Ferramenta de inspeção de URL

Sobre a Ferramenta de inspeção de URL

A Ferramenta de inspeção de URL fornece informações sobre a versão indexada do Google de uma determinada página. As informações incluem erros de AMP e de dados estruturados e problemas de indexação.

Tarefas comuns:

  • Inspecionar um URL indexado: busque informações sobre a versão indexada pelo Google da sua página. Veja por que o Google conseguiu ou não fazer a indexação.
  • Inspecionar um URL ativo: teste se uma página do seu site pode ser indexada.
  • Solicitar indexação de um URL: solicite que um URL inspecionado seja rastreado pelo Google.
  • Ver uma versão renderizada da página: veja uma captura de tela que mostra como o Googlebot processa a página.
  • Ver a lista de recursos carregados, a saída de JavaScript e outras informações: para ver uma lista de recursos, o código da página e outros dados, clique no link de mais informações no card de resultados da página.

Inspecionar um URL indexado

Veja informações detalhadas do índice do Google sobre um URL da sua propriedade.

Para ver as informações do índice do Google a respeito de um URL da sua propriedade, faça o seguinte:

  1. Clique em Inspeção de URL no painel de navegação do Search Console:
  2. Insira o URL completo para fazer a inspeção. Algumas observações:
    • O URL precisa estar na propriedade atual. Os URLs fora da propriedade atual não podem ser testados. Se você for o proprietário dessa outra propriedade, alterne entre elas para testar o URL.
    • URLs de AMP e não AMP: você pode inspecionar os URLs de AMP e não AMP. A ferramenta fornece informações sobre a versão correspondente da AMP e não AMP da página.
    • Versões alternativas de páginas: se a página tiver versões alternativas/duplicadas, o relatório também incluirá informações sobre a versão canônica, caso ela esteja em uma das suas propriedades.
  3. Veja como interpretar os resultados.

Há um limite diário de solicitações de inspeção ao vivo para cada uma das suas propriedades.

Compreender os resultados: URL indexado

Observações importantes:
  • Isso não é um teste ao vivo. A ferramenta descreve a versão indexada mais recentemente de uma página, e não a versão ativa na Web. As informações exibidas na ferramenta são usadas pelo Google para avaliar os resultados da pesquisa. Sua página pode ter mudado ou ficado indisponível desde que o Google a viu pela última vez. Para ver como o Google processa a versão atual dela, clique no botão Teste ao vivo na página.
  • A data "Último rastreamento", em Cobertura do índice, mostra a data em que as informações exibidas foram recuperadas (se a página tiver sido rastreada).
  • "O URL está no Google" não significa que sua página esteja aparecendo nos resultados da pesquisa. A aparência real nos resultados da pesquisa exige que a página e os dados estruturados dela estejam em conformidade com as diretrizes de qualidade e segurança. A Ferramenta de inspeção de URL não leva em conta ações manuais, remoções de conteúdo nem URLs temporariamente bloqueados. Para ver se o URL é exibido, pesquise por ele no Google. Se ele não aparecer, mas a ferramenta mostrar que ele foi indexado, consulte este artigo para descobrir o motivo.

 

Os resultados da inspeção incluem as seguintes seções expansíveis:

Presença no Google

Este card descreve se o URL pode ou não aparecer nos resultados da Pesquisa Google. Os seguintes valores são possíveis:

O URL está no Google

  • O que significa: o URL foi indexado, pode aparecer nos resultados da Pesquisa Google e não foram encontrados problemas com os aprimoramentos aplicados à página (dados estruturados, páginas AMP vinculadas etc.).
  • Próximas etapas: normalmente nenhuma ação é necessária, embora você possa explorar o que o Google conhece sobre sua página navegando nos detalhes das seções de cobertura ou aprimoramento do índice.
Se um URL for bloqueado temporariamente com a ferramenta Remover URLs, a Ferramenta de inspeção de URL o informará como "O URL está no Google", com o status de cobertura do índice "Rastreado". Isso não significa que seu URL esteja aparecendo nos resultados da pesquisa. Para ver se o URL ainda está bloqueado, acesse a ferramenta Remover URLs ou pesquise-o no Google.

O URL está no Google, mas tem problemas

  • O que significa: o URL foi indexado e pode aparecer nos resultados da Pesquisa Google, mas há alguns problemas com os aprimoramentos aplicados à página que podem impedir a exibição dele. Isso pode indicar um problema com uma página AMP associada ou dados estruturados malformados para uma pesquisa aprimorada na página (como uma receita ou oferta de emprego).

