Receba respostas para suas perguntas rapidamente twittando ao @TeamYouTube em português. Estamos aqui para ajudar e trazer a você as últimas notícias e atualizações!

Políticas sobre conteúdo violento ou explícito

A segurança dos criadores de conteúdo, espectadores e parceiros é nossa maior prioridade. Queremos a ajuda de todos para proteger esta comunidade dinâmica e única. É importante que você conheça nossas diretrizes da comunidade e entenda o papel que elas exercem na responsabilidade compartilhada de proteger o YouTube. Reserve um tempo para ler as políticas abaixo com atenção. Você também pode acessar esta página para ver uma lista completa das diretrizes.

No YouTube, não é permitido mostrar conteúdo violento ou explícito com o objetivo de chocar ou causar repulsa nos espectadores, nem material que incentive as pessoas a cometerem atos violentos.

Se você acha que alguém está em perigo iminente, entre em contato com as autoridades locais para fazer uma denúncia imediatamente.

Se você encontrar conteúdo que viola esta política, faça uma denúncia. Acesse este link para ver instruções sobre como denunciar violações às diretrizes da comunidade.Se você quiser denunciar mais de um vídeo ou comentário, é possível denunciar o canal.

O que esta política significa para você

Se você envia conteúdo

Não poste conteúdo no YouTube se ele se encaixa em uma das descrições abaixo.

Conteúdo explícito ou violento:

  • Incitar violência contra indivíduos ou um grupo definido de pessoas.
  • Lutas envolvendo menores.
  • Filmagens, áudio ou imagens envolvendo acidentes rodoviários, desastres naturais, cenas derivadas de guerras e ataques terroristas, brigas de rua, ataques físicos, imolação, tortura, cadáveres, protestos ou motins, roubos, procedimentos médicos ou outros cenários com a intenção de chocar ou causar repulsa nos espectadores.
  • Gravações ou imagens que mostrem fluidos corporais, como sangue ou vômito, com a intenção de chocar ou causar repulsa nos espectadores.
  • Filmagens de cadáveres com ferimentos graves, como membros decepados.

Conteúdo que mostra abuso animal:

  • Conteúdo em que pessoas fazem rinhas com animais.
  • Conteúdo em que pessoas causam maus-tratos ou estresse a animais, sem que isso faça parte de uma prática tradicional ou comum. A caça ou a preparação de alimentos são alguns exemplos de práticas comuns.
  • Conteúdo em que uma pessoa mantém um animal em más condições sem motivo, e isso não faz parte de uma prática tradicional ou comum. A caça ou a preparação de alimentos são alguns exemplos de práticas comuns.
  • Conteúdo que exalte ou promova negligência, maus-tratos ou danos aos animais.
  • Conteúdo que simule o resgate de animais e que coloque esses animais em situações perigosas.
  • Conteúdo explícito que mostre animais com a intenção de chocar ou causar repulsa.

Conteúdo encenado ou ficcional:

  • Filmagem dramatizada ou fictícia de conteúdo proibido por essas diretrizes, em que o espectador não tem contexto suficiente para entender se o conteúdo é real ou não.

Não permitimos os seguintes tipos de conteúdo, mesmo que haja um contexto educativo, científico, artístico ou documental:

  • Agressão física/sexual violenta (vídeo, imagens estáticas ou áudio)
  • Filmagem feita pelo agressor durante um evento que resultou em muita violência ou morte, em que armas, vítimas feridas ou ações violentas podem ser vistas ou ouvidas

Essa lista não mostra todos os casos possíveis.

Essa política se aplica a praticamente tudo na plataforma, como a descrição dos vídeos, miniaturas, comentários, transmissões ao vivo, vídeos e qualquer outro produto ou recurso do YouTube. Essas políticas também se aplicam a links externos no seu conteúdo. Isso pode incluir URLs clicáveis, direcionamento verbal dos usuários para outros sites no vídeo, entre outros.

Conteúdo educativo
Em alguns casos, podemos permitir os tipos de conteúdo violentos ou explícitos mencionados acima em material educacional, documental, científico ou artístico. Isso não é um incentivo para enviar conteúdo com o objetivo de chocar, causar repulsa ou incentivar outras pessoas a cometer atos violentos. Além disso, não abrimos exceções para certos tipos de conteúdo, como imagens de agressões sexuais violentas. Para materiais educativos incluindo os tipos de conteúdo violentos ou explícitos mencionados acima, o contexto precisa ficar evidente nas imagens ou no áudio do próprio vídeo. Fornecer esses detalhes no título ou na descrição não é suficiente.
Conteúdo com restrição de idade

Vamos aplicar uma restrição de idade em vez de remover o conteúdo explícito ou violento se houver um contexto justificável para compreender o vídeo. Por exemplo, um conteúdo que mostre as lesões das vítimas de um acidente rodoviário poderá ser removido. No entanto, adicionaremos uma restrição de idade a esse mesmo vídeo se ele for exibido em uma reportagem que explique a situação e o contexto. Para usar conteúdo violento ou explícito em material educacional, esse contexto precisa ficar evidente nas imagens ou no áudio do próprio vídeo. Saiba mais sobre a importância do contexto.

