Relatórios de status da pesquisa aprimorada

Veja quais entidades da pesquisa aprimorada o Google encontrou no seu site

Conheça as pesquisas aprimoradas que o Google encontrou no seu site e os problemas identificados.

Os relatórios da pesquisa aprimorada do seu site são exibidos na opção Melhorias no painel de menu. Há um relatório para cada tipo de pesquisa aprimorada. Você só vai ver um relatório de pesquisa aprimorada de um determinado tipo se:

Caso você tenha implementado um tipo compatível de resultado, mas não veja o relatório na propriedade, consulte o artigo sobre pesquisas aprimoradas ausentes.

 

ABRIR O SEARCH CONSOLE

 

Monitoramento da pesquisa aprimorada no Search Console — Treinamento do Google Search Console

Como usar o relatório

Abra o relatório apropriado no painel de navegação do Search Console. Esses relatórios mostram itens de pesquisa aprimorada, e não páginas. Uma página pode hospedar um ou mais itens de dados estruturados de tipos iguais ou diferentes.

Você só vai ver um relatório se o Search Console tiver dados para o tipo de pesquisa aprimorada no seu site e se o serviço oferecer um relatório para esse tipo específico.

O relatório tem uma página de resumo e uma de detalhes:

  1. A página de resumo mostra um gráfico de erros, avisos e itens válidos encontrados no seu site ao longo do tempo, além de uma tabela agrupada por status e descrição.
  2. Clique em uma linha na tabela da página de resumo para ver detalhes sobre os itens de uma categoria específica.
O relatório está diferente?
Os usuários talvez percebam uma mudança em alguns relatórios. Em determinados casos, isso significa o reagrupamento de todos os itens de três categorias (válido, aviso e inválido) em duas categorias (válido e inválido). Também pode ser que a tabela na página de destino do relatório agora mostre somente itens inválidos. Caso seu relatório pareça muito diferente do último acessado por você, saiba mais sobre as alterações aplicadas aqui.

 

O que procurar

  • O ideal é que o número atual de erros seja zero. Um erro impede que um item seja usado no Google. Se você encontrar erros, faça a correção conforme descrito na seção Solução de problemas abaixo.
  • Os avisos não desqualificam suas pesquisas aprimoradas para a exibição na Pesquisa Google com recursos especiais, mas podem afetar a qualidade da experiência dos usuários. Depure os avisos conforme descrito na seção Solução de problemas abaixo.
  • Investigue picos ou quedas inesperados nessa contagem, conforme descrito na seção Solução de problemas abaixo.

Solução de problemas

Veja o processo básico de priorização e correção de problemas relacionados à pesquisa aprimorada no seu site:

  1. Na página de resumo de um relatório de pesquisa aprimorada, filtre os avisos e itens válidos e analise os erros primeiro.
  2. Corrija os erros de acordo com o número de itens afetados:
    1. Se o gráfico de erros apresentar um aumento, procure por um crescimento correspondente nas linhas de erros da tabela.
    2. Corrija o problema no seu site, teste as soluções e confira se as correções foram publicadas na Web. Consulte Inspecionar erros para saber mais sobre as diferentes ferramentas para visualização e solução de problemas em itens de dados estruturados.
    3. Volte à página de detalhes do erro e clique no botão Validar a correção para iniciar o processo de validação. Esse processo pode levar vários dias até ser concluído, e você vai receber notificações de progresso por e-mail.
    4. Se todas as instâncias do problema forem corrigidas (correção validada), a contagem de itens afetados por ele vai ser zero, e o status do erro vai ser atualizado.
  3. Continue a correção de erros.
  4. Quando todos os erros forem resolvidos, remova o filtro de avisos e faça a correção. A maioria dos avisos faz referência à ausência de propriedades opcionais nos seus dados estruturados. Pesquisas aprimoradas com mais informações podem ser úteis aos visitantes do seu site.
Recursos úteis de solução de problemas:

Inspecionar erros

É possível usar várias ferramentas para inspecionar erros em dados estruturados:

  • Na página de detalhes do erro:
    • Clique em um URL na tabela para ver o código dos dados estruturados.
    • Clique no ícone de inspeção Search ao lado do URL na tabela para ativar a Ferramenta de inspeção de URL. O recurso mostra detalhes sobre o erro, uma captura de tela e resultados de testes em tempo real e indexados.
  • Use a Ferramenta de teste de pesquisa aprimorada para testar sua página ou para modificar, testar e retestar seu código de modo iterativo diretamente no navegador. Envie o URL da página para fazer o teste ou copie e cole o código na ferramenta.

