Notificação

O Duo e o Meet foram combinados em um novo app Meet. Os usuários do Meet (original) podem fazer o download do novo app.

Segurança e privacidade para os usuários do Google Meet

Veja mais detalhes sobre a segurança do Google Workspace em Segurança e privacidade do Meet para o Google Workspace.

Veja mais detalhes sobre a segurança do Google Workspace for Education em Segurança e privacidade para a educação no Meet.

No Google, projetamos, criamos e operamos todos os nossos produtos sobre uma base segura, com as proteções necessárias para manter a segurança dos usuários, dos dados e das informações particulares. O Meet não é exceção: temos proteções padrão integradas para garantir a segurança das reuniões.

Medidas de segurança
O Meet usa várias medidas de segurança para proteger suas videochamadas. Isso inclui controles contra invasão de videochamadas na Web e de ligações para reuniões. Veja algumas das nossas principais medidas a seguir:
Código da reunião: cada código tem 10 caracteres, com 25 caracteres no conjunto. Isso dificulta o ataque de força bruta para "adivinhar" os códigos das reuniões.
Detalhes da reunião: podem ser alterados no convite. Se você alterar o convite da videochamada completamente, o código da reunião e o PIN do telefone também mudarão. Isso é útil quando um usuário é removido do convite da reunião.
Participação em uma reunião: veja abaixo as restrições aplicáveis quando as pessoas participam de uma videochamada.
  • Os participantes não podem entrar na reunião com mais de 15 minutos de antecedência do horário programado.
  • Só os usuários no convite da agenda podem entrar sem um pedido explícito para participar das reuniões. Quem não está no convite da agenda precisa pedir para participar e ser aceito pelo organizador da reunião.
  • Só o organizador da reunião pode aceitar participantes sem convite, enviando um durante a reunião e aceitando solicitações para participar.
  • Os organizadores da reunião têm acesso fácil aos controles de segurança, como desativar o som dos participantes e removê-los. Só eles podem fazer isso durante uma reunião.
  • O Meet tem limites numéricos para possíveis vetores de abuso.
  • Os usuários podem denunciar comportamentos abusivos nas reuniões.
Criptografia
Para garantir a segurança e a privacidade dos dados, o Meet é compatível com várias medidas de criptografia:
  • Todos os dados no Meet são criptografados em trânsito por padrão entre o cliente e o Google para videochamadas em um navegador da Web, nos apps Meet para Android e Apple® iOS® e em salas com o hardware de sala de reunião do Google.
  • As gravações do Meet armazenadas no Google Drive são criptografadas em repouso por padrão.
  • O Meet segue os padrões de segurança do grupo Internet Engineering Task Force (IETF) para os protocolos Datagram Transport Layer Security (DTLS) e Secure Real-time Transport Protocol (SRTP). Saiba mais
Implantação, acesso e controle seguros
No Meet, tomamos várias precauções para manter a privacidade e a segurança dos seus dados:
  • Acesso ao Meet: os usuários nos navegadores Chrome, Mozilla® Firefox®, Apple Safari® e no novo Microsoft® Edge® não precisam instalar plug-ins nem softwares. O Meet funciona integralmente no navegador. Isso limita a superfície de ataque do Meet e a necessidade de implementar patches de segurança com frequência nas máquinas dos usuários finais. Nos dispositivos móveis, recomendamos que você instale o app Google Meet no Google Play (Android) ou na App Store (iOS). Saiba mais
  • Verificação em duas etapas: o Meet é compatível com várias opções de verificação em duas etapas (2SV, na sigla em inglês), como chaves de segurança, o Google Authenticator, solicitações do Google e mensagens de texto SMS.
  • Programa Proteção Avançada: os usuários do Meet podem se inscrever no Programa Proteção Avançada (APP, na sigla em inglês) do Google. Com o APP, você tem as melhores proteções disponíveis contra phishing e invasão de conta. Ele foi desenvolvido principalmente para as contas de maior risco, que ainda não sofreram violações, mesmo após várias tentativas. Saiba mais
Privacidade e transparência
Com você no controle, protegemos sua privacidade, mantendo e desenvolvendo continuamente os recursos de segurança e obedecendo às leis de proteção de dados e outros padrões do setor para você aproveitar o Google Meet. Nossa equipe de privacidade participa do lançamento de cada produto, revisando a documentação do projeto e os códigos para garantir que os requisitos de privacidade sejam seguidos.
  • Controle dos seus dados: o Meet segue os mesmos compromissos rigorosos de privacidade e proteção de dados de todos os serviços empresariais do Google Cloud. Saiba mais
    • O Google Cloud, que inclui o Meet, não usa dados de clientes para publicidade. Ele não vende os dados do cliente a terceiros.
    • Os dados do cliente são criptografados em trânsito, e as gravações do Meet armazenadas no Google Drive são criptografadas em repouso por padrão.
    • O Meet não tem softwares ou recursos que monitoram a atenção do usuário.
    • O Google não armazena dados de vídeo, áudio ou chat, a menos que um participante inicie uma gravação durante a sessão do Meet.
  • Conformidade: nossos produtos, inclusive o Meet, passam regularmente por uma verificação independente dos controles de segurança, privacidade e conformidade e têm certificados, atestados de conformidade ou relatórios de auditoria que usam padrões mundiais. Nossa lista global de certificações e atestados está disponível aqui.
  • Transparência: seguimos um processo rígido para responder a solicitações governamentais de dados de clientes e divulgamos informações sobre o número e o tipo de solicitações que recebemos dos governos no nosso Relatório de Transparência do Google. Saiba mais
Resposta a incidentes
O gerenciamento de incidentes é um aspecto importante do programa geral de segurança e privacidade do Google. Ele é fundamental para obedecer às regulamentações globais de privacidade, como o GDPR. Usamos processos rigorosos para prevenção, detecção e resposta a incidentes. Saiba mais

