Sobre a codificação automática

A codificação automática é um recurso que você precisa ativar para:

  • acompanhar as conversões do seu site em todos os navegadores;
  • importar dados de conversão do Google Analytics para o Google Ads, bem como de outras origens externas, como o sistema de gestão de relacionamento com o cliente (CRM);
  • importar dados de custo e de campanhas do Google Ads para os relatórios do Google Analytics;
  • importar métricas de engajamento do site do Google Analytics, como taxa de rejeição e duração média da sessão, para os relatórios do Google Ads.

Este artigo explica como a codificação automática funciona e como ativá-la.

Observação: para continuar acompanhando o tráfego do Google Ads usando tags manuais, acesse Configurações da propriedade na sua conta do Google Analytics e permita que a codificação manual (valores do UTM) substitua a codificação automática.
Alguns navegadores exigem codificação automática para acompanhar conversões.

Por que usar?

A codificação automática é um recurso obrigatório que, quando usado com o acompanhamento de conversões do Google Ads ou o Google Analytics, permite avaliar a eficiência dos cliques nos anúncios em gerar atividades valiosas do cliente, como compras no site, ligações, downloads de aplicativos, inscrições em newsletters e muito mais. Dependendo do tipo de conversão acompanhado, o processo de configuração é diferente. Sendo assim, a primeira etapa é escolher uma origem de conversão, ou seja, de onde suas conversões vêm.

A codificação automática também é necessária para as empresas que gostariam de acompanhar as conversões off-line, como as vendas que aconteceram na sua loja física devido à publicidade on-line.

Como funciona

Depois que alguém interage com seu anúncio, a codificação automática inclui algumas outras informações (um parâmetro chamado GCLID, abreviação em inglês de "identificador de clique do Google") nos URLs que as pessoas acessaram. Por exemplo, se alguém clicar no anúncio do site www.example.com, o URL final será www.example.com/?gclid=123xyz. Se você ativar a codificação automática e tiver uma tag do Google Analytics no seu site, o GCLID será armazenado em um novo cookie do Analytics no domínio (saiba mais sobre como o Google Ads acompanha as conversões no site).

O GCLID às vezes é criado quando ocorre uma impressão, e não um clique. Nesses casos, se um usuário clicar novamente no mesmo anúncio, o mesmo GCLID será usado. No relatório de desempenho de cliques, quando um usuário clica várias vezes no anúncio, esses cliques são contabilizados na mesma linha de GCLID.

Uma pequena porcentagem de sites não permite parâmetros de URL arbitrários e apresenta uma página de erro quando a codificação automática está ativa. Verifique com seu webmaster se isso se aplica ao seu website ou ative a codificação automática e faça um teste clicando no anúncio. Se o link para o site funcionar, você poderá usar a codificação automática. Se um erro for exibido, desative-a na sua conta do Google Ads e peça que o webmaster habilite o uso de parâmetros arbitrários de URL antes de reativá-la.

Se o site usa redirecionamentos, o GCLID precisa ser enviado à página de destino final para acompanhar as conversões.

Observação: ao criar uma nova ação de conversão, a codificação automática será ativada automaticamente se você ainda não estiver usando o acompanhamento de conversões de várias contas. Caso já utilize esse recurso, será necessário ativar a codificação automática manualmente em cada uma das contas filhas. Saiba como verificar se a codificação automática está ativada

Configurar a codificação automática

A codificação automática fica desativada por padrão. Para ativá-la, siga as etapas abaixo. Como alternativa, você pode importar os dados do Google Ads para o Google Analytics usando a codificação manual.

  1. Faça login na conta do Google Ads.
  2. No Menu de páginas à esquerda, clique em Configurações.
  3. Clique em Configurações da conta.
  4. Clique na seção Codificação automática.
  5. Para ativar a codificação automática, clique para marcar a caixa ao lado de "Codifique o URL em que as pessoas clicam no meu anúncio".
  6. Clique em Salvar.
Se precisar de ajuda com o Google Analytics no Google Ads, fale conosco.
Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?

Precisa de mais ajuda?

Faça login e veja mais opções de suporte para resolver o problema rapidamente.