Também consideramos o interesse público ao decidir se o conteúdo deve ser removido ou receber uma restrição de idade. Por exemplo, aplicamos uma restrição de idade a conteúdo explícito ou violento que documenta zonas de guerra.

Também podemos aplicar a restrição de idade em conteúdo com cenas detalhadas de violência fictícia, como pessoas sendo desmembradas ou decapitadas ou a exibição de cadáveres humanos com esses ferimentos graves. Normalmente, permitimos a postagem de violência dramatizada quando os metadados ou o próprio vídeo deixam clara a presença de conteúdo fictício, como cenas de animações ou jogos.

Consideramos os seguintes fatores ao decidir se vamos aplicar uma restrição de idade ou remover o conteúdo. Esta lista cita apenas alguns exemplos:

  • As imagens violentas ou com excesso de sangue são o foco do vídeo. Por exemplo, o vídeo mostra só a parte com mais violência explícita de um filme ou jogo.
  • O título, a descrição, as tags ou outros dados mostram a intenção de causar choque ou repulsa.
  • Se o áudio ou as imagens violentas estão desfocados, camuflados ou censurados.
  • A duração das imagens ou áudio violento no conteúdo.
  • Há um contexto que indique aos espectadores que as imagens são encenadas ou fictícias. Por exemplo, informações no vídeo, no título ou na descrição.
  • A violência faz parte de uma prática religiosa ou cultural, e o usuário que fez o envio explica isso aos espectadores.
  • O conteúdo mostra a morte de um animal por práticas tradicionais ou comuns de caça, motivos religiosos ou preparação de alimentos.

A política é aplicável a vídeos, descrições, comentários, transmissões ao vivo e qualquer outro produto ou recurso do YouTube.

Exemplos

Veja alguns exemplos de conteúdo não permitido no YouTube.

  • Combinar encontros em um lugar ou hora específicos para praticar violência contra indivíduos ou grupos
  • Brigas reais entre menores na escola. Poderemos permitir o conteúdo se os menores estiverem apenas simulando uma luta e isso ficar claro para os espectadores
  • Espancamentos ou brigas fora do contexto de eventos esportivos profissionais ou profissionalmente supervisionados.

Mais exemplos

Conteúdo explícito ou violento
Os tipos de conteúdo a seguir não são permitidos no YouTube. Esta não é uma lista completa.
  • Filmagens de procedimentos médicos com foco na exibição de cortes e feridas abertos em conteúdo que não é educativo nem inclui explicações aos espectadores
  • Filmagens de crimes, como assaltos violentos, que não fornecem informação educativa ou explicação aos espectadores
  • Filmagens de celular, câmera de trânsito ou circuito fechado de TV mostrando feridos ou mortos em um acidente, acompanhadas de um título como "Acidente inacreditável" ou "Aviso: muito sangue"
  • Vídeos de decapitações
  • Agressões com títulos como "Veja esse cara ser espancado!"
Conteúdo que mostra abuso animal
Isso se refere a vídeos que mostram maus-tratos físicos ou psicológicos graves aos animais. Abrimos exceções se o conteúdo mostrar práticas socialmente aceitas, como caça, controle de pragas, preparação de alimentos, tratamento médico ou abate de animais.

Conheça alguns exemplos de conteúdo não permitido no YouTube:

  • Brigas de cães, de galos, ou outros tipos de rinhas entre animais forçados por pessoas. Permitimos conteúdo que mostre animais lutando na natureza, como em um documentário sobre a vida selvagem.
  • Conteúdo que mostra sofrimento, negligência ou maus-tratos de animais para chocar o espectador ou exaltar o abuso e não fornece contexto educacional, documental, científico ou artístico.
  • Touradas em que os animais são feridos, por exemplo, usando espadas.
  • Caça com práticas fora do tradicional, como bombas ou veneno.
  • O resgate encenado de animais em que eles são machucados ou colocados em situações perigosas para causar comoção.

Essa lista não está completa.

Ela menciona apenas alguns exemplos. Não publique conteúdo se você acha que ele viola esta política.

O que acontece se o conteúdo violar esta política?

Nesse caso, ele será removido e você receberá uma notificação no seu e-mail. Se essa for sua primeira violação das nossas diretrizes da comunidade, é provável que seu canal receba apenas um alerta sem nenhuma penalidade. Caso contrário, emitiremos um aviso. Se você receber três avisos no período de 90 dias, seu canal será encerrado. Saiba mais sobre nosso sistema de avisos.

Poderemos encerrar seu canal ou conta por violações recorrentes das diretrizes da comunidade ou dos Termos de Serviço, bem como por um caso único de abuso grave, ou se o canal for dedicado a uma violação da política. Saiba mais sobre encerramentos de canal ou conta neste link.

Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?
Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal
Pesquisar na Central de Ajuda
true
59
false
false