  • Próximas etapas: leia as informações de avisos ou erros no relatório e tente corrigir os problemas descritos.

O URL não está no Google: erros de indexação

O URL não está no Google

  • O que significa: o URL não aparecerá nos resultados da Pesquisa Google, mas acreditamos que essa seja sua intenção. Os motivos mais comuns incluem uma página protegida por senha, uma diretiva noindex ou o fato de ser uma versão alternativa de uma página canônica. As versões alternativas de uma página não são indexadas.
  • Próximas etapas: leia os detalhes na seção "Cobertura do índice" para saber mais sobre o motivo. Algumas razões possíveis:
    • Se os valores "URL canônico declarado pelo usuário" e "URL canônico selecionado pelo Google" forem diferentes, isso significa que o URL é parte de um conjunto de páginas semelhantes e o Google optou por indexar outra versão da mesma página. Provavelmente, nenhuma ação será necessária. No entanto, considere remover sua tag canônica explícita ou verifique por que precisa de outra página como canônica.
    • Se houver um bloqueio noindex ou robots.txt que você não esperava (consulte a seção "Detalhes da cobertura do índice" abaixo), será necessário remover esse bloqueio para permitir que o Google acesse o site.
    • Para encontrar outros motivos de cobertura do índice, consulte a lista de valores e instruções para possíveis correções.

O Google não reconhece o URL: se o status de cobertura do índice "O Google não reconhece o URL" aparecer, isso indicará que o Google não indexou o URL porque não o viu antes ou o encontrou como uma página alternativa marcada, mas que não pode ser rastreada. Para resolver isso, faça uma inspeção ao vivo, corrija todos os problemas encontrados e envie a página para indexação. Dica: se essa página for uma alternativa marcada adequadamente, mas que não é rastreável, ao inspecionar a página canônica, você verá essa página listada com um erro de rastreamento.

O URL é uma versão alternativa

  • O que significa: é um dos URLs em um conjunto de versões alternativas da mesma página. As páginas desse grupo incluem pares canônicos/AMP ou pares de páginas versão para computador/versão para dispositivos móveis. Veja o URL indexado no valor URL canônico selecionado pelo Google em Cobertura do índice.
  • Próximas etapas: em geral, nenhuma ação é necessária. No entanto, verifique o URL canônico selecionado pelo Google para garantir que seja uma página esperada.
Cobertura do índice

Esta seção descreve os status do índice do URL e os detalhes do processo de indexação dele. As seguintes informações podem ser fornecidas, dependendo do status de cobertura do índice:

Status da cobertura do índice
Uma descrição mais detalhada do rótulo Presença no Google, explicando por que o URL está ou não no Google. Esse é um valor de sucesso, aviso, falha ou exclusão. Veja a lista de valores e instruções de possíveis correções. Consulte O Google não reconhece o URL.
Sitemaps
São os sitemaps conhecidos que levam a esse URL. Observação: isso só inclui aqueles enviados por meio do Relatório de sitemaps ou listados no robots.txt do site. Os sitemaps descobertos por outros meios não serão listados. Para sites novos ou maiores, recomendamos fornecer um sitemap para ajudar o Google a saber quais páginas rastrear. Veja problemas conhecidos.
Página de referência
Uma página que o Google possivelmente usou para descobrir esse URL. A página de referência pode vincular diretamente a esse URL ou pode ser um avô ou bisavô de uma página vinculada a ele. Se não houver esse valor, isso não significa que não existe uma página de referência, mas somente que essas informações podem não estar disponíveis para a Ferramenta de inspeção de URL no momento. Se você encontrar "O URL pode ser conhecido por outras origens não informadas no momento", isso significa que o Google encontrou o URL por outros meios que não um sitemap ou uma página de referência, mas as informações de referência não estão disponíveis para essa ferramenta no momento.
Último rastreamento
A última vez que a página foi rastreada pelo Google, na sua hora local. Todas as informações exibidas nessa ferramenta são derivadas da última versão rastreada.
O rastreamento é permitido?
Indica se a página permitiu que o Google rastreasse (visitasse) a página ou se o bloqueou com uma regra robot.txt. Se você não quiser bloquear o Google, remova o bloqueio robots.txt. Isso não é o mesmo que permitir a indexação, o que é feito por meio do valor de "A indexação é permitida?".
Busca de página
Indica se o Google recebeu ou não a página do seu servidor. Caso o rastreamento não seja permitido, este campo sempre exibirá uma falha. Se o rastreamento for permitido, a busca da página ainda poderá falhar por diversos motivos. Consulte as explicações sobre falhas de busca. O rastreamento permitido é uma indicação de que você quer que a página seja alcançada. A busca da página informa se o Google pode realmente alcançá-la, caso tenha permissão.
A indexação é permitida?
Se a página proíbe explicitamente a indexação ou não. Se a indexação não for permitida, o motivo será explicado e a página não aparecerá nos resultados da Pesquisa Google. IMPORTANTE se a página estiver bloqueada pelo robots.txt (consulte "O rastreamento é permitido?"), o valor de "A indexação é permitida?" sempre será "Sim" porque o Google não conseguirá detectar e seguir a diretiva noindex. Nesse caso, sua página pode aparecer nos resultados da pesquisa.
URL canônico declarado pelo usuário
Seu URL canônico declarado, se a página declarar um explicitamente. Você pode declarar um URL canônico de várias maneiras: uma tag <link rel="canonical">, um cabeçalho HTTP, um sitemap ou alguns outros métodos. Se a página for parte de um conjunto de páginas semelhantes ou duplicadas, recomendamos declarar explicitamente o URL canônico. Para as páginas AMP, ele precisa ser a versão não AMP (a menos que seja uma AMP independente).
URL canônico selecionado pelo Google

