Teste de compatibilidade com dispositivos móveis

Ter um site compatível com dispositivos móveis é uma parte essencial da sua presença on-line. Em vários países, o tráfego de smartphones já ultrapassou o de computadores. Se você ainda não tornou seu site compatível com dispositivos móveis, faça isso. O teste de compatibilidade com dispositivos móveis do Search Console é um jeito rápido e fácil de testar se uma página no seu site é otimizada para esses dispositivos.

Abra o teste de compatibilidade com dispositivos móveis

 

Visão geral

O teste de compatibilidade com dispositivos móveis é muito fácil de usar: basta inserir o URL completo da página da Web que você quer testar. O teste normalmente leva menos de 1 minuto para ser executado.

Os resultados do teste incluem uma captura de tela mostrando como o Google vê a página em um dispositivo móvel, além de uma lista de todos os problemas de usabilidade em dispositivos móveis encontrados. Esses problemas podem afetar a página quando ela é acessada em um dispositivo móvel, incluindo tamanhos pequenos de fonte (difíceis de ler em uma tela menor) e o uso de Flash (incompatível com a maioria dos dispositivos móveis).

Para usar essa ferramenta, não é necessário ter uma conta do Search Console nem fazer login se você tiver uma.

Realizar o teste

Use essa ferramenta como parte de um ciclo de verificação e correção de problemas de usabilidade em dispositivos móveis. Não use essa ferramenta para conferir se a página é considerada compatível com dispositivos móveis no índice do Google (veja abaixo).

Para realizar o teste, siga estas etapas:

  1. Se você está tentando corrigir problemas de usabilidade em dispositivos móveis de uma página apontada pela Pesquisa Google (ou seja, a página indexada), confirme se está testando o URL canônico. A correção de um URL não canônico vai ajudar os usuários que acessam a página por links diretos, mas não vai corrigir a versão apontada pelo Google.
  2. Digite o URL a ser testado na caixa de texto e clique em TESTAR URL.
  3. O Google vai buscar o URL solicitado como se ele fosse um dispositivo móvel. A ferramenta segue todos os redirecionamentos implementados pela página sem modificar o URL digitado. Se o site enviar dispositivos móveis para um URL diferente ou se a página for uma AMP vinculada, o teste vai buscar esse URL em vez do solicitado, mas não vai indicar que está testando outro URL ou mostrar o URL real buscado para o teste.
  4. O resultado do teste mostra o status da compatibilidade com dispositivos móveis da página. Entenda o que o status significa: as descrições estão listadas abaixo.
  5. Se você tiver problemas de disponibilidade, ou seja, o URL estiver bloqueado ou o Google não conseguir encontrar ou acessar o URL, primeiro corrija isso.
  6. Se a página tiver recursos que não podem ser carregados, como imagens ou folhas de estilo, você vai ver um aviso. Faça a correção e teste novamente, já que eles talvez sejam a causa de outros problemas na página.
  7. Se a página for considerada incompatível com dispositivos móveis, primeiro corrija todos os problemas, exceto Texto muito pequeno para leitura, e faça o teste novamente.
  8. Depois que todos os outros problemas forem resolvidos, corrija Texto muito pequeno para leitura (se presente) e confirme realizando o teste novamente. Veja a lista de possíveis problemas abaixo.
  9. Ao corrigir os problemas, pode ser útil ver uma captura de tela da página como ela é vista pelo Google. Para isso, clique em Ver a página testada. A captura de tela vai mostrar o tamanho e a resolução usados pelo Google para testar a usabilidade em dispositivos móveis. Caso você precise ver mais de uma tela, use o Chrome para simular um ambiente de teste para dispositivos móveis ou abra a página em um dispositivo móvel com um tamanho semelhante ao da captura de tela.

O teste não mostra necessariamente o status de compatibilidade com dispositivos móveis no índice do Google

A Ferramenta de teste de compatibilidade com dispositivos móveis testa apenas a versão ativa do URL informado. No entanto, quando o Google indexa uma página para usar nos resultados da pesquisa, primeiro ele decide se ela faz parte de um conjunto de páginas duplicadas. Em caso afirmativo, o Google escolhe qual página desse grupo indexar (a página escolhida é chamada de URL canônico).

Para o índice do Google, só é testada a compatibilidade com dispositivos móveis do URL canônico. As outras versões não canônicas da página não são testadas. Se houver duas versões de uma página (uma canônica com problemas de compatibilidade com dispositivos móveis e uma não canônica sem problemas desse tipo) e você testar a não canônica usando a Ferramenta de teste de compatibilidade com dispositivos móveis, não vai ver nenhum problema. No entanto, o teste do URL canônico feito pelo Google vai mostrar problemas de compatibilidade com dispositivos móveis, que vão afetar a página nos resultados da Pesquisa. Portanto, é possível que você não esteja testando o URL correto.

