Políticas de Spam, Práticas Enganosas e Esquemas

A segurança dos nossos criadores, visitantes e parceiros é a nossa principal prioridade e contamos consigo para nos ajudar a proteger esta comunidade única e vibrante. É importante que conheça as nossas regras da comunidade e o papel que estas têm na nossa responsabilidade partilhada de manter o YouTube seguro. Leia com atenção a política abaixo. Também pode consultar esta página para obter uma lista completa das nossas regras.

O YouTube não permite spam, esquemas ou outras práticas enganosas que se aproveitem da comunidade do YouTube. Também não permitimos conteúdo cujo objetivo principal seja enganar outros para que saiam do YouTube para outro site.

Se encontrar conteúdos que violem esta política, denuncie-os. As instruções para denunciar as violações às regras da comunidade estão disponíveis aqui. Se encontrou vários vídeos ou comentários que pretende denunciar, pode optar por denunciar o canal.

O significado destas políticas para si

Se publicar conteúdo

Não publique conteúdo no YouTube que se enquadre em alguma das descrições abaixo.

  • Spam de vídeo: conteúdo publicado em excesso, repetitivo ou não segmentado, e que realize uma ou várias das seguintes ações:
    • Promete aos visitantes que irão ver algo, mas, em vez disso, direciona-os para fora do site.
    • Recebe cliques, visualizações ou tráfego através do YouTube ao prometer aos visitantes que irão ganhar dinheiro rapidamente.
    • Envia o público para sites que disseminam software malicioso, tentam recolher informações pessoais ou outros sites que têm um impacto negativo.
  • Metadados ou miniaturas enganadoras: utilizar o título, as miniaturas, a descrição ou as etiquetas para levar os utilizadores a acreditarem que o conteúdo é algo que na verdade não é.
  • Conteúdos multimédia manipulados: conteúdo manipulado tecnicamente de forma a enganar os utilizadores (além de clipes retirados do contexto) e que pode constituir um sério risco de danos graves.
  • Esquemas: conteúdo que oferece presentes em dinheiro, esquemas de "enriquecimento rápido" ou esquemas de pirâmide (envio de dinheiro sem a contrapartida de um produto tangível, numa estrutura de pirâmide).
  • Supressão de eleitores: conteúdo com o objetivo de enganar eleitores relativamente ao horário, ao local, aos meios ou aos requisitos de elegibilidade para votar.
  • Supressão da participação em recenseamentos: conteúdo com o objetivo de enganar os participantes em relação à hora, aos meios ou aos requisitos de elegibilidade para a participação num recenseamento. 

  • Elegibilidade de candidatos: conteúdo que expõe afirmações falsas em matéria de requisitos de elegibilidade técnica de atuais candidatos políticos e representantes do governo eleitos efetivos. Os requisitos de elegibilidade considerados baseiam-se na lei nacional aplicável e incluem a idade e o estado de cidadania e saúde.
  • Incitamento à interferência em processos democráticos: conteúdo que incentiva outras pessoas a interferir em processos democráticos, como obstruir ou interromper procedimentos de votação.
  • Distribuição de materiais pirateados: conteúdo que inclui informações pirateadas e cuja divulgação pode interferir em processos democráticos, como as eleições e os censos.
  • Spam de incentivo: conteúdo que vende métricas de interação, como visualizações, gostos, comentários ou qualquer outra métrica no YouTube. Isto inclui também conteúdo cujo único objetivo é aumentar os subscritores, as visualizações ou outras métricas (por exemplo, oferecer-se para subscrever o canal de outro criador apenas se este subscrever o seu canal, também conhecido como conteúdo "Sub4Sub").
  • Spam de comentários: comentários em que o único objetivo é recolher informações pessoais dos visitantes, levar os visitantes para fora do YouTube de forma enganosa ou realizar qualquer um dos comportamentos proibidos mencionados acima.
  • Comentários repetitivos: deixar grande quantidade de comentários idênticos, não segmentados ou repetitivos.
  • Abuso de stream em direto: streams em direto destinadas a fazer stream de conteúdo que pertence a outra pessoa e que não são corrigidas após vários avisos de possível abuso. O proprietário do canal deve monitorizar ativamente as streams em direto e quaisquer potenciais problemas devem ser corrigidos de forma atempada.

