Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal

Descrição geral dos Relatórios de Público-alvo

Os Relatórios de Público-alvo fornecem informações sobre as caraterísticas do seu público-alvo.

Neste artigo:

Utilizadores ativos

Acompanhe os utilizadores ativos em incrementos de 1, 7, 14 e 30 dias e esteja ao corrente do nível de entusiasmo dos utilizadores em relação ao seu site ou à sua aplicação. Saiba mais

Valor do cliente

Compreenda o grau de valor de utilizadores diferentes para a sua empresa com base no desempenho do cliente em várias sessões. Por exemplo, pode ver o valor do cliente de utilizadores adquiridos através do email ou da pesquisa paga. Com base nessas informações, pode determinar uma atribuição rentável de recursos de marketing para a aquisição desses utilizadores. Saiba mais

Análise da coorte

Uma coorte consiste num grupo de utilizadores que partilha uma caraterística comum, identificada neste relatório por uma dimensão do Google Analytics. Por exemplo, todos os utilizadores com a mesma Data de aquisição pertencem à mesma coorte. O relatório Análise da coorte permite-lhe isolar e analisar o comportamento da coorte. Saiba mais

Dados demográficos (Idade, Sexo)

Compreender a composição do seu público-alvo em termos de idade e sexo dá-lhe a oportunidade de personalizar com precisão o seu conteúdo e publicidade, desde os gráficos, o idioma e a sofisticação técnica que emprega no seu site até ao conteúdo criativo e posicionamentos dos seus anúncios. Saiba mais

Interesses (Categorias de afinidade, Segmentos no mercado, Outras categorias)

As informações sobre interesses fornecem-lhe o contexto para expandir a sua publicidade em mercados relacionados (Categorias de afinidade) e para concentrar a sua publicidade exatamente nos utilizadores que demonstrem a probabilidade de consumir o seu conteúdo ou de comprar os seus produtos (Segmentos no mercado, Outras categorias). Saiba mais

Geografia (Idioma, Localização)

É importante saber se está a obter resposta dos utilizadores para os quais direciona versões de idioma diferentes da sua publicidade, mas também pretende saber que tipo de tráfego está a obter de utilizadores fora dessas segmentações. Talvez esteja a anunciar em inglês e espanhol, mas também esteja a obter utilizadores com um elevado número de conversões que falem francês e italiano, o que indica uma oportunidade para localizar os seus anúncios nesses idiomas e, assim, abordar de forma mais direta um mercado lucrativo.

O seu objetivo é obter informações das áreas que já segmenta na sua publicidade, mas também deve obter informações sobre o tráfego de outras áreas geográficas cujos utilizadores apresentam um interesse natural nos seus produtos.

Comportamento (Novo vs. retorno, Frequência e caráter recente, Relação)

Meça a força gravitacional do seu site e em que medida está a incentivar os utilizadores novos a regressarem. Também pode ver o impacto económico de utilizadores novos vs. de retorno (por exemplo, os 30% de utilizadores de retorno são responsáveis por 45% do total de transações).

Tecnologia (Navegador e SO, Rede)

O conhecimento das tecnologias empregues pelos utilizadores para alcançar e utilizar o seu conteúdo permite-lhe otimizar as versões atuais e planear futuras implementações. Por exemplo, pretende garantir que o seu site é totalmente funcional nos navegadores atuais, mas também pretende manter-se ao corrente do número de utilizadores que estão a migrar de navegadores de computador para navegadores e aplicações para dispositivos móveis e planear o seu desenvolvimento em conformidade.

Dispositivos móveis

Veja que dispositivos móveis estão a ser utilizados para interagir com o seu conteúdo.

Dispositivos iOS: normalmente, os agentes do utilizador de dispositivos iOS não fornecem informações suficientes para o Google Analytics identificar o modelo específico do dispositivo. Assim sendo, regra geral, o Google Analytics classifica os dispositivos iOS simplesmente como "iPhone", "iPod" ou "iPad", sem especificar o modelo do dispositivo. Contudo, os resultados do Safari na aplicação (WebView em aplicações) contêm informações adicionais que é possível utilizar para identificar o modelo específico do dispositivo. Desde o final de 2015 que o Google Analytics mostra o modelo específico do dispositivo quando essa informação está presente na string do agente do utilizador. Normalmente, os resultados do Safari na aplicação representam menos de 10% do tráfego de uma propriedade, pelo que a maioria dos resultados continua a originar apenas uma classificação geral do dispositivo (iPhone, iPad ou iPod).

Os dados nos relatórios excluem-se mutuamente. Por exemplo, considere o seguinte relatório:

Informações sobre o dispositivo móvel                  Sessão
iPhone                                     90
iPhone 6                                  4
iPhone 5                                  6 

Este relatório indica que houve um total de 100 sessões:

  • 4 do "iPhone 6"
  • 6 do "iPhone 5"
  • 90 de outros iPhones cujo modelo o Google Analytics não conseguiu identificar.

Personalizado (Variáveis personalizadas, Definido pelo utilizador)

Pode utilizar variáveis personalizadas para alargar o âmbito dos seus segmentos. As variáveis personalizadas ao nível do utilizador permitem-lhe identificar utilizadores por comportamento agregado ao longo de um intervalo de datas, em vez de através de interações discretas de sessões únicas com o seu site.

Testes de referência

Os testes de referência permitem-lhe comparar os seus dados com dados agregados do setor de outras empresas que partilhem dados. Isto proporciona contexto valioso, que o ajuda a definir alvos significativos, a obter informações acerca das tendências que ocorrem no seu setor e a conhecer o seu desempenho em relação à concorrência. Saiba mais

Fluxo de utilizadores

Fluxo de utilizadores é uma representação gráfica dos caminhos percorridos pelos utilizadores no seu site, desde a origem, pelas diversas páginas e onde nesses caminhos saíram do site. Saiba mais

Este artigo foi útil?