Sobre os anúncios dinâmicos da rede de pesquisa

Os anúncios dinâmicos da rede de pesquisa são a maneira mais fácil de encontrar clientes que estão no Google pesquisando exatamente aquilo que você oferece. Eles são ideais para anunciantes que têm um site bem-estruturado ou um inventário grande, porque segmentam os anúncios com base no conteúdo do site e ajudam a preencher as lacunas das campanhas com base em palavras-chave. Os títulos e as páginas de destino também são criados usando esse conteúdo para manter os anúncios relevantes e economizar seu tempo. Tudo o que você precisa fazer é adicionar uma descrição sobre o criativo. Sem os anúncios dinâmicos da rede de pesquisa, até mesmo as contas do Google Ads bem-gerenciadas com muitas palavras-chave podem perder pesquisas relevantes, enfrentar atrasos na criação de anúncios de novos produtos ou apresentar falhas na sincronia com o que realmente está disponível no site dos anunciantes.

Este artigo explica como os anúncios dinâmicos da rede de pesquisa funcionam e como eles podem ajudar você. Para ver instruções, leia Criar anúncios dinâmicos da rede de pesquisa.

Como eles são exibidos

Quando alguém faz uma pesquisa no Google com palavras relacionadas aos títulos e frases usados com frequência no seu site, o Google Ads os utiliza para escolher uma página de destino do site e criar um título claro e relevante para o anúncio. 

Exemplo: suponha que você seja o dono de uma rede internacional de hotéis. Alguém pesquisa por "hotel de luxo em Nova York" no Google, vê o anúncio com o título "Hotel de luxo – NYC", clica no anúncio e acessa a página dedicada às suas unidades de luxo em Nova York.

Dessa maneira, os anúncios dinâmicos da rede de pesquisa podem direcionar clientes em potencial rapidamente ao que eles procuram no seu site.

Você é responsável pelo texto final que aparece no anúncio. Lembre-se disso ao escolher as páginas de destino que serão segmentadas. O sinal mais importante entre aqueles que são usados para gerar o título do anúncio é o título HTML da sua página.

Como a segmentação funciona

Os anúncios dinâmicos da rede de pesquisa utilizam o conteúdo das páginas de destino no seu site para segmentar os anúncios de acordo com as pesquisas. Você pode escolher entre diversas opções de segmentação para especificar quais páginas de destino os anúncios usarão. É possível segmentar grupos de URLs com tipos de segmentação como URL_Contains ou "Categorias", ou ainda segmentar URLs específicos com URL_Equals ou "Feeds de páginas". Veja mais detalhes abaixo:

URL_Equals: segmenta URLs individuais no seu site. Por exemplo, se você nunca usou anúncios dinâmicos da rede de pesquisa e gostaria de fazer um teste, crie uma segmentação "URL_Equals" para a página inicial do site.

URL_Contains: segmenta páginas com URLs que contêm determinadas strings.

Categorias: conjuntos gerados pelo Google Ads de páginas de destino do seu site, organizadas por tema. Você decide quais conjuntos de páginas serão segmentados, como quer agrupar páginas semelhantes e qual será o nível de detalhamento. Se você quiser começar a usar os anúncios dinâmicos da rede de pesquisa rapidamente, a categoria "Páginas de destino dos seus grupos de anúncios padrão" segmenta todas as páginas da Web que exibem esses anúncios na conta. Isso facilita o aumento do tráfego nas páginas da Web que você já usa como páginas de destino em grupos de anúncios e campanhas existentes. As categorias do tipo "Páginas de destino dos seus grupos de anúncios padrão" estão disponíveis apenas nos domínios em que o Google Ads pode gerar categorias. 

Feed de páginas: faz o upload de uma planilha de URLs para uma segmentação controlada com mais foco. Você pode segmentar todo o seu feed ou partes dele. Por exemplo, você pode usar rótulos como "produtos avaliados com quatro estrelas" ou "hotéis com muita disponibilidade" para as páginas e segmentar apenas URLs com esses rótulos. 

Leia mais sobre a Segmentação dos anúncios dinâmicos da rede de pesquisa.

Quando o uso não é recomendado

  • Os anúncios dinâmicos da rede de pesquisa não são recomendados se seu site muda rapidamente, por exemplo, com ofertas diárias. 
  • Esses anúncios não funcionam nos sites de alguns setores, como farmacêutico, de jogos de azar e de conteúdo adulto.
    Saiba mais sobre conteúdo restrito. 
  • Os anúncios dinâmicos da rede de pesquisa funcionam melhor em páginas otimizadas, em que podem identificar temas e termos na página da Web. Eles não funcionam bem em sites com um formato em que o Google Ads não é capaz de fazer isso, por exemplo, em sites que têm a maior parte do conteúdo em Flash ou imagens, ou ainda sites que exigem login dos usuários.
  • O domínio do site precisa funcionar com http:// no início. Se ele só funcionar com https://, não será qualificado para promoção com anúncios dinâmicos da rede de pesquisa, e os criativos serão reprovados devido a "Destino que não funciona".

Antes de usar esse tipo de anúncio, não se esqueça de consultar as políticas do Google Ads para garantir que seus anúncios estejam em conformidade com elas (além de outras leis aplicáveis). 

Resumo das vantagens

Veja algumas das vantagens de usar anúncios dinâmicos da rede de pesquisa:

  • Economizar tempo. Não é mais necessário mapear as palavras-chave, os lances e o texto do anúncio para cada produto exibido no seu site. Além disso, os anúncios dinâmicos da rede de pesquisa ajudam você a anunciar para novos mercados mais rapidamente do que as outras alternativas.
  • Exibição de títulos relevantes e gerados dinamicamente com os anúncios. Quando a pesquisa de um cliente é relevante ao seu produto ou serviço, o Google Ads gera automaticamente um anúncio com um título claro para a página mais relevante do site.
  • Controlar seus anúncios. Você pode exibir anúncios com base em todo o site, em páginas ou categorias específicas. Outra opção é impedir que seus anúncios sejam exibidos para produtos temporariamente em falta.
  • Capturar tráfego adicional. Com os anúncios dinâmicos da rede de pesquisa, é possível gerar mais tráfego e vendas com a identificação de novas oportunidades de veiculação que você ainda não segmenta com palavras-chave.
  • Os URLs de visualização têm como base o domínio do URL final. Não é mais preciso inserir seu URL de visualização ao criar um novo anúncio. Agora, o Google Ads usa o domínio do URL final como URL de visualização do anúncio. Por exemplo, se o URL final for www.example.com/arlivre/caminhada/sapatos, o URL de visualização será exibido como www.example.com.
Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?

Precisa de mais ajuda?

Faça login e veja mais opções de suporte para resolver o problema rapidamente.