Ativar ou desativar a Verificação de endpoints

Como administrador, você pode usar a Verificação de endpoints para ver detalhes sobre dispositivos que executam o Chrome OS ou o navegador Chrome e acessam os dados da sua organização. Por exemplo, você pode acessar as informações sobre o SO, o dispositivo e o usuário de dispositivos pessoais e da sua organização. Você também pode usar o acesso baseado no contexto para controlar o acesso de dispositivos a apps com base no local, no status de segurança ou em outros atributos do dispositivo.

Computadores compatíveis

  • Apple Mac OS X El Capitan (10.11) e posterior
  • Dispositivos com o Chrome OS
  • Linux Debian e Ubuntu
  • Microsoft Windows 7 e 10

Configurar a verificação de endpoints

Abrir tudo   |   Fechar tudo

Etapa 1: ativar a Verificação de endpoints no Admin Console

A Verificação de endpoints geralmente é ativada por padrão. Se você tiver desativado esse recurso, ative-o novamente.

Antes de começar: para aplicar a configuração a determinados usuários, coloque as contas deles em uma unidade organizacional.
  1. Faça login no Google Admin Console.

    Faça login com sua conta de administrador (não termina em @gmail.com).

  2. Na página inicial do Admin Console, acesse Dispositivos.
  3. À esquerda, clique em Configuraçõese depoisConfiguração.
  4. Clique em Sincronização de endpoints.
  5. Para aplicar a configuração a todos, deixe a unidade organizacional mãe selecionada. Caso contrário, selecione uma unidade organizacional filha.
  6. Marque a caixa Permitir relatórios sobre computadores desktop na extensão do navegador.
  7. Clique em Salvar. Se você tiver configurado uma unidade organizacional filha, talvez seja possível herdar ou modificar as configurações de uma unidade organizacional mãe.
Etapa 2: instalar a extensão Verificação de endpoints

Opção 1: permitir que os usuários instalem a extensão

Nos dispositivos Linux, Mac e Windows, o usuário pode instalar a extensão. Veja mais detalhes e as etapas que o usuário deve seguir em Permitir que um administrador monitore seu computador.

Opção 2: forçar a instalação da extensão no Admin Console

Antes de começar: para aplicar a configuração a determinados usuários, coloque as contas deles em uma unidade organizacional.
  1. Faça login no Google Admin Console.

    Faça login com sua conta de administrador (não termina em @gmail.com).

  2. Na página inicial do Admin Console, acesse Dispositivos.
  3. Clique em Chromee depoisAppse depoisAplicativos e extensões.
  4. Para aplicar a configuração a todos, deixe a unidade organizacional mãe selecionada. Caso contrário, selecione uma unidade organizacional filha.
  5. Aponte para Adicionar e clique em Adicionar por código "".
  6. No campo Código da extensão, digite callobklhcbilhphinckomhgkigmfocg. Copie o código para evitar erros.
  7. No menu abaixo do campo, selecione Pela Chrome Web Store e clique em Salvar.
  8. No painel de opções do app que é aberto, faça o seguinte na seção Gerenciamento de certificados
    1. Ao lado de Permitir o acesso às chaves, clique em Ativar Ativar. 
    2. Ao lado de Permitir desafio empresarial, clique em Ativar Ativar.
    3. Feche o painel.
  9. Na tabela de apps, clique na seta para baixo Seta para baixo na linha "Verificação de endpoints" e escolha uma opção:
    • Para forçar a instalação e fixar o app na barra de ferramentas em dispositivos com o Chrome OS, selecione Forçar a instalação e fixar.
    • Para forçar a instalação do app, selecione Forçar a instalação.
  10. Clique em Salvar. Se você tiver configurado uma unidade organizacional filha, talvez seja possível herdar ou modificar as configurações de uma unidade organizacional mãe.

Geralmente, as alterações entram em vigor em alguns minutos, mas podem levar até 24 horas. Veja mais detalhes em Como as alterações são aplicadas aos serviços do Google.  

Opção 3: usar uma política para adicionar a extensão a dispositivos gerenciados

Dispositivos Mac, Windows e Linux

Veja Configurar políticas do Chrome em PCs gerenciados.

