções

Podemos permitir conteúdo que inclua assédio se o objetivo principal for de natureza educativa, documental, científica ou artística. Esta permissão não é um livre-trânsito para assediar pessoas. Alguns dos exemplos incluem:

  • Debates relacionados com líderes ou pessoas proeminentes: conteúdo com debates ou discussões sobre temas respeitantes a pessoas em posições de poder, como funcionários públicos de maior notoriedade ou CEOs de importantes empresas multinacionais. 
  • Atuações com guião: insultos feitos no contexto de um formato artístico, como sátiras com guião, comédia tipo stand-up ou música (por exemplo, músicas insultuosas). Nota: esta permissão não é um livre-trânsito para assediar pessoas e, depois, afirmar "Estava só a brincar". 
  • Educação ou informação relativa ao assédio: conteúdo que inclui situações de reais ou simuladas de assédio para fins documentais ou com participantes voluntários (por exemplo, atores) com o objetivo de combater o cyberbullying ou promover a sensibilização.

Nota: somos mais exigentes com conteúdo que insulta alguém de forma maliciosa com base em fazer parte de um grupo protegido, independentemente da notoriedade da pessoa.

Rentabilização e outras penalizações 

Em alguns casos raros, podemos remover conteúdo ou aplicar outras penalizações quando um criador:

  • Incentiva repetidamente a comportamentos abusivos por parte do público.
  • Visa, insulta e abusa repetidamente um indivíduo identificável com base nas suas caraterísticas intrínsecas em vários carregamentos.
  • Expõe um indivíduo a riscos de danos físicos com base no contexto social ou político local.
  • Cria conteúdo que prejudica o ecossistema do YouTube ao incitar persistentemente à hostilidade entre criadores com o objetivo de obter vantagens financeiras pessoais.

Exemplos

Seguem-se alguns exemplos de conteúdo não permitido no YouTube:

  • Mostrar repetidamente imagens de alguém e fazer afirmações como "olhem para os dentes desta criatura, são nojentos!" ou comentários semelhantes que visem caraterísticas intrínsecas ao longo do vídeo.
  • Visar um indivíduo com base em fazer parte de um grupo protegido, como ao afirmar: "Veja este [insulto direcionado a um grupo protegido] nojento, devia ser atropelado por um camião."
  • Utilizar insultos extremos para desumanizar um indivíduo com base em caraterísticas intrínsecas. Por exemplo: "Vejam esta baleia! Isto nem é um ser humano — só pode ser um mutante ou um animal!" 
  • Mostrar um indivíduo identificável a ser alvo de homicídio, ferimentos graves ou envolvido num ato sexual gráfico sem consentimento.
  • Contas integralmente dedicadas a insultar maliciosamente um indivíduo identificável.

Mais exemplos

  • Visar um indivíduo com base em caraterísticas intrínsecas para desejar a sua morte ou que seja vítima de ferimentos graves, por exemplo, "Era bom que alguém desse com um martelo na cara desse [membro de um grupo protegido]". 
  • Ameaçar a segurança física de alguém. Isto inclui ameaças implícitas, como "quando te voltar a ver, as coisas vão-te correr mal", ameaças explícitas, como, por exemplo, "quanto de apanhar na sábado vou-te dar uns murros na cara", ou insinuar violência, como, por exemplo, ao afirmar "é melhor teres cuidado" enquanto se exibe uma arma. 
  • Publicar informações de identificação pessoal não públicas de um indivíduo, como um número de telefone, uma morada ou um email, para direcionar atenção ou tráfego abusivo para o indivíduo. Por exemplo: "Tive acesso ao número de telefone dele, continuem a ligar e deixem mensagens até que ele atenda!"
  • "Atacar" ou direcionar abuso malicioso para indivíduos identificáveis durante chats de voz em videojogos ou mensagens durantes streams.
  • Encaminhar utilizadores para a secção de comentários de um YouTuber para  abuso malicioso. Por exemplo: "Vão todos ao canal desta pessoa e deem largas à imaginação. Digam-lhe como queremos que morra."
  • "Swatting" ou outras partidas telefónicas para serviços de emergência ou de resposta a crises, ou incentivo aos visitantes para participarem neste ou em qualquer outro tipo de comportamento de assédio.
  • Perseguição ou tentativa de chantagem a utilizadores.
  • Aumentar o zoom de forma a destacar de forma prolongada o peito, as nádegas ou a área genital de um indivíduo identificável com o objetivo de rebaixar, objetificar ou sexualizar.
  • Conteúdo de videojogos que tenha sido criado ou modificado ("modded") para incentivar à violência ou ao ódio contra um indivíduo com as caraterísticas listadas acima.

Tenha em atenção que estes são apenas alguns exemplos e não publique conteúdo se achar que o mesmo pode violar esta política.

O que acontece quando o conteúdo viola esta política

Se o conteúdo violar esta política, removemo-lo e enviamos-lhe um email com essa informação. Se esta for a primeira vez que viola as regras da comunidade, receberá um aviso sem penalizações para o seu canal. Caso contrário, emitiremos uma advertência contra o canal. Se receber 3 advertências, o seu canal é encerrado. Pode saber mais sobre o sistema de advertências aqui.

 Visite a Academia de criadores para saber mais

Gostaria de aprender sobre as nossas regras da comunidade através de vídeos e questionários? Consulte o nosso curso da Academia de criadores.

A informação foi útil?
Como podemos melhorá-la?