Lançamento global da política de materiais políticos roubados (novembro de 2020)

 

Em novembro de 2020, a política de materiais políticos roubados do Google Ads será lançada globalmente para todos os anunciantes que exibem anúncios relacionados a entidades dentro do escopo das políticas de anúncios eleitorais do Google. A política trata especificamente da distribuição de materiais políticos roubados. Ela começará a ser aplicada em 3 de novembro de 2020.

Conforme anunciado antes, estamos aplicando essa política a anúncios que apresentam entidades no escopo da política de anúncios eleitorais dos Estados Unidos desde 1º de setembro de 2020.

De acordo com ela, não é permitido o seguinte:

Anúncios que facilitem ou anunciem diretamente o acesso a materiais roubados relacionados a entidades políticas que estejam dentro do escopo das políticas de anúncios eleitorais do Google. Isso se aplica a todo material protegido obtido por meio de invasão ou acesso ilegal a computadores, redes de computadores ou dispositivos eletrônicos pessoais, mesmo que fornecido por terceiros.

É permitido discutir ou comentar sobre materiais políticos roubados, desde que o anúncio ou a página de destino não forneça ou facilite o acesso direto a eles.

Violações dessa política não levarão à suspensão imediata da conta sem aviso prévio. Enviaremos uma notificação pelo menos sete dias antes da suspensão.

Verifique se algum dos seus anúncios se encaixa nos termos das violações e, em caso afirmativo, remova-os antes de 3 de novembro de 2020.

 

Postado em julho de 2020 e atualizado em 1º de setembro de 2020



 
Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?