Notificação

Visite A sua página do AdSense, onde pode encontrar informações acerca da sua conta para ajudar a ter sucesso com o AdSense.

Políticas

Políticas do programa Google AdSense

Todos os editores precisam obedecer às Políticas para editores do Google e às políticas a seguir. Portanto, leia-as com atenção. Em caso de descumprimento dessas políticas sem a permissão do Google, nos reservamos o direito de desativar a veiculação de anúncios no seu site e/ou desativar a conta do AdSense a qualquer momento. Se a sua conta for desativada, você não poderá mais participar do programa Google AdSense.

Como nossas políticas podem ser alteradas a qualquer momento, consulte este documento com frequência para verificar se há atualizações. Podemos alterar nossas políticas a qualquer momento e, de acordo com nossos Termos e Condições, é sua responsabilidade cumpri-las. Exceções a estas políticas são permitidas somente com autorização do Google.

Os editores podem inserir o código do AdSense em páginas com conteúdo no escopo das Restrições para editores do Google. No entanto, é provável que esse tipo de conteúdo receba menos publicidade do que outros sem restrições.

Abrir tudo Fechar tudo

Impressões e cliques inválidos

Os editores não podem clicar nos próprios anúncios ou usar meios de aumentar as impressões e/ou os cliques de forma artificial, incluindo métodos manuais.

Saiba mais

Cliques em anúncios do Google precisam ser resultado do interesse genuíno dos usuários. É expressamente proibido usar qualquer método que gere cliques ou impressões nos seus anúncios do Google de forma artificial. Isso inclui, sem limitação, cliques ou impressões manuais repetidos, ferramentas automatizadas de geração de cliques e impressões e o uso de robôs ou softwares fraudulentos. É proibido clicar nos próprios anúncios, seja qual for o motivo.

Como incentivar cliques ou visualizações (inventário não premiado)

Com exceção do inventário premiado, os editores não podem pedir cliques ou visualizações em anúncios nem usar métodos de implementação fraudulentos para gerar cliques ou visualizações. Isso inclui, mas não se limita a oferecer remuneração para que os usuários confiram anúncios ou façam pesquisas, prometer arrecadar dinheiro para terceiros por tal comportamento ou colocar imagens perto de anúncios individuais.

Saiba mais

Para garantir uma boa experiência a usuários e anunciantes, não é permitido aos editores que participam do programa Google AdSense:

  • compensar os usuários por visualizar anúncios ou realizar pesquisas, ou prometer recompensas a terceiros por tal comportamento;
  • incentivar os usuários a clicar em anúncios do Google usando frases como "clique nos anúncios", "ajude-nos", "acesse estes links" ou outra linguagem similar;
  • direcionar a atenção do usuário para os anúncios usando setas ou outros truques gráficos;
  • colocar imagens enganosas ao lado de anúncios individuais;
  • posicionar anúncios em um script de caixa flutuante;
  • formatar anúncios de forma que não possam ser diferenciados de outros conteúdos da página;
  • formatar o conteúdo do site para dificultar a diferenciação dos anúncios;
  • posicionar rótulos enganosos acima de blocos de anúncios do Google (por exemplo, os anúncios podem ser rotulados como "Links Patrocinados" ou "Anúncios", mas não como "Sites favoritos" ou "Melhores ofertas de hoje").

Origens de tráfego

Os anúncios do Google não podem aparecer em páginas que recebem tráfego de determinadas origens. Por exemplo, os editores não podem participar de programas do tipo paid-to-click, enviar e-mails indesejados ou mostrar anúncios em decorrência da ação de algum aplicativo de software. Além disso, os editores que usam a publicidade on-line precisam garantir que as páginas obedeçam às diretrizes de qualidade das páginas de destino do Google.

Saiba mais

Para garantir uma experiência positiva para os usuários da Internet e os anunciantes do Google, os sites que mostram anúncios do Google não podem:

  • Usar serviços de terceiros que geram cliques ou impressões, como programas paid-to-click, paid-to-surf, de navegação automática e troca de cliques.
  • Ser divulgados usando e-mails em massa não solicitados ou anúncios indesejados em sites de terceiros.
  • Exibir anúncios, caixas de pesquisa ou resultados de pesquisa do Google em decorrência da ação de softwares, como barras de ferramentas.
  • Ser carregados por qualquer software que acione pop-ups, redirecione usuários para sites indesejados, modifique as configurações do navegador ou interfira na navegação pelo site. É sua responsabilidade garantir que nenhuma rede de publicidade ou afiliado use esses métodos para direcionar o tráfego a páginas que incluam seu código do AdSense.
  • Receber tráfego de publicidade on-line, a não ser que o site obedeça às diretrizes de qualidade de página de destino do Google. Por exemplo, os usuários devem conseguir encontrar facilmente o que o anúncio promete.