Prevenção contra incidentes

  • Análise automatizada de registros da rede e do sistema: a análise automatizada do tráfego de rede e do acesso ao sistema ajuda a identificar atividades suspeitas, abusivas ou não autorizadas e é encaminhada para a equipe de segurança do Google.
  • Testes: a equipe de segurança do Google rastreia ativamente ameaças de segurança usando testes de penetração, medidas de controle de qualidade (QA, na sigla em inglês), detecção de invasão e análises de segurança de software.
  • Revisões de código interno: a revisão do código-fonte descobre vulnerabilidades ocultas, falhas do projeto e verifica se os principais controles de segurança foram implementados.
  • Programa de Recompensa por Vulnerabilidade do Google: possíveis vulnerabilidades técnicas em extensões do navegador e apps para dispositivos móveis e da Web do Google que talvez afetem a confidencialidade ou a integridade dos dados do usuário são relatadas por pesquisadores de segurança externos.

Detecção de incidentes

  • Ferramentas e processos específicos do produto: sempre que possível, usamos ferramentas automatizadas para melhorar a detecção de incidentes no nível do produto pelo Google.
  • Detecção de anomalias de uso: o Google aplica várias camadas de sistemas de aprendizado de máquina para diferenciar entre atividades do usuário seguras e anormais nos navegadores, dispositivos, logins de apps e outros eventos de uso.
  • Alertas de segurança de data center e / ou serviços no local de trabalho: esses alertas nos data centers verificam incidentes que talvez afetem a infraestrutura da empresa.

Resposta a incidentes

  • Incidentes de segurança: o Google tem um programa de resposta a incidentes de nível internacional com funções importantes como as descritas a seguir.
  • Pioneirismo em sistemas de monitoramento, análise de dados e serviços de aprendizado de máquina para detectar e impedir incidentes de maneira proativa.
  • Especialistas dedicados para responder a incidentes de dados de qualquer tipo ou porte
Práticas recomendadas de segurança
Crie um espaço confiável para reuniões se você quiser que todos os participantes tenham uma experiência segura.
  • Tenha cuidado ao compartilhar links de reuniões em fóruns públicos.
  • Se você precisar compartilhar publicamente uma captura de tela da reunião, confirme se o URL na barra de endereço do navegador foi removido da imagem.
  • Recomendamos enviar pelo Google Agenda os convites do Meet para reuniões particulares com um grupo confiável de participantes.
  • Verifique e só aceite os novos participantes que você reconhecer antes de autorizá-los a entrar em uma reunião.
  • Se você perceber um comportamento indevido durante uma reunião, use os controles de segurança do moderador, como remover ou desativar o som de um participante.
  • Incentivamos os usuários a denunciar comportamentos abusivos nas reuniões.
  • Tenha cuidado ao compartilhar informações pessoais nas reuniões, como senhas, números de contas bancárias e cartões de crédito ou até mesmo seu aniversário.
  • Ative a verificação em duas etapas para evitar invasões de conta, mesmo que alguém tenha descoberto sua senha.
  • Recomendamos a inscrição no Programa Proteção Avançada, o conjunto mais forte de proteções do Google contra phishing e invasão de conta.
  • Faça a Verificação de segurança. Veja recomendações de segurança práticas e personalizadas nessa ferramenta passo a passo que criamos para ajudar você a reforçar a segurança da sua Conta do Google.

Recursos relacionados

Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal