[UA→GA4] Dados do Universal Analytics vs. dados do Google Analytics 4

Comparar os modelos de dados do Universal Analytics e do Google Analytics 4
Este artigo explica as diferenças entre os modelos de dados do UA e GA4. Para compreender as diferenças entre métricas específicas no UA e GA4 (por exemplo, comparar os números de visualizações de páginas que vê no GA4 vs. UA), leia este artigo.
Neste artigo:

Tipos de resultados

Os tipos de resultados do Universal Analytics incluem resultados de páginas, resultados de eventos, resultados de comércio eletrónico e resultados de interações sociais.

Por outro lado, os dados do Google Analytics 4 baseiam-se em eventos, tendo em conta que qualquer interação pode ser capturada como um evento. Deste modo, os tipos de resultados de propriedades do Universal Analytics são recriados em eventos de propriedades do Google Analytics 4.

Numa propriedade do Universal Analytics,

um tipo de resultado...

é capturado numa

propriedade do Google Analytics 4 como...

Visualização de página

Evento

Evento

Evento

Redes sociais

Evento

Transação/comércio eletrónico

Evento

Tempo do utilizador

Evento

Exceção

Evento

Visualização de app/ecrã

Evento

Eventos

Os eventos representam uma diferença fundamental do modelo de dados entre as propriedades do Universal Analytics e do Google Analytics 4.

Um evento do Universal Analytics tem uma categoria, uma ação e uma etiqueta, bem como o seu próprio tipo de resultado. Nas propriedades do Google Analytics 4, cada "resultado" é um evento. pelo que não existe distinção entre os tipos de resultados.Por exemplo, quando alguém vê uma das páginas do seu Website, é acionado um evento page_view.

Os eventos do Google Analytics 4 não têm os elementos de categoria, ação e etiqueta, pelo que não aparecem nos respetivos relatórios, ao contrário dos relatórios do Universal Analytics. Por conseguinte, é melhor basear a sua recolha de dados no modelo do Google Analytics 4, em vez de transferir a estrutura de eventos existente para o Google Analytics 4.

Visualizações de página e visualizações de ecrã

As visualizações de página no Universal Analytics são recriadas para o evento page_view nas propriedades do Google Analytics 4. Um evento page_view é acionado automaticamente pelo comando config da gtag ou pela etiqueta de configuração do Google Analytics 4 no Gestor de Etiquetas da Google.

Alguns atributos de visualização de página do Universal Analytics têm equivalentes no Google Analytics 4, conforme apresentado abaixo:

Atributo de visualização de página no Universal Analytics

Atributo de visualização de página no Google Analytics 4

page_title

page_title

page_location

page_location

page_path

page_path

Nenhum

page_referrer

 

Uma visualização de ecrã é o equivalente a uma visualização de página numa app.  Nas propriedades do Google Analytics 4, um evento screen_view é acionado sempre que um utilizador visualiza um ecrã. 

O total de visualizações de páginas deve ser bastante próximo entre o Universal Analytics e o Google Analytics 4, normalmente dentro de alguns pontos percentuais, uma vez que a etiqueta Google funciona de forma idêntica ao registar resultados de visualizações de página. O intervalo de variação entre os totais deve-se geralmente à aplicação de diferentes filtros no Universal Analytics e no Google Analytics 4.

Sessões

Uma sessão é um grupo de interações de um utilizador com o seu Website que ocorrem num dado período de tempo.

No Universal Analytics, uma sessão pode incluir várias visualizações de páginas, eventos, interações sociais e Transações de comércio eletrónico. As sessões são normalmente definidas como terminadas após ter decorrido um período de inatividade de 30 minutos ou outro evento de reposição elegível. 

As métricas de sessão do Google Analytics 4 derivam do evento session_start, um evento recolhido automaticamente. A duração de uma sessão é baseada no intervalo de tempo entre o primeiro e o último evento na sessão. Esta e outras nuances podem originar diferenças de sessão entre as propriedades do Universal Analytics e do Google Analytics 4. 

Cálculo do utilizador ativo

A atividade do utilizador é detetada automaticamente no Google Analytics 4. Por seu lado, o Universal Analytics baseia-se na instrumentação manual (acionamento de um evento interativo). Um utilizador pode iniciar uma app e ser considerado um utilizador ativo no Google Analytics 4, mas não no Universal Analytics. Isto pode originar contagens de utilizadores ativos mais elevadas para o Google Analytics 4.

Contagem de sessões

Alguns aspetos da contagem de sessões no Google Analytics 4 diferem do Universal Analytics. No Universal Analytics, uma nova campanha inicia uma nova sessão independentemente da atividade. No Google Analytics 4, uma nova campanha não inicia uma nova sessão. Isto pode originar contagens de sessões mais baixas na propriedade do Google Analytics 4.