Comportamento do anúncio

Os editores podem modificar o código de anúncio do Google AdSense, desde que essas mudanças não melhorem artificialmente a performance dos anúncios nem prejudiquem os anunciantes. Consulte o artigo sobre modificação do código de anúncio do Google AdSense para mais informações.

Posição do anúncio

Incentivamos os editores a fazer testes com várias posições e formatos de anúncio. No entanto, o código do AdSense não pode ser colocado em locais impróprios, como pop-ups, e-mails ou softwares. Os editores também precisam obedecer às políticas de cada produto usado. Consulte o artigo sobre políticas de posição do anúncio para mais informações.

Ver as políticas de posição do anúncio na íntegra

Os anúncios, as caixas de pesquisa ou os resultados de pesquisa do Google não podem ser:

  • Integrados a um aplicativo de software (não se aplica à AdMob), independentemente do tipo, incluindo barras de ferramentas.
  • Mostrados em pop-ups ou pop-unders, incluindo páginas com anúncios do Google, caixas de pesquisa ou resultados de pesquisa que são carregadas em um pop-up ou pop-under.
  • Inseridos em e-mails ou em páginas em que as mensagens de e-mail são o principal foco.
  • Mostrados em páginas em que o foco principal é o conteúdo gerado dinamicamente (como chats ao vivo, mensagens instantâneas ou comentários atualizados automaticamente).
  • Inseridos em qualquer página não baseada em conteúdo (não se aplica ao AdSense para pesquisas ou ao AdSense para pesquisas em dispositivos móveis).
  • Colocados em páginas publicadas especificamente para mostrar anúncios.
  • Posicionados em páginas cujo conteúdo ou URL possa levar o usuário a pensar que o site está associado ao Google devido ao uso inadequado de logotipos, marcas registradas ou outras características de marca.
  • Inseridos ou colocados com outros produtos ou Serviços do Google de uma forma que viole as políticas do produto ou serviço em questão.
  • Mostrados em páginas que enquadram conteúdo, ou seja, quando um site ou app exibe o site de outra pessoa em um frame ou uma janela sem permissão dos proprietários desse conteúdo.

Comportamento do site

Os sites que mostram anúncios do Google devem ser fáceis de navegar. Os sites não podem mudar as preferências dos usuários, redirecionar para sites indesejados, iniciar downloads, incluir malware ou conter pop-ups ou pop-unders que atrapalham a navegação.

Navegação enganosa no site

Os editores não podem usar métodos de implementação enganosos com anúncios que parecem ser links de menu, navegação ou download para gerar cliques ou visualizações. Lembre-se de que todos os editores são responsáveis por garantir que a própria implementação de anúncios obedeça às políticas de posição do anúncio.

Isso inclui, sem limitação:

  • declarações falsas sobre conteúdo de streaming ou disponível para download;
  • links para conteúdo inexistente;
  • redirecionamento de usuários para páginas da Web irrelevantes ou enganosas;
  • outros tipos de navegação criados para enganar os usuários intencionalmente;
  • páginas em que os anúncios são posicionados em áreas destinadas à navegação.

Requisitos técnicos dos frames de visualização de conteúdo da Web para apps

Os desenvolvedores de apps que querem gerar receita publicando anúncios de display do Google AdSense e do Ad Manager com um frame de visualização de conteúdo da Web precisam usar uma das seguintes opções de integração:

  1. API WebView para anúncios
    Os desenvolvedores de apps são incentivados a integrar a API WebView para anúncios a fim de registrar instâncias de WebView (Android: WebView, iOS: WKWebView) com o SDK dos anúncios para dispositivos móveis do Google.

    documentação do desenvolvedorSaiba mais na documentação do desenvolvedor para Android e iOS.

    Os anúncios no app da AdMob e do Ad Manager poderão ser exibidos em apps ao lado de um WebView se o SDK dos anúncios para dispositivos móveis do Google estiver sendo usado e o editor obedecer a todas as outras políticas e diretrizes do programa relevantes.

    Observação: o WebView está sujeito ao mesmo requisito da política de conteúdo em um navegador.
  2. Outros frames de visualização compatíveis:

Eventos sensíveis

Um "evento sensível" é uma circunstância ou evento imprevisto que gera um risco considerável à capacidade de o Google reduzir conteúdo insensível ou abusivo em recursos importantes/monetizados e oferecer informações relevantes, reais e de alta qualidade. Durante um evento sensível, podemos tomar várias medidas para lidar com esses riscos.

Políticas específicas de produtos

Última atualização: 9 de fevereiro de 2024

Isso foi útil?

Como podemos melhorá-lo?
true
Sua página do Google AdSense

Conheça a página do Google AdSense, um novo recurso que ajudará você com informações personalizadas e novas oportunidades na sua conta.

Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal
10976487284756675877
true
Pesquisar na Central de Ajuda
true
true
true
true
true
157