Carregar conteúdo para a pasta de depósito SFTP

As funcionalidades descritas neste artigo estão disponíveis apenas para parceiros que utilizam o Gestor de conteúdos do YouTube para gerir os respetivos conteúdos com direitos de autor.

Após validar os metadados de um lote de carregamento, está preparado para carregar os ficheiros. Para carregar conteúdo, copie os ficheiros necessários para a sua pasta de depósito e, em seguida, informe-nos de que os mesmos estão prontos ao criar um ficheiro chamado delivery.complete.

Os ficheiros de que precisa para concluir um carregamento depende do tipo de recurso que está a carregar. Todas as tarefas de carregamento devem incluir um ficheiro de metadados em formato XML ou CSV e quaisquer novos ficheiros multimédia a que o ficheiro de metadados faça referência pelo nome.

Recomendamos que carregue novos recursos um de cada vez, cada um deles com a sua própria pasta de depósito e ficheiro de metadados. Por exemplo, se estiver a carregar três episódios de um programa de TV, crie três pastas separadas e três ficheiros de metadados separados. Este procedimento facilita o controlo do progresso do carregamento e limita o impacto de quaisquer problemas que possam ocorrer, sem qualquer impacto na velocidade de processamento do carregamento.

(Outras práticas recomendadas)

Estas instruções explicam como carregar conteúdo através do Cyberduck, mas pode utilizar qualquer software de cliente que suporte ligações SFTP.

Para carregar conteúdo para a sua pasta de depósito SFTP:

  1. Execute a aplicação cliente Cyberduck.

  2. A aplicação deve abrir os Marcadores.  Se não for o caso, selecione o botão Marcadores na barra de ferramentas na parte superior.  Clique duas vezes na ligação para a pasta de depósito.  O cliente liga à sua pasta de depósito e apresenta as pastas de nível superior.

    Se ainda não tiver configurado uma ligação para a pasta de depósito, consulte Ligar à pasta de depósito SFTP.

  3. Crie uma nova pasta para a nova tarefa de carregamento.

    Para criar uma pasta, clique com o botão direito do rato no painel de listagens de ficheiros e selecione Nova pasta. Para evitar possíveis conflitos, recomendamos a criação de um novo diretório sempre que publicar conteúdo no YouTube e que inclua um carimbo de data/hora ou ID incremental em cada nome do diretório.

  4. Copie todos os ficheiros do pacote de carregamento para a nova pasta.

    Para copiar ficheiros para uma pasta, clique com o botão direito do rato na pasta do Cyberduck e selecione Carregar.  Aceda à pasta com os ficheiros e selecione todos os que pretende carregar para esta pasta.

    Em alternativa, pode clicar e arrastar ficheiros do computador para a pasta de carregamento do Cyberduck.

  5. Quando todos os ficheiros estiverem copiados, carregue o ficheiro delivery.complete para a mesma pasta.

    Quando o YouTube iniciar o processamento do lote, substitui os ficheiros carregados por um ficheiro de estado atualizado de forma contínua denominado delivery.processing.

Não deve adicionar qualquer ficheiro novo ao diretório ou a qualquer subdiretório após publicar o ficheiro delivery.complete. Consoante o tamanho do lote, pode demorar alguns segundos ou minutos até notar que os ficheiros estão a ser processados. Não carregue mais do que um ficheiro delivery.complete por lote.

Após processar cada um dos lotes de carregamento, o motor de carregamento publica um relatório de estado com informações detalhadas sobre as ações realizadas para cada item do lote. O relatório chama-se status-xml-nome-do-ficheiro, onde xml-nome-do-ficheiro é o nome do ficheiro de metadados. O relatório de estado é colocado na sua pasta de depósito, no mesmo diretório do lote de carregamento.

O tempo necessário para processar um lote de carregamento e gerar um relatório de estado varia consoante a disponibilidade do sistema e as ações solicitadas. Por exemplo, o sistema requer muito menos tempo para processar atualizações dos metadados de um recurso do que para processar novos ficheiros de referência. O motor de carregamento também requer mais tempo de processamento para lotes que geram ações falhadas, porque o sistema repete certas ações falhadas para se certificar de que as falhas não foram causadas por condições transitórias como, por exemplo, tempo de inatividade do sistema. Em alguns casos, poderemos demorar mais de um dia a processar um lote de carregamento.

A informação foi útil?
Como podemos melhorá-la?