Os resultados com atraso também podem ser um fator determinante. Resultados atrasados são resultados que não são enviados imediatamente. No Universal Analytics, os resultados são processados se chegarem até 4 horas após o final do dia anterior. No Google Analytics 4, os eventos são processados se chegarem com um atraso de até 72 horas. Uma vez que os eventos do Google Analytics 4 são processados num intervalo de tempo maior, poderá ver contagens de sessões mais elevadas na sua propriedade do Google Analytics 4, bem como variações nos números comunicados nessas 72 horas.

Por exemplo, um utilizador fica sem acesso à rede enquanto navega no Website no respetivo dispositivo móvel e recupera o acesso 48 horas mais tarde. O Google Analytics 4 processa o resultado atrasado, enquanto o Universal Analytics não, o que leva o Google Analytics 4 a produzir uma contagem de sessões superior.

Os eventos registados do Google Analytics 4 são carregados automaticamente quando as apps iOS são executadas em segundo plano. Isto não acontece no Universal Analytics.Por conseguinte, as métricas relacionadas com o iOS podem ser significativamente mais elevadas nos relatórios do Google Analytics 4.

Dimensões/métricas personalizadas

As dimensões e as métricas personalizadas no Universal Analytics são utilizadas para adicionar informações aos dados recolhidos. No Google Analytics 4, os parâmetros de eventos têm esta finalidade. Mapeie as dimensões e métricas personalizadas como se segue, de acordo com o respetivo âmbito.

Âmbito na propriedade do Universal Analytics

é mapeado para o seguinte na propriedade do Google Analytics 4

Âmbito do resultado

Dimensão personalizada no âmbito do evento

Âmbito do utilizador 

Dimensão personalizada no âmbito do utilizador 

Âmbito da sessão 

Sem equivalente na propriedade do Google Analytics 4

Âmbito do produto

Parâmetros de comércio eletrónico 

Os eventos, os parâmetros de eventos e as propriedades do utilizador estão sujeitos aos limites da propriedade do Google Analytics 4.

Agrupamento por Conteúdo

No Universal Analytics, o Agrupamento por Conteúdo permite-lhe agrupar conteúdo numa estrutura lógica e, em seguida, ver e comparar métricas por nome de grupo. Por exemplo, pode ver o número agregado de visualizações de páginas relativo a todas as páginas de um grupo, como "Homem/Camisas", e ver detalhes de cada URL ou título de página nesse grupo.

As propriedades do Google Analytics 4 têm um parâmetro de evento predefinido para o grupo de conteúdo ("content_group" em gtag.js ou "Grupo de conteúdo" no GEG) que preenche os dados na dimensão "Grupo de conteúdo". As dimensões adicionais do grupo de conteúdo do Universal Analytics podem ser implementadas e operadas separadamente no GA4 como dimensões personalizadas ao nível do evento.

User-ID

O User-ID no Universal Analytics e no Google Analytics 4 tem uma finalidade semelhante, ou seja, fornecer um espaço de identidade para os utilizadores analisarem os respetivos dados. Do ponto de vista da recolha de dados, não são necessárias alterações específicas para mapear os User IDs de uma propriedade do Universal Analytics para uma propriedade do Google Analytics 4.

O User-ID nas propriedades do Google Analytics 4 apresenta uma vista multiplataforma e entre dispositivos do modo como os utilizadores interagem com a sua app ou Website. Para usar esta funcionalidade, tem de conseguir gerar os seus próprios IDs exclusivos e persistentes, atribuí-los de forma consistente aos utilizadores e incluí-los nos dados enviados para o Analytics. O Analytics cria um percurso de utilizador único a partir de todos os dados associados ao mesmo User-ID. Ao contrário do que acontece no Universal Analytics, uma propriedade do Google Analytics 4 incorpora o User-ID de forma nativa em todos os relatórios, análises e estatísticas. Além disso, não requer uma visualização de propriedade de relatórios do User-ID separada.

Alinhar os User-IDs entre a app e a Web

Se precisar de obter uma visualização de propriedade única de utilizadores na app e na Web, certifique-se de que a implementação do User-ID na Web é consistente com a do User-ID na app. Assegure-se de que:

  • O mesmo identificador é usado para acompanhar utilizadores na app e na Web.
  • Os valores passados para o User-ID são do mesmo tipo na app e Web (por exemplo, a string '555321' na Web e o número inteiro 555321 na app)

Client-ID

O Client-ID é uma string única gerada aleatoriamente que funciona como um identificador pseudoanónimo e identifica de forma anónima uma instância do navegador. É armazenado nos cookies dos navegadores, pelo que as visitas subsequentes ao mesmo site podem ser associadas ao mesmo utilizador.

