Mapear um novo URL para seu site

Como administrador do G Suite, você pode mapear um URL para um site no Google Sites. Isso é válido para o novo Sites e o Sites clássico. Em vez de usar sites.google.com/a/seudominio.com/nomedoseusite, você pode criar endereços curtos e fáceis de lembrar para seus sites públicos. É possível criar até 2.000 endereços de site personalizados na sua conta do G Suite. Após mapear um URL para seu site, você também poderá ativar um endereço de domínio sem "www".

Antes de começar

  • Este recurso não está disponível para a edição gratuita legada do G Suite.
  • As alterações podem levar até 24 horas para entrar em vigor.
  • No Sites novo e no Sites clásico, permita que os usuários compartilhem com pessoas fora da sua organização. Se seu domínio personalizado não for público, o Google Sites sempre redirecionará para sites.google.com/a/seudominio.com/nomedoseusite. 
  • Os mapeamentos de endereço do novo Sites geram automaticamente certificados SSL validados pelo domínio para conexões seguras, o que não acontece no Sites clássico. Não é possível usar outros certificados.
  • No novo Google Sites, não é possível mapear um site para um URL que esteja em um nome de domínio diferente.

Atribuir um URL a um site

Exige o privilégio de administrador Configurações do domínio.

Acessar a tabela de URLs personalizados
  1. Faça login no Google Admin Console.

    Faça login com sua conta de administrador (não termina em @gmail.com).

  2. Na página inicial do Admin console, acesse Apps e depois G Suite e depois Sites.
  3. Clique em URL personalizado.
    Se você não tiver o privilégio para gerenciar URLs personalizados, um aviso será exibido. Veja mais detalhes em Confirmar seu domínio para o G Suite.

Na tabela de URLs, você tem uma visão geral do status e das configurações dos seus domínios. A tabela tem quatro colunas:

  1. URL personalizado: o URL personalizado do site. Clique no link para acessar o site.
  2. URL do Google Sites: este é o URL do Google Sites do site.
  3. Tipo de site: lista se o site foi criado no Sites clássico ou no novo Sites.
  4. Status: mostra o status do mapeamento do seu site.
Adicionar um URL personalizado
  1. Clique em Adicionar .
  2. Escolha o tipo de site que corresponde ao seu site (novo ou clássico) e clique em Continuar.
  3. Digite o URL do Google Sites.
    Estas são as opções:
    • Novo site: o URL será sites.google.com/domain/nomedosite.
    • Novo site migrado de e publicado com um URL do Sites clássico: o URL será sites.google.com/a/dominio/nomedosite.
    • Site clássico: o URL será sites.google.com/a/dominio/nomedosite.
  4. Clique em Continuar.
  5. Digite um URL personalizado para o site.
    Se você estiver mapeando do:
    • Sites clássico: todos os domínios verificados ficarão disponíveis.
    • Novos sites: somente o domínio que hospeda o site estará disponível.
  6. Clique em Continuar.
  7. Configure o registro CNAME com seu host de domínio.
    Esta etapa direciona você para fora do Google Admin Console. Você encontra mais informações sobre a configuração do registro CNAME na seção "Mapear o registro CNAME" abaixo.
  8. Clique em Adicionar URL personalizado.
Mapear o registro CNAME

Você atualiza o registro CNAME no site do host de domínio, não no Admin Console. Cada host de domínio tem um processo diferente. Veja mais detalhes em Adicionar um registro CNAME.

Solução de problemas

Veja como solucionar problemas se você receber um erro de uma entrada de endereço da Web:

  • Certificado ausente: exclua e recrie o mapeamento de endereço para gerar os certificados SSL validados pelo domínio.
  • DNS inválido: pode ocorrer devido a vários problemas. 
    • O CNAME não foi configurado corretamente. Veja detalhes em Adicionar um registro CNAME.
    • Seu provedor de DNS não permite registros CAA. Veja mais detalhes em Autorização de autoridade de certificação (em inglês). Se esse for o caso, escolha uma ou mais das seguintes opções:
      • Adicione um registro CAA ao seu domínio.
      • Entre em contato com o provedor de DNS para corrigir o problema no CAA.
      • Mude para um provedor de DNS que ofereça o suporte adequado ao CAA.
      • Reconfigure um registro CAA se ele tiver sido configurado explicitamente para impedir a emissão pela Let's Encrypt.
Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?