Políticas da Google Ads API (AdWords API)

Com a Google Ads API (AdWords API), os desenvolvedores podem criar ferramentas que ajudam os anunciantes a gerenciar suas contas e campanhas do Google Ads com mais eficiência e criatividade. Nossas políticas visam garantir que a API seja usada de maneiras que ofereçam suporte e melhorem o Google Ads e também proporcionem uma experiência transparente e consistente aos anunciantes.

Podemos solicitar a análise do seu uso da API a qualquer momento e por qualquer motivo para garantir que ele esteja em conformidade com os Termos e Condições da Google Ads API (AdWords API) e com estas políticas:


Políticas gerais da API

Uso da Google Ads API (AdWords API)

Só é permitido usar a Google Ads API (AdWords API) para criação, gerenciamento ou relatórios de campanhas do Google Ads.

Você pode usar os recursos da API somente da maneira descrita na solicitação do token. Se suas necessidades mudarem e você quiser modificar seu uso da API (por exemplo, com a adição de recursos de criação ou gerenciamento a uma ferramenta de geração de relatórios), precisará preencher este formulário de alteração de ferramenta.

Tokens não utilizados

O Google poderá desativar seu token da API se ele não for utilizado pelo menos uma vez no período de 90 dias consecutivos. Se seu token for desativado por falta de uso, faça uma nova solicitação a qualquer momento.

Recursos mínimos obrigatórios

Os recursos mínimos obrigatórios (RMF, na sigla em inglês) são referentes aos recursos e outras funcionalidades que certos desenvolvedores de ferramentas precisam oferecer ao usar a Google Ads API (AdWords API). Os recursos de RMF são agrupados em três categorias: recursos de criação, recursos de gerenciamento e recursos de relatórios. Consulte as regras de RMF.

Sua conformidade com essas regras depende de como você usa a Google Ads API (AdWords API):

Recursos de criação
Requisitos
Recursos de gerenciamento
Requisitos
Recursos de relatórios
Requisitos
Ferramenta de gerenciamento completo
(anunciantes, agências e outros terceiros usam a ferramenta para gerenciar completamente suas contas do Google Ads)
RMF aplicáveis RMF aplicáveis RMF aplicáveis
Somente relatórios
(somente um painel de relatórios é disponibilizado para agências ou anunciantes finais)
RMF não aplicáveis RMF não aplicáveis RMF aplicáveis
Somente para uso interno
(usado somente por anunciantes individuais ou agências, sem acesso de terceiros à ferramenta)
RMF não aplicáveis RMF não aplicáveis RMF não aplicáveis

Os RMF são aplicáveis somente a tokens com acesso padrão. Consulte a planilha de tarifas para mais informações sobre o acesso padrão.

Se sua ferramenta oferece funcionalidades muito limitadas e especializadas e não pode ser usada para criar e gerenciar campanhas, grupos de anúncios e anúncios, ela não está qualificada como uma ferramenta completa. Nesse caso, os RMF de criação e de gerenciamento não são aplicáveis. Se você não tiver certeza se a política de RMF é aplicável à sua ferramenta, entre em contato com a equipe de conformidade da Google Ads API (AdWords API). A equipe de conformidade da Google Ads API (AdWords API) decidirá se sua ferramenta é completa ou não. Sua ferramenta poderá ser reavaliada se a funcionalidade mudar significativamente.

A política de RMF garante que os anunciantes tenham acesso aos recursos e dados de desempenho detalhados que podem ser encontrados no Google Ads, independentemente da combinação de ferramentas que eles optarem por usar. A lista de RMF contém políticas e recursos de documentação para desenvolvedores sobre cada recurso. Se você tiver outras dúvidas sobre os requisitos específicos de determinado recurso, entre em contato com a equipe de conformidade da API.

Se você violar nossa política de RMF, poderá ficar sujeito a taxas de não conformidade, e seu token poderá sofrer downgrade, conforme descrito na planilha de tarifas da API.

Divulgações obrigatórias e outras responsabilidades

Esta seção sobre divulgações obrigatórias e outras responsabilidades se aplica a estes grupos:

  • agências e outros terceiros que gerenciam campanhas em nome de anunciantes finais e fornecem ferramentas de software a esses anunciantes
  • desenvolvedores de software que fornecem ferramentas a agências e terceiros

Caso você seja um anunciante final ou use a Google Ads API (AdWords API) somente para fins internos, as políticas desta seção não se aplicam a você.

Divulgações obrigatórias

A responsabilidade é um princípio fundamental do Google Ads. Queremos que os anunciantes entendam o desempenho do Google Ads para eles, independentemente da ferramenta que usam. Os requisitos abaixo explicam como você deve ser transparente com os anunciantes no que se refere a relatórios e gerenciamento de dados do Google Ads.

Divulgação de inconsistências:
Se você fornece uma ferramenta completa a clientes que são anunciantes finais (e se esses clientes também usam sua ferramenta para gerenciar sistemas de anúncios que não sejam o Google Ads), seus clientes precisam entender as diferenças de cada sistema antes de fazer alterações nas respectivas contas.
 
Se sua ferramenta que utiliza a API oferece edição em massa, cópia, importação ou exportação de dados de campanhas do Google Ads de ou para outra plataforma de anúncios, você precisa divulgar aos seus clientes as incompatibilidades entre as plataformas com a finalidade de evitar transferências de dados inconsistentes ou errôneas. Você também precisa oferecer aos clientes a possibilidade de fazer ajustes e/ou cancelar transferências de dados para resolver ou evitar tais incompatibilidades.

Exemplo: imagine que sua ferramenta que utiliza a API permita que os clientes importem para o Google Ads dados produzidos em outra plataforma, mas que tais dados não estejam disponíveis no mesmo nível de detalhamento que os dados do Google Ads (por exemplo, o Google Ads permite a segmentação no nível do código postal, mas a outra plataforma de anúncios permite a segmentação apenas no nível da cidade). É necessário divulgar essa inconsistência antes da conclusão da importação dos dados e oferecer ao cliente a possibilidade de cancelar a importação ou de modificar os dados da campanha antes de prosseguir.

Exemplo: imagine que sua ferramenta que utiliza a API permita que os clientes exportem dados do Google Ads para outra plataforma de anúncios, mas que tal plataforma defina uma determinada variável de dados de maneira diferente em comparação com o Google Ads (ou não disponibilize a variável de dados). É necessário divulgar essa incompatibilidade antes da conclusão da exportação dos dados e oferecer ao cliente a possibilidade de cancelar a exportação ou de modificar os dados da campanha antes de prosseguir.

Dados atrasados:
Se seus relatórios de dados de desempenho do Google Ads estiverem com mais de 24 horas de atraso para os anunciantes finais ou outros clientes, você precisará divulgar esse atraso aos clientes de maneira destacada.

Política de terceiros do Google:
Agências ou outros terceiros que compram ou gerenciam a publicidade do Google em nome de clientes que são anunciantes finais precisam estar em conformidade com a política de terceiros do Google.

Como compartilhar e gerar relatórios de dados do Google Ads e de outras plataformas de publicidade:
Como uma agência ou outra entidade que compra ou gerencia publicidade do Google em nome de clientes que são anunciantes finais, você precisa receber o consentimento por escrito dos seus clientes antes de vender, redistribuir, sublicenciar, divulgar ou transferir dados específicos das respectivas contas do Google Ads (incluindo palavras-chave, lances, configurações de campanhas ou dados de desempenho).

Os anunciantes que usam sua ferramenta também precisam receber informações precisas sobre o Google Ads, incluindo a possibilidade de distinguir entre dados do Google Ads e de outras plataformas de anúncios. Se sua ferramenta fornece dados de relatórios de outras plataformas de publicidade, é necessário informar os dados do Google Ads separadamente dos dados provenientes de outras plataformas. Se os dados do Google Ads estão disponíveis em um nível mais detalhado que os dados agregados ou de outras plataformas de anúncios (por exemplo, se o Google Ads fornece relatórios geográficos no nível do código postal, mas outras origens os fornecem somente no nível da cidade ou do estado), é necessário incluir nos relatórios os dados do Google Ads no nível mais detalhado. Você pode incluir nos relatórios dados de desempenho agregados (combinando dados do Google Ads com dados de outras plataformas), desde que os dados específicos do Google Ads também sejam fornecidos em um local facilmente acessível.

Exemplo: se sua ferramenta fornece dados de desempenho geográfico de publicidade agregados em várias plataformas de publicidade (por exemplo, AdCenter, Yahoo, Yandex etc.), é necessário também fornecer separadamente o relatório de desempenho geográfico do Google Ads e seus campos obrigatórios.

Outras responsabilidades

Recursos para várias plataformas:

Essa política sobre recursos em várias plataformas se aplica aos desenvolvedores que estão em conformidade com estas condições:

  • desenvolvedores que criam ferramentas de software usadas por anunciantes finais, agências ou outros terceiros que gerenciam campanhas em nome dos clientes que são anunciantes finais
  • desenvolvedores cujo software permite que os usuários copiem, importem, exportem ou otimizem as configurações de campanhas em outras plataformas e redes de anúncios

Caso você seja um anunciante final ou use a Google Ads API (AdWords API) somente para fins internos, essa política não se aplica a você.

Se você permitir que os usuários do seu software copiem, importem, exportem ou otimizem as configurações de campanhas entre o Google Ads e outra plataforma de anúncios, precisa permitir que eles façam isso na direção que escolherem (como copiar do Google Ads para o Yahoo! ou vice-versa).

Exemplo: se sua ferramenta permite que os usuários copiem configurações de campanhas e outros dados do Google Ads e exportem ou otimizem tais configurações para o Yahoo!, anúncios do Bing e Yandex, precisa permitir também que eles copiem configurações de campanhas e outros dados dessas plataformas e os exportem ou otimizem novamente no Google Ads.

Desativação por parte do cliente:
É necessário oferecer aos clientes que são anunciantes finais uma maneira rápida e fácil de interromper o uso da ferramenta para gerenciar as campanhas do Google Ads deles. Em até três dias úteis após o recebimento do aviso de um anunciante final, você deve obrigatoriamente oferecer a ele a possibilidade de desassociar as campanhas do Google Ads dos seus serviços e token de desenvolvedor e de retomar o controle exclusivo das contas do Google Ads.

Segurança dos dados:
Você precisa fazer todo o possível para manter os dados da Google Ads API (AdWords API) dos anunciantes em um ambiente sempre seguro, de acordo com os padrões de segurança normalmente aceitos para dados corporativos. Além disso, todos os dados transferidos por meio da Google Ads API (AdWords API) precisam ser protegidos com, no mínimo, uma criptografia SSL de 128 bits. Para transmissões diretamente com o Google, os dados precisam ser protegidos com um protocolo no mínimo tão seguro quanto o que é aceito pelos servidores da Google Ads API (AdWords API).

Práticas proibidas

Cópia de TargetingIdeaService ou TrafficEstimatorService

TargetingIdeaService (TIS) e TrafficEstimatorService (TES) ajudam anunciantes e agências a gerar palavras-chave de modo programático e a otimizar suas estratégias de lances e palavras-chave do Google Ads. Não é possível coletar dados do TIS ou TES para fins que não sejam a criação ou o gerenciamento de campanhas do Google Ads. Se você é uma agência de publicidade ou um desenvolvedor independente do Google Ads e deseja conceder aos seus clientes acesso aos dados do TIS ou TES por meio da sua ferramenta externa da API, precisa atender a todos os requisitos de recursos mínimos obrigatórios (criação, gerenciamento e relatórios de campanhas).

Cópia da Pesquisa do Google ou compra de dados copiados

Não é permitido copiar páginas de resultados de pesquisa do Google ou qualquer outra propriedade do Google. Também não é permitido obter dados do Google copiados indiretamente de terceiros. Se você pretende publicar um relatório com dados de pesquisa obtidos de origens legítimas que não sejam o Google, é necessário que o relatório divulgue a origem dos dados e suas metodologias específicas de coleta de dados.

Tokens complementares

Se você fornece ferramentas a anunciantes finais ou outros terceiros, não pode exigir que eles solicitem um token próprio da Google Ads API (AdWords API) para usar sua ferramenta. As solicitações dos anunciantes finais para receber tais tokens também serão negadas.

Geralmente, atribuímos somente um token da Google Ads API (AdWords API) por entidade corporativa. Se você precisar de mais de um, entre em contato.

Permissão do uso automatizado do token da API

Não é possível permitir que agências, anunciantes finais ou outros terceiros usem seu token da Google Ads API (AdWords API) (ou sua própria API) de modo que eles não precisem solicitar um token próprio da Google Ads API (AdWords API). Qualquer uso automático ou programático do Google Ads por parte das agências ou dos anunciantes finais requer que eles usem seu próprio token da Google Ads API (AdWords API). Não é possível conceder acesso indireto ao seu token da API por meio de APIs que você fornece. Os usuários finais da sua ferramenta precisarão fazer login manualmente para usá-la (eles não terão acesso automático) com a finalidade de fazer alterações manuais ou programáticas nas contas deles.

