IPv6

O que é o IPv6?

A versão 6 do Protocolo de Internet (IPv6) é uma norma de rede avançada que permite que os dispositivos utilizem um número muito maior de endereços IP exclusivos do que na norma mais antiga (IPv4). Com milhares de milhões de dispositivos já presentes na Internet e a continuarem a aumentar com grande rapidez, a norma IPv4 mais antiga não tem a capacidade de proporcionar endereços suficientes a novos dispositivos.

Vantagens adicionais do IPv6

  • Encaminhamento de pacotes mais eficiente, graças a um esquema de atribuição de prefixos que permite que o fluxo de dados seja mais eficiente através de routers na internet
  • Regras de âmbito de endereços mais flexíveis, concebidas para suportar uma gama de cenários de utilização mais ampla para todos os tipos de rede
  • Processamento da pilha de software de rede simplificado, graças à eliminação da fragmentação de routers e à separação de informações opcionais em cabeçalhos secundários 
  • Suporte integrado para mecanismos de segurança avançados, como o IPSEC
  • A comunicação direta ponto a ponto é agora possível em qualquer parte do mundo, devido à eliminação da necessidade de tradução de endereços de rede (NAT)
  • Melhor escalabilidade de gestão da rede em comparação com os protocolos com estado (como o DHCP para IPv4), devido à configuração de endereços gerada pelo cliente 
  • Muitas das principais operações de conetividade no IPv6 utilizam a comunicação multicast, o que significa que os clientes podem ser registados para que sejam ativados apenas quando recebem determinados tipos de comunicações. Isto proporciona uma maior poupança de energia, sem a utilização de mecanismos de plataforma específicos, como o Wake-on-LAN

Como o IPv6 funciona com o Google Wifi

O Google Wifi utiliza uma implementação de pilha dupla, o que significa que o tráfego de IPv4 e de IPv6 pode coexistir na mesma rede (com e sem fios). O Google Wifi não suporta os protocolos transicionais de IPv6, como o 6to4 ou o 6rd. Além disso, não suporta o IPv4 em IPv6 ou IPv6+.

Para que o IPv6 funcione, todas as entidades seguintes têm de o suportar:

  • O seu ISP (também tem de suportar IPv4; não suportamos apenas ligações IPv6)
  • Os seus dispositivos cliente 
  • O sistema operativo e as aplicações instalados nos seus dispositivos cliente

Quando o IPv6 é ativado no Google Wifi, utiliza o protocolo DHCPv6 na respetiva porta WAN para solicitar um endereço ao seu ISP. Se o ISP suportar o protocolo DHCPv6 e tiver aprovisionado endereços para routers, o router obtém o seu próprio endereço IPv6. 

Se o ISP não tiver aprovisionado endereços para os routers, o router irá obter o respetivo endereço através de um procedimento denominado Configuração automática de endereços sem monitorização de estado (SLAAC ou "slack"). O router também solicita um prefixo IPv6 ao ISP, que é utilizado para enviar anúncios de encaminhamento de IPv6 para os clientes na LAN, permitindo-lhes derivar os respetivos endereços.
 
Se o ISP fornecer um prefixo utilizável, o Google Wifi começa a enviar anúncios de encaminhamento de IPv6 para os clientes na LAN para permitir que escolham e validem os seus próprios endereços IPv6 através do procedimento SLAAC (ou "slack").

Ativar o IPv6

Android

1. Abra a aplicação Google Wifi.

2. Toque no separador e, em seguida, em Rede e geral.

3. Na secção "Rede", toque em Redes avançadas.

4. Toque em IPv6.

5. Mude o botão ativar/desativar para a posição de ativado.

iOS

1. Abra a aplicação Google Wifi.

2. Toque no separador e, em seguida, em Rede e geral.

3. Na secção "Rede", toque em Redes avançadas.

4. Toque em IPv6.

5. Mude o botão ativar/desativar para a posição de ativado e toque em Guardar.

Prefixo IPv6

O prefixo IPv6 é o equivalente a um endereço WAN no IPv4. É facultado pelo seu fornecedor de serviços de Internet (ISP). Os routers e os clientes utilizam o prefixo para atribuir o restante endereço e gerar o endereço IPv6 de 128 bits completo. O prefixo é apenas associado ao ponto Google Wifi principal numa rede de malha.  Os pontos Wifi não principais utilizam o SLAAC para criar os seus próprios endereços.

Para encontrar o prefixo IPv6 de um ponto Google Wifi principal:

  1. Abra a aplicação Google Wifi.
  2. Selecione o separador  e toque em Dispositivos.
  3. Selecione o dispositivo pretendido e, em seguida, toque no separador Detalhes.


Endereços IP IPv6

Pode ver os endereços IPv6 de um dispositivo na página de detalhes do mesmo. (Pode demorar até 1 minuto para os endereços serem apresentados). Tenha em atenção que cada dispositivo pode ter vários endereços IPv6 apresentados na aplicação Google Wifi.

Para encontrar os endereços IP IPv6 de um dispositivo:

  1. Abra a aplicação Google Wifi.
  2. Selecione o separador  e toque em Dispositivos.
  3. Selecione o dispositivo pretendido e, em seguida, toque no separador Detalhes.

Servidor DNS de IPv6 personalizado

Pode definir um servidor DNS de IPv6 personalizado na aplicação Google Wifi.

Comportamento da funcionalidade Google Wifi com o IPv6 

Testes de disponibilidade de IPv6

Para garantir uma boa ligação IPv6, o Google Wifi executa periodicamente testes de conetividade em segundo plano.  Estes testes validam o funcionamento das ligações IPv6, dos pontos Google Wifi para a rede de infraestrutura Google. Os resultados destes testes periódicos poderão variar e, consoante a robustez da rede IPv6 do seu ISP, a ligação IPv6 poderá ser desativada. Os testes são executados automaticamente e tentarão restaurar o serviço IPv6.

Abertura de porta/encaminhamento de porta IPv6

O encaminhamento de porta é utilizado com a NAT em redes IPv4. As redes IPv6 não utilizam a NAT para o encaminhamento de porta. As reservas de IP de DHCP (ou reservas de IP estático) não são utilizadas com endereços IPv6 e não são necessárias para ligações IPv4. Saiba como configurar o encaminhamento de porta/a abertura de porta.

IPv6 na rede de convidado

O Google Wifi suporta IPv6 em todas as ligações LAN, incluindo LAN com fios e WLAN privada. O Google Wifi suporta também redes de convidados para IPv6, embora o seu ISP tenha de fornecer um prefixo de rede inferior a 64 bits para permitir um endereçamento de sub-rede correto.  Se o prefixo do ISP for de 64 bits, o IPv6 não estará disponível na rede de convidado.

A informação foi útil?
Como podemos melhorá-la?