Importe conversões do Salesforce

Se acompanhar potenciais clientes e oportunidades no Sales Cloud® da Salesforce, pode importar as suas conversões offline do Sales Cloud da Salesforce para o Google Ads. Isto irá ajudá-lo a avaliar melhor como os seus investimentos online do Google Ads estão a gerar valor offline.

Neste artigo, iremos mostrar-lhe como configurar as suas contas para importar conversões do Salesforce.

Este artigo segue já para as instruções. Se pretender ler primeiro uma descrição geral, consulte Acerca da Importação de conversões do Google Ads para o Salesforce.

Antes de começar

Para utilizar esta funcionalidade, tem de satisfazer os seguintes requisitos:

  • Conseguir iniciar sessão numa conta do Salesforce Sales Cloud através de um início de sessão com as autorizações adequadas. Para uma configuração mais fácil, pondere utilizar uma conta com autorizações de administrador do sistema, desde que as suas definições de acesso predefinidas não tenham sido alteradas. Para obter uma lista detalhada das autorizações de conta obrigatórias (que pode encaminhar para o administrador da sua conta do Salesforce®), consulte os requisitos de autorização mínimos abaixo
  • Ter a Etiquetagem automática ativada na(s) sua(s) conta(s) do Google Ads.
  • Conseguir editar o código do seu Website. O webmaster ou o próprio utilizador terá de editar o código para capturar o ID de clique do Google (GCLID).
  • Conseguir efetuar alterações à sua conta do Salesforce, incluindo criar campos personalizados e ativar o acompanhamento do histórico do campo. (Veja o Passo 1 abaixo.)
  • Ter um ciclo de clique-conversão inferior a 90 dias. As conversões carregadas mais de 90 dias após o último clique associado não serão importadas pelo Google Ads e, consequentemente, não serão mostradas nas suas estatísticas de conversão.
  • Utilizar a funcionalidade Web-to-Lead do Salesforce ou outra solução para transmitir informações acerca de potenciais clientes do seu Website para o Salesforce.
Requisitos de autorização mínimos da conta do Salesforce

A Importação de conversões do Google Ads para o Salesforce requer acesso aos seguintes campos, organizados por objeto.  É possível que uma conta de utilizador com acesso de administrador do sistema já tenha acesso a estes campos.

  • Organization: ID, Name, OrganizationType
  • LeadStatus: ID, MasterLabel, SortOrder
  • OpportunityStage: ID, MasterLabel, SortOrder, IsActive
  • LeadHistory: CreatedDate, OldValue, NewValue, Field
  • Lead: Status, GCLID (um campo personalizado que irá criar ao seguir os passos abaixo)
  • OpportunityFieldHistory: CreatedDate, OldValue, NewValue, Field
  • Opportunity: Amount, Probability, StageName, GCLID (um campo personalizado que irá criar ao seguir os passos abaixo)

Se utilizar a Group Edition (Edição de grupo) ou a Professional Edition (Edição profissional), o acesso ao campo é concedido simplesmente ao adicionar os campos necessários aos esquemas de página Lead (Potencial cliente) e Opportunity (Oportunidade). Para o fazer, selecione Setup (Configuração) e, em seguida, Customize (Personalizar), Lead (Potencial cliente) (ou Opportunity) (Oportunidade) e Page Layout (Esquema de página). Basta arrastar os campos obrigatórios para a página.

Se não pretender associar as suas contas do Google Ads e do Salesforce, pode seguir as instruções para importar manualmente conversões do Salesforce.

Como configurar a Importação de conversões do Google Ads para o Salesforce®

Siga os passos abaixo para preparar a conta do Salesforce, a conta do Google Ads e o Website, associe ambas as contas e comece a importar as conversões.

Cada empresa é diferente: incluímos aqui as instruções básicas, mas convém personalizar a configuração com base na forma como utiliza o Salesforce. Se outra pessoa gerir a sua conta do Salesforce, trabalhe com essa pessoa para encontrar a melhor solução para a sua empresa.

