Notificação

Receba respostas para suas perguntas rapidamente twittando ao @TeamYouTube em português. Estamos aqui para ajudar e trazer a você as últimas notícias e atualizações!

Políticas contra desinformação em eleições

No dia 2 de junho de 2023, mudamos a forma como esta política se aplica aos resultados das eleições anteriores dos EUA. Saiba mais na postagem do blog.

No YouTube, não permitimos certos tipos de conteúdo enganoso que pode causar danos graves. Isso inclui determinados tipos de informação incorreta que podem causar danos reais. Por exemplo, alguns tipos de conteúdo tecnicamente manipulado e conteúdo que interfere nos processos democráticos.

Política sobre informações incorretas relacionadas às eleições: diretrizes da comunidade do YouTube

Se você encontrar conteúdo que viola esta política, faça uma denúncia. Acesse este link para ver instruções sobre como fazer isso. Se você quiser denunciar vários vídeos ou comentários de um usuário específico, denuncie o canal dele.

Como essas políticas afetam você

Se você envia conteúdo

Essas políticas proíbem determinados tipos de conteúdo relacionados a eleições democráticas livres e justas. Não poste no YouTube conteúdo relacionado às eleições que se encaixa em alguma das descrições abaixo.

  • Supressão de eleitores: conteúdo que tem como objetivo fornecer informações incorretas sobre o horário, local, meios ou requisitos de qualificação para votação, ou conteúdo com alegações falsas que podem desestimular a participação.
  • Qualificação dos candidatos: vídeos que propagam declarações falsas sobre os requisitos técnicos de qualificação de candidatos políticos e representantes do governo eleitos para ocupar um cargo público. Os requisitos de qualificação considerados têm como base a lei nacional aplicável e incluem idade, cidadania e status de saúde.
  • Incitar o público a interferir em processos democráticos: conteúdo que encoraja outras pessoas a interferir em processos democráticos. Isso inclui a obstrução ou interrupção do processo eleitoral.
  • Integridade das eleições: conteúdo com alegações falsas de que fraudes, erros ou problemas técnicos generalizados ocorreram em algumas eleições passadas para determinar os chefes de governo. Ou conteúdo que afirma que os resultados certificados dessas eleições são falsos. Atualmente, essa política se aplica a:
    • eleições federais da Alemanha de 2021;
    • eleições presidenciais do Brasil de 2014, 2018 e 2022.

Essa não é uma lista completa.

Exemplos

Os tipos de conteúdo a seguir não são permitidos no YouTube. Esta não é uma lista completa e podem existir outros casos.

Supressão de eleitores
  • Dizer aos usuários que eles podem votar usando métodos inválidos, como enviar mensagens de texto para um número específico.
  • Informar falsos requisitos de qualificação para votar, como dizer que somente eleitores com mais de 50 anos podem votar em uma determinada eleição.
  • Informar aos usuários uma data de votação incorreta.
  • Alegar que a afiliação do eleitor a um partido político fica visível em um envelope de votação pelo correio.
  • Alegar incorretamente que o voto de pessoas sem cidadania determinou o resultado das eleições passadas.
  • Alegar incorretamente que as urnas eletrônicas de votação brasileiras foram invadidas por hackers no passado para mudar o voto de pessoas.
Requisitos para candidatura
  • Declarações de que um candidato ou representante político eleito não está qualificado para a posição com base em informações falsas sobre a idade exigida para o cargo no país/região em questão.
  • Declarações de que um candidato ou representante político eleito não está qualificado para a posição com base em informações falsas sobre os requisitos do status de cidadania para o cargo no país/região em questão.
  • Declarações de que um candidato ou representante político eleito não está qualificado para a posição com base em informações falsas de que ele faleceu, não tem idade suficiente ou não cumpre os requisitos de qualificação.
Incitar a interferência em processos democráticos
  • Pedir que os espectadores façam uma fila longa de votação para dificultar o voto de outras pessoas.
  • Pedir que os espectadores invadam sites do governo para atrasar os resultados de uma eleição.
  • Pedir que os espectadores incitem um conflito físico com funcionários eleitorais, eleitores, candidatos ou outros indivíduos nos locais de votação para impedir o voto.
Integridade das eleições
  • Conteúdo com alegações falsas de que fraudes, erros ou problemas técnicos generalizados mudaram o resultado das eleições parlamentares da Alemanha (Bundestag). Isso inclui alegações de que não há legitimidade no novo governo ou na posse do próximo chanceler.
  • Conteúdo com alegações falsas de que fraudes, erros ou problemas técnicos generalizados mudaram o resultado da eleição presidencial do Brasil de 2018.  