A página que o Google selecionou como o URL canônico (oficial) quando encontrou páginas semelhantes ou duplicadas no seu site. Se você declarar um URL canônico, o Google poderá selecionar o mesmo URL, mas, às vezes, escolherá outro URL que considere um melhor exemplo canônico. Não é possível garantir o URL canônico selecionado pelo Google, mas você pode sugerir um. Se a página não tiver versões alternativas, o canônico selecionado pelo Google será o URL inspecionado. Se você encontrar uma página inesperada, recomendamos declarar explicitamente uma versão canônica.

O URL canônico nem sempre é aquele exibido nos resultados da pesquisa. Por exemplo, se uma página tiver uma versão canônica para computadores e uma para dispositivos móveis, as pesquisas em smartphones provavelmente exibirão o URL da página para dispositivos móveis.

Esse valor pode estar com algumas horas de atraso em relação ao valor em nosso índice.

Se a página não for a versão canônica do URL, você poderá inspecionar o URL canônico selecionado pelo Google selecionando Inspecionar. No entanto, só será possível fazer isso se o URL estiver em uma propriedade gerenciada por você.

Melhorias (AMP, Jobs e mais)

Esta seção descreve as melhorias de pesquisa no seu URL detectadas pelo Google na última vez que ele foi indexado. Se o URL não puder ser indexado ou nenhuma melhoria for detectada, esta seção estará vazia.

Essa ferramenta ainda não mostra todas as possíveis melhorias. Veja quais delas são compatíveis:

Usabilidade em dispositivos móveis

Descubra se a página será visualizada facilmente em um dispositivo móvel.

Estes são os possíveis resultados:

  • A página não é otimizada para dispositivos móveis: a página não funciona bem em dispositivos móveis devido a alguns problemas.
  • A página é otimizada para dispositivos móveis: a página provavelmente funcionará bem em um dispositivo móvel. Mais detalhes.
  • Não há dados disponíveis: por algum motivo, não foi possível recuperar ou testar a compatibilidade com dispositivos móveis da página. Aguarde um momento e tente novamente.

Veja uma descrição dos possíveis erros aqui.

Para ver quais outras páginas do site foram afetadas por um problema, selecione a linha correspondente e clique em Abrir relatório.

AMP

Se a página tiver uma versão AMP vinculada, será possível ver informações sobre ela selecionando a linha no relatório. Use essas informações para encontrar e solucionar problemas de indexação específica de AMP, entre outros.

Os detalhes exibidos aqui se aplicam à versão AMP referenciada pela página atual, e não à página atual.

Além dos erros padrão de AMP, você pode ver estes erros de AMP específicos do Google.

Para ver outras páginas do site afetadas por um problema específico, selecione a linha de descrição correspondente e clique em Abrir relatório.