Passo 1: configurar a sua conta do Salesforce

Antes de começar, tem de ser certificar de que a conta do Salesforce está configurada da forma que se segue. Se mais alguém gerir a conta do Salesforce para a sua empresa, essa pessoa pode ajudá-lo neste passo.

  1. Atualize o objeto Opportunity (Oportunidade) com as seguintes alterações:
    1. Crie um campo personalizado com o GCLID (tudo em letras maiúsculas, sem as aspas) "Field Name" (Nome do campo). "Field Label" (Etiqueta do campo) fica ao seu critério. Defina o comprimento do campo para 255 carateres. Torne este campo só de leitura para que os utilizadores não o alterem por engano.
    2. Ative o acompanhamento do histórico do campo para o campo "Stage" (Etapa).
  2. Atualize o objeto Lead (potencial cliente) com as seguintes alterações:
    1. Crie um campo personalizado com o GCLID (tudo em letras maiúsculas, sem as aspas) "Field Name" (Nome do campo). "Field Label" (Etiqueta do campo) fica ao seu critério. Defina o comprimento do campo para 255 carateres. Torne este campo só de leitura para que os utilizadores não o alterem por engano.
    2. Ative o acompanhamento do histórico do campo para o campo "Lead status" (Estado do potencial cliente).
    3. Faça o mapeamento do novo campo Lead.GCLID para o novo campo Opportunity.GCLID.
Passo 2: ajuste o formulário Web-to-Lead do Salesforce

Para armazenar o GCLID com as informações do potencial cliente, tem de modificar o(s) formulário(s) de envio Web-to-Lead para que todos os potenciais clientes incluam o valor do GCLID. Pode precisar da ajuda de um webmaster e de um administrador do Salesforce para realizar este passo.

Abaixo, explicamos a forma de adicionar o campo GCLID aos formulários web-to-lead existentes.

  1. Gere um formulário Web-to-Lead padrão e inclua todos os campos que pretende que as perspetivas de venda enviem preenchidos. Inclua também o campo de potencial cliente, "GCLID", como um campo "oculto". O seu administrador ou webmaster do Salesforce saberá como efetuar esta alteração.
  2. O webmaster tem de anotar o novo ID do campo de entrada do GCLID, já que é necessário para o próximo passo, em que o JavaScript é implementado no seu site.
  3. Em seguida, o webmaster atualiza os formulários existentes com este novo código HTML. Isto significa que os seus formulários passam a transmitir o valor GCLID juntamente com as informações do potencial cliente para o Sales Cloud.

O Salesforce e as suas páginas Web estão prontos para reunir todos os dados. No passo seguinte, o webmaster atualiza o site de modo a que o valor seja transmitido automaticamente para o novo campo de formulário GCLID.

Tenha em atenção que o formulário Web-to-Lead tem de estar localizado no mesmo domínio que as restantes páginas Web para que o JavaScript possa transferir corretamente o valor GCLID para o formulário.

Nota: outros métodos de envio de potenciais clientes

Se as informações do potencial cliente do formulário da Web passarem por outro sistema antes de chegarem ao Salesforce, certifique-se de que quaisquer sistemas de processamento de potenciais clientes passam o GCLID, para que o valor deste chegue à sua conta do Salesforce em última instância. O sistema que utiliza deve ter uma forma de o fazer: se não tiver a certeza, contacte o apoio técnico da solução de terceiros utilizada.

Passo 3: edite o Website para recolher e guardar o ID de clique

Quando um visitante clica no seu anúncio, o Google Ads anexa um parâmetro de URL "gclid" ao URL que direciona para a sua página de destino.

O seu site tem de capturar e armazenar o valor deste parâmetro para o poder obter mais tarde quando um potencial cliente introduzir dados no respetivo formulário. Se tiver um webmaster, este pode ajudar a editar o código do Website.

Para o fazer, recomendamos que modifique e incorpore o seguinte código JavaScript. Antes de o incorporar, certifique-se de que atualiza a linha "var gclidFormFields" para incluir os IDs dos novos campos que adicionou no passo anterior. É deste modo que o JavaScript sabe quais são os campos que devem conter o valor GCLID. Após esta modificação, deve incorporar este código imediatamente antes da etiqueta de fecho </body> de todas as páginas.

<script>

function getParam(p) {
  var match = RegExp('[?&]' + p + '=([^&]*)').exec(window.location.search);
  return match && decodeURIComponent(match[1].replace(/\+/g, ' '));
}

function getExpiryRecord(value) {
  var expiryPeriod = 90 * 24 * 60 * 60 * 1000; // 90 dias de validade em milissegundos

  var expiryDate = new Date().getTime() + expiryPeriod;
  return {
    value: value,
    expiryDate: expiryDate
  };
}

function addGclid() {
  var gclidParam = getParam('gclid');
  var gclidFormFields = ['gclid_field', 'foobar']; // todos os IDs de campo de formulário gclid possíveis aqui
  var gclidRecord = null;
  var currGclidFormField;

  var gclsrcParam = getParam('gclsrc');
  var isGclsrcValid = !gclsrcParam || gclsrcParam.indexOf('aw') !== -1;

  gclidFormFields.forEach(function (field) {
    if (document.getElementById(field)) {
      currGclidFormField = document.getElementById(field);
    }
  });

  if (gclidParam && isGclsrcValid) {
    gclidRecord = getExpiryRecord(gclidParam);
    localStorage.setItem('gclid', JSON.stringify(gclidRecord));
  }

  var gclid = gclidRecord || JSON.parse(localStorage.getItem('gclid'));
  var isGclidValid = gclid && new Date().getTime() < gclid.expiryDate;

  if (currGclidFormField && isGclidValid) {
    currGclidFormField.value = gclid.value;
  }
}

window.addEventListener('load', addGclid);

 </script>

Recomendamos vivamente que insira este código em todas as páginas Web do seu site. Desta forma, não é necessário adicioná-lo cada vez que criar novos anúncios com novas páginas de destino. Também não terá de se preocupar com a eventualidade de perder GCLIDs se começar a direcionar tráfego de anúncios para páginas de destino diferentes. Assim, pondere adicioná-lo ao seu modelo de página Web (ou a um elemento de página partilhado, como o rodapé), para que todas as páginas novas incluam automaticamente o código.

Passo 4: teste o sistema para ver se está a funcionar
  1. Visite o seu Website ao adicionar o parâmetro ?gclid="test" ao URL.

    http://www.example.com?gclid="test"
  2. Navegue para o formulário de potencial cliente e envie um potencial cliente de teste.
  3. Inicie sessão no Salesforce, localize este potencial cliente de teste e verifique se o campo GCLID personalizado mostra o valor "test".
  4. Converta o potencial cliente de teste numa oportunidade. O campo GCLID personalizado da oportunidade também deve ser "test".
  5. Repita os passos 2 a 4 para todos os formulários de potenciais clientes para se certificar de que todos estão configurados corretamente. Se o teste aparecer no campo GCLID para potenciais clientes e oportunidades que originaram de todos os formulários de potenciais clientes, está tudo a postos para associar as suas contas.
Passo 5: associe as suas contas do Google Ads e do Salesforce

Neste passo, terá de iniciar sessão no Salesforce. Consulte os requisitos de autorização aqui. Para obter as instruções completas sobre como associar as contas, leia Associar as contas Salesforce e do Google Ads.

Sugestão: acompanhamento de conversões entre contas

Se utilizar o acompanhamento de conversões entre contas na sua conta de gestor (MCC), tem de associar a conta do Salesforce à conta de gestor. Caso contrário, pode associar a sua conta que não é de gestor.