Esta política aplica-se a vídeos, descrições de vídeos, comentários, streams em direto e qualquer outro produto ou funcionalidade do YouTube. Tenha em atenção que esta lista não é exaustiva.

Nota: pode incentivar os visitantes a subscrever, utilizar o botão gosto, partilhar ou comentar.

Exemplos

Seguem-se alguns exemplos de conteúdo não permitido no YouTube.

  • Dizer aos visitantes que podem votar através de métodos falsos, por exemplo, ao enviar o voto por mensagem de texto para um determinado número. 
  • Indicar falsos requisitos de elegibilidade de eleitores, por exemplo, dizer que uma determinada eleição está aberta apenas a eleitores com mais de 50 anos.
  • Indicar deliberadamente aos visitantes uma data incorreta de eleições.

Mais exemplos

Spam de vídeo

O YouTube não permite os seguintes tipos de conteúdo. Esta lista não é exaustiva.

  • Conteúdo que promete aos visitantes que irão ver algo, mas, em vez disso, direciona-os para visualizações fora do site. 
  • Publicar o mesmo conteúdo repetidamente em um ou mais canais.
  • Carregar conteúdo em massa que copiou de outros criadores.
  • Tentar fazer com que os visitantes instalem software malicioso ou direcioná-los para sites que podem comprometer a respetiva privacidade.
  • Conteúdo que é gerado automaticamente por computador para o publicar rapidamente e sem considerar a qualidade ou a experiência do visitante.
  • Prometer dinheiro, produtos, software ou benefícios em videojogos gratuitamente se os visitantes instalarem software, transferirem uma aplicação ou realizarem outras tarefas.
  • Publicar conteúdo afiliado em massa em contas dedicadas.

Metadados ou miniaturas enganadoras 

O YouTube não permite os seguintes tipos de conteúdo. Esta lista não é exaustiva.
  • Colocar etiquetas excessivas na descrição do vídeo (utilização excessiva de etiquetas) em vez de as colocar como etiquetas após o carregamento.
  • Uma miniatura com a imagem de uma celebridade conhecida que não tem nada a ver com o conteúdo. 
  • Utilizar o título, as miniaturas, a descrição ou as etiquetas para levar os utilizadores a acreditarem que o conteúdo é algo que na verdade não é, especialmente quando existe um sério risco de danos graves concretos.

Conteúdos multimédia manipulados

O YouTube não permite os seguintes tipos de conteúdo. Esta lista não é exaustiva.
  • Legendas de vídeos traduzidas incorretamente com o objetivo de inflamar tensões geopolíticas, criando um sério risco de danos graves.
  • Vídeos manipulados tecnicamente (além de clipes retirados do contexto) que deem a entender que um representante do governo está morto.  
  • Conteúdo de vídeo manipulado tecnicamente (além de clipes retirados do contexto) para falsear eventos onde existe um sério risco de danos graves. 
  • Atribuição incorreta de um vídeo com 10 anos que mostra a adulteração de uma urna eleitoral em eleições recentes. 

Supressão de eleitores e da participação em recenseamentos

O YouTube não permite os seguintes tipos de conteúdo. Esta lista não é exaustiva.
  • Dizer aos visitantes que podem votar através de métodos incorretos, por exemplo, ao enviar o voto por mensagem de texto para um determinado número.
  • Indicar falsos requisitos de elegibilidade de eleitores, por exemplo, dizer que uma determinada eleição está aberta apenas a eleitores com mais de 50 anos.
  • Indicar aos visitantes um dia de eleições incorreto.
  • Fornecer instruções incorretas sobre como participar no recenseamento.

