Elegibilidade para Content ID

A elegibilidade para o Content ID baseia-se em vários critérios. Isto inclui se o conteúdo do proprietário dos direitos de autor pode ou não ser reivindicado através do Content ID e a respetiva necessidade demonstrada. Os proprietários dos direitos de autor deverão poder fornecer provas do conteúdo com direitos de autor do qual controlam os direitos exclusivos.

O Content ID faz a correspondência entre um conteúdo de referência de um utilizador e todos os carregamentos para o YouTube. Os proprietários dos direitos de autor precisam de ter os direitos exclusivos para o material avaliado. Exemplos comuns de itens que podem não ser exclusivos de indivíduos incluem:

  • programas de integração (online), os melhores, compilações e remisturas de outros trabalhos
  • vídeos de jogabilidade, imagens de software, trailers
  • música e vídeos não licenciados
  • música e vídeos licenciados, mas sem exclusividade
  • gravações de atuações (incluindo concertos, eventos, discursos, espetáculos)

Se forem aprovados para utilizar o Content ID, os proprietários dos direitos de autor terão de concluir um contrato que declara explicitamente que só poderá ser utilizado como referência conteúdo com direitos exclusivos. Adicionalmente, os proprietários dos direitos de autor aceites terão de fornecer as localizações geográficas de propriedade exclusiva caso esta não seja mundial.

Além do Content ID, disponibilizamos outras ferramentas de gestão de direitos de autor que se podem adaptar melhor às necessidades do proprietário dos direitos de autor. Estas outras ferramentas incluem o formulário Web de acusação por violação de direitos de autor, o Programa de verificação de conteúdo (PVC) e a Copyright Match Tool. Pode consultar mais informações sobre estas opções aqui.

A informação foi útil?
Como podemos melhorá-la?