Vários tipos de pesquisa aprimorada

Veja informações sobre todos os tipos de pesquisa aprimorada (dados estruturados) encontrados na página. As informações incluem o número de itens válidos encontrados no URL, descrições de cada item e detalhes sobre quaisquer avisos ou erros encontrados. No momento, os seguintes tipos de pesquisa aprimorada são compatíveis: 

Não encontro minha pesquisa aprimorada. Nem todos os tipos de pesquisa aprimorada são compatíveis com a ferramenta ainda. Tipos não compatíveis podem estar presentes e ser válidos na página, além de poderem aparecer nos resultados da pesquisa, mas não serão exibidos na ferramenta.

Inspecionar um URL ativo

É possível testar um URL ativo na sua propriedade para ver se ele pode ser indexado pelo Google. Isso realizará um teste na página ativa para conseguir informações semelhantes ao URL indexado. É útil quando você quer testar as alterações na página em relação à versão atualmente indexada da página.

Para testar um URL ativo quanto a possíveis erros de indexação:

  1. Primeiro é preciso inspecionar o URL indexado conforme descrito em Inspecionar uma página indexadaObservação: a página pode ainda não ter sido indexada ou ter passado por uma falha na indexação, mas precisa estar acessível na Internet sem exigir informações de login.
  2. Clique em Testar o URL publicado na página de resultados do índice.
  3. Leia a seção Compreender os resultados: teste ao vivo para saber mais sobre as informações exibidas.
  4. Para alternar entre os resultados do teste ao vivo e do conteúdo indexado, selecione Índice do Google ou Teste ao vivo na página.
  5. Para repetir um teste ao vivo, selecione o botão Recarregar Atualizar na página.
  6. Para ver detalhes sobre a página, incluindo uma captura de tela e cabeçalhos de resposta HTTP, selecione Ver a página rastreada.

Há um limite diário de solicitações de inspeção ao vivo para cada propriedade.

Compreender os resultados: teste ao vivo

Observações importantes:
  • Esse teste é ao vivo. Essa ferramenta busca e examina o URL em tempo real. As informações exibidas no teste ao vivo podem ser diferentes do URL indexado pelas razões descritas abaixo.
  • O teste ao vivo não verifica a presença do URL em sitemaps ou em páginas de referência.
  • O status Indexável no URL ativo pode ser diferente do status Cobertura de índice no URL indexado por estes motivos:
    • Você alterou ou corrigiu algo no URL ativo, como remover (ou adicionar) uma tag noindex ou um bloqueio robots.txt, e as alterações ainda não foram indexadas. Analise a diferença nos testes "Indexado" e "Tempo Real" ou verifique o histórico de versões da página no seu site para descobrir as diferenças entre a versão indexada e a versão ativa.
    • O teste ao vivo não é compatível com todos os estados do índice no relatório da versão indexada. Alguns estados no relatório indexado não foram testados ou não fazem sentido em um teste ao vivo, e serão informados de maneiras diferentes no teste ao vivo. Consulte detalhes da seção indexável para saber mais sobre os estados não compatíveis.

Um resultado válido significa que minha página será indexada?

Não. Esse teste confirma somente que o Googlebot pode acessar sua página para indexação. Mesmo com um resultado válido ou de aviso no teste ao vivo, sua página ainda precisa atender a outras condições para poder ser indexada. Por exemplo:

  • A página não pode estar sujeita a ações manuais ou questões legais.
  • A página não pode ser uma cópia de outra página indexada. Ela precisa ser exclusiva ou selecionada como a versão canônica de um conjunto de páginas semelhantes.
  • A qualidade da página precisa ser alta o suficiente para garantir a indexação.

 

Os resultados da inspeção incluem as seguintes seções expansíveis:

Potencialmente disponível no Google?
O card superior exibe uma avaliação geral a respeito da capacidade de indexação do URL ativo. Um resultado positivo não é garantia de que ele aparecerá nos resultados da pesquisa. Os resultados da pesquisa exigem que a página e os dados estruturados dela estejam em conformidade com as diretrizes de qualidade e segurança. A Ferramenta de inspeção de URL não leva em conta ações manuais, remoções de conteúdo nem URLs temporariamente bloqueados.

Os seguintes valores são possíveis:

O URL está disponível para o Google

  • O que isso significa: o URL não está bloqueado nem tem erros detectáveis que impeçam a indexação completa. Se o Google indexar o URL, ele poderá aparecer nos resultados da Pesquisa Google, desde que esteja em conformidade com as diretrizes de qualidade e segurança e não esteja sujeito a ações manuais, remoções de conteúdo nem URLs temporariamente bloqueados.
  • O que fazer depois: se a página for diferente da versão indexada, selecione o botão na página para solicitar a indexação. Como alternativa, é possível enviar um sitemap ou esperar que ele seja rastreado naturalmente.

O URL está disponível para o Google, mas tem problemas

  • O que isso significa: o Google é capaz de indexar o URL, mas há alguns problemas que podem impedir a exibição das melhorias que você tentou implementar. Isso pode indicar um problema com uma página AMP associada ou dados estruturados malformados para uma pesquisa aprimorada na página (como uma receita ou oferta de emprego).

  • Próximas etapas: leia as informações de avisos ou erros no relatório e tente corrigir os problemas descritos.

O URL não está disponível para o Google

  • O que isso significa: o URL não pode aparecer nos resultados da Pesquisa Google devido a um problema crítico.
  • Próximas etapas: leia os detalhes na seção "Disponibilidade" para saber mais sobre o motivo.
Disponibilidade

Esta seção do relatório descreve se a página pode ser indexada pelo Google. No entanto, um resultado positivo não é garantia de que ela aparecerá nos resultados da pesquisa. Aparecer nos resultados da pesquisa ainda exige que a página e os dados estruturados dela estejam em conformidade com as diretrizes de qualidade e segurança. A Ferramenta de inspeção de URL não leva em conta ações manuais, remoções de conteúdo nem URLs temporariamente bloqueados.

Para ver uma explicação das várias propriedades, consulte as descrições de propriedade na versão indexada.

 

Diferenças entre os resultados dos testes ao vivo e de conteúdo indexado

Nem todos os valores de disponibilidade mostrados no relatório de conteúdo indexado são viáveis no relatório ao vivo. Veja uma lista dos estados não compatíveis e as explicações correspondentes.

Status do relatório de conteúdo indexado Por que não aparece no teste ao vivo
URL enviado… Os status que começam com "URL enviado" não podem aparecer em um teste ao vivo porque só são exibidos quando o usuário enviou a página usando um sitemap, e as informações do sitemap não estão disponíveis em um teste ao vivo.
  • Enviada e indexada
  • Indexada, mas não enviada no sitemap
É exibido o status equivalente, "O URL pode ser indexado".
Indexada, mas bloqueada pelo robots.txt A classificação "Indexada" não se aplica aos testes ao vivo. Se houver bloqueio, será exibido o erro correspondente, "Bloqueada pelo robots.txt".
Detectada, mas não indexada no momento Não se aplica a um teste ao vivo.
Rastreado, mas não indexado Não se aplica a um teste ao vivo.

Status de página duplicada:

  • Página alternativa com tag canônica adequada
  • URL indexado como uma versão alternativa
  • Página duplicada sem tag canônica
  • O Google e o usuário selecionaram uma página canônica diferente
  • URL enviado não selecionado como canônico
As informações canônicas do Google não estão disponíveis em um teste ao vivo nem qualquer conhecimento de páginas duplicadas. Se o usuário declarar uma página canônica, essa informação estará disponível.

Ver a página renderizada

Você pode ver uma captura de tela da página da forma como ela é renderizada pelo Googlebot. Essa opção só está disponível para o URL ativo, e não para o indexado. A página precisa estar acessível para gerar uma captura de tela.

Para ver uma captura de tela da página, faça o seguinte:

  1. Faça um teste ao vivo em um URL.
  2. Clique em Ver a página testada no card de resultado da página para abrir painéis com informações adicionais. Caso essa opção não esteja disponível, isso normalmente indica que não foi possível acessar a página para o teste ao vivo.
  3. Navegue até a guia Captura de tela.

Solicitar (re)indexação

Você pode solicitar que um URL inspecionado seja indexado pelo Google. A indexação pode levar até 1 ou 2 semanas. Use a ferramenta para conferir o andamento do processo.

Para solicitar a indexação de um URL inspecionado:

  • Clique em Solicitar indexação no relatório. Se a página passar por uma verificação rápida para testar erros de indexação imediatos, ela será enviada para a fila de indexação. Não será possível solicitar a indexação se a página não for considerada indexável no teste ao vivo.

 

Problemas conhecidos
  • Em alguns casos, não informamos o sitemap de uma página que foi enviada em um sitemap. Estamos trabalhando para corrigir isso.
Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?