Criar seu Sitemap

Sitemaps de vídeo

Os Sitemaps de vídeo são uma excelente forma de garantir que o Google tenha conhecimento de todo o conteúdo de vídeo presente em seu site, principalmente conteúdo que não poderíamos descobrir de outro modo pelos nossos mecanismos comuns de rastreamento. Facilitar a capacidade de localização de seu conteúdo de vídeo pode melhorar a visibilidade de seu site nos resultados da Pesquisa do Google Vídeo.

Quando você envia um Sitemap que contém informações de vídeo para o Google, os URLs de vídeo incluídos poderão ser pesquisados no Google Vídeo. Os resultados da pesquisa contêm uma imagem em miniatura (fornecida por você ou gerada automaticamente pelo Google) de seu conteúdo de vídeo, bem como informações (como o título) contidas em seu Sitemap. Não é possível garantir quando/se seus vídeos serão adicionados ao índice, pois o Google se baseia em algoritmos complexos para esse processo.

É possível criar um Sitemap separado que liste seu conteúdo em vídeo ou adicionar informações sobre seu conteúdo em vídeo a um Sitemap existente, o que for mais conveniente para você. A extensão de vídeo do Google do Protocolo do Sitemap permite que você forneça informações descritivas ao Google (como a descrição, o título, a duração de um vídeo etc.), tornando mais fácil para os usuários encontrarem uma parte específica de um conteúdo.

Em vez disso, o Google pode usar o texto disponível na página da Web de seu vídeo no lugar do texto que você fornecer no Sitemap.

Adicionar informações de vídeo a um Sitemap

É possível criar um Sitemap com base no Protocolo do Sitemap ou usar um feed mRSS já existente como um Sitemap, ou ambos.

Seu Sitemap precisa incluir as seguintes informações mínimas para cada vídeo: título, descrição, URL da página de reprodução, URL da miniatura e o URL do vídeo bruto ou o URL do Flash player de um vídeo. Sem essas cinco informações, o Google não pode mostrar seus vídeos nos nossos resultados.

Depois de criar seu Sitemap, envie-o usando as Ferramentas do Google para webmasters.

Conheça os tipos de arquivos reconhecidos

O Google pode rastrear objetos Flash SWF e os seguintes tipos de arquivos brutos de vídeo: .mpg, .mpeg, .mp4, .mov, .wmv, .asf, .avi, .ra, .ram, .rm, .flv. Todos os arquivos devem obrigatoriamente ser acessíveis via HTTP. Metarquivos que requerem o download da fonte via protocolos de streaming não são compatíveis no momento.

Este artigo foi útil para você:

Comentário registrado. Obrigado.
  • Nem um pouco útil
  • Não foi muito útil
  • Razoavelmente útil
  • Muito útil
  • Extremamente útil