Este artigo refere-se às propriedades do Google Analytics 4. Consulte a secção do Universal Analytics se ainda estiver a utilizar uma propriedade do Universal Analytics, que vai parar o processamento de dados a partir de 1 de julho de 2023 (1 de outubro de 2023, no caso das propriedades do Analytics 360).

Gestão do acesso e da restrição de dados

Este artigo aborda a gestão do acesso e da restrição de dados para o Google Analytics 4 e o Universal Analytics. Em ambas as versões do Analytics, o utilizador gere o acesso ao atribuir funções. No Google Analytics 4, efetua a gestão das restrições de dados ao escolher uma ou ambas as opções de restrição de dados descritas abaixo. No Universal Analytics, efetua a gestão das restrições de dados ao conceder acesso a diferentes visualizações de propriedades de relatórios aos utilizadores.

Google Analytics 4

Pode gerir o acesso e as restrições de dados ao nível da conta e da propriedade.

Para atribuir funções e restrições de dados:

  1. Clique em Administração.
  2. Clique em Gestão de acessos na coluna Conta ou Propriedade.
  3. Atribua funções a membros novos ou existentes (por exemplo, utilizadores e grupos). Saiba mais sobre como adicionar e editar utilizadores.

As autorizações em vigor são as funções e as restrições de dados atribuídas a um membro através de outros recursos (como a organização, um grupo de utilizadores ou uma conta que inclui a propriedade atual), bem como todas as autorizações diretas atribuídas especificamente para o recurso atual.

As autorizações diretas são as funções e as restrições de dados atribuídas especificamente a um membro para o recurso atual (por exemplo, organização, conta, propriedade).

Estão disponíveis quatro funções e duas restrições de dados:

Função Explicação
Administrador

Controlo total do Analytics. Pode gerir utilizadores (adicionar/eliminar utilizadores, atribuir qualquer função ou restrição de dados). Pode conceder autorizações totais a qualquer utilizador, incluindo ao próprio, para qualquer conta ou propriedade para a qual o utilizador tenha esta função.

Inclui autorizações da função de Editor.

(Substitui a autorização Gerir utilizadores.)

Editor

Controlo total das definições ao nível da propriedade. Não pode gerir utilizadores.

Inclui autorizações da função Analista.

(Novo nome da autorização para editar.)

Analista

Pode criar, editar e eliminar determinados recursos de propriedades. Pode colaborar em recursos partilhados.

Inclui autorizações da função de Leitor.

(Novo nome da autorização Colaborar.)

Os recursos de propriedades incluem itens como Explorações.

Leitor

Pode ver definições e dados; pode alterar os dados apresentados nos relatórios (por exemplo, adicionar comparações, adicionar uma dimensão secundária); pode ver recursos partilhados através da interface do utilizador ou das APIs. Não pode colaborar em recursos partilhados. Por exemplo, as explorações partilhadas podem ser visualizadas, mas não podem ser editadas por pessoas com uma função de Leitor. 

(Novo nome da autorização Ler e analisar.)

Nenhuma O utilizador não tem nenhuma função para este recurso. O utilizador pode ter uma função para outro recurso.

 

Restrição de dados Explicação
Sem métricas de custos

Não consegue ver métricas relacionadas com o custo.

As métricas de custos não estão disponíveis em relatórios, explorações, públicos-alvo, estatísticas nem alertas. Consulte mais informações abaixo.

Sem métricas de receita

Não consegue ver métricas relacionadas com a receita.

As métricas de receita não estão disponíveis em relatórios, explorações, públicos-alvo, estatísticas nem alertas. Consulte mais informações abaixo.

 

Métricas de custos e de receita

Para além das métricas listadas nas seguintes secções, as métricas de custos e de receita incluem qualquer métrica personalizada identificada como uma métrica de custos ou de receita, assim como qualquer métrica derivada de uma métrica de custos ou de receita.

Estas listas serão atualizadas se o Analytics incluir métricas de custos ou de receita adicionais.

Métricas de custos

Custo do Google Ads

Custo por clique do Google Ads

Custo de vídeo do Google Ads

Custo por conversão

Custo não relacionado com o Google Ads

Custo por clique que não da Google

Custo por conversão que não da Google

Retorno do investimento publicitário

Retorno em gastos com publicidade que não da Google

Métricas de receita

Receita de anúncios

Receita atribuída do último clique preferencial do Google Ads

Receita média diária

Receita média do evento

Receita média do produto

Valor médio do produto

Receita de compras média

Receita de compras média por utilizador

Receita média por comprador

Receita média por utilizador pagante (ARPPU)

Receita média por utilizador (RMPU)

Receita combinada pelo total de primeiras aberturas do coorte

Receita combinada pelo total de primeiras visitas do coorte

Receita combinada pelo total de primeiras visitas e de primeiras aberturas do coorte

