Sobre a importação de dados

Tenha uma visualização unificada dos seus dados

Com a importação de dados, você pode fazer o upload de dados de origens externas e combiná-los com os dados coletados por meio do Google Analytics. Você pode usar o Google Analytics para organizar e analisar todos os seus dados da forma que melhor refletir seus negócios.

Neste artigo:

Por que usar a importação de dados?

Se você usa uma variedade de sistemas e ferramentas para gerenciar sua empresa, pode usar o Google Analytics para reunir e analisar esses dados em um único lugar. Por exemplo, você pode transformar dados separados de Gestão de relacionamento com o cliente (CRM), dados de comércio eletrônico e dados do Google Analytics em uma visualização única e abrangente da sua empresa.

Cada sistema de negócios que você usa gera seu próprio armazenamento de dados. Seu CRM contém informações como classificação de lealdade do cliente, valor da vida útil e preferências de produtos. Se você é um editor da Web, provavelmente, sua ferramenta de gerenciamento de conteúdo armazena dimensões de dados, como autor e categoria do artigo. Se você é uma empresa de comércio eletrônico, provavelmente cria catálogos que descrevem seus produtos de acordo com os preços, estilo, tamanho etc. Além disso, já que está lendo este material, você provavelmente usa o Google Analytics para acompanhar o tráfego e o desempenho dos seus websites, aparelhos ou aplicativos para dispositivos móveis. Normalmente, esses dados existem no seu próprio "silo de informações", não afetados e não informados sobre os dados de outros silos.

Com a importação de dados, você pode agregar os dados gerados pelos seus sistemas de negócios off-line aos dados on-line coletados pelo Google Analytics. Isso ajuda você a organizar, analisar e agir com base nessa visualização de dados unificada de forma mais alinhada com suas necessidades de negócios específicas e únicas. Por exemplo, como editor da Web, você pode agregar os hits coletados pelo Google Analytics às dimensões de dados exportadas por CMS (sistema de gerenciamento de conteúdo) e CRM (gestão de relacionamento com o cliente) para analisar as contribuições relativas dos autores ao seu site.

Tipos de dados que você pode importar

Com a importação de dados, é possível fazer o upload e integrar informações à sua conta do Google Analytics em três pontos diferentes na coleta de dados e na cadeia de processamento.

Importação de dados de hits

Com a importação de dados de hits, você pode enviar dados diretamente para o Google Analytics. É uma alternativa ao uso do código de acompanhamento, da API de coleta, dos SDKs para dispositivos móveis ou do Protocolo de avaliação. Hits importados são adicionados à sua propriedade do Google Analytics antes de qualquer processamento. Portanto, os dados importados podem ser afetados por ações de tempo de processamento, como filtros. Como você importa hits, esses dados podem ser exibidos em todas as vistas de relatórios da propriedade em questão (a menos que você os filtre especificamente a partir das vistas selecionadas).

Esse tipo de importação é compatível com o upload dos tipos de dados a seguir:

  • Dados de reembolso: alinhe seus relatórios internos de comércio eletrônico com o Google Analytics ao importar os dados de reembolso de comércio eletrônico.

Importação de dados estendidos

A importação de dados estendidos acrescenta (estende) os dados já coletados e processados, ou que estão sendo processados, pelas vistas de relatório selecionadas. Normalmente, esses dados estendidos são armazenados em uma dimensão ou métrica personalizada. Em alguns casos, no entanto, convém substituir as informações padrão já coletadas (por exemplo, a importação da dimensão de origem ou mídia de uma campanha).

Você pode fazer o upload destes tipos de dados:https://translate.google.com/toolkit/workbench?did=00ckzis00ooqrp0e89hc

  • Dados do usuário: crie segmentos e listas de remarketing que incorporam metadados importados do usuário, como uma classificação de lealdade ou o valor de vida útil do cliente.
  • Dados da campanha: expanda e reutilize seus códigos de campanha existentes não pertencentes ao Google ao importar dimensões relacionadas à campanha de anúncios, como origem.
  • Dados geográficos: crie regiões geográficas personalizadas. Assim, você pode registrar e analisar os dados do Google Analytics de forma que estejam mais de acordo com sua organização empresarial.
  • Dados de conteúdo: agrupe conteúdo ao importar metadados de conteúdo, como autor, data de publicação e categoria do artigo.
  • Dados do produto: consiga informações melhores de merchandising ao importar metadados do produto, como tamanho, cor, estilo ou outras dimensões relacionadas ao produto.
  • Dados personalizados: forneça suporte para a importação de conjuntos de dados personalizados.

