Receba respostas para suas perguntas rapidamente twittando ao @TeamYouTube em português. Estamos aqui para ajudar e trazer a você as últimas notícias e atualizações!

Política de desinformação sobre saúde

O YouTube não permite conteúdo que apresente sérios riscos de danos ao divulgar desinformação sobre saúde que contradiz as orientações das autoridades locais de saúde ou da Organização Mundial da Saúde (OMS) ou sobre substâncias e condições específicas de saúde. Essa política inclui as seguintes categorias:

  • Desinformação sobre prevenção 
  • Desinformação sobre tratamentos 
  • Desinformação sobre negação

Observação: as políticas de desinformação sobre saúde do YouTube estão sujeitas a alterações em resposta a mudanças nas orientações das autoridades de saúde ou da OMS. Pode haver um atraso entre as novas orientações de autoridades/da OMS e a atualização das políticas, e nossas políticas podem não abranger todas as orientações das autoridades/da OMS relacionadas a substâncias e condições de saúde específicas.

O que esta política significa para você

Não publique no YouTube conteúdo que se encaixe em alguma das descrições abaixo.

Desinformação sobre prevenção: não permitimos conteúdo que promova informações que contradizem as orientações das autoridades de saúde sobre a prevenção ou transmissão de condições de saúde específicas ou sobre a segurança, a eficácia ou os ingredientes de vacinas aprovadas e administradas atualmente.

Desinformação sobre tratamentos: não permitimos conteúdo que promova informações que contradizem as orientações das autoridade de saúde sobre tratamentos de condições específicas de saúde, incluindo a promoção de substâncias ou práticas nocivas específicas que não tenham sido aprovadas por autoridades locais de saúde ou pela Organização Mundial da Saúde como seguras ou eficazes, ou que comprovadamente podem causar danos graves.

Desinformação sobre negação: não permitimos conteúdo que negue a existência de condições de saúde específicas.

Essas políticas se aplicam a vídeos, descrições, comentários, transmissões ao vivo e qualquer outro produto ou recurso do YouTube. Essa não é uma lista completa. Essas políticas também se aplicam a links externos no seu conteúdo. Isso pode incluir URLs clicáveis, direcionamento verbal dos usuários para outros sites no vídeo, entre outros.

Exemplos

Confira alguns exemplos de conteúdo não permitido no YouTube. Esta não é uma lista completa e podem existir outros casos.

Desinformação sobre prevenção

Substâncias e práticas prejudiciais como métodos de prevenção
  • Promoção das seguintes substâncias e tratamentos que apresentam risco inerente de lesões corporais graves ou morte:
    • Solução Mineral Milagrosa (MMS, na sigla em inglês)
    • Cansema
    • Terebintina
    • B17/Amigdalina/sementes de pêssego ou damasco
    • Peróxido de hidrogênio de alta qualidade
    • Terapia de quelação para o tratamento do autismo
    • Prata coloidal
    • Gasolina, diesel e querosene
  • Conteúdo que promove o uso de Ivermectina ou Hidroxicloroquina para prevenção da COVID-19.
Desinformação sobre prevenção garantida
  • Alegações de que há um método de prevenção garantido para a COVID-19. 
  • Afirmações de que determinados remédios ou vacinas são uma cura garantida para a COVID-19.
Desinformação sobre vacinas
  • Afirmações que contradizem as orientações das autoridades de saúde e da Organização Mundial da Saúde sobre a segurança, a eficácia e os ingredientes de vacinas aprovadas e aplicadas atualmente 
    • Segurança das vacinas: conteúdo com alegações de que as vacinas causam efeitos colaterais crônicos, como câncer ou paralisia, além das reações adversas raras que são reconhecidas pelas autoridades de saúde
      • Exemplos:
        • Afirmações de que a vacina combinada contra sarampo, caxumba e rubéola causa autismo.
        • Afirmações de que qualquer vacina provoca a contaminação por COVID-19.
        • Declarações de que as vacinas fazem parte de um plano para acabar com parte da população.
        • Afirmações de que a vacina para gripe causa efeitos colaterais crônicos, como infertilidade, ou provoca a contaminação por COVID-19.
        • Declarações de que a vacina contra o HPV causa efeitos colaterais crônicos, como paralisia.
        • Afirmações de que vacinas aprovadas contra a COVID-19 causam morte, infertilidade, abortos, autismo ou a contaminação por outras doenças infecciosas.
        • Afirmações de que conseguir a imunidade de rebanho pela infecção natural é mais seguro do que vacinar a população.
        • Conteúdo que promove o uso de vacinas não aprovadas ou caseiras contra a COVID-19.
    • Eficácia das vacinas: conteúdo com alegações de que as vacinas não reduzem a transmissão ou a contaminação por doenças.
      • Exemplos:
        • Afirmações de que vacinas não reduzem o risco de contaminação por doenças.
        • Afirmações de que as vacinas não reduzem a gravidade da doença, incluindo hospitalização ou morte.
        • Afirmações de que qualquer vacina é um método de prevenção garantido contra a COVID-19.
    • Componentes das vacinas: conteúdo com declarações falsas sobre os ingredientes contidos nas vacinas.
      • Exemplos:
        • Declarações de que as vacinas contêm substâncias que não estão na lista oficial de componentes, como material biológico retirado de fetos (por exemplo, tecido ou cultura de células fetais) ou produtos derivados de animais.
        • Afirmações de que as vacinas contêm substâncias ou dispositivos para rastrear ou identificar as pessoas que as tomaram.
        • Declarações de que as vacinas mudam a constituição genética da pessoa.
        • Afirmações de que as vacinas darão um efeito magnético às pessoas vacinadas.