Receita de atribuição com orientação por dados

Quantidade comprada no evento de comércio eletrónico

Receita de comércio eletrónico

Valor do evento

Receita do evento

Receita atribuída de primeiro clique

Preço do artigo

Reembolso do item

Receita do item

Receita atribuída do último clique

Receita de anúncios acumulada

Valor do cliente (LTV)

Receita atribuída linear

Receita diária máxima

Receita diária mínima

Receita atribuída com base na posição

Receita prevista

Receita do produto

Receita de compras

Reembolsos

Retorno do investimento publicitário

Retorno em gastos com publicidade que não da Google

Receita

Receita atribuída de desvalorização temporal

Receita de anúncios total

Receita total

As funções superiores são herdadas por predefinição (por exemplo, conta > propriedade). Por exemplo, quando atribui uma função a um utilizador ao nível da conta, esse utilizador tem a mesma função para todas as propriedades dessa conta.

As autorizações em vigor de um utilizador correspondem à função mais permissiva para esse recurso.

Por exemplo, se um utilizador tiver a função Editor na conta, essa função será a mesma em todas as propriedades da conta, independentemente de também ter sido atribuída uma função menos permissiva ao utilizador para uma das propriedades.

Além disso, se for atribuída uma função mais permissiva a um utilizador para uma propriedade do que a que tem ao nível da conta, aplica-se a função mais permissiva a essa propriedade.

Pode adicionar restrições de dados como autorizações diretas, mas não as pode remover se estiverem em vigor como autorizações herdadas. Por exemplo, se for atribuída a restrição de dados Sem métricas de custos a um utilizador ao nível da conta, este não consegue ver métricas de custos de nenhuma propriedade da conta. No entanto, pode adicionar a restrição Sem métricas de receita para uma ou mais propriedades da conta.

Tem várias opções para ver as funções atribuídas a cada utilizador. Na página Gestão de utilizadores ao nível da conta ou da propriedade:

  • Pesquise um nome de utilizador específico para ver as funções desse utilizador.
  • Clique no cabeçalho da coluna Funções na conta para ordenar a lista por funções.

Modo como as restrições de dados afetam outras funcionalidades do Analytics

As restrições de dados são aplicadas na interface do Analytics e nas chamadas análogas da API Analytics.

As restrições de dados são criadas e aplicadas através da gestão de acessos no Analytics. Os utilizadores podem não estar sujeitos a estas restrições se tiverem autorizações para o Analytics baseadas em autorizações noutros produtos Google associados ao Analytics.

Funcionalidade Efeito
Relatórios

Os valores de métricas restritas e os valores derivados de métricas restritas não são apresentados nos relatórios. Os utilizadores veem 0 em vez desses valores.

As métricas restritas estão disponíveis nos selecionadores de métricas associados a relatórios (por exemplo, ao personalizar um relatório). Os utilizadores sujeitos a restrições de dados conseguem adicionar essas métricas, mas não conseguem ver os resultados (por exemplo, conseguem adicionar as métricas a relatórios personalizados, mas não conseguem ver os valores das métricas nesses relatórios).

Explorações

As métricas restritas não são apresentadas nas explorações.

As métricas restritas estão disponíveis nos selecionadores de métricas associados a explorações (por exemplo, ao criar uma exploração). Os utilizadores sujeitos a restrições de dados conseguem adicionar essas métricas, mas não conseguem ver os resultados (por exemplo, conseguem adicionar as métricas a explorações, mas não conseguem ver os valores nessas explorações).

Públicos-alvo

As métricas restritas estão disponíveis nos selecionadores de métricas associados a públicos-alvo. Os utilizadores sujeitos a restrições de dados conseguem criar públicos-alvo com base em métricas restritas e editar os nomes dos públicos-alvo após a criação, mas esses utilizadores estão sujeitos às limitações indicadas abaixo.

Não conseguem utilizar um público-alvo (por exemplo, como um filtro de dimensão) que inclua métricas restritas.

Não conseguem ver o número de membros do público-alvo para os públicos-alvo que incluem métricas restritas.

Não conseguem adicionar acionadores de públicos-alvo a públicos-alvo com base em métricas restritas.

Estatísticas automáticas Não conseguem ver estatísticas automáticas com base em métricas restritas na interface do utilizador.
Estatísticas personalizadas

Os utilizadores com autorização conseguem criar e editar estatísticas personalizadas com base em métricas restritas.

Não conseguem ver estatísticas personalizadas na interface do utilizador e não conseguem recebê-las por email.

