Solicitar acesso à localização em segundo plano

Academy Logo

Formação gratuita.

Saiba mais acerca de como pode minimizar a utilização da localização do dispositivo e veja exemplos da declaração de localização do dispositivo no portal Academy for App Success.

Já pode enviar a sua app para obter feedback sobre o acesso à localização em segundo plano ao preencher o formulário de Declaração de autorizações de acesso à localização na Play Console.

A sua app não deve solicitar acesso à localização em segundo plano, a menos que seja necessário. Se a sua app solicitar o acesso à localização em segundo plano, mas tal não for fundamental para a funcionalidade essencial da app, tem de o remover da app e/ou implementar o acesso à localização em primeiro plano, como quando a atividade da app é visível para os utilizadores. Pode encontrar detalhes sobre a implementação em conformidade com a política abaixo.

 O vídeo seguinte fornece informações sobre como declarar autorizações e fornecer divulgações na app:

Todas as apps que acedem à localização em segundo plano têm de estar aprovadas. Caso contrário, as atualizações da app podem ser bloqueadas e a sua app pode ser removida do Google Play.

Acerca do processo

A partir de 1 de abril de 2022, todas as apps têm também de publicar uma política de privacidade na Google Play Console e na própria app.

Ao rever a sua app, teremos em conta o seguinte:

  • A funcionalidade proporciona um valor claro ao utilizador?
    • Os exemplos de categorias de funcionalidades que proporcionam vantagens significativas ao utilizador incluem segurança física, segurança denotada e saúde/fitness. Os exemplos de categorias de funcionalidades que têm vantagens mínimas para o utilizador com base na localização do mesmo podem incluir anúncios, estatísticas, personalização, entretenimento e conveniência.
  • Os utilizadores esperam que a app aceda à respetiva localização em segundo plano?
  • A funcionalidade é importante para o objetivo principal da app?
  • Consegue proporcionar a mesma experiência sem aceder à localização em segundo plano?

Nota: esta lista não é exaustiva, mas destina-se a dar-lhe uma ideia de como a utilização das autorizações de acesso à localização por parte das suas apps pode ser revista e interpretada.

A funcionalidade principal é definida como o objetivo principal da app. Isto pode incluir um conjunto de funcionalidades essenciais, que tem de documentar e promover proeminentemente na descrição da app. Sem a funcionalidade essencial, a app é considerada "danificada" ou inutilizável.

Obtenha aprovação para o acesso da app à localização em segundo plano

Antes de começar

Deve concluir estes passos antes de preencher o formulário de Declaração de autorizações para declarar o acesso da app à localização em segundo plano. São úteis para compreender as práticas recomendadas para aceder aos dados de localização, opções alternativas e como pode tornar o acesso aos dados de localização mais claro para os utilizadores.

Passo 1: reveja as práticas recomendadas para aceder à localização

Compreenda os requisitos

Os programadores têm de cumprir os seguintes requisitos para aceder aos dados de localização nas respetivas apps:

  • Nunca deve solicitar aos utilizadores autorizações de acesso à localização com o único objetivo de anunciar ou obter estatísticas.
  • A localização em segundo plano apenas pode ser utilizada para oferecer funcionalidades benéficas para o utilizador e relevantes para a funcionalidade essencial da app.
  • As apps concebidas especificamente para crianças têm de estar em conformidade com a Política do Programa Concebido para Famílias.

Reveja as práticas recomendadas

Incentivamos todos os programadores a reverem as práticas recomendadas seguintes para aceder aos dados de localização nas respetivas apps:

  • Consulte a lista de verificação do acesso à localização em segundo plano para identificar qualquer acesso potencial ao seu código. Lembre-se de que também é responsável por garantir que todos os SDKs ou bibliotecas de terceiros que utiliza estão em conformidade com as nossas políticas, incluindo a utilização de autorizações de acesso à localização. Todos os app bundles ou APKs em todas as faixas de lançamento ativas (incluindo faixas de testes internos, fechados e abertos) estão sujeitos a revisão.
  • Minimize a sua utilização da localização ao utilizar o âmbito mínimo necessário para fornecer uma funcionalidade (ou seja, localização aproximada em vez de exata e em primeiro plano em vez de em segundo plano). Os utilizadores devem esperar de forma razoável que a funcionalidade ou o serviço precisa do nível de localização solicitado. Por exemplo, podemos rejeitar apps que solicitem ou acedam à localização em segundo plano sem uma justificação adequada.
  • Analise as práticas recomendadas de privacidade e certifique-se de que as políticas de privacidade e de divulgação adequadas estão implementadas.
Passo 2: considere alternativas ao acesso à localização em segundo plano