Outros recursos

Mais informações sobre as vacinas, incluindo a segurança e a eficácia delas, podem ser encontradas abaixo.

Informações sobre as vacinas divulgadas pelas autoridades de saúde:

Outras informações sobre vacinas:

Informações sobre transmissão

  • Conteúdo que promova informações sobre transmissão que contradizem as autoridades locais de saúde ou a Organização Mundial da Saúde.
    • Conteúdo com afirmações de que a COVID-19 não é causada por uma infecção viral.
    • Afirmações de que a COVID-19 é causada pela radiação das redes 5G.
    • Conteúdo com declarações de que a COVID-19 não é contagiosa.
    • Conteúdo com declarações de que a COVID-19 não é transmitida em determinados climas ou localidades.
    • Conteúdo com declarações de que algum grupo ou indivíduo tem imunidade ao vírus ou que não pode transmiti-lo.

Desinformação sobre tratamentos: 

Substâncias e práticas prejudiciais como métodos de tratamento

  • Promoção das seguintes substâncias e tratamentos que apresentam risco inerente de lesões corporais graves ou morte.
    • Solução Mineral Milagrosa (MMS, na sigla em inglês)
    • Cansema
    • Terebintina
    • B17/Amigdalina/sementes de pêssego ou damasco
    • Peróxido de hidrogênio de alta qualidade
    • Terapia de quelação para o tratamento do autismo
    • Prata coloidal
    • Gasolina, diesel e querosene
  • Conteúdo que recomenda o uso de métodos específicos para o tratamento do câncer quando esses métodos não foram aprovados pelas autoridades de saúde locais ou pela Organização Mundial da Saúde como seguros ou eficazes ou conteúdo que recomenda métodos confirmadamente nocivos ou ineficazes para o tratamento do câncer.
    • Exemplos:
      • Conteúdo que promove o uso dos seguintes métodos para o tratamento do câncer, sem testes clínicos:
        • Cloreto de césio (sal de césio)
        • Terapia Hoxsey
        • Enema de café
        • Terapia Gerson
      • Conteúdo com afirmações de que os métodos a seguir são seguros ou eficazes para o tratamento do câncer, sem testes clínicos:
        • Terapia antineoplastônica
        • Quercetina (injeção intravenosa)
        • Metadona
        • Terapia de quelação de venda livre
  • Conteúdo que promove o uso de Ivermectina ou Hidroxicloroquina para o tratamento da COVID-19.
Desinformação sobre tratamentos garantidos
  • Conteúdo que afirma que há uma cura garantida para o câncer ignorando os tratamentos aprovados.
  • Conteúdo que afirma haver uma cura garantida para a COVID-19.
Métodos alternativos prejudiciais e desencorajamento de tratamento profissional
  • Conteúdo que afirma que os tratamentos aprovados para o câncer nunca são eficazes.
    • Exemplos:
      • Conteúdo que afirma que tratamentos aprovados para o câncer, como quimioterapia ou radioterapia, nunca são eficazes.
      • Conteúdo que desencoraja as pessoas a buscar tratamentos aprovados para o câncer
  • Afirmações de que tratamentos alternativos são mais seguros ou mais eficazes do que os tratamentos aprovados para o câncer.
    • Conteúdo com afirmações de que sucos têm melhores resultados do que a quimioterapia no tratamento do câncer.
  • Conteúdo que recomenda tratamentos alternativos para o câncer em vez dos tratamentos aprovados.
    • Conteúdo que promove o uso de dieta e exercícios em vez de buscar um tratamento aprovado para o câncer.
  • Comentários que desencorajam as pessoas a consultar um médico ou procurar atendimento médico se contraírem a COVID-19.
  • Conteúdo que incentiva o uso de medicamentos caseiros, orações ou rituais em vez do tratamento médico para a COVID-19, como consultar um médico ou ir ao hospital.
  • Conteúdo que contradiz as orientações das autoridades locais de saúde ou da Organização Mundial da Saúde sobre a segurança do aborto químico e cirúrgico:
    • Afirmações de que o aborto causa câncer de mama.
    • Afirmações de que o aborto geralmente resulta em ou apresenta alto risco de infertilidade ou abortos futuros.
  • Promoção de métodos alternativos de aborto em vez de métodos químicos ou cirúrgicos considerados seguros pelas autoridades de saúde.
  • Promoção de fórmulas alternativas para bebês em vez de leite materno ou fórmula comercial.

