Dimensions and metrics

[GA4] Sobre as sessões do Google Analytics

Saiba mais sobre as sessões do Google Analytics 4, incluindo como os números e IDs de sessão são gerados quando os eventos começam.

Uma sessão é o tempo de interação do usuário com seu site ou app.

O que conta como uma sessão

No Google Analytics, uma sessão começa quando a pessoa abre seu app em primeiro plano ou acessa uma página ou tela sem nenhuma sessão ativa naquele momento (por exemplo, a sessão anterior expirou).

Por padrão, uma sessão expira depois de 30 minutos de inatividade do usuário. Não há limite para a duração dela.

Ajustar o tempo limite da sessão

Ajustar o tempo limite da sessão do app

Uma sessão no app começa a expirar quando ele vai para segundo plano. No entanto, é possível estender a duração dela incluindo um parâmetro extend_session (de valor 1) em eventos que você envia enquanto o aplicativo está em segundo plano. Isso é útil se o app é usado com frequência em segundo plano, por exemplo, com apps de navegação e música.

Mude o tempo limite padrão de 30 minutos das sessões de app usando o método setSessionTimeoutDuration.

Ajustar o tempo limite da sessão da Web

Mude o tempo limite padrão de 30 minutos para sessões da Web:

  1. Na coluna Propriedade, selecione Fluxos de dados.
  2. Escolha um fluxo de dados da Web.
  3. Na parte inferior da página, clique em Definir as configurações da tag.
  4. Na seção Configurações, clique em Mostrar tudo para conferir todas as opções disponíveis.
  5. Clique em Ajustar o tempo limite da sessão.
    • Ajustar o tempo limite da sessão: defina essa variável em horas e minutos.
    • Ajustar o temporizador das sessões engajadas: selecione o tempo em segundos que uma sessão leva para ser considerada engajada.
  6. Clique em Salvar.

Como os eventos são associados a um ID e um número de sessão

Quando uma sessão é iniciada, o Google coleta automaticamente um evento session_start e gera um ID (ga_session_id) e um número (ga_session_number) para a sessão usando o evento session_start.

  • O ID da sessão é o carimbo de data/hora do início de uma sessão. Para analisar sessões diferentes fora do Google Analytics, combine o user_id ou user_pseudo_id com session_id para ter um identificador exclusivo para cada sessão.
  • O número indica a quantidade de sessões que o usuário iniciou até a atual (por exemplo, a terceira ou quinta sessão no site).

O ID e o número da sessão são associados automaticamente a cada evento dela pela gtag.js e pelo SDK do Google Analytics para Firebase. No entanto, o identificador não é incluído de forma automática nos eventos do Measurement Protocol ou da importação de dados.

Às vezes, o ID da sessão não é associado ao evento session_start (por exemplo, quando o evento é filtrado de uma subpropriedade). Nesses casos, o Analytics ainda gera um ID de sessão.

Como o número de sessões é calculado

O Google Analytics estima a quantidade de IDs únicos para calcular o número de sessões que ocorrem no seu site ou app.

Como funciona a atribuição de sessão

O evento session_start contém as informações que determinam a atribuição da sessão, como o glid, os parâmetros UTM e o referenciador.

O modelo de atribuição para sessões continua sendo o modelo de atribuição de último clique não direto, e a janela de conversão é determinada pela configuração "Todos os outros eventos de conversão", que é de 90 dias por padrão. Saiba mais sobre como selecionar ou atualizar as configurações de atribuição.

Exemplo

Janela de conversão padrão de 90 dias

Dia 1: o usuário acessa o site por um link orgânico do Google => a sessão é atribuída a "google / organic"
Dia 68: o usuário volta ao site diretamente => a sessão também é atribuída a "google / organic"

Onde você pode conferir as métricas da sessão

As métricas de sessão e do usuário são calculadas usando uma estimativa. O Google Analytics oferece várias métricas de sessão, incluindo Sessões, Sessões engajadas e Sessões engajadas por usuário. Com essas métricas, você pode ver dados sobre o número de sessões iniciadas no seu site ou app.

As métricas são informadas em relatórios, como Visão geral da aquisição, Aquisição de usuários e Visão geral do engajamento. Também é possível ver as métricas de sessão nas Análises detalhadas.

Diferenças nas contagens de sessões

Em outubro de 2021, o Google Analytics começou a atualizar o método de cálculo das métricas de sessão nos relatórios padrão e personalizados, nas Análises detalhadas e no Looker Studio para contabilizar as sessões com mais precisão e baixa taxa de erro. Como resultado, você vai notar uma pequena diferença nas contagens das sessões em relação ao método de cálculo anterior.

Esse novo método de cálculo é aplicado a dados de sessões desde outubro de 2021. O Google Analytics não vai mostrar dados se o período do relatório incluir dados anteriores a outubro de 2021. No entanto, ainda é possível acessar dados históricos no relatório, filtrando por event=session_start.

Considerações sobre o BigQuery

Além de visualizar as contagens de sessões no Google Analytics, você pode exportar seus dados para o BigQuery e fazer consultas usando uma sintaxe semelhante a SQL. O BigQuery tem tempo e recursos suficientes para calcular o número exato das sessões. Por isso, ele não aplica o método de cálculo eficiente (chamado de algoritmo HyperLogLog++) para métricas de sessão. Saiba mais sobre a Aproximação da contagem única no Google Analytics

Como o BigQuery não aplica o método de cálculo mais eficiente, você pode notar pequenas diferenças nas contagens de sessões ao comparar os resultados com os dos relatórios padrão e personalizados, das Análises detalhadas e do Looker Studio.

Ao escolher o local para analisar seus dados, considere o seguinte:

  • Para ver resultados mais precisos dos seus dados brutos, consulte o BigQuery.
  • Se quiser resultados mais eficientes, confira seus relatórios padrão e personalizados, as Análises detalhadas e o Looker Studio.

Para a maioria das suas consultas, os resultados do novo método de cálculo permitem que você compare com eficiência as métricas de sessão ao longo do tempo.

Exemplo
Ao analisar as contagens de sessões da semana anterior, você vê 1.463 sessões nos seus relatórios e 1.501 sessões no BigQuery. Nas contagens de sessões da semana atual, você vê 1.828 sessões nos seus relatórios e 1.876 sessões no BigQuery. Embora as contagens específicas variem um pouco, houve um aumento de 25% no número de sessões. Em outras palavras, é possível usar os mesmos dados para observar a mudança direcional na contagem de sessões.
Origem Semana passada (sessões) Esta semana (sessões)
Relatórios 1.463 1.828 (+25%)
BigQuery 1.501 1.876 (+25%)

Diferenças do Universal Analytics

A contagem de sessões na sua propriedade do Google Analytics 4 pode indicar um número menor do que na propriedade do Universal Analytics. Isso ocorre porque o Google Analytics 4 não cria uma sessão quando a origem da campanha muda no meio da sessão. Já o Universal Analytics cria uma sessão quando isso acontece.

Se uma sessão ultrapassar um limite de dia (por exemplo, iniciar às 23h55 e terminar à 0h05), ela será considerada uma única sessão, embora seja contabilizada uma vez por dia. Saiba mais sobre as diferenças de sessão.

Isso foi útil?

Como podemos melhorá-lo?
Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal
6376867166386537212
true