As apps podem aceder à localização através da autorização do serviço em primeiro plano (quando a app apenas tem acesso em primeiro plano, por exemplo, "durante a utilização") se a utilização tiver sido iniciada como uma continuação de uma ação iniciada pelo utilizador na app e for imediatamente terminada após o exemplo de utilização previsto da ação iniciada pelo utilizador ter sido concluído pela aplicação.

O acesso à localização é considerado em primeiro plano se ocorrer enquanto a app está aberta e visível para o utilizador. Se o utilizador fechar a app ou premir o botão página inicial para regressar ao ecrã principal, o acesso da app à localização é considerado em segundo plano.

Exemplos de localização em primeiro plano

Segue-se uma lista de potenciais funcionalidades que, geralmente, podem ser utilizadas com acesso à localização em primeiro plano. Ter estas funcionalidades não significa que a sua app será automaticamente rejeitada. No entanto, se estas funcionalidades forem o único motivo pelo qual a sua app requer acesso à localização em segundo plano, as hipóteses de rejeição são mais elevadas.

  • Sugerir amigos/jogadores/ligações nas proximidades para adicionar apenas quando o utilizador está na app (exclui a sugestão de amigos/jogadores/ligações nas proximidades enquanto a app está fechada)
  • Conteúdo personalizado na app com base na localização do utilizador (ou seja, lista de reprodução de música para casa, notícias locais, etc.) sem qualquer notificação/alerta/funcionalidade para o utilizador quando a app está fechada
  • Restringir conteúdo para aplicar a gestão de direitos digitais com base na região
  • Acompanhamento de entregas/serviços (por exemplo, comida, embalagens ou transportes privados) do lado do utilizador (e não do condutor)
  • Navegação curva a curva (não aplicável se for efetuada alguma funcionalidade enquanto o utilizador estiver fora da app, como monitorização passiva de trajetos/passos, monitorização do momento em que um utilizador inicia ou para a condução, etc.)
  • Agregar dados de localização do utilizador para mostrar padrões de tráfego/pontos de congestionamento elevado ou mapear velocidades da Internet nas proximidades

Tenha em atenção que esta não é uma lista exaustiva e cada app será avaliada com base na respetiva funcionalidade essencial declarada. No entanto, se a sua app só tiver funcionalidades como as mencionadas acima que requerem a utilização da localização em segundo plano, considere substituir o acesso à localização em segundo plano pelo acesso à localização em primeiro plano.

Passo 3: torne o acesso à localização em segundo plano claro para os utilizadores

Se pretender utilizar a localização em segundo plano na sua app, deve comunicar esta situação aos utilizadores na Ficha da loja do Google Play através da descrição, das capturas de ecrã e (se aplicável) do título ou ícone da app.

Seguem-se algumas sugestões sobre como realçar a utilização da localização em segundo plano para os utilizadores:

  • Forneça uma breve descrição para indicar a "localização" (por exemplo, "encontrar em qualquer lugar" ou "saber sempre onde").
  • Inclua uma captura de ecrã na app que mostre um mapa/a localização do utilizador ou imagens georreferenciadas.
  • Se aplicável, o título ou o ícone da app também pode sinalizar a funcionalidade de localização da app.

Requisitos da declaração

Ao preencher o formulário de Declaração de autorizações, também tem de concluir os passos abaixo para que a Google possa avaliar o acesso da app à localização em segundo plano.

Passo 4: forneça um vídeo de demonstração

Como parte da Declaração de autorizações, tem de fornecer um link para um pequeno vídeo que demonstre a funcionalidade baseada na localização na sua app que requer acesso à localização em segundo plano (enquanto a app não estiver a ser utilizada).

Pode ver um exemplo do aspeto que este vídeo de demonstração deve ter abaixo.

