Alterações visíveis no Navegação segura

Usuários que recebem avisos de malware por semana

2 de junho de 2013. Uma campanha direcionada às vulnerabilidades do Java e do Acrobat Reader infecta mais de 7.500 sites. Como consequência, mais de 28,6 milhões de usuários da Safe Browsing API recebem avisos de malware nesta semana. Atualização: uma versão anterior deste relatório indicou de maneira equivocada que 75 milhões de usuários receberam avisos de malware.

Abril de 2013. Criminosos cibernéticos usam o Red Kit (em inglês) e infectam uma quantidade de sites suficiente para aumentar o número de usuários que recebem avisos de malware em 32 milhões.

Julho de 2012. Uma campanha grande infecta mais de 106 mil sites únicos em julho, direcionando usuários para sites que inicializavam o kit de exploração Blackhole. Como consequência, mais de 90 milhões de usuários recebem avisos de malware.

Setembro de 2011. O algoritmo de detecção de phishing do cliente do Navegação segura é lançado no Google Chrome. Isso dobra o número semanal de avisos de phishing recebidos pelos usuários.

28 de abril de 2013. Um erro impede que os marcadores de aviso de malware apareçam nos resultados da Google Web Search (não afeta a pesquisa de imagens) e diminui o número de marcadores exibidos diretamente na página de resultados. No entanto, os usuários ainda veem uma página de aviso ao clicar em links para sites não seguros. O número de visualizações da página de aviso aumentou em 31% durante esse período.

Setembro de 2012. O mesmo ataque de Blackhole (em inglês) que causou o envio de avisos de malware a mais de 90 milhões de usuários de navegadores também gerou mais de 330 milhões de avisos na Pesquisa Google.

Sites não seguros detectados por semana

Setembro de 2012. Um dos feeds de phishing de terceiros que fornece dados ao Navegação segura é removido temporariamente devido à preocupação com o número elevado de falsos positivos. A proteção contra phishing no Navegação segura recebe alguns dados de feeds de terceiros. No entanto, esses feeds precisam atender a padrões rigorosos para garantir taxas mínimas de falsos positivos.

Julho de 2012. Mais de 90 mil sites infectados com malware são identificados. A maioria desses sites redirecionava os usuários para o kit de exploração Blackhole. Como consequência, os usuários recebem mais de 90 milhões de avisos do navegador e 330 milhões de avisos de pesquisa por semana.

Maio de 2009. A campanha anterior, que originalmente realizou ataques do site gumblar.cn/, começa a direcionar os usuários para martuz.cn/, infectando mais de 42 mil sites. No total, o Navegação segura identifica mais de 100 mil hosts infectados durante essa semana.

Abril de 2009. O Navegação segura identifica as campanhas de malware que infectaram mais de 62 mil sites por redirecionar os usuários ao site invasor gumblar.cn/.

Sites que hospedam malware detectados por semana

Novembro de 2012. Sites invasores usam uma técnica chamada "rotação de domínios" para alterar rapidamente as redes de distribuição de malware. Os algoritmos do Navegação segura identificam automaticamente esses domínios e detectam mais de seis mil sites invasores por semana.

Tempo de resposta do webmaster

Março de 2013. Os verificadores do Navegação segura identificaram malware em subdomínios de um número significativo de provedores de hospedagem. Por engano, marcamos os provedores de hospedagem como infectados por malware em vez dos subdomínios, pois é muito difícil identificar quais domínios eram mantidos em cada provedor de hospedagem. Retificamos o erro em um dia e removemos os sites classificados na lista de malware por engano. A solução desse erro reduziu o tempo médio de permanência dos sites na lista de malware.

Janeiro de 2012. A duração média do tempo gasto na lista de sites comprometidos do Navegação segura começa a aumentar de 20 para 30 dias. Não se sabe exatamente a causa disso, mas acredita-se que o aumento no número de kits de exploração avançados (em inglês) dificulte ainda mais a identificação e a remoção de malware pelos webmasters.

Fevereiro de 2008. O Navegação segura passa a fazer novas verificações automáticas de sites para determinar se devem continuar na lista de sites comprometidos. Isso reduz o tempo médio de permanência na lista de 90 para aproximadamente 15 a 20 dias.

Número de sites nas listas do Navegação segura

Agosto de 2012. Uma campanha que usa o kit de exploração Blackhole compromete mais de 100 mil sites. A lista de sites comprometidos do Navegação segura aumenta para 350 mil itens.

Janeiro de 2012. O Navegação segura passa a remover automaticamente os sites invasores que foram identificados como inativos na lista de sites com malware. Inicialmente, foram excluídos mais de 130 mil domínios antigos.

Agosto de 2009. As campanhas de malware Gumblar e Martuz infectam mais de 330 mil sites, adicionados à lista de sites comprometidos do Navegação segura.

Maio de 2008. O Navegação segura inicia de modo automático uma nova verificação de sites com malware que foram identificados anteriormente como não seguros a fim de confirmar se ainda estão comprometidos. Inicialmente, 115 mil sites são identificados como seguros, reduzindo a lista de malware de mais de 225 mil sites para 110 mil.

Janeiro de 2008. O Navegação segura permite a "compactação de domínios" na lista de phishing a fim de unir vários hosts do mesmo domínio nesse domínio específico. Isso reduz o tamanho da lista de phishing de 206 mil para 13 mil sites.

Taxa de reinfecção do website

Novembro de 2009. O crescimento geral da taxa de reinfecção começa a cair como consequência da iniciativa do Google de lançar o recurso Detalhes de malware nas Ferramentas do Google para webmasters. Esse recurso descreve a infecção exata que foi identificada pelos verificadores do Navegação segura. Em 12 de março de 2013, lançamos a Ajuda para webmasters de sites invadidos.

Maio de 2012. A taxa de reinfecção de sites que foram comprometidos aumenta drasticamente devido à verificação periódica de sites infectados. Antes, esses sites não eram removidos da lista do Navegação segura e, portanto, não podiam ser restabelecidos.