Sobre metas

Use metas para saber a frequência com que os usuários concluem ações específicas.

As metas avaliam como seu site ou app atende aos seus objetivos. Uma meta representa uma atividade concluída, chamada de conversão, que contribui com o sucesso da sua empresa. Exemplos de metas incluem fazer uma compra (para um site de comércio eletrônico), concluir a fase de um jogo (em um aplicativo de jogo para dispositivos móveis) ou enviar um formulário de dados de contato (para um site de geração de lead ou marketing).

Definir metas é fundamental para qualquer plano de métricas de digital analytics. Quando você configura objetivos adequadamente, o Google Analytics mostra informações essenciais, como o número de conversões e a taxa de conversão do seu site ou app. Sem esses detalhes, é quase impossível avaliar a eficiência da sua empresa e das campanhas de marketing na Internet.

Assista ao vídeo abaixo para ter uma visão geral das metas do Google Analytics.

Watch the goals video overview

Neste artigo:

Funcionamento das metas

As metas são configuradas no nível da vista de propriedade. É possível aplicar metas a quais páginas ou telas específicas que os usuários visitam, quantas páginas/telas eles visualizam em um sessão, quanto tempo eles permanecem no site ou aplicativo e quais eventos eles acionam nesse período. Cada meta pode ter um valor monetário. Assim, você vê quanto a conversão vale para sua empresa. Ao usar valores para as metas, você pode se concentrar nas conversões de maior valor, como transações com um preço mínimo de compra.

Quando um visitante do site ou usuário do aplicativo realiza uma ação definida como meta, o Google Analytics a registra como uma conversão. Esses dados de conversão são disponibilizados em uma série de relatórios com finalidades específicas, conforme descrito abaixo.

Tipos de meta

Há quatro tipos de meta, indicados na tabela abaixo:

Tipo de meta Descrição Exemplo
Destino Um local específico é carregado Página da Web ou tela de app com a mensagem Agradecemos sua inscrição
Duração Sessões que duram determinado tempo ou mais 10 minutos ou mais gastos em um site de suporte
Páginas/telas por sessão Um usuário visualiza um determinado número de páginas ou de telas cinco páginas ou telas foram carregadas
Evento Uma ação definida como um "Evento" é acionada Recomendação social, reprodução de vídeo, clique em anúncio

Metas inteligentes

Além dos tipos de meta descritos acima, o Google Analytics oferece as Metas inteligentes, um método alternativo de acompanhamento de conversões. Ele foi criado para ajudar os anunciantes do Google Ads que não têm conversões suficientes a usar as ferramentas de otimização do Google Ads, como os lances automáticos. Quando você ativa as Metas inteligentes, o Google Analytics avalia automaticamente as visitas ao seu site ou app e atribui uma pontuação a cada uma delas, considerando as visitas mais qualificadas como Metas inteligentes.

Saiba mais sobre as Metas inteligentes.

Funis para metas de destino

Com uma meta de destino, você pode especificar o caminho esperado do tráfego. Esse caminho é chamado de funil. Quando você especifica etapas em um funil, o Google Analytics pode registrar onde os usuários entram e saem do caminho em direção à sua meta. Esses dados são exibidos nos relatórios Fluxo da meta e funil. Você pode ver, por exemplo, uma página ou uma tela em um funil de onde boa parte do tráfego sai antes de concluir a meta. Isso indica um problema com a etapa em questão. Em alguns casos, bastante tráfego será gerado ao pular etapas, indicando que o caminho até a conversão é muito longo ou contém etapas irrelevantes.

Saiba mais sobre os Relatórios de fluxo da meta e visualização do funil.

Valor da meta

Ao configurar uma meta, você tem a opção de atribuir um valor monetário à conversão. Cada vez que a meta é concluída por um usuário, esse valor é registrado, somado e mostrado nos relatórios como Valor da meta.

Todas as ações do usuário podem ser traduzidas em um valor monetário. Uma forma de ajudar a determinar o valor da meta é avaliar a frequência com que os usuários que concluíram a meta se tornaram clientes. Digamos que sua equipe de vendas atraia 10% das pessoas que se inscrevem em um boletim informativo e sua transação média seja de R$ 500,00. Convém atribuir R$ 50,00 (ou seja, 10% de R$ 500,00) à sua meta de inscrição no boletim informativo (a meta que os usuários concluem quando alcançam o final da página de inscrição). Por outro lado, se apenas 1% das inscrições resulta em vendas, você pode atribuir apenas R$ 5,00 à meta de inscrição na newsletter.

É possível alterar a moeda do valor da meta nas configurações da vista.

ID da meta e conjuntos de metas

Cada meta que você cria recebe um ID numérico, que vai de 1 a 20. Elas são reunidas em grupos de até cinco metas individuais. Com esses grupos, você pode categorizar os diferentes tipos de objetivo do seu site. Por exemplo, é possível acompanhar downloads, registros e páginas de recibo em conjuntos de metas separados. Esses conjuntos são exibidos em muitos relatórios como links abaixo da guia Explorador.

A postagem do blog do Google Analytics em 14 de junho de 2012 traz um ótimo exemplo de como organizar conjuntos de metas.

Relatório de metas

Você pode analisar as taxas de conclusão de meta ou de conversão nos relatórios em Conversão > Metas. Conversões de meta também são exibidas em outros relatórios, incluindo aqueles em Conversões > Funis multicanal, Conversões > Atribuição e Aquisição.

Limites das metas

  • As metas são limitadas a 20 por vista da propriedade de relatórios. Para acompanhar mais de 20 metas, crie uma vista da propriedade adicional ou edite uma meta existente que não é mais necessária.
  • A meta se aplica aos dados que você coleta depois da criação dela. Você precisa configurar metas na sua conta do Google Analytics para que os dados comecem a aparecer nos relatórios dedicados a elas e em outros relatórios contendo dados sobre os objetivos e as conversões relevantes.
  • Não é possível excluir metas, mas você pode interromper o registro de dados delas. 
  • A forma como os dados da meta são processados é distinta dos outros dados do Google Analytics. Saiba mais sobre recursos com processamento de dados diferente do padrão.
  • Só é possível alterar os IDs e conjuntos de metas antes da criação, mas você pode mudar o nome e o tipo da meta se quiser reutilizar alguma específica.

Práticas recomendadas para metas

Use nomes intuitivos para elas. Isso ajuda a entender os relatórios de conversão com mais facilidade.

Embora seja opcional atribuir um valor a uma meta, recomendamos fazer isso para ajudar a gerar receita e avaliar as conversões. O Google Analytics também usa os dados de valor das metas para calcular outras métricas, como o retorno do investimento em publicidade (ROAS). Se o uso de uma quantia em dólar como o valor da meta não se aplica ao seu site ou aplicativo, basta usar uma escala numérica consistente para avaliar e comparar suas conversões. Por exemplo, atribua "1" a metas de baixo valor e "10" a metas de alto valor.

Se você mudar uma meta ou a finalidade dela, lembre-se de considerar a data da alteração. Como as metas não se aplicam a dados do histórico, os dados de conversões são alterados somente a partir da data da alteração. Isso pode resultar em confusão ao analisar os relatórios e é outro motivo para atribuir nomes intuitivos às metas.

Próximas etapas

Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?