Veja um vídeo de demonstração de exemplo

Requisitos do vídeo

O vídeo deve demonstrar a funcionalidade de localização em segundo plano e os passos necessários para a encontrar e ativar na app. O vídeo deve mostrar:

  • A funcionalidade a ser ativada em segundo plano
  • A caixa de diálogo de divulgação destacada na app que é apresentada aos utilizadores (descrita abaixo)
  • O pedido de tempo de execução

A duração recomendada é de 30 segundos ou menos. Um link do YouTube é o formato de vídeo preferido, mas também são suportados links de armazenamento do Google Drive para um ficheiro MP4 ou outros formatos de ficheiros de vídeo comuns.

Nota:

  • Se a funcionalidade não tiver uma interface orientada para o utilizador quando a localização em segundo plano estiver ativa, refira isso na sua declaração e demonstre a funcionalidade ou os respetivos impactos, tanto quanto possível, no vídeo.
  • Certifique-se de que o vídeo é criado através de um dispositivo Android.
Passo 5: forneça uma divulgação proeminente na app

Se a sua app aceder à localização em segundo plano, tem de fornecer uma divulgação na app do acesso, recolha, utilização e partilha de dados. 

Pode consultar um exemplo de uma divulgação na app aceitável abaixo.

Veja um exemplo de divulgação destacada na app

Requisitos da divulgação na app

A divulgação na app:

  • Tem de estar dentro da própria app e não apenas na descrição da app ou num Website;
  • Deve ser apresentada durante a utilização normal da app e não deve requerer que o utilizador navegue até um menu ou às definições;
  • Tem de descrever os dados a aceder ou recolher;
  • Tem de explicar como é que os dados serão utilizados e/ou partilhados;
  • Não pode ser colocada apenas numa política de privacidade ou nos termos de utilização; e
  • Não pode ser incluída com outras divulgações não relacionadas com a recolha de dados pessoais ou confidenciais.
  • Não precisa de consentimento explícito, como um "Aceito" ou "Compreendo" concedido pelo utilizador, uma vez que isto é feito no pedido de tempo de execução que se segue imediatamente. Permitir que o utilizador feche ou deslize rapidamente para fora são formas aceitáveis de migrar para fora da divulgação.

O texto da divulgação TEM de incluir os seguintes elementos:

  1. O termo "localização"
  2. A indicação de que a natureza da utilização se encontra em segundo plano ao utilizar uma das seguintes expressões: "em segundo plano"/"quando a app está fechada"/"sempre em utilização"/"quando a app não está a ser utilizada"
  3. Uma lista de todas as funcionalidades que utilizam a localização em segundo plano
  4. Se alargar a utilização permitida a anúncios, tem de incluir o seguinte: "utilizado para fornecer anúncios/suportar publicidade/suportar anúncios". (Escolha a expressão mais adequada).

Formatos de declaração de divulgação recomendados

Para cumprir os requisitos da política, é recomendável seguir os formatos dos exemplos abaixo. O segundo exemplo inclui a utilização da localização para anúncios. A utilização de dados de localização para fins de anúncios tem de estar em conformidade com as Políticas de Utilização de Dados de Localização para Anúncios. Escolha a expressão mais relevante:

  • "[Esta app] recolhe dados de localização para ativar as funcionalidades ["funcionalidade"], ["funcionalidade"] e ["funcionalidade"], mesmo quando a app está fechada ou não está a ser utilizada". 
  • "[Esta app] recolhe dados de localização para ativar as funcionalidades ["funcionalidade"], ["funcionalidade"] e ["funcionalidade"], mesmo quando a app está fechada ou não está a ser utilizada, e estes também são utilizados para suportar publicidade".

    Exemplo: "A Fitness Funds recolhe dados de localização para ativar a monitorização de fitness mesmo quando a app está fechada ou não está a ser utilizada".

A divulgação destacada pode incluir outras informações para garantir a conformidade com os requisitos da política e a transparência para os utilizadores, mas tem de incluir, pelo menos, as informações acima, quando tal for relevante.

Nota: se a funcionalidade não tiver uma interface orientada para o utilizador quando a localização em segundo plano estiver ativa, apresente uma notificação de divulgação proeminente quando a app for aberta pela primeira vez.

Política de privacidade

Adicionar uma política de privacidade à Ficha da loja da app ajuda a conferir transparência à forma como são tratados os dados confidenciais do utilizador e do dispositivo. A política de privacidade deve, em conjunto com quaisquer divulgações na app, divulgar de modo abrangente a forma como a app recolhe, utiliza e partilha dados do utilizador, incluindo os tipos de partes com os quais são partilhados. Deve consultar o seu próprio representante legal para obter aconselhamento sobre o que é necessário.