 

Resolver problemas em caso de aumento do número de erros
O motivo mais comum de um aumento no número de problemas é um erro em um modelo usado por muitas páginas do seu site.

Para determinar se um crescimento no número de erros foi causado por um grupo de itens, mude de uma gravidade para outra:

  1. Se você identificar um grande aumento no volume de erros, procure uma queda correspondente em outro estado (aviso ou item válido).
  2. Caso você encontre essa queda, confirme se o aumento e a queda têm os mesmos URLs.
  3. Se houver alteração no estado dos itens, analise o aumento de erros para determinar a causa.

Para resolver o problema específico, analise um item de amostra e inspecione os erros conforme descrito anteriormente.

Resolver problemas relacionados à ausência e à queda no total de pesquisas aprimoradas

Veja algumas causas da ausência de uma pesquisa aprimorada no seu relatório:

  • No momento, nem todos os tipos de pesquisa aprimorada são compatíveis com o relatório. Consulte a lista de pesquisas aprimoradas compatíveis.
  • Somente pesquisas aprimoradas de páginas indexadas podem ser exibidas. Nem todas as páginas do seu site podem ser rastreadas, por vários motivos. Em sites muito grandes, você vai ver uma diferença significativa entre o número de páginas com dados estruturados no site e o número de pesquisas aprimoradas no relatório. Se houver uma queda acentuada no número de pesquisas aprimoradas no seu site, veja se é possível encontrar essa redução correspondente nas páginas indexadas.
  • O Google ainda não rastreou uma página. Talvez leve um tempo para que o Google rastreie páginas novas ou atualizadas. Você pode pedir ao Google para rastrear seus URLs novamente. As solicitações de indexação não são atendidas imediatamente. Isso pode levar até uma semana.
  • O Google não consegue acessar a página. Use a Ferramenta de inspeção de URL para ver se o Google consegue acessar a página.
  • Os dados estruturados podem ser tão inválidos que o Google não os reconhece como uma pesquisa aprimorada. Use a Ferramenta de teste de pesquisa aprimorada para verificar sua página. Faça a verificação do URL da página ativa em vez de colar o código de dados estruturados. Caso o Google encontre dados estruturados, mas não seja possível fazer uma análise, eles provavelmente vão aparecer no Relatório de dados estruturados que não podem ser analisados.
  • A pesquisa aprimorada pode ainda não ser compatível com sua localização. Consulte a documentação para ver se o tipo de pesquisa aprimorada é compatível com sua localização.
  1. Use o Teste de pesquisa aprimorada na sua página para saber se o Google pode acessá-la e ver o código da pesquisa aprimorada e para confirmar a validade dele.
  2. Use a Ferramenta de inspeção de URL para ver se a página está indexada e se ela pode ser acessada pelo Google. Teste também a versão publicada da página para confirmar se o Google tem acesso a ela.
Lista de erros comuns de dados estruturados
Veja uma lista dos erros mais comuns exibidos neste relatório:
Erro Descrição
O URL da propriedade "nome da propriedade" não é válido O URL da propriedade especificada é inválido.
A propriedade "nome da propriedade" não foi encontrada Uma propriedade obrigatória está ausente.
O formato de calorias da propriedade "nome da propriedade" não é válido O valor da propriedade calories (em inglês) é inválido.
A data/hora da propriedade nome da propriedade não está no formato ISO 8601 O valor de data da propriedade especificada é inválido. A data deve estar no formato ISO 8601.
O valor da propriedade "nome da propriedade" não foi encontrado O valor da propriedade especificada está vazio.