Passo 6: configure as suas ações de conversão

Após associar as contas do Google Ads e do Salesforce, tem de escolher os marcos do Salesforce (estados dos potenciais clientes e etapas das oportunidades) a monitorizar para as conversões. Isto significa que cada vez que um potencial cliente ou uma oportunidade progride para um destes pontos, o Google Ads regista uma conversão. Tenha em atenção que, se um potencial cliente ou uma oportunidade regressar a uma etapa ou a um estado anterior, o Google Ads não os irá registar como uma conversão. No Salesforce, certifique-se de que a ordem dos marcos corresponde ao funil de vendas.

  1. Clique no ícone de ferramentas no canto superior direito da sua conta do Google Ads.
  2. Em "Medição", clique em Conversões.
  3. Clique em Salesforce no menu à esquerda. É apresentada uma lista de todas as contas do Salesforce associadas à sua conta do Google Ads.
  4. Clique na conta do Salesforce que acaba de associar. Irá aceder a uma página com uma lista de marcos do Salesforce para essa conta.
  5. Para cada marco que pretenda associar a uma ação de conversão, siga estes passos:
    1. Clique no menu pendente Ação de conversão.
    2. Clique em Criar uma nova ação de conversão e, em seguida, conclua as definições da ação de conversão. Tenha em atenção que:
      • O nome da conversão que introduzir permite-lhe reconhecer a ação de conversão mais tarde, quando surgir nos relatórios de conversão. Por exemplo, "Potencial cliente de vendas qualificado" ou "Nova oportunidade".
      • Para captar o maior número possível de conversões, selecione o período de conversão máximo de 90 dias.
    3. Clique em Criar e continuar.
    4. Quando vir a página de confirmação de que o marco foi mapeado para a ação de conversão, clique em Concluído.
  6. Programe as importações de conversões:
    1. Clique na secção Programação de importações.
    2. Utilize os menus pendentes para selecionar a frequência com que pretende que o Google Ads importe as conversões e a que horas. Se utilizar uma estratégia de lances automáticos do Google Ads para licitar conversões, a sua estratégia de lances irá funcionar melhor se carregar as conversões com frequência, idealmente uma vez por dia.
    3. Clique em Guardar.
  7. Clique em Anterior para regressar à página "Contas do Salesforce".

Também tem a opção de configurar as ações de conversão do Salesforce na página "Ações de conversão".

  1. Clique no ícone de ferramentas no canto superior direito da sua conta do Google Ads.
  2. Em "Medição", clique em Conversões. Irá aceder a uma página que lista as ações de conversão.
  3. Clique no botão mais e, em seguida, clique em Importar.
  4. Selecione Salesforce e, em seguida, clique em Continuar.
  5. Na secção "Contas e marcos", clique na conta do Salesforce que pretende acompanhar para as conversões e, em seguida, selecione um marco que o Google Ads deva comunicar como uma conversão. Se pretender utilizar as mesmas definições da ação de conversão para os marcos, pode selecionar mais do que um marco.
  6. Conclua as definições da ação de conversão.
  7. Clique em Criar e continuar.
  8. Quando vir a página de confirmação de que o marco foi mapeado para a ação de conversão, clique em Concluído. Para mapear outro marco para uma ação de conversão, clique em Configurar outra ação de conversão do Salesforce.

    Tenha em atenção que isto só cria uma ação de conversão a mapear para o marco do Salesforce. Para programar a frequência com que os marcos do Salesforce são importados como conversões, clique em Salesforce no menu à esquerda e consulte o conjunto de passos anterior para programar importações.

De que forma é importado o valor de conversão

Se tiver solicitado a importação do valor de conversão a partir da sua conta Sales Cloud, o Google Ads calcula o valor através da multiplicação do valor da etapa da oportunidade "Probabilidade" (conforme configurado na sua conta Sales Cloud) pelo valor mais recente no campo das oportunidades "Valor".  

Exemplo

Imagine que dá a indicação ao Google Ads de importar semanalmente as suas conversões e a última importação foi há 7 dias. Há dois dias, marcou uma etapa da oportunidade como "Em negociação". O "Valor" da oportunidade é de 1000 € e a probabilidade da etapa em negociação é de 75%. Ontem, marcou o "Amount" (Valor) da oportunidade para 1600 €. Por conseguinte, hoje, o Google Ads importa a sua conversão e calcula o valor de conversão como 1200 € (75% x 1600 €).