  • Tem de criar um link para uma política de privacidade na página Ficha da loja da sua app e na própria app. 
  • Certifique-se de que a sua política de privacidade está disponível através de um URL ativo, faz referência à sua app e abrange especificamente a privacidade do utilizador.
  • Se a sua app utilizar a localização em segundo plano, a política de privacidade tem de conter divulgações relacionadas adequadas, fazer referência aos dados de localização e fornecer informações acerca da utilização dos dados de localização por parte da app.
  • Certifique-se de que a página da política de privacidade está claramente identificada como tal no título ou URL, bem como no corpo da página.

Saiba mais

Perguntas frequentes

Posso publicar atualizações da app enquanto ainda estiver a trabalhar na conformidade com a Política de Localização?

Antes das datas de aplicação da política (18 de janeiro de 2021 para todas as apps novas e 29 de março de 2021 para todas as apps existentes), pode publicar atualizações da app sem estar em conformidade com a Política de Localização.

Para o fazer, volte a enviar (pode utilizar o mesmo Android App Bundle ou APK e versão), em "Declarar autorização de acesso à localização confidencial", selecione "Não, este lançamento não cumpre a Política de Autorizações de Acesso à Localização". Isto permite-lhe publicar atualizações da app sem passar pela revisão da localização enquanto continua a trabalhar para deixar a sua app em conformidade.

A minha app tem várias funcionalidades que utilizam a localização em segundo plano. O que devo fazer?

Só pode declarar uma funcionalidade da app que utiliza a localização em segundo plano para revisão. Se a sua app contém várias funcionalidades essenciais para a respetiva finalidade que utilizam a localização em segundo plano, selecione a funcionalidade que proporciona a vantagem mais significativa ao utilizador.

Por exemplo, uma app de rede social que utilize a localização em segundo plano para notificar os utilizadores acerca de ofertas próximas e permitir que os mesmos partilhem continuamente a respetiva localização com os amigos. A funcionalidade de partilha com amigos deve ser utilizada na sua Declaração de autorizações, uma vez que proporciona mais vantagens ao utilizador (ligação/utilidade) do que os anúncios contextuais de localização (conveniência/personalização).

O Google Play irá estabelecer a elegibilidade relativamente à localização em segundo plano com base na revisão da funcionalidade da app principal que declara. No entanto, a aprovação depende da utilização da localização em segundo plano concedida ao nível da app. É da sua responsabilidade garantir que quaisquer outras funcionalidades que possam utilizar a localização em segundo plano estão em conformidade com as políticas. Isto inclui cumprir os requisitos relativos a uma divulgação proeminente na app orientada para o utilizador, conforme descrito na secção "Divulgação proeminente" acima.

Onde posso encontrar a declaração?

O formulário de Declaração de autorizações de acesso à localização estará disponível na Play Console a 30 de setembro de 2020. Pode encontrar o formulário aqui manualmente ao aceder à página Conteúdo da app, clicar em Iniciar em "Autorizações da app confidenciais" e, em seguida, clicar em Iniciar em "Autorizações de acesso à localização".

Se estiver a ver pedidos relativos a outros formulários, como o formulário de direitos de acesso à app ou de declaração de autoridade, preencha-os primeiro, pois são passos necessários para a preparação da sua app para revisão na Play Console. Aceda a Prepare a sua app para revisão para obter instruções detalhadas.

Se não vir o pedido de declaração na Play Console, confirme que está a utilizar uma das autorizações de acesso à localização confidenciais de acordo com o nível de SDK de destino da sua app:

  • Se o app bundle ou o APK da sua app segmentar o Android 10 ou mais recente (nível de SDK 29 ou superior) e contiver a autorização ACCESS_BACKGROUND_LOCATION no manifesto, ser-lhe-á solicitado que preencha os detalhes sobre a utilização da localização
  • Se o app bundle ou o APK da sua app segmentar o Android 9 ou inferior (nível de SDK 28 ou inferior) e contiver ACCESS_COARSE_LOCATION ou ACCESS_FINE_LOCATION, terá de indicar a sua intenção de aceder à localização em segundo plano e, em seguida, ser-lhe-á solicitado que preencha os detalhes sobre a utilização da localização.
E se tiver um APK antigo com autorizações de acesso à localização e não conseguir efetuar alterações ao código?