O valor da propriedade "nome da propriedade" não é válido O valor da propriedade especificada é inválido.
O comprimento da string da propriedade "nome da propriedade" não é válido O valor da string da propriedade especificada é muito longo ou muito curto.
O tipo de objeto da propriedade "nome da propriedade" não é válido O tipo de objeto de dados estruturados da propriedade especificada é incorreto.
O tipo de valor da propriedade "nome da propriedade" não é válido O tipo de valor da propriedade especificada é incorreto.
A propriedade "nome da propriedade" não foi reconhecida Você definiu uma propriedade desconhecida nos dados estruturados.
A propriedade "nome da propriedade" está duplicada As definições da propriedade estão duplicadas no mesmo objeto.
É preciso especificar "propriedade 1" ou "propriedade 2" É necessário especificar somente uma dessas duas propriedades.
Especifique "propriedade 1", "propriedade 2" ou "propriedade 3" É necessário especificar somente uma dessas três propriedades.
Nenhum identificador global fornecido (por exemplo, GTIN, MPN ou ISBN) É necessário incluir pelo menos uma das seguintes propriedades de identificador global para distinguir seu produto: gtin8, gtin13, gtin14, mpn ou isbn.
O valor na propriedade nome da propriedade precisa ser positivo. O valor da propriedade indicada precisa ser um número positivo.
O número inteiro na propriedade "propriedade" é inválido O valor de número inteiro da propriedade especificada é inválido.
O formato do preço na propriedade "propriedade" é inválido O formato do preço da propriedade especificada é inválido.
O valor de disponibilidade do produto na propriedade "nome da propriedade" é inválido O valor da disponibilidade do produto é inválido.
Você classificou uma avaliação em vez de um item Você classificou uma avaliação em uma classificação agregada, em vez do próprio item.
Não foi possível determinar a escala de avaliação Não foi possível identificar a escala de avaliação que você forneceu.
Os valores obrigatórios de melhor e/ou pior estão ausentes na avaliação Os valores de melhor e/ou pior da avaliação estão ausentes.
O valor da avaliação está fora do intervalo O valor da avaliação indicado está fora do intervalo.
A avaliação tem várias classificações agregadas A avaliação tem várias classificações agregadas, mas somente uma pode ser fornecida.
Há várias avaliações sem o objeto aggregateRating Você indicou várias avaliações sem uma classificação agregada.
Número fora do intervalo na propriedade nome da propriedade A propriedade numérica está fora do intervalo permitido ou definido.
Erro de sintaxe na caixa de pesquisa de sitelinks Ocorreu um erro de sintaxe genérico em uma definição da caixa de pesquisa de sitelinks.
Parâmetro de consulta personalizado não definido no URL de destino (Caixa de pesquisa de sitelinks) String de erro quando o valor da consulta no modelo de URL de sitelinks é indefinido.
Outro nome do parâmetro de consulta no URL de destino (Caixa de pesquisa de sitelinks) O nome da variável de consulta usado em target é diferente daquele usado em query-input. Por exemplo, talvez você tenha feito algo parecido com isto:
"target": "https://query.example.com/search?q={search_term_string}",
"query-input": "required name=my_query"

O nome usado em "q" e "query-input" precisa ser o mesmo:
"target": "https://query.example.com/search?q={search_term_string}",
"query-input": "required name=search_term_string"
Domínios diferentes no URL de destino e no do site

(Caixa de pesquisa de sitelinks) Os URLs em target e em url precisam ter o mesmo domínio raiz. Veja alguns exemplos de URLs com e sem correspondência:

  • http://www.example.com e http://example.comCorrespondem
  • http://m.example.com e http://query.example.comCorrespondem
  • http://www.example.com e http://example.fr.co — Não correspondem
  • http://www.example.com e http://exaample.com — Não correspondem
URL de destino inválido (Caixa de pesquisa de sitelinks) O URL na propriedade target é inválido.
URL de destino não HTTP (Caixa de pesquisa de sitelinks) O URL na propriedade target é inválido. Ele precisa ser "http" ou "https".
Erro na definição da caixa de pesquisa de sitelinks (Caixa de pesquisa de sitelinks) Ocorreu um erro na definição da caixa de pesquisa de sitelinks.
Valor de enumeração inválido na propriedade "nome da propriedade" O valor da propriedade não corresponde a nenhum dos valores enumerados permitidos.
Erro desconhecido Ocorreu um erro que não se enquadra em nenhuma das outras categorias listadas aqui.
Valor de @context inválido ou incompatível

O valor especificado para o atributo @context na marcação JSON-LD está incorreto, não é compatível ou não se aplica a esse elemento. Os únicos valores aceitos pelo Google no momento são:

  • http://schema.org
  • http://schema.googleapis.com
  • http://gs1.org/voc
  • https e variações dos valores anteriores com / à direita

O Google não oferece compatibilidade com contextos JSON-LD declarados de maneira remota e personalizada, por exemplo: http://example.com/schemas/custom_schema.

 

Página de resumo do relatório

No gráfico, os itens recebem o status mais grave que os afeta. Por isso, um item com um erro e um aviso receberá o status "Erro". Cada item é contado somente uma vez no gráfico. Consulte Observação sobre os totais dos status.

Na tabela, o status do problema é atribuído a uma propriedade específica do item, e não a todo ele. Por isso, um item de dados estruturados pode aparecer várias vezes na tabela.

O relatório conta os itens de dados estruturados, e não as páginas. Uma página pode hospedar vários itens de dados estruturados.

Os seguintes status são exibidos:

  • Erro: a pesquisa aprimorada não pode aparecer na Pesquisa Google como uma pesquisa aprimorada. Os itens com o status de erro têm pelo menos um problema e podem ter também um ou mais avisos.
  • Válido com avisos: a pesquisa aprimorada está qualificada para aparecer na Pesquisa Google como uma pesquisa aprimorada. Os avisos podem ser sugestões de valores opcionais ausentes ou inválidos, bem como erros em propriedades não críticas ou avisos sobre propriedades com o uso suspenso. Geralmente, incluir mais propriedades opcionais nos dados estruturados pode melhorar a experiência do usuário.
  • Válido: a pesquisa aprimorada está qualificada para aparecer na Pesquisa Google como pesquisa aprimorada. Todos os dados obrigatórios e opcionais são fornecidos corretamente.

Se você quiser ver todos os problemas de uma única pesquisa aprimorada, consulte Inspecionar erros.

O valor total por status na tabela pode exceder o valor total para o status correspondente no gráfico. Veja dois exemplos de quando isso pode acontecer:
  • Um único item com três avisos diferentes aparece três vezes na tabela (total = 3), mas é contado como um item (total = 1) no total da guia de avisos.
  • Um item com um erro e um aviso (duas linhas da tabela) é contado como um item de erro no total da guia correspondente. Um item é contado de acordo com o status mais grave dele.

Páginas de detalhes do problema

Selecione a linha de um problema na tabela da página de resumo para abrir uma página com os detalhes do item selecionado. Um problema pode afetar as pesquisas aprimoradas em páginas diferentes, em uma única página ou uma pesquisa aprimorada várias vezes.

A página de detalhes do problema exibe as seguintes informações:

Estado
É o estado de validação desse problema.
Detectado pela primeira vez
É a data em que o problema foi detectado pela primeira vez no seu site. Observação: se todos os problemas desse tipo forem resolvidos, mas uma nova instância correspondente aparecer em até 90 dias, a data exibida será a primeira em que foi detectado, e não a referente à reincidência.
Exemplos
É uma lista de pesquisas aprimoradas afetadas por esse problema. É possível que a lista de exemplos omita linhas. Isso acontece por vários motivos, como instâncias que ocorreram após o último rastreamento do seu site ou problemas que afetam mais de mil itens, já que o limite da tabela é de mil linhas.
Tipo de item
É o valor name nos dados estruturados do item.
Último rastreamento
Indica a última vez que a página com o problema foi rastreada.