O Client-ID no Universal Analytics e Google Analytics 4 partilha a mesma semântica e tem a mesma finalidade, ou seja, fornecer um identificador pseudonimizado do utilizador. O equivalente ao nível da app na propriedade do Google Analytics 4 é referido como ID de instância da app.

Parâmetros (propriedades do Google Analytics 4)

Nas propriedades do Google Analytics 4, pode enviar parâmetros com cada evento. Os parâmetros são fragmentos de informação adicionais que podem especificar ainda mais a ação que o utilizador efetuou ou adicionar mais contexto ao evento. Por exemplo, os parâmetros podem ser utilizados para descrever o valor da compra ou para fornecer contexto sobre onde, como e por que motivo o evento foi registado.

Alguns parâmetros, como page_title, são enviados automaticamente. Além dos parâmetros registados automaticamente, pode registar até 25 parâmetros em cada evento. Por exemplo, para um evento de jogo, como level_up, é recomendável adicionar parâmetros como level_number, character_name, etc. Em alternativa, para um evento de conteúdo, como content_view, é recomendável adicionar parâmetros como article_id, article_title, author_name, author_id, etc.

Propriedade do utilizador (propriedades do Google Analytics 4)

As propriedades do utilizador são atributos que descrevem grupos da sua base de utilizadores, como as preferências de idioma ou as localizações geográficas. O Analytics regista automaticamente algumas dimensões do utilizador para que não tenha de definir propriedades do utilizador para as mesmas. 

Definições de recolha de dados que é possível migrar

As definições de recolha de dados seguintes são migradas numa relação de um-para-um do Universal Analytics para o Google Analytics 4, desde que a recolha de dados da propriedade do Universal Analytics seja implementada na gtag.js ou no Gestor de Etiquetas da Google. 

Definições de recolha de dados sem equivalente no Google Analytics 4

Criar lotes de eventos para propriedades do Google Analytics 4

Nas propriedades do Google Analytics 4, a maioria dos eventos é enviada em lote do lado do cliente. No entanto,

  • Os eventos de conversão são sempre transmitidos imediatamente, embora possam fazer parte de um lote;
  • Os contentores carregados no modo de depuração nunca criarão lotes de eventos, para facilitar o DebugView em tempo real;
  • Se os eventos ainda forem mantidos do lado do cliente quando o utilizador sair da página (por exemplo, ao navegar para outra página), esses eventos são enviados imediatamente;
  • Nos ambientes de navegador que não suportam a API sendBeacon, todos os eventos são enviados à medida que ocorrem, sem criação de lotes.

Comparar dados de relatórios nas propriedades do Universal Analytics e Google Analytics 4

Além das diferenças no modelo de dados descritas neste artigo, as definições de etiquetagem e configuração podem originar variações entre os dados da propriedade do Universal Analytics e do Google Analytics 4. Quando comparar os dados da propriedade do Google Analytics 4 com os do Universal Analytics, certifique-se de que:

  • O ID de acompanhamento (da propriedade do Universal Analytics) e o ID de etiqueta (da propriedade do Google Analytics 4) estão a recolher dados das mesmas páginas Web.
  • Ambas as propriedades têm implementações de etiquetas equivalentes. Por exemplo, reveja estas considerações quando utilizar etiquetas do site associadas.
  • Todas as etiquetas estão a ser acionadas com êxito. O Assistente de Etiquetas do Google pode ajudar a confirmar se as etiquetas estão a funcionar corretamente.
  • A propriedade do Universal Analytics e a do Google Analytics 4 usam os mesmos fusos horários (Definições de propriedade > Datas/horas no relatório).
  • Compara uma vista não filtrada na propriedade do Universal Analytics com uma única stream de dados da Web na propriedade do Google Analytics 4.
  • Tanto a propriedade do Universal Analytics como a do Google Analytics 4 recolheram dados durante, pelo menos, 30 minutos, para que possa comparar dados nos relatórios Tempo Real.

Se cumprir todas as condições descritas acima, pode comparar os seguintes dados nos relatórios Tempo Real entre as propriedades do Universal Analytics e Google Analytics 4:

Métrica/relatório da propriedade do UA Métrica/relatório da propriedade do Google Analytics 4

Visualizações de páginas

Separador Tempo Real > Conteúdo > Visualizações de páginas

Contagem de eventos (para o evento page_view)

Cartão Tempo real > Contagem de eventos por nome do evento

Objetivos concluídos

Tempo Real > Conversões

Conversões

Cartão Conversões por nome do evento

(Se ativou um evento como uma conversão que é mapeada para um dos seus objetivos concluídos, por exemplo, criou e ativou um evento como uma conversão para abrir uma página específica que é mapeada para um dos seus objetivos de destino.)

 

A informação foi útil?
Como podemos melhorá-la?
false
Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal
Pesquisar no Centro de ajuda
true
69256
false
false