Métricas personalizadas Os utilizadores com autorização conseguem criar métricas personalizadas e indicar que essas métricas incluem dados de custos ou de receita. Os utilizadores com restrições de dados correspondentes não conseguem remover indicações em como as métricas personalizadas incluem dados de custos ou de receita. O acesso a essas métricas personalizadas está sujeito a todas as limitações indicadas neste artigo.
Associação do Analytics ao Firebase

Os utilizadores de projetos do Firebase recebem automaticamente funções do Analytics quando associa um projeto do Firebase a uma propriedade do Analytics:

  • Os utilizadores de um projeto do Firebase, com base na respetiva autorização do Firebase firebaseanalytics mais elevada, são atribuídos a um dos dois utilizadores virtuais do Firebase:
    • Editor do projeto do Firebase <número do projeto>
    • Leitor do projeto do Firebase <número do projeto>
  • Por sua vez, os utilizadores virtuais do Firebase são atribuídos às funções predefinidas na propriedade do Analytics associada.
Se tiver esta função/autorização do Firebase Foi atribuído a este utilizador virtual do Firebase Que está atribuído a esta função do Analytics

firebaseanalytics.resources.googleAnalyticsEdit

(por exemplo, Proprietário, Editor, Administrador do Firebase no Firebase)

Editor do projeto do Firebase <número do projeto>

Editor

Sem restrições de dados

firebaseanalytics.resources.googleAnalyticsReadAndAnalyze

(por exemplo, Leitor, Leitor do Firebase no Firebase)

Leitor do projeto do Firebase <número do projeto>

Leitor

Sem restrições de dados

 

Na gestão de acessos do Analytics, cada utilizador virtual do Firebase representa um grupo de utilizadores no projeto do Firebase associado.

Enquanto administrador do Analytics, pode alterar a função do Analytics e as restrições de dados atribuídas aos utilizadores virtuais do Firebase de uma propriedade. Se alterar a função do Analytics e as restrições de dados atribuídas a um utilizador virtual do Firebase, afeta todas as pessoas no projeto do Firebase que estão atribuídas a esse utilizador virtual.

As atribuições de funções e as restrições de dados mantêm-se até a associação entre o projeto do Firebase e a propriedade do Analytics ser eliminada.

Os administradores do Analytics podem editar o acesso às funções do Firebase em Administração > propriedade associada > Gestão de acessos à propriedade.

 

Universal Analytics

Pode atribuir autorizações de utilizadores no Analytics aos níveis da conta, da propriedade e da visualização de propriedade.

Para atribuir autorizações:

  1. Clique em Administração.
  2. Clique em Gestão de acessos na coluna Conta, Propriedade ou Visualização de propriedade.
  3. Atribua funções a membros novos ou existentes (por exemplo, utilizadores e grupos). Saiba mais sobre como adicionar e editar utilizadores.

As autorizações em vigor são as funções e as restrições de dados atribuídas a um membro através de outros recursos (como a organização, um grupo de utilizadores ou uma conta que inclui a propriedade atual), bem como todas as autorizações diretas atribuídas especificamente para o recurso atual.

As autorizações diretas são as funções e as restrições de dados atribuídas especificamente a um membro para o recurso atual (por exemplo, organização, conta, propriedade).

Estão disponíveis quatro funções e duas restrições de dados:

Função Explicação
Administrador

Controlo total do Analytics. Pode gerir utilizadores (adicionar/eliminar utilizadores, atribuir qualquer função ou restrição de dados). Pode conceder autorizações totais a qualquer utilizador, incluindo ao próprio, para qualquer conta ou propriedade para a qual o utilizador tenha esta função.

Inclui a função Editor.

(Substitui a autorização Gerir utilizadores.)

Editor

Controlo total das definições ao nível da propriedade. Não pode gerir utilizadores.

Inclui a função Analista.

(Novo nome da autorização para editar.)

Analista

Pode criar, editar, eliminar e partilhar recursos de propriedades. Pode colaborar em recursos partilhados.

Inclui a função Leitor.

(Novo nome da autorização Colaborar.)

Os recursos de propriedades incluem:

Leitor

Pode ver dados de relatórios e de configuração; manipular dados em relatórios (por exemplo, adicionar comparações, adicionar uma dimensão secundária), criar recursos pessoais e partilhá-los, bem como ver recursos partilhados através da interface do utilizador ou das APIs. Não pode colaborar em recursos partilhados. 

(Novo nome da autorização Ler e analisar.)

Nenhuma O utilizador não tem nenhuma função para este objeto. O utilizador pode ter uma função para outro objeto.

 

Tem várias opções para ver as funções atribuídas a cada utilizador. Na página Gestão de utilizadores ao nível da conta, da propriedade ou da visualização de propriedade:

  • Pesquise um nome de utilizador específico para ver as autorizações desse utilizador.
  • Clique no cabeçalho da coluna Autorizações da conta para ordenar a lista por autorizações.
A informação foi útil?
Como podemos melhorá-la?
Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal
Pesquisar no Centro de ajuda
true
69256
false