 

Para ver mais informações sobre um problema em uma página específica, selecione uma opção na tabela de exemplos.

Clique no ícone de inspeção Search ao lado do URL na tabela para ativar a Ferramenta de inspeção de URL. O recurso mostra detalhes sobre o erro, uma captura de tela e resultados de testes em tempo real e indexados.

 

Como compartilhar o relatório

Para compartilhar detalhes de problemas nos relatórios de cobertura ou melhoria, clique no botão Compartilhar na página. Qualquer usuário que receber o link só terá acesso à página de detalhes de problemas atual, além de qualquer página do histórico de validação. O link não dá acesso a outras páginas relacionadas ao seu recurso nem permite que o usuário compartilhado realize qualquer ação na sua propriedade ou conta. Você pode revogar o link a qualquer momento ao desativar o compartilhamento da página.

Como exportar dados dos relatórios

Muitos relatórios têm um botão que permite exportar os dados. As informações dos gráficos e das tabelas são incluídas na exportação. Os valores exibidos como ~ ou - (indisponíveis/não numéricos) no relatório serão representados por zeros nos dados transferidos.

Validar suas correções

Depois de corrigir todas as instâncias de um determinado problema no site, você pode pedir que o Google confirme as mudanças. Quando todas as instâncias conhecidas são corrigidas, a contagem de problemas muda para zero na tabela e vai para o final dela.

Por que validar?

Informar ao Google que você corrigiu todos os problemas em um status ou categoria específica tem os seguintes benefícios:

  • Você vai receber um e-mail quando o Google confirmar a correção em todos os URLs ou, caso contrário, se ele ainda encontrar instâncias desse problema.
  • Você pode acompanhar o progresso do Google na confirmação das correções, além de ver um registro de todas as páginas na fila para verificação e o status da correção de cada URL.

Nem sempre faz sentido corrigir e validar determinados problemas no site. Por exemplo, os URLs bloqueados pelo robots.txt provavelmente estão assim de propósito. Use o bom senso ao decidir se deve resolver um determinado problema.

Também é possível corrigir os problemas sem fazer a validação. O Google atualiza a contagem de instâncias sempre que rastreia uma página com problemas conhecidos, mesmo que você não solicite explicitamente a validação da correção.

Iniciar validação

Para informar ao Search Console que você corrigiu um problema, faça o seguinte:

  1. Corrija todas as instâncias do problema no site. Se alguma delas não for resolvida, a validação vai ser interrompida quando o Google encontrar uma única instância restante do problema.
  2. Abra a página de detalhes do problema que você corrigiu. Clique na linha da tabela onde ele aparece na lista do relatório.
  3. Clique em Validar a correção. Não clique nessa opção novamente até a validação terminar ou falhar. Veja mais detalhes sobre como o Google verifica suas correções.
  4. Você pode monitorar o progresso da validação. Em geral, a validação leva até duas semanas, mas pode demorar muito mais em alguns casos. Por isso, tenha paciência. Você vai receber uma notificação quando a validação terminar ou falhar.
  5. Se a validação falhar, clique em Ver detalhes na página de detalhes do problema para saber qual URL causou a falha. Corrija a página, confirme a correção em todos os URLs no estado Pendente e reinicie a validação.

Quando o problema de um URL ou item é considerado "corrigido"?

O problema de um URL será marcado como corrigido quando uma das seguintes condições for cumprida:

  • Quando o URL for rastreado e o problema não for mais encontrado na página. Para um erro de tag AMP, talvez isso signifique que você corrigiu a tag ou que ela foi removida (se não for obrigatória). Durante uma tentativa de validação, ela vai ser marcada como Aprovado.
  • Se a página não estiver disponível para o Google porque exige autenticação, foi removida ou marcada como "noindex", entre outros, o problema desse URL vai ser considerado corrigido. Durante uma tentativa de validação, ele fica no estado de validação Outro.

