Relatório de Taxas de anúncios

A 10 de fevereiro de 2016, atualizámos os relatórios de ganhos com novos nomes para os relatórios e as métricas. Os dados apresentados são os mesmos. Saiba mais acerca das alterações aos relatórios de ganhos.
O relatório de Taxas de anúncios está disponível apenas para parceiros do YouTube com acesso a dados de receitas na respetiva conta.

O relatório de Taxas de anúncios inclui dados acerca das receitas de anúncios do YouTube, das reproduções rentabilizadas estimadas, do custo por mil (CPMs) e das impressões de anúncios relativas aos anúncios apresentados no seu conteúdo. Utilize o relatório para avaliar a relação do desempenho dos diferentes tipos de anúncio ao longo do tempo.

Nota: os valores do relatório de Taxas de anúncios não correspondem aos números no relatório de receita. O relatório de Taxas de anúncios apresenta valores brutos (o montante que os anunciantes pagam para apresentar os anúncios). O relatório de Receitas apresenta receitas líquidas (o montante que lhe é pago), que influenciam a partilha de receitas e a propriedade fracionada.

Ver o relatório de Taxas de anúncios

Versão clássica do Creator Studio

Pode aceder diretamente ao relatório de Taxas de anúncios ou seguir os passos abaixo.
  1. Inicie sessão no YouTube.
  2. No canto superior direito, selecione a sua conta > Creator Studio.
  3. No menu do lado esquerdo, clique em Analytics > Taxas de anúncios.

Versão beta do YouTube Studio

  1. Inicie sessão na versão beta do YouTube Studio. Se ainda não experimentou a versão beta, saiba mais
  2. Clique em Analytics no menu do lado esquerdo.
  3. Clique no separador Ganhar receita.
  4. Clique no cartão Tipos de anúncio para obter mais informações.
Saiba mais sobre o YouTube Studio, o novo local para tudo o que interessa aos criadores.

 

Nota: pode ver métricas diferentes no YouTube Analytics consoante a plataforma: o Creator Studio clássico num computador, o YouTube Studio num computador ou a aplicação YouTube Studio. As métricas atualizadas estão disponíveis mais rapidamente no Analytics no YouTube Studio (tanto em computador como na aplicação) do que no Creator Studio clássico.

Como utilizar o relatório de Taxas de anúncios

Nota: desde julho de 2015, apenas as métricas baseadas em impressões suportam a discriminação por Tipo de anúncio. Se selecionou a Estimativa de reproduções rentabilizadas ou o CPM baseado em reproduções e a dimensão Tipo de anúncio, a tabela apresenta o valor N/A.

Existem várias formas de analisar o relatório de Taxas de anúncios, uma vez que a reprodução de um vídeo pode ter várias impressões de anúncios (por exemplo, um anúncio de inserção inicial e um anúncio de sobreposição). Pode analisar as métricas com base em impressões ou em reproduções.

O que pode ver no relatório de Taxas de anúncios

  • Tipo de anúncio: formato do anúncio e a respetiva plataforma de compra. Esta vista discriminada só está disponível para métricas de receitas de anúncios do YouTube e com base em impressões.
  • Receitas de anúncios do YouTube: a estimativa das receitas de anúncios do YouTube de todas as origens de publicidade vendida pela Google para o intervalo de datas e a região selecionados. As receitas de anúncios do YouTube estão sujeitas a ajustes no final do mês e não incluem publicidade apresentada por parceiros. As receitas de anúncios do YouTube não devem ser confundidas com ganhos nem com as receitas líquidas, que influenciam os seus contratos de partilha de propriedade e de partilha de receitas.
  • CPM baseado em reproduções (custo por mil): a estimativa de receita bruta média por cada mil reproduções em que são apresentados um ou mais anúncios. Suporta apenas o nível de detalhe por localização geográfica e por data.
  • Reproduções rentabilizadas estimadas: uma reprodução rentabilizada acontece quando um visitante vê o seu vídeo (isto é, uma visualização) e é apresentada, pelo menos, uma impressão do anúncio ou quando o visitante interrompe a visualização durante o anúncio de inserção inicial sem chegar a ver o seu vídeo (isto é, um abandono). Suporta apenas o nível de detalhe por localização geográfica e por data.
  • Impressões de anúncios: é registada uma impressão sempre que um anúncio é apresentado a um visitante. Cada reprodução pode incluir um ou mais anúncios. Por exemplo, um vídeo pode apresentar um anúncio de inserção inicial ignorável e um anúncio de visualização durante a mesma reprodução, o que resulta em duas impressões.
  • CPM (custo por mil): o custo efetivo por mil ou uma estimativa da receita bruta média por cada mil impressões de anúncios apresentadas, independentemente do número de reproduções de vídeo em que são apresentadas.

Tipos de anúncio no relatório

Os anunciantes podem colocar anúncios no YouTube de duas formas:

  • Apresentar anúncios no YouTube que são lançados e pagos através do leilão de anúncios.
  • Reservar um posicionamento no Website através de um representante de vendas do YouTube ou do DoubleClick MediaVisor. A isto chama-se Aquisição de meios de comunicação reservados.

No relatório de Taxas de anúncios, pode ver informações acerca dos seguintes tipos de anúncio:

  • Os Anúncios de visualização (leilão) incluem meios interativos, imagens ou anúncios de visualização sobrepostos na parte inferior do vídeo no formato 300 x 250 ou como bloco de vídeo na lista de vídeos recomendados como cartão patrocinado ou em formato combinado. Estes anúncios são vendidos aos anunciantes através de um leilão de anúncios.
  • Os Anúncios de visualização (reservados), também conhecidos por anúncios de faixa, são anúncios de faixa com uma resolução de 300 x 250 apresentados à direita do vídeo principal.
  • Os Anúncios de vídeo não ignoráveis (leilão) são anúncios de vídeo in-stream apresentados antes, durante ou após o vídeo. Estes anúncios não ignoráveis são vendidos aos anunciantes através de um leilão de anúncios.
  • Anúncios breves (Leilão) são anúncios in-stream de seis segundos apresentados antes do vídeo principal. Estes anúncios não ignoráveis são vendidos aos anunciantes através de um leilão de anúncios.
  • Anúncios de vídeo não ignoráveis (reservados) são anúncios de vídeo in-stream apresentados antes, durante ou após o vídeo. Os anúncios reservados não ignoráveis são vendidos aos anunciantes através de Aquisição de meios de comunicação reservados.
  • Anúncios de vídeo ignoráveis (leilão) são anúncios em sequência com inserção antes ou durante o vídeo principal. Os visitantes podem ignorar estes anúncios após alguns segundos. Estes anúncios são vendidos aos anunciantes através de um leilão de anúncios.
  • Anúncios de vídeo ignoráveis (reservados) são anúncios in-stream com inserção antes ou durante o vídeo principal. Os visitantes podem ignorar estes anúncios após alguns segundos. Estes anúncios de vídeo ignoráveis são vendidos aos anunciantes através de Aquisição de meios de comunicação reservados.
A informação foi útil?
Como podemos melhorá-la?