Importação de dados resumidos

Com os dados resumidos, você pode adicionar métricas enviadas. Os dados resumidos importados são aplicados às vistas de relatórios selecionadas após todo o processamento e toda a agregação dos dados coletados. Isso pode ser útil quando você recebe os dados em lotes após a coleta de hits, pois a importação de dados resumidos permite adicionar ou atualizar suas informações à medida que elas são disponibilizadas.

Atualmente, a importação de dados resumidos é compatível com este tipo de importação:

  • Dados de custo: inclua dados de cliques, custo e impressões da rede de anúncios de terceiros (não pertencentes ao Google) para uma imagem mais completa dos seus gastos com anúncios.

Onde fica a importação de dados?

Data import steps: select your account, then property, then click Data Import.
Como acessar a importação de dados.

Para acessar a importação de dados:

  1. Faça login no Google Analytics.
  2. Clique em Administrador e navegue até a propriedade para a qual você deseja fazer o upload dos dados.
  3. Na coluna PROPRIEDADE, clique em Importação de dados. A página Conjuntos de dados é exibida.
  4. Selecione um Conjunto de dados existente ou crie um novo para armazenar seus dados importados.

Como funciona a importação de dados

A importação de dados funciona com o upload de arquivos de texto que contêm dados externos para uma propriedade do Google Analytics. Essa informação normalmente é exportada de uma ferramenta de negócios off-line (por exemplo, seu sistema de CRM ou CMS). Para quantidades menores de dados, convém criar o arquivo de upload manualmente, usando um editor de texto ou planilha.

A importação de dados agrega os dados off-line que você enviou aos dados de hits padrão coletados pelo Google Analytics dos seus websites, aplicativos para dispositivos móveis ou outros dispositivos. Os dados importados podem ser usados para melhorar seus relatórios, segmentos e públicos de remarketing de forma a refletir suas próprias necessidades e organização dos negócios. O resultado é uma imagem muito mais completa e abrangente das atividades on-line e off-line dos seus usuários.

Como fazer o upload dos dados

Você pode fazer o upload de dados por um destes dois métodos:

Os dados enviados são acrescentados aos dados já coletados para a propriedade em questão (ou modificam esses dados) pelo código de acompanhamento Javascript, SDK do dispositivo móvel ou Protocolo de avaliação.

Como a importação de dados agrega os dados on-line e off-line

Quando você configura a importação de dados, cria um conjunto de dados, que define uma ou mais dimensões a serem usados como uma chave. A importação de dados usa essa chave para corresponder valores nos dados enviados com valores nos dados de hits coletados. O restante dos seus dados importados enviados é armazenado nas dimensões ou métricas definidas no conjunto de dados. Os dados importados podem usar as dimensões e métricas personalizadas ou padrão. Os dados importados podem ser usados em relatórios, públicos de remarketing e outras ferramentas do Google Analytics com os dados padrão coletados pelo código de acompanhamento do website, SDK do dispositivo móvel ou Protocolo de avaliação.

Importação versus coleta

Expanda a seção abaixo e conheça alguns motivos para importar dados em vez de confiar na coleta de dados de hits. Veja a seguir vantagens da importação de dados em relação à coleta de hits.

O Google Analytics tem, basicamente, duas formas de coletar dados:

  • enviar hits coletados pelo código de acompanhamento do JavaScript, SDK para dispositivos móveis ou Protocolo de avaliações;
  • usar a importação de dados.

Embora você possa aumentar os dados de hits com dados personalizados ao transmitir parâmetros no URL da página ou usando a Google Analytics API, essa não é a melhor abordagem por várias razões. Veja algumas delas:

  • Aumentar os dados de hits exige que um desenvolvedor experiente escreva um código personalizado.
  • Os dados são sensíveis (por exemplo, dados do usuário). Sendo assim, não convém enviá-los em texto puro.
  • A quantidade de dados é grande. Sendo assim, não convém anexá-los a cada hit.
  • Às vezes, os dados não estão disponíveis quando ocorre o hit.

Importar os dados em lotes assíncronos resolve os problemas.

Próximas etapas

Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?