Ciclo de vida do problema

O ciclo de vida de um problema começa na primeira vez que uma instância dele é detectada no site e termina 90 dias após a última instância ter sido marcada como eliminada. Após 90 dias sem recorrências, o problema é removido da tabela.

A data da primeira detecção do problema indica quando ele foi identificado pela primeira vez no ciclo de vida. Ela não muda. Assim:

  • se todas as instâncias de um problema forem corrigidas e, 15 dias depois, surgir uma nova, o problema vai ser marcado como aberto, e a primeira detecção vai continuar na mesma data;
  • se o mesmo problema ocorrer 91 dias após a última instância ter sido corrigida, o caso anterior já vai estar encerrado, e o de agora vai ser registrado como um novo problema. Além disso, a primeira detecção vai ser definida como a data em que esse novo problema foi encontrado.
Fluxo de validação

Esta é uma visão geral do processo de validação depois que você clica em Validar correção para um problema. Esse processo pode levar vários dias ou até mais, e você vai receber notificações de progresso por e-mail.

  1. Quando você clica em Validar a correção, o Search Console imediatamente verifica algumas páginas.
    • Se a instância atual existir em qualquer uma dessas páginas, a validação vai terminar, e o estado de validação vai continuar igual.
    • Se as páginas da amostra não tiverem o erro atual, a validação vai continuar com o estado Iniciado. Se a validação encontrar outros problemas não relacionados, eles vão ser registrados como esse outro tipo, e a validação vai continuar.
  2. O Search Console processa toda a lista de URLs conhecidos afetados pelo problema. Apenas os URLs com instâncias conhecidas do problema ficam na fila para novo rastreamento, não o site inteiro. O Search Console mantém um registro de todos os URLs verificados no histórico de validação, que pode ser acessado a partir da página de detalhes do problema.
  3. Quando um URL é verificado:
    1. Se o problema não for encontrado, o estado de validação da instância vai mudar para Aprovado. Se esta for a primeira instância verificada após o início da validação, o estado do problema vai mudar para Tudo certo até agora.
    2. Se o URL não estiver mais acessível, o estado de validação da instância vai mudar para Outro (o que não é um estado de erro).
    3. Se a instância ainda continuar presente, o estado do problema vai mudar para Falha, e a validação vai terminar. Se a página for nova e tiver sido descoberta pelo processo normal de rastreamento, ela vai ser considerada outra instância do problema existente.
  4. Quando os URLs na fila foram verificados com relação ao problema e foram corrigidos, o estado do problema muda para Aprovado. No entanto, mesmo quando todas as instâncias forem corrigidas, o rótulo de gravidade do problema não vai mudar (Erro ou Aviso), apenas o número de itens afetados (0).

Mesmo que você nunca clique em "Iniciar validação", o Google pode detectar instâncias corrigidas de um problema. Se o Google detectar que todas as instâncias de um problema foram corrigidas durante o processo normal de rastreamento, a contagem de problemas vai mudar para 0 no relatório.

Revalidação

⚠️ É necessário aguardar o fim de um ciclo de validação para solicitar outro, mesmo que você tenha corrigido alguns problemas durante o ciclo atual.

Para reiniciar uma validação que falhou, faça o seguinte:

  1. Acesse o registro da validação com falha: abra a página de detalhes do problema que teve a validação reprovada e clique em Ver detalhes.
  2. Clique em Iniciar nova validação.
  3. A validação vai ser reiniciada para todos os URLs marcados como Pendente ou Falha, além de todas as novas instâncias desse problema identificadas pelo rastreamento normal desde a última tentativa de validação. Os URLs marcados como Aprovados ou Outros não vão ser verificados novamente.
  4. Em geral, a validação leva até duas semanas, mas pode demorar muito mais em alguns casos. Por isso, tenha paciência.

