Marcador de dados: produtos

Você pode usar o Marcador de dados para marcar dados sobre um produto, como sua descrição e preço. Com isso, o Google pode apresentar seus dados de um jeito novo e mais atrativo nos resultados de pequisa e em outros produtos. Cada produto do Google aplica suas próprias regras ao decidir se e como seus dados serão exibidos.

Por exemplo, o Google pode exibir rich snippets de produtos em uma página de resultados de pesquisa do Google:

imagem de um rich snippet do Google para uma página que lista um único produto

Diretrizes de marcação

As seguintes diretrizes se aplicam à marcação de produtos:

  • O tópico principal de uma página deve ser sobre um produto específico. O Google não exibe rich snippets de páginas de listagem.
  • O produto deve estar disponível para compra diretamente na página. O Google não exibe rich snippets para páginas de produtos de suporte que exigem que o usuário visite o site separado do vendedor ou entre em contato com um vendedor off-line para concluir uma compra.
  • O Google não exibe rich snippets para produtos de conteúdo adulto.
  • Se o produto foi examinado por um único revisor, o nome deste deve ser um nome válido para uma pessoa (ex. "João da Silva", ou equipe/organização, por exemplo, "Revisores da CNET". Por exemplo, "50% de desconto na liquidação de verão" não é um nome válido. Para diretrizes sobre como marcar comentários e avaliações, consulte Marcação de comentários e avaliações.
Se os rich snippets não estiverem aparecendo depois de o Google indexar seu site, veja as possíveis razões.

Tags de produtos

Você pode usar o Marcador de dados para marcar qualquer um dos dados descritos na tabela abaixo. Cada tag corresponde a uma propriedade no esquema schema.org/Product . O nome de cada tag é seguido pelo nome da propriedade do schema.org entre parênteses.  As tags obrigatórias são listadas em negrito.

Observação: os dados que você pode marcar com o Marcador de dados são um subconjunto das propriedades no esquema schema.org.

Caso seu site não tenha algum dos dados descritos abaixo, você pode adicionar os dados ausentes a partir do Marcador de dados. Se o Marcador de dados considerar que os dados marcados são pouco confiáveis, um ícone de alerta (Alert Icon) será exibido enquanto você cria um conjunto de páginas. O Marcador de dados ainda disponibilizará os dados de baixa confiança para o Google, mas é possível que outros produtos do Google não os utilizem.

Tag Descrição
Nome
(name)
O nome do produto.
Imagem
(image)
Uma imagem de produto. Você pode marcar mais de uma imagem.
Sistema de preços
(offer)
Uma oferta para vender o produto, indicada por uma das seguintes tags:
Tag Descrição
Preço O preço do produto. Você pode incluir o símbolo da moeda e pode usar um ponto decimal ('.') ou uma vírgula (',') como separador. Por exemplo,
US$ 10,00 ou € 10,00
Disponibilidade A disponibilidade do produto, tais como "fora de estoque," ou "somente na loja".
Condição A condição do item, tal como "novo", ou "usado".
ID do produto
(productID)
Um identificador do produto. É possível marcar mais de um identificador do produto. O Marcador de dados reconhece qualquer um dos seguintes tipos de identificadores:
  • asin
  • ean
  • isbn
  • jan
  • mpn
  • sku
  • upc
Classificação média (aggregateRating) A classificação média que os usuários atribuíram ao produto, especificada pelas seguintes tags (consulte Como marcar classificações para mais informações):
Tag Descrição
Classificação
(ratingValue
e
bestRating)
Palavras, números ou uma imagem que descreve a classificação. A classificação precisa especificar a melhor classificação possível e a classificação real.

Se um único dado especificar a melhor classificação possível e a classificação real, você poderá usar uma única tag Classificação. Por exemplo, marque 65% para indicar uma pontuação de 65 do total de 100; marque oito de 10 para indicar uma pontuação de oito no total de 10. 