Etapa 3: se for necessário, instalar o assistente nativo (apenas Mac, Windows e Linux)

A Verificação de endpoints requer um app assistente nativo para os seguintes sistemas:

  • Windows e Mac com Chrome versões 79 e anteriores
  • Linux com qualquer versão do navegador Chrome

Se os usuários instalarem a extensão Verificação de endpoints e o assistente nativo for exigido, eles receberão uma solicitação automática para instalar o app. Veja mais detalhes em Configurar a Verificação de endpoints no seu computador.

Observação: não instale o app assistente nativo se o dispositivo não exigi-lo e já estiver registrado na Verificação de endpoints. Essa configuração pode impedir o dispositivo de gerar relatórios para o servidor. Se um dispositivo não gerar relatórios, desinstale o app assistente nativo.

Para instalar o assistente nativo em um computador, siga estas etapas:

  1. Faça o download do app assistente nativo para Mac, Windows ou Linux.
  2. Use uma ferramenta de gerenciamento de software de terceiros para fazer a instalação.
Etapa 4: (opcional) configurar aprovações de dispositivos
É possível analisar cada dispositivo de verificação de endpoints que acessa os dados da sua organização e marcá-los como aprovado ou bloqueado. Você pode usar a tag para configurar permissões com o acesso baseado no contexto. Veja mais detalhes em Controlar o acesso aos dados corporativos.

Encontrar usuários sem Verificação de endpoints

Você pode ver uma lista dos usuários que não instalaram a Verificação de endpoints nos dispositivos. Se você quiser, envie um e-mail para solicitar a instalação.

  1. Faça login no Google Admin Console.

    Faça login com sua conta de administrador (não termina em @gmail.com).

  2. Na página inicial do Admin Console, acesse Dispositivos.
  3. Clique em Endpoints.
  4. Na parte superior da lista de dispositivos, clique em Adicionar um filtro.
  5. Selecione Excluir: verificação de endpoints
  6. Se você quiser enviar e-mails para usuários que não utilizam a Verificação de endpoints:
    1. Marque a caixa ao lado de cada dispositivo.
    2. Clique em Enviar e-mail para os usuários .

      Uma nova janela de e-mail aparecerá com os usuários selecionados no campo Para.

    3. Escreva seu e-mail e clique em Enviar.

Desativar a Verificação de endpoints

Os dispositivos adicionados após você desativar a Verificação de endpoints não aparecerão no Admin Console. Você ainda verá os dispositivos que foram monitorados, mas as informações dos dispositivos não serão atualizadas.

Antes de começar: para aplicar a configuração a determinados usuários, coloque as contas deles em uma unidade organizacional.
  1. Faça login no Google Admin Console.

    Faça login com sua conta de administrador (não termina em @gmail.com).

  2. Na página inicial do Admin Console, acesse Dispositivos.
  3. À esquerda, clique em  Configuraçõese depoisConfiguração.
  4. Clique em Sincronização de endpoints.
  5. Para aplicar a configuração a todos, deixe a unidade organizacional mãe selecionada. Caso contrário, selecione uma unidade organizacional filha.
  6. Desmarque a caixa Permitir relatórios sobre computadores desktop na extensão do navegador.
  7. Clique em Salvar. Se você tiver configurado uma unidade organizacional filha, talvez seja possível herdar ou modificar as configurações de uma unidade organizacional mãe.

Excluir um dispositivo

Quando você exclui um dispositivo, ele não sincroniza mais os dados de trabalho, mas nenhuma informação é removida do dispositivo.

  1. Faça login no Google Admin Console.

    Faça login com sua conta de administrador (não termina em @gmail.com).

  2. Na página inicial do Admin Console, acesse Dispositivos.
  3. Clique em Endpoints.
  4. Selecione o dispositivo que será removido e clique em Excluir.

 

Google, G Suite e marcas e logotipos relacionados são marcas registradas da Google LLC. Todos os outros nomes de empresas e produtos são marcas registradas das empresas às quais eles estão associados.

Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?