Exemplo: se você é um fornecedor de ferramentas que licencia softwares de gerenciamento de anúncios para agências e anunciantes finais, não tem permissão para desenvolver uma API própria que permita aos clientes acessar a Google Ads API (AdWords API) por meio de scripts de computador automáticos ou programáticos.

Essa política não restringe seu uso próprio da Google Ads API (AdWords API) de maneira programática ou automatizada. Ela impede que você permita o acesso de terceiros à Google Ads API (AdWords API) de maneira programática ou automatizada usando seu token da API (em vez de solicitar um token próprio da API).

Violação das políticas do Google Ads

Como usuário da Google Ads API (AdWords API), você e todas as pessoas que usarem sua ferramenta (por exemplo, os anunciantes finais) precisam obedecer às políticas do Google Ads e aos Termos e Condições do Google Ads.

Por exemplo: se a conta de administrador associada ao seu token de desenvolvedor da Google Ads API (AdWords API) estiver suspensa devido a violações da política, será preciso corrigir a conta suspensa imediatamente para continuar usando a Google Ads API (AdWords API).

Uso não autorizado de branding e marcas registradas do Google

Como um usuário da Google Ads API (AdWords API), você precisa estar de acordo com as diretrizes de uso da marca do Google.

Exemplo: sua ferramenta que utiliza a Google Ads API (AdWords API) não pode replicar a aparência da interface do usuário do Google Ads ou confundir os usuários para fazê-los acreditar que sua ferramenta é um produto do Google.

Interferência nas atividades do Google

O Google pode monitorar e auditar qualquer atividade da Google Ads API (AdWords API) para garantir a conformidade com os Termos e Condições e com estas políticas. Você não tem permissão para interferir em tal monitoramento ou auditoria nem para ocultar do Google sua atividade na Google Ads API (AdWords API). Qualquer interferência será considerada uma violação destas políticas.

Seu cliente da Google Ads API (AdWords API) (conforme definido nos Termos e Condições) não pode interferir ou tentar interferir de forma alguma no funcionamento correto da Google Ads API (AdWords API). Cada cliente da Google Ads API (AdWords API) precisa transmitir ao Google seu token de desenvolvedor atribuído, conforme descrito na especificação da Google Ads API (AdWords API).

Aplicação da política

Dados de contato

Você precisa manter dados de contato sempre atualizados na Central de API da sua conta da MCC (Minha central de clientes). Recomendamos que você insira um alias (com todos os contatos relevantes da API) como o endereço de e-mail de contato. O endereço de e-mail informado na Central de API é o principal meio de contato para questões relacionadas à conformidade. A falta de resposta às solicitações ou aos avisos da equipe da API constitui uma violação dessas políticas e pode resultar no downgrade do seu status de acesso padrão para acesso básico ou no cancelamento do seu token da API. Mediante solicitação, você também precisará fornecer dados de contato adicionais, conforme necessário.

Conta de demonstração

Mediante solicitação do Google, você precisará fornecer uma conta de demonstração para sua ferramenta que utiliza a API em até sete dias após a solicitação. A demonstração deverá obrigatoriamente ser uma versão ativa da ferramenta ou uma demonstração com os mesmos recursos que a versão ativa. Assim, poderemos analisá-la para verificar a conformidade com nossas políticas. O não fornecimento da demonstração ou qualquer tentativa de fornecer uma demonstração falsa da ferramenta ativa constituem uma violação dessas políticas.

Aviso de violações e taxas de não conformidade

Se você violar essas políticas, o Google enviará um aviso para o endereço de e-mail registrado na sua conta da Google Ads API (AdWords API). Você terá um período para corrigir essas violações sem sofrer penalizações. Antes de cobrar taxas de não conformidade, o Google poderá enviar um aviso de acordo com as tarifas detalhadas na planilha de tarifas da Google Ads API (AdWords API).

A violação dessas políticas também pode resultar em outras consequências, incluindo o downgrade do seu status de "Acesso padrão" para "Acesso básico", a imposição de outros limites de cota à utilização da Google Ads API (AdWords API) ou o cancelamento do seu token da Google Ads API (AdWords API).

Entre em contato

Este artigo foi útil para você?
Como podemos melhorá-lo?