Se os dados estiverem em locais diferentes em uma página, especifique as seguintes tags:

  • Score (ratingValue): a classificação real.
  • Best Possible (bestRating) : o valor mais alto no sistema de classificação. Por exemplo, se a escala de classificação for entre uma e cinco estrelas, especifique cinco como a melhor classificação.
Votos
(ratingCount)
O número total de classificações.

 

Resenha
(review)
A avaliação do produto. É possível marcar mais de uma avaliação. Use as seguintes tags para cada avaliação:
Tag Descrição
Crítico
(author)
A pessoa ou organização que escreveu o comentário.
Texto da resenha
(reviewBody)
O texto ou conteúdo da avaliação.
Classificação da resenha
(aggregateRating)
A classificação que outras pessoas deram à resenha (consulte Como marcar classificações para mais informações). Você precisará de três informações para a classificação: a classificação real, a melhor classificação possível e o número total de votos.

Algumas páginas exibem a classificação real e a melhor classificação possível em uma única string de texto ou imagem. Outras páginas exibem os dois valores em locais separados.

Se um único dado especificar a melhor classificação possível e a classificação real, use as tags a seguir:

  • Rating (bestRating e ratingValue) : classificação da resenha. Por exemplo, marque 65% para indicar uma pontuação de 65 do total de 100; marque oito de 10 para indicar uma pontuação de oito no total de 10. 
  • Votes (ratingCount): o número total de classificações.

Se os dados estiverem em locais diferentes em uma página, utilize as seguintes tags:

  • Score (ratingValue): classificação real. Por exemplo, marque 8 se a página apresentar oito como classificação sem listar a melhor classificação possível nas proximidades.
  • Best Possible (bestRating): o valor mais alto no sistema de classificação. Por exemplo, marque 10 se a página especificar a melhor classificação possível no rodapé.
  • Votes (ratingCount): o número total de classificações.
Data da resenha
(datePublished)
A data em que resenha foi publicada. Para mais informações sobre como marcar datas, consulte Como marcar datas.

Veja a seguir alguns exemplos de dados que você pode marcar:

  • Uma data isolada. Por exemplo, você pode marcar qualquer um dos seguintes:
    • 4 de junho de 2012
    • 4 junho 2012
    • 6/4/12: as tags podem incluir outros delimitadores e anos com quatro dígitos, bem como 2012/6/4. Quando as datas numéricas forem ambíguas, o Google considera que o primeiro número representa o mês. Por exemplo, 6/4/12 é interpretado como 4 de junho de 2012, enquanto 13/4/12 seria interpretado como 13 abril de 2012.
    É possível marcar várias datas em uma página. Por exemplo, se você marcar 4 de junho de 2012 e 6 de junho de 2012, o evento será interpretado como ocorrendo duas vezes: uma vez em 4 de junho e uma vez em 6 de junho.
  • Um intervalo de dias. Por exemplo, 4-7 de junho de 2012
    O delimitador entre os dias de início e término precisa ser um traço (-).
  • Datas com horários. Por exemplo, você pode marcar qualquer um dos seguintes:
    • 4 de junho de 2012, 15h: o horário seguido pela indicação de AM ou PM. O Google usa o horário comercial para interpretar horários não acompanhados pela indicação de AM ou PM. Por exemplo, 11 seria interpretado como 11h, e 2 seria interpretado como 14h.
    • 04 de junho de 2012 15:00 - horário militar
    • 04 de junho de 2012 3 pm EST ou 04 de junho de 2012 3 pm -5:00 - Horários com fuso horário ou com a indicação de diferença UTC/GMT.
    • 04 de junho de 2012 2-3 pm ou 04-05 junho, 2012 2-3 pm - Períodos com ou sem um período.
  • Datas em tags separadas.Você pode usar a opção de marcação avançada para marcar as seguintes strings separadas de texto como uma única data:
    • Dia: terça-feira, 4 de junhoAno: 2013
    • 4 de junho | Horário: 19h30 -21h30 e 2012
    O Google não reconhece períodos que foram divididos em várias tags. Por exemplo, as seguintes tags não são tags de data válidas:
    • junho 4-5 e 2012

 

 

Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?