Se tiver APKs antigos com autorizações de acesso à localização e já não conseguir efetuar alterações ao código dos mesmos, pode candidatar-se a uma exceção da política.

Para ser elegível para esta exceção, tem de cumprir TODOS os seguintes requisitos:

  • Tem de declarar os APKs específicos para os quais pretende obter uma exceção.
  • Os APKs que solicitem uma exceção têm de ter sido publicados antes de 1 de janeiro de 2019.
  • Tem de publicar APKs alternativos para os utilizadores no Android Oreo (nível 26 da API) ou superior e estes têm de estar em conformidade com a Política de Autorizações de Acesso à Localização.
  • Os APKs que solicitem uma exceção têm de representar uma percentagem muito baixa (inferior a 10%) da sua base de instalações total.

O Google Play irá analisar o pedido e conceder exceções caso a caso. Em alternativa, pode optar por anular a publicação dos APKs em violação para estarem em conformidade com a Política de Autorizações de Acesso à Localização.

Que informações tenho de fornecer na declaração?

A declaração de localização solicita-lhe que forneça informações sobre as seguintes perguntas:

  1. Finalidade da app: qual é o objetivo principal da app?
  2. Acesso à localização: por que motivo a sua app tem de aceder à localização em segundo plano?
    1. Indique-nos uma funcionalidade baseada na localização na sua app que requer acesso à localização em segundo plano e explique por que motivo não pode ser implementada sem este acesso. A funcionalidade deverá estar relacionada com o objetivo principal da app. Será concedida aprovação para toda a app e não apenas para esta funcionalidade.
    2. Tenha em atenção que só podemos avaliar uma funcionalidade de cada vez e a inclusão de várias funcionalidades resulta na rejeição da sua app.
  3. Vídeo de instruções: forneça um link para um pequeno vídeo que demonstre a funcionalidade que descreveu anteriormente a ser utilizada na app. O vídeo deve incluir a caixa de diálogo de divulgação proeminente que é apresentada aos utilizadores. Recomenda-se um vídeo com uma duração de 30 segundos ou inferior.
A aprovação das autorizações é definitiva e quando tenho de atualizar?

É da responsabilidade do programador garantir que as apps aprovadas para utilização da localização em segundo plano permanecem em conformidade em todos os envios futuros. As atualizações de apps são revistas de acordo com as Políticas do Play; alterações significativas à app podem afetar a respetiva aprovação para a localização em segundo plano e resultar em revisões adicionais. Se existir uma alteração na funcionalidade da app através da utilização da localização em segundo plano, envie um novo formulário de Declaração e será feita uma revisão em conformidade.

Como posso remover a localização em segundo plano?

Se tiver determinado que a app não necessita de localização em segundo plano, conclua os passos seguintes para remover a utilização em segundo plano e alcançar a conformidade. Tenha em atenção que terá de enviar a app para revisão se as seguintes autorizações forem utilizadas em app bundles ou APKs, incluindo faixas que não sejam de produção. Pode encontrar uma lista dos app bundles ou APKs afetados na Play Console na página Conteúdo da app (Política > Conteúdo da app > Autorizações da app confidenciais > Mostrar resumo):

  • Se teve anteriormente app bundles ou APKs não conformes com acesso à localização em segundo plano, certifique-se de que as versões não conformes não estão em nenhum dos seus lançamentos atuais, mesmo que não utilize determinadas faixas. 
    • Abra a página Explorador de app bundles (Lançamento > Explorador de app bundles) para verificar se uma determinada versão está ativa.
    • Quando enviar um novo app bundle ou APK para substituir o app bundle ou o APK anterior não conforme, certifique-se de que o app bundle ou o APK anterior não conforme está na secção "Não incluídos" antes de implementar o novo lançamento. 
    • Certifique-se de que qualquer novo lançamento em conformidade é implementado a 100% e desativa completamente os app bundles ou os APKs não conformes. 

Se continuar a ter problemas depois de examinar os caminhos de código e restringir a utilização apenas para fins de primeiro plano, verifique os SDKs de terceiros utilizados na app que possam estar a aceder à localização em segundo plano.

Conteúdo relacionado

A informação foi útil?
Como podemos melhorá-la?

Precisa de mais ajuda?

Inicie sessão para obter opções de apoio técnico adicionais e resolver rapidamente o seu problema.

Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal
Pesquisar no Centro de ajuda
true
92637
false