Conteúdo educativo, documental, científico ou artístico

Às vezes, o conteúdo que viola essa política pode permanecer no YouTube quando tem um contexto educativo, documental, científico ou artístico (EDCA) no vídeo, áudio, título ou descrição. Mas isso não significa que é permitido promover a desinformação. As informações de contexto podem incluir opiniões contrárias ou se o conteúdo tem o propósito de condenar, debater ou satirizar a desinformação que viola nossas políticas. Saiba como o YouTube avalia o conteúdo EDCA.

Políticas relacionadas

O conteúdo relacionado a eleições também está sujeito a outras diretrizes da comunidade. Isso pode incluir, por exemplo:

  • Conteúdo que ameace indivíduos, como trabalhadores eleitorais, candidatos ou eleitores, não é permitido de acordo com nossas Políticas contra assédio e bullying virtual.
  • De acordo com nossas Políticas contra a desinformação, não permitimos conteúdo que tenha sido tecnicamente manipulado ou adulterado para enganar os usuários (geralmente clipes fora de contexto) e que represente um risco de danos graves. Por exemplo, uma filmagem tecnicamente manipulada para fazer um candidato a um cargo público alegar falsamente que está desistindo da corrida eleitoral.
  • Conteúdo que represente um sério risco de danos graves ao fazer alegações falsas de que imagens de um evento passado sejam parte de um evento atual não é permitido de acordo com nossas Políticas contra a desinformação. Por exemplo, um vídeo que mostra um chefe de estado apoiando um conflito violento que nunca apoiou.
  • Conteúdo que incentive outras pessoas a cometer atos violentos, incluindo aqueles direcionados a trabalhadores eleitorais, candidatos ou eleitores, não é permitido de acordo com nossas Políticas sobre conteúdo violento ou explícito.
  • Conteúdo que promova violência ou ódio contra indivíduos ou grupos com base em determinadas características não é permitido de acordo com nossas Políticas contra discurso de ódio. Isso inclui, por exemplo, conteúdo que mostre um participante de um protesto político desumanizando um grupo com base em um atributo protegido por lei, como raça, religião ou orientação sexual.
  • Conteúdo que tenha a intenção de imitar uma pessoa ou canal, como um candidato ou partido político, não é permitido de acordo com nossa Política de falsificação de identidade.
  • Conteúdo com links externos para materiais que violam nossas políticas e podem causar danos graves, como conteúdo enganoso relacionado a uma eleição, discurso de ódio direcionado a grupos protegidos por lei ou assédio contra trabalhadores eleitorais, candidatos ou eleitores. Isso pode incluir URLs clicáveis, direcionamento verbal dos usuários para outros sites em um vídeo e outras formas de compartilhamento de link.

Esses são apenas exemplos. Não publique conteúdo se acreditar que ele pode violar essas políticas. As diretrizes de conteúdo adequado para publicidade também se aplicam. Essas políticas também se aplicam a links externos no seu conteúdo. Isso pode incluir URLs clicáveis, direcionamento verbal dos usuários para outros sites no vídeo, entre outros.

O que acontece se o conteúdo violar esta política?

Nesse caso, ele será removido e você vai receber uma notificação por e-mail. Se não for possível confirmar a segurança de um link, ele também será removido. Caso o vídeo ou os metadados dele contiverem URLs com violações, vamos remover o conteúdo.

Se essa for sua primeira violação das diretrizes da comunidade, é provável que seu canal receba apenas um alerta, sem nenhuma penalidade. Você terá a chance de fazer um treinamento sobre a política para que o alerta expire após 90 dias. Esse período começa a partir da conclusão do treinamento, e não quando o alerta é emitido. No entanto, se a mesma política for violada dentro desse período, o alerta não vai expirar e seu canal receberá um aviso. Se você violar outra política após concluir o treinamento, receberá um novo alerta.

Se você receber três avisos no período de 90 dias, seu canal será encerrado. Saiba mais sobre o sistema de avisos.

Poderemos encerrar seu canal ou conta por violações recorrentes das diretrizes da comunidade ou dos Termos de Serviço, bem como por um caso único de abuso grave ou se o canal for dedicado a uma violação da política. Podemos impedir que usuários que cometem violações com frequência façam treinamentos sobre políticas no futuro. Saiba mais sobre encerramentos de canal ou conta.

Isso foi útil?

Como podemos melhorá-lo?
Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal