Relatório "Taxas de anúncio"

Os relatórios de ganhos foram atualizados em 10 de fevereiro de 2016. Foram adicionados novos nomes de relatórios e de métricas, mas os dados mostrados são os mesmos. Saiba mais sobre as alterações nos relatórios de ganhos.
O relatório "Taxas de anúncios" está disponível apenas para Parceiros do YouTube que têm acesso aos dados de receita na própria conta.

O relatório Taxas de anúncios fornece dados sobre receita com anúncios no YouTube, reproduções monetizadas estimadas, custo por milhar (CPMs, na sigla em inglês) e impressões de anúncios dos anúncios exibidos em seu conteúdo. Use o relatório para avaliar o desempenho dos diferentes tipos de anúncio ao longo do tempo em comparação uns com os outros.

Observação: os valores no relatório "Taxas de anúncios" não correspondem aos números no relatório de receita. O relatório "Taxas de anúncios" mostra números brutos (o valor pago pelos anunciantes para exibir os anúncios). O relatório "Receita" mostra a receita líquida (o valor que será pago), que inclui a participação nos lucros e a propriedade fracionária.

Consultar seu relatório "Taxas de anúncios"

Versão clássica do Estúdio de Criação

Acesse diretamente o relatório de taxas de anúncios ou siga as etapas abaixo.
  1. Faça login no YouTube.
  2. No canto superior direito, selecione sua conta > Estúdio de Criação.
  3. No menu à esquerda, clique em Analytics > Taxas de anúncios.

YouTube Studio Beta

  1. Faça login no YouTube Studio Beta. Se você não testou a versão Beta, saiba mais
  2. Clique em Analytics no menu à esquerda.
  3. Clique na guia Geração de receita.
  4. Clique no cartão Tipos de anúncio para mais informações.
Saiba mais sobre o YouTube Studio beta, o novo espaço para tudo o que é importante para os criadores de conteúdo.

 

Observação: talvez você veja métricas diferentes no YouTube Analytics de acordo com a plataforma que acessar, como a versão clássica para computador, o YouTube Studio para computador ou o app do YouTube Studio. Isso acontece porque as métricas atualizadas ficam disponíveis mais rapidamente no Analytics do YouTube Studio (para computador e app) do que na versão clássica do Estúdio de Criação.

Como usar o relatório "Taxas de anúncios"

Nota: desde julho de 2015, somente métricas baseadas em impressões são compatíveis com divisão por tipo de anúncio. Se você já selecionou Reproduções monetizadas estimadas ou CPM baseado em reprodução e a dimensão do Tipo de anúncio, N/D será exibido na tabela.

Há diferentes maneiras de interpretar o relatório "Taxas de anúncios", já que uma única reprodução de vídeo pode ter várias impressões de anúncio (por exemplo, um anúncio precedente e um anúncio de sobreposição). Consulte as métricas com base em impressão e em reprodução.

Informações do relatório "Taxas de anúncios"

  • Tipo de anúncio: o formato do anúncio e a plataforma de compra dele. Este detalhamento está disponível somente para as métricas de receita com anúncios no YouTube e baseadas em impressão.
  • Receita com anúncios no YouTube: receita estimada com anúncios do YouTube de todas as origens de publicidade vendida pelo Google para o período e a região selecionados. A receita com anúncios no YouTube está sujeita a ajuste no final do mês e não inclui publicidade veiculada pelo parceiro. A receita com anúncios no YouTube não deve ser confundida com os ganhos ou receita líquida, que inclui seus contratos de participação nos lucros e cota de propriedade.
  • CPM (custo por milhar) com base em reprodução: receita bruta média estimada por mil reproduções em que mais de um anúncio é veiculado. Suporta somente detalhamento por local e data.
  • Reproduções monetizadas estimadas: uma reprodução monetizada ocorre quando um espectador visualiza seu vídeo (ou seja, uma visualização) e pelo menos uma impressão de anúncio é exibida, ou quando o espectador para de assistir o vídeo durante o anúncio precedente sem nunca chegar ao vídeo (ou seja, um abandono). Suporta somente detalhamento por local e data.
  • Impressões de anúncio: uma impressão é registrada toda vez que um anúncio é exibido a um espectador. Pode ser somente um ou vários anúncios por reprodução. Por exemplo, um vídeo pode mostrar um anúncio precedente pulável e um anúncio gráfico durante a mesma reprodução, resultando em duas impressões.
  • CPM (custo por milhar): custo efetivo por mil ou a receita média bruta estimada por mil impressões de anúncio veiculadas, independentemente do número de reproduções de vídeo em que foram exibidas.

Tipos de anúncios no relatório

Os anunciantes têm duas maneiras de veicular publicidade no YouTube:

  • exibir campanhas que recebem lances e têm o preço definido no leilão de anúncios;
  • reservar um posicionamento no site por meio do representante de vendas do YouTube ou do DoubleClick MediaVisor. Isso é chamado de Aquisição de mídia reservada.

Use o relatório "Taxas de anúncio" para consultar informações sobre os seguintes tipos de anúncios:

  • Os anúncios da Rede de Display (leilão) incluem anúncios gráficos, de imagem ou rich media que aparecem como sobreposição na parte inferior do vídeo (na proporção de 300 x 250), um bloco de vídeo na lista de vídeos recomendados, um cartão patrocinado ou uma combinação. Eles são vendidos aos anunciantes por meio do leilão de anúncios.
  • Os anúncios da Rede de Display (reservados), também chamados de anúncios de banner, têm proporção de 300 x 250 e aparecem à direita do vídeo principal.
  • Anúncios em vídeo não puláveis (leilão) são anúncios em vídeo in-stream que podem ser veiculados antes, durante ou depois do conteúdo principal. Essas campanhas não puláveis são vendidas aos anunciantes por meio do leilão de anúncios.
  • Anúncios bumper (leilão) são anúncios in-stream de seis segundos que podem ser exibidos antes do vídeo principal. Essas campanhas não puláveis são vendidas aos anunciantes por meio do leilão de anúncios.
  • Anúncios em vídeo não puláveis (reservados) são anúncios em vídeo in-stream que podem ser veiculados antes, durante ou depois do conteúdo principal. Esses anúncios reservados não puláveis são vendidos aos anunciantes como Aquisições de mídia reservadas.
  • Anúncios em vídeo puláveis (leilão) são anúncios in-stream inseridos antes ou durante o vídeo principal. Os espectadores podem pular esses anúncios em vídeo depois de cinco segundos. Eles são vendidos aos anunciantes por meio do leilão de anúncios.
  • Anúncios em vídeo puláveis (reservados) são anúncios in-stream inseridos antes ou durante o vídeo principal. Os espectadores podem optar por pular esses anúncios em vídeo depois de cinco segundos. Eles são vendidos aos anunciantes como Aquisições de mídia reservadas.
Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?