Para determinar se você está testando o URL canônico, faça o seguinte:

  • Use a Ferramenta de inspeção de URL para inspecionar a versão indexada, e não o teste em tempo real. Confira o valor mostrado em Cobertura > Indexação > URL canônico selecionado pelo Google: o valor "URL inspecionado" significa que a página testada é a canônica. Se outro URL for exibido, esse é o URL que vai aparecer nos resultados da pesquisa.
  • Para ver estatísticas de compatibilidade com dispositivos móveis em todo o site, use o Relatório de usabilidade em dispositivos móveis.

Resultados do teste

Sobre os resultados
Os resultados mostrados aqui correspondem aos critérios de teste usados pela Pesquisa Google. Outros testes ou ferramentas talvez mostrem problemas significativos adicionais de usabilidade em dispositivos móveis ou não informem um problema relatado pelo teste de compatibilidade. No entanto, os problemas relatados por esse teste refletem com precisão os critérios usados pela Pesquisa Google. Confira se você está testando o URL correto.
Caso a página não possa ser acessada

Se, por algum motivo, a ferramenta não puder acessar a página, será exibido um erro descrevendo o problema. O acesso pode ser restringido por problemas de conectividade de rede ou site fora do ar.

A ferramenta acessa as páginas como o Googlebot, ou seja, usa a credencial do Google em vez da sua. Isso significa que ela poderá ser bloqueada por um arquivo robots.txt.
se a página tiver recursos que não podem ser carregados

Se um teste não puder carregar todos os recursos usados por uma página, você receberá um aviso. Os recursos são elementos externos incluídos na página, como arquivos de imagens, CSS ou script. Isso pode acontecer por vários motivos:

  • O recurso não podia ser carregado em um período razoável de tempo. Nesse caso, tente realizar o teste novamente. Se isso continuar a acontecer, considere hospedar o recurso em algum outro lugar ou tente descobrir e corrigir o motivo da falta de resposta do host.
  • O recurso não existe no local listado (erro 404). Corrija o URL do recurso.
  • O recurso é inacessível para usuários que não fizeram login. O teste acessa a página como um usuário anônimo. Certifique-se de que todos os recursos são acessíveis para usuários anônimos.
  • O recurso é bloqueado para o Googlebot por um arquivo robots.txt. Se o recurso for importante (veja abaixo), se estiver em seu próprio site, recomendamos que você o desbloqueie para o Googlebot. Se ele estiver em outro site, você pode entrar em contato com o webmaster desse site e pedir que ele seja desbloqueado.

Desbloquear recursos importantes

Se um recurso bloqueado for importante, poderá ter um grande efeito sobre como o Google compreende a página. Por exemplo, uma imagem muito grande bloqueada pode fazer uma página parecer otimizada para dispositivos móveis quando, na verdade, isso não ocorre. Outro exemplo é um arquivo CSS bloqueado que pode resultar na aplicação de estilos de fonte incorretos, como fontes muito pequenas para um dispositivo. Isso afeta a pontuação de usabilidade em dispositivos móveis e a capacidade do Google de rastrear sua página. Você deve garantir que os recursos importantes não sejam bloqueados para o Googlebot pelo robots.txt e sejam acessíveis no geral.

Problemas de carregamento de página/resultados de teste duvidosos

Caso você tenha recursos que não possam ser carregados ou outros problemas de carregamento de página, talvez os resultados sejam um pouco diferentes toda vez que executar um novo teste. Isso acontece porque o conjunto carregado de recursos pode variar durante a execução de cada teste. Se a renderização da sua página mudar a cada novo teste, e nenhuma alteração tiver sido feita, verifique se você recebeu o aviso "Problemas no carregamento da página". Nesse caso, clique para ver mais informações e descobrir o que pode ter impedido a página de ser renderizada de maneira consistente e correta.

Status de compatibilidade com dispositivos móveis

Os seguintes resultados de teste são possíveis:

  • A página não é compatível com dispositivos móveis: a página não funciona bem em dispositivos móveis devido a um ou mais problemas que excedem os parâmetros de qualidade. O Google marca uma página como compatível ou não com dispositivos móveis de acordo com o número de problemas que afetam a página e a gravidade deles. Uma página pode ter até dois problemas menores (não relatados) e ainda ser considerada compatível com dispositivos móveis. Veja as descrições dos possíveis erros.
  • Não é possível rastrear o URL: o URL está bloqueado para o rastreamento do Google, ou seja, o Google não vai conseguir rastrear e indexar a página. Só é possível testar a compatibilidade da página com dispositivos móveis quando ela está disponível ao Google. Leia a seção de detalhes do rastreamento para entender o problema. Analise o valor Rastreamento permitido? na seção Detalhes > Rastreamento.
  • No significant availability issues iconA página é compatível com dispositivos móveis: a página deve funcionar bem em um dispositivo móvel. Uma página marcada como compatível com dispositivos móveis talvez ainda tenha pequenos problemas, que não vão aparecer no relatório. Mais detalhes.
  • Não há dados disponíveis: por algum motivo, não foi possível recuperar nem testar a compatibilidade com dispositivos móveis da página. Aguarde um momento e tente novamente.

