Conversões e atividades

Atividades e conversões

Também conhecido como Spotlight
O acompanhamento de conversões é um recurso pago que talvez não esteja disponível na sua rede.

Uma atividade é uma ação do usuário específica que um anunciante deseja rastrear, como a conclusão de uma compra ou uma visita a uma página da Web. Você pode criar e gerenciar atividades no DFP. Quando um usuário executa a ação depois de ver o anúncio de um anunciante, isso é chamado de conversão. Por exemplo, você configura uma atividade no DFP para rastrear quantos usuários visitam um site promocional de um anunciante depois de visualizar ou clicar em um anúncio. Quando um usuário visualiza um anúncio e, em seguida, visita a página, isso conta como uma conversão.

Conversion tracking (3:48)

Tipos de atividade

O tipo de atividade determina exatamente o que a atividade rastreia:

  • Visualizações da página (Contador): conta quantas vezes os usuários que realizaram conversões visitam a página em que a tag de atividade está localizada.

  • Visitas diárias (Contador): para cada visitante que realiza conversão, conta apenas uma conversão por dia de 24 horas. O dia começa à meia-noite pelo horário da Costa Leste dos EUA.

  • Personalizado (Contador): permite ao anunciante usar um ID de sessão para determinar quando contar um usuário que realizou uma conversão como uma nova conversão dentro de um dia de 24 horas iniciando à meia-noite pelo horário da Costa Leste dos EUA. Tenha em mente que, embora o mesmo ID de sessão seja usado em dias subsequentes, uma nova conversão será contada em cada dia.

  • Itens comprados (Vendas): rastreia o valor monetário de cada compra que faz parte de uma conversão, mais o número de itens que foram comprados e o código do pedido. Cabe ao anunciante inserir esses valores dinamicamente quando a página da Web que contém a tag é carregada. Os dados que você transmite para essas tags estão disponíveis por meio da Transferência de dados.

  • Transações (Vendas): rastreia o valor monetário de cada compra, mais o código do pedido. Cabe ao anunciante inserir esses valores dinamicamente quando a página da Web que contém a tag é carregado. Os dados que você transmite para essas tags estão disponíveis por meio da Transferência de dados.

  • Downloads de aplicativos (Contador): rastreia as conversões em que o usuário fez o download de um aplicativo e o abriu pela primeira vez (a conversão ocorre quando o usuário abre o aplicativo pela primeira vez).
    Esse recurso só funciona com anúncios no aplicativo. As conversões não serão contadas se o anúncio for visualizado inicialmente na Web (no computador ou no dispositivo móvel) e depois for feito o download do aplicativo.

Como as conversões são contadas

A conversão ocorre quando um usuário vê ou clica em um anúncio e depois realiza outra ação, como visitar a página do anunciante, concluir uma compra ou abrir um aplicativo pela primeira vez. Essa outra ação é rastreada com uma tag de atividade, que você gera no DFP e envia ao anunciante para que seja implementada no website ou aplicativo para dispositivos móveis.

Sempre que alguém visita uma página da Web com tags de atividade, o DFP verifica se o usuário já viu ou clicou em um dos anúncios do anunciante dentro da janela de lookback especificada. Uma janela de lookback é um período de dias para o qual uma impressão ou clique é considerado relevante para relatório de conversão.

Uma conversão é contada sempre que uma tag de atividade for acionada por um usuário que tenha visto ou clicado em um anúncio associado ao anunciante da atividade dentro da janela de lookback especificada.

Ver um exemplo de caso de uso

O exemplo a seguir ilustra um uso possível do acompanhamento de conversões, seguindo o processo desde a primeira visualização do anúncio pelo usuário até a geração de um relatório de conversão.

  1. Um usuário de Web/aplicativo visualiza um anúncios do DFP oferecendo toques gratuitos.

    O servidor de anúncios do DFP lê o cookie da DoubleClick do usuário. Se não houver um cookie, um novo será criado, mas não necessariamente definido, dependendo das configurações do navegador.

  2. Mais tarde, no mesmo dia, o usuário visita o website ou aplicativo do anunciante, que contém um formulário de registro que o usuário precisa preencher antes de acessar os toques gratuitos.

    Para contar quantos usuários visualizam o formulário, o anunciante precisa colocar uma tag de atividade na página da Web ou no aplicativo. A tag faz uma chamada para o DFP para detectar e contar a visualização de página. Como parte desse processo, o DFP verifica o cookie da DoubleClick para descobrir se o usuário visualizou ou clicou anteriormente em um anúncio do anunciante. Nesse caso, a visualização de página é contada como uma conversão de visualização.

  3. O usuário envia o formulário e é levado a uma página da Web ou a um aplicativo que confirma o endereço de e-mail dele. Essa segunda página da Web ou esssegundo aplicativo contém uma tag de atividade diferente, que permite ao DFP registrar uma segunda conversão de visualização.

  4. No DFP, o anunciante gera relatórios sobre as atividades no website ou aplicativo do anunciante. Os anunciantes podem ver relatórios em cada atividade separadamente ou visualizar as informações de maneira agregada.

Conversões de visualização e de clique

Nos relatórios, as conversões são divididas em visualização e clique, dependendo da ação do usuário que levou à conversão. Como um anúncio precisa ser visualizado antes de ser clicado, o DFP considera os cliques mais significativos do que as impressões.

Para evitar a contagem dupla de conversões, o DFP conta uma conversão como de clique se o usuário tiver clicado em um anúncio dentro da janela de lookback para cliques, embora a atividade também seja de conversão de visualização. Se não houver um clique registrado dentro da janela de lookback, a conversão será associada à última impressão qualificada dentro da janela.

Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?