Ver o progresso da validação

Para ver o andamento de uma solicitação de validação atual ou o histórico da última solicitação se uma validação não estiver em andamento:

  1. Abra a página de detalhes do problema. Clique na linha do problema na página principal do relatório para abrir a página de detalhes.
  2. Clique em Ver detalhes para abrir a página de detalhes da validação da solicitação.
    • status da instância de cada URL incluído na solicitação é mostrado na tabela.
    • O status da instância se aplica ao problema específico que você está examinando. Você pode ter um problema marcado como Aprovado em uma página, mas outros problemas denominados Falha, Pendente ou Outro na mesma página.
    • Nos relatórios de AMP e de cobertura do índice, as entradas na página do histórico de validação são agrupadas por URL.
    • Nos relatórios de Usabilidade em dispositivos móveis e de Pesquisa aprimorada, os itens são agrupados pela combinação de URL + item de dados estruturados (conforme determinado pelo valor "Nome" do item).
Status da solicitação de validação

Os seguintes estados de validação podem ser aplicados à validação de um determinado problema:

  • Não foi iniciado: uma ou mais instâncias do problema nunca estiveram em uma solicitação de validação.
    Próximas etapas:
    1. Clique no problema para ver os detalhes do erro. Inspecione cada página para ver exemplos do erro na página ativa usando o teste de AMP. Se o teste de AMP não mostrar o erro, é porque o erro foi corrigido na página ativa depois que o Google o detectou e gerou o relatório do problema.
    2. Clique em Saiba mais na página de detalhes para ver mais detalhes do problema.
    3. Clique na linha de um URL de exemplo na tabela para ver detalhes sobre esse erro específico.
    4. Corrija suas páginas e clique em Validar a correção para iniciar a validaçãoEm geral, a validação leva até duas semanas. Em alguns casos, ela pode demorar muito mais. Por isso, tenha paciência.
  • Iniciado: você iniciou uma tentativa de validação e ainda não foram encontradas as instâncias remanescentes do problema.
    Próxima etapa: o Google vai enviar notificações durante o andamento da validação informando o que você deve fazer, conforme necessário.
  • Tudo certo até agora: você iniciou uma tentativa de validação, e todas as instâncias do problema detectadas até agora foram corrigidas.
    Próxima etapa: nenhuma ação é necessária. No entanto, o Google vai enviar notificações durante o processo de validação informando o que você precisa fazer.
  • Aprovado: todas as instâncias conhecidas do problema foram eliminadas (ou o URL afetado não está mais disponível). Provavelmente, você clicou em Validar a correção para chegar a esse estado. Se as instâncias tivessem desaparecido sem que você tivesse solicitado a validação, o estado teria mudado para "N/D".
    Próxima etapa: nenhuma ação é necessária.
  • N/D: o Google descobriu que o problema foi corrigido em todos os URLs, mesmo que você nunca tenha iniciado uma tentativa de validação.
    Próxima etapa: nenhuma ação é necessária.
  • Falha: um determinado limite de páginas ainda vai ter esse problema depois que você clicar em Validar.
    Próximas etapas: corrija o problema e reinicie a validação.
Status de validação da instância

Após a validação ser solicitada, cada instância do problema recebe um dos seguintes estados de validação:

  • Pendente: na fila para validação. Na última verificação feita pelo Google, o problema ainda existia.
  • Aprovado: a verificação feita pelo Google não detectou mais a instância do problema [não está disponível em todos os relatórios]. Esse estado só vai poder ser alcançado se você clicar em Validar para a instância do problema.
  • Falha: a verificação feita pelo Google detectou a presença do problema. Esse estado só vai poder ser alcançado se você clicar em Validar para a instância do problema.
  • Outro: o Google não conseguiu acessar o URL que hospeda a instância ou, no caso de dados estruturados, não foi possível encontrar o item na página [não está disponível em todos os relatórios]. Esse estado é equivalente a Aprovado.

O mesmo URL pode ter estados diferentes para problemas distintos. Por exemplo, se uma única página tiver os problemas X e Y, talvez o problema X tenha o estado de validação Aprovado e o Y exiba o estado Pendente.

 

 
Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?
Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal
Pesquisar na Central de Ajuda
true
83844
false
false