Desinformação sobre negação  

  • Conteúdo que nega a existência da COVID-19 ou que pessoas morreram em decorrência da doença.
    • Exemplos:
      • Negação da existência da COVID-19
      • Afirmações de que as pessoas não morreram ou ficaram doentes por causa da COVID-19
      • Afirmações de que as pessoas não morreram ou ficaram doentes em países onde mortes e casos foram confirmados por autoridades locais de saúde ou pela OMS

Conteúdo educativo, documental, científico ou artístico

O conteúdo que viola as políticas de desinformação apresentadas nesta página pode ser mostrado caso o vídeo, áudio, título ou descrição inclua mais contexto. Mas isso não significa que é permitido promover a desinformação. As informações de contexto podem incluir opiniões contrárias de autoridades locais de saúde ou especialistas dessa área. Também podemos abrir algumas exceções caso o objetivo do vídeo seja condenar, combater ou satirizar conteúdo desinformativo que viola nossas políticas. Também podemos abrir exceções para conteúdo que discute os resultados de um estudo médico específico ou com a exibição de um fórum público aberto, como um protesto ou audiência pública, desde que o conteúdo não tenha como objetivo promover desinformação que viole nossas políticas.

O YouTube também acredita que as pessoas precisam ser capazes de compartilhar as próprias experiências, incluindo as com vacinas. Isso significa que podemos abrir exceções para conteúdo em que os criadores de conteúdo descrevem experiências pessoais ou de membros da família. Ao mesmo tempo, reconhecemos que há uma diferença entre compartilhar experiências pessoais e promover desinformação. Para resolver esse problema, ainda vamos remover vídeos ou canais que incluírem outras violações da política ou que promovam continuamente desinformação sobre saúde.

O que acontece se o vídeo violar a política?

Nesse caso, o conteúdo é removido e você recebe uma notificação no seu e-mail. Se não for possível confirmar a segurança de um link, ele também será removido.

Se essa for sua primeira violação das nossas diretrizes da comunidade, seu canal vai receber apenas um alerta sem penalidades. Caso contrário, emitiremos um aviso. Se você receber três avisos no período de 90 dias, seu canal será encerrado. Saiba mais sobre esse sistema.

Poderemos encerrar seu canal ou conta por violações recorrentes das diretrizes da comunidade ou dos Termos de Serviço, bem como por um caso único de abuso grave, ou se o canal for dedicado a uma violação da política. Saiba mais sobre encerramentos de canal ou conta neste link

Isso foi útil?

Como podemos melhorá-lo?
Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal
10161569115110572908
true
Pesquisar na Central de Ajuda
true
true
true
true
true
59