Se preferir que o valor de conversão seja calculado com base no valor definido no momento em que a etapa da oportunidade foi alterada, recomendamos que defina as importações para ocorrerem diariamente.

Como editar as ações de conversão do Salesforce

Para alterar os marcos do Salesforce que pretende acompanhar como conversões, siga as instruções abaixo:

  1. Clique no ícone de ferramentas no canto superior direito da sua conta do Google Ads.
  2. Em "Medição", clique em Conversões.
  3. Clique em Salesforce no menu à esquerda. 
  4. Clique na conta do Salesforce com os marcos mapeados para as ações de conversão que pretende editar.
  5. Escolha uma das opções seguintes:
    • Para alterar a ação de conversão mapeada para um marco do Salesforce, clique no menu pendente e selecione uma ação de conversão diferente ou crie uma nova ação de conversão.
    • Se pretender que uma ação de conversão deixe de ser mapeada para um marco do Salesforce, clique em Anular a seleção da ação de conversão.
  6. Clique em Anterior.
Passo 7: importe as suas conversões

A sua conta irá agora importar automaticamente conversões do Salesforce conforme a programação que configurou.

Para se certificar de que está tudo a funcionar corretamente, importe as conversões manualmente. Na sua conta do Google Ads, aceda à página que lista os marcos do Salesforce e clique em Importar agora. Mantenha-se nesta página até que a importação esteja concluída e irá ver uma mensagem que o informa se a importação foi ou não bem-sucedida.

A primeira vez que pedir uma importação, o Google Ads irá obter todas as conversões que ocorreram nos últimos 14 dias. Para cada importação seguinte, iremos incluir todas as conversões desde a última importação (até 14 dias antes), por isso, é importante importar as suas conversões pelo menos uma vez por semana. 

A importação pode demorar alguns minutos consoante a quantidade de conversões carregadas. O link "Importar agora" fica desativado quando está a decorrer uma importação, quando não existem potenciais clientes e oportunidades do Salesforce mapeados para ações de conversão do Google Ads ou quando existem alterações não guardadas às ações de conversão.

Se houver um problema com uma das importações programadas, irá receber uma notificação na sua conta do Google Ads.

Como rever o seu histórico de importações

  1. Inicie sessão na sua conta do Google Ads.
  2. Clique no ícone de ferramentas no canto superior direito da sua conta do Google Ads.
  3. Em "Medição", clique em Conversões.
  4. Clique em Salesforce no menu à esquerda. 
  5. Clique em Histórico de importações na parte superior da página. Navegue nas colunas da página "Histórico de importações" para saber mais sobre o estado do carregamento:
    • A coluna "Estado" permite-lhe ver rapidamente se as conversões do Salesforce foram importadas com êxito.
    • A coluna "Resultados" fornece links para ver as conversões que foram importadas e quais não foram devido a erros do ficheiro.
    • A coluna "Ações" fornece os seguintes links:
      • Transferir resultados: transfira uma cópia do ficheiro carregado. Este link aparece quando todas as conversões no ficheiro são importadas com êxito.
      • Transferir tudo: transfira uma cópia do ficheiro carregado, incluindo as conversões que não foram importadas.
      • Transferir erros: transfira uma folha de cálculo que lista as conversões do ficheiro que não foram importadas, juntamente com as mensagens de erro.

      Quando seleciona qualquer dos três links acima, o ficheiro transferido inclui uma coluna "Resultados" que confirma a importação com êxito de uma conversão ou que explica o motivo da falha na importação da mesma. Estes links são removidos 30 a 60 dias após o carregamento inicial.

Como corrigir erros

Se encontrar um erro ao carregar conversões do Salesforce, consulte este artigo.

A informação foi útil?
Como podemos melhorá-la?

Precisa de mais ajuda?

Inicie sessão para obter opções de apoio técnico adicionais e resolver rapidamente o seu problema.