Se um URL tiver mais de um nível de limite de erros, ele vai ter o status A página não é compatível com dispositivos móveis, e todos os erros vão ser exibidos. Se um URL tiver menos de um limite de erros, o status vai ser A página é compatível com dispositivos móveis, e nenhum erro vai ser exibido.

O peso e a gravidade dos diferentes tipos de erro não são definidos explicitamente. Portanto, uma página marcada como compatível com dispositivos móveis talvez tenha alguns erros não relatados e, com a adição de mais um erro, seja considerada não compatível. Não se preocupe com erros não relatados de usabilidade em dispositivos móveis em uma página.

Erros de compatibilidade com dispositivos móveis

A Ferramenta de teste de compatibilidade com dispositivos móveis pode informar os seguintes erros de usabilidade:

Lista de erros

Usa plug-ins incompatíveis

A página inclui plug-ins, como o Flash, que não são compatíveis com a maioria dos navegadores para dispositivos móveis. Recomendamos que você refaça o design da sua página usando tecnologias da Web modernas e com ampla compatibilidade, como o HTML5. Leia mais sobre as diretrizes de animação na Web.

A janela de visualização não está definida

Sua página não define uma propriedade de janela de visualização, que informa aos navegadores como ajustar a dimensão e o escalonamento da página de acordo com o tamanho da tela. Como os usuários do seu site usam uma variedade de dispositivos com tamanhos de tela diferentes (desde grandes monitores de computadores a tablets e pequenos smartphones), suas páginas devem especificar uma viewport usando a tag meta viewport. Saiba mais em Conceitos básicos de Web design responsivo.

A janela de visualização não está definida como "device-width"

Sua página define uma propriedade de janela de visualização de largura fixa, ou seja, ela não pode se ajustar a tamanhos de tela diferentes. Para corrigir esse erro, use um design responsivo para as páginas do seu site e defina a janela de visualização para que corresponda à largura do dispositivo e à escala adequada. Leia como configurar a janela de visualização corretamente.

Conteúdo maior que a tela

Este relatório indica as páginas em que é necessário rolar a tela horizontalmente para ver as palavras e imagens na página. Isso acontece quando as páginas usam valores absolutos em declarações de CSS (Cascading Style Sheets, na sigla em inglês) ou imagens criadas para ter uma aparência aprimorada em larguras de navegador específicas (980 px, por exemplo). Para corrigir esse erro, verifique se as páginas têm valores de posição e largura relacionados a elementos CSS e se as imagens podem ser dimensionadas de forma adequada. Leia mais em Dimensionar conteúdo para se ajustar à viewport.

Texto muito pequeno para leitura

Este relatório identifica as páginas em que o tamanho da fonte é pequeno demais para a leitura, exigindo que os usuários de dispositivos móveis façam gesto de pinça para aplicar zoom e, assim, conseguir ler o conteúdo. Após especificar uma viewport para suas páginas da Web, defina os tamanhos de fonte para escalar de forma adequada na viewport. Leia mais sobre práticas recomendadas relacionadas aos tamanhos de fonte em Usar tamanhos de fonte legíveis.

Os elementos clicáveis estão muito próximos

Este relatório mostra os URLs dos sites em que elementos de toque, como botões e links de navegação, ficam tão próximos um do outro que o usuário de dispositivo móvel não consegue tocar facilmente no elemento desejado sem tocar também em um elemento vizinho. Para corrigir esses erros, garanta o dimensionamento e o espaçamento correto dos botões e links de navegação para que sejam adequados aos usuários de dispositivos móveis. Leia mais em Dimensionar pontos de toque adequadamente.

Informações adicionais

Você pode ver uma captura de tela da página renderizada, além do HTML renderizado da página de teste, todos os erros de JavaScript encontrados e muito mais. Para isso, clique em Ver a página testada depois de realizar um teste, desde que a página possa ser recuperada.

Próximas etapas

O que é uma página renderizada?
Quando você visita uma página da Web, o navegador solicita o HTML dessa página, que normalmente inclui recursos vinculados, como imagens e/ou vídeos incorporados, folhas de estilo e scripts. O navegador solicita esses recursos vinculados ou incorporados e executa todos os scripts na página. Os scripts e as imagens incorporadas afetam o layout e o conteúdo da página. Por exemplo, um script talvez reestruture a página dependendo do acesso do usuário por um laptop ou dispositivo móvel. Quando o navegador terminar de carregar todos esses recursos e executar os scripts de configuração, a página estará "completamente renderizada" para o usuário. É possível que isso aconteça em tempo real no próprio dispositivo, quando imagens ou outros elementos da página aparecem e se movem enquanto a página é carregada. O Google testa a usabilidade em dispositivos móveis de uma página somente após a renderização.
Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?
true
Chegou agora ao Search Console?

Nunca usou o Search Console antes? Comece aqui. Temos informações para todos, dos novatos aos especialistas em SEO ou desenvolvedores de sites.

Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal
Pesquisar na Central de Ajuda
true
83844
false
false