Elegibilidade de candidatos

O YouTube não permite os seguintes tipos de conteúdo. Esta lista não é exaustiva.
  • Afirmações de que um candidato político ou um representante do governo não é elegível para ocupar o cargo com base em informações falsas sobre a idade mínima obrigatória para ocupar o cargo no respetivo país.   
  • Afirmações de que um candidato político ou um representante do governo não é elegível para ocupar o cargo com base em informações falsas sobre os requisitos relacionados com o estado de cidadania para ocupar o cargo no respetivo país.   
  • Afirmações de que um candidato político ou um representante do governo não é elegível para ocupar o cargo com base em afirmações falsas de que faleceu, não tem idade suficiente ou não cumpre os requisitos de elegibilidade de qualquer outra forma.

Incitamento à interferência em processos democráticos

O YouTube não permite os seguintes tipos de conteúdo. Esta lista não é exaustiva.

  • Incitar os visitantes a criar longas filas de voto com o objetivo de dificultar a votação de outras pessoas.
  • Incitar os visitantes a piratear os Websites do governo para atrasar a publicação dos resultados das eleições. 

Distribuição de materiais pirateados

O YouTube não permite os seguintes tipos de conteúdo. Esta lista não é exaustiva.

  • Vídeos que incluem informações pirateadas sobre um candidato político e que são partilhadas com o objetivo de interferir numa eleição. 

Esquemas

O YouTube não permite os seguintes tipos de conteúdo. Esta lista não é exaustiva.
  • Fazer promessas exageradas, como alegações de que os visitantes podem enriquecer rapidamente ou que um tratamento milagroso pode curar doenças crónicas como o cancro.
  • Promover a oferta de presentes em dinheiro ou outros esquemas de pirâmide. 
  • Contas dedicadas a esquemas de oferta de presentes em dinheiro. 
  • Vídeos que prometem "Ganhe 50 000 $ amanhã com este plano!" 

Spam de incentivo

O YouTube não permite os seguintes tipos de conteúdo. Esta lista não é exaustiva.
  • Vídeos cujo objetivo é incentivar os visitantes a subscrever. 
  • Vídeos "subscritores em troca de subscritores".
  • Vídeos que oferecem "gostos" para venda. 
  • Um vídeo que oferece dar o canal ao subscritor número 100 000 sem qualquer outro conteúdo. 

Spam de comentários 

O YouTube não permite os seguintes tipos de conteúdo. Esta lista não é exaustiva.
  • Comentários sobre inquéritos ou ofertas que promovem esquemas de pirâmide.
  • Links de afiliação de pagamento por clique em comentários.
  • Comentários que declaram falsamente oferecer conteúdo de vídeo completo. Isto inclui conteúdo como filmes, programas de TV ou concertos.
  • Publicação de links para sites maliciosos ou de phishing nos comentários: "Não vão acreditar no dinheiro que fiz com este site! – [xyz phishing site].com".
  • Comentários com links para lojas de produtos contrafeitos. 
  • Mensagens como "pessoal, visitem o meu canal/vídeo aqui!" quando o canal/vídeo não tem nada a ver com o vídeo onde a mensagem foi publicada. 
  • Publicar o mesmo comentário repetidamente com um link para o seu canal. 

Abuso de stream em direto

O YouTube não permite os seguintes tipos de conteúdo. Esta lista não é exaustiva.
  • Utilizar o telemóvel para fazer stream de uma série de televisão.
  • Utilizar software de terceiros para fazer stream em direto de músicas de um álbum.

Tenha em atenção que estes são apenas alguns exemplos e não publique conteúdo se achar que o mesmo pode violar esta política. 

O que acontece quando o conteúdo viola esta política

Se o conteúdo violar esta política, removemo-lo e enviamos-lhe um email com essa informação. Se esta for a primeira vez que viola as regras da comunidade, receberá um aviso sem penalizações para o seu canal. Caso contrário, emitiremos uma advertência contra o canal. Se receber 3 advertências, o seu canal é encerrado. Pode saber mais sobre o sistema de advertências aqui.

 Visite a Academia de criadores para saber mais

Gostaria de saber mais sobre esta política através de vídeos e questionários? Consulte o nosso curso da Academia de criadores.

A informação foi útil?
Como podemos melhorá-la?