Perguntas frequentes sobre interrupções no tráfego de produtos do Google

 

Como vocês detectam quando e onde os produtos e serviços podem estar inacessíveis?

Para cada produto, o Google registra o número de visitas recebidas em um determinado período, juntamente com uma aproximação da região geográfica de onde veio a solicitação. Se houver uma queda significativa no tráfego para um produto ou serviço em uma região geográfica, isso poderá significar que os usuários não conseguem acessar esse produto ou serviço. Nosso código analisa os padrões de tráfego mundial ao longo do tempo e detecta as mudanças importantes. Além disso, recebemos perguntas de jornalistas, ativistas ou pessoas engajadas que nos levam a examinar nossos gráficos.

Por que ocorrem falhas ou interrupções nos produtos?

É possível que os usuários não consigam acessar nosso produto por vários motivos, desde falhas na rede a bloqueios ordenados por governos.

As listas de interrupções atuais e conhecidas são abrangentes? Elas são atualizadas em tempo real?

Adicionamos eventos às listas após detectarmos ou descobrirmos quedas significativas em nossos gráficos de tráfego e conseguirmos informações relacionadas de fontes governamentais, agências de notícias ou provedores de serviços de Internet. Como atualizamos essas listas manualmente, elas não são atualizadas em tempo real. Além disso, é possível que haja eventos nos gráficos que ainda não foram descobertos.

Se o tráfego para um produto é interrompido em uma região geográfica, isso significa que ninguém na região pode usá-lo?

Não necessariamente. Dependendo do motivo da interrupção, isso pode impedir que a maioria das pessoas em uma região acesse um produto (como o YouTube na China) ou restringir o acesso de determinados segmentos da população (como todos os nossos produtos no Quênia em fevereiro de 2012).

Como vocês geram os gráficos?

Os gráficos mostram uma representação da relação entre a taxa de solicitações dessa região e a taxa de solicitações mundiais. Para cada período e produto, dividimos o tráfego de cada região geográfica pelo total de tráfego mundial, resultando em um número entre zero e um. Em seguida, multiplicamos todos os valores por uma constante, o que padroniza a forma dos gráficos sem alterá-los.

Como vocês sabem de que região geográfica vem o tráfego?

A determinação da origem geográfica do tráfego de Internet não é uma ciência exata. Usamos uma combinação de dados de terceiros e nossa própria tecnologia.

Os gráficos refletem os volumes reais de tráfego?

Não, os números servem somente para comparação de períodos dentro de cada gráfico. Se o número for de 10 para 20, significa que é duplicado, sem indicar o volume absoluto. Os números entre diferentes gráficos não podem ser comparados. Lembre-se: o que é representado graficamente é parte do tráfego mundial do Google em uma região geográfica. Se parece que o tráfego de determinada região está diminuindo no decorrer de um longo período, isso não significa necessariamente que o volume de tráfego recebido dessa região geográfica esteja de fato diminuindo. Significa apenas que o tráfego da região selecionada está crescendo mais lentamente do que a média mundial. Os gráficos mostram o uso do produto ao longo do tempo. Portanto, você normalmente verá um padrão semelhante todas as semanas. Por exemplo, neste gráfico, você notará que, nos dias de semana, geralmente há mais tráfego para o Gmail da França do que nos finais de semana. O que chama nossa atenção é quando há uma interrupção no padrão normal do gráfico. Por exemplo, os produtos do Google estiveram inacessíveis em grande parte no Egito em janeiro de 2011 e na Síria em novembro de 2012 quando os respectivos governos interromperam o tráfego da Internet durante os períodos de instabilidade política.

Por que os dados estão disponíveis para algumas regiões geográficas, mas não para outras?

Não exibimos gráficos de tráfego para regiões onde não há tráfego suficiente para nossos produtos.

Por que vocês estão divulgando essas informações?

Ao fornecer informações em tempo real sobre o tráfego para nossos produtos, qualquer pessoa pode ver se os produtos estão acessíveis em um país ou uma região. Esperamos que todos consigam usar esses dados para analisar e compreender melhor o estado dos fluxos de informação on-line.

Como posso receber uma cópia desses dados?

Atualmente, não há um meio de as pessoas fazerem download dos dados em nosso recurso de Tráfego. Se acredita que os dados serão úteis para sua pesquisa, informe-nos resumindo como você se beneficiará desses dados pelo link "Enviar comentários". Antes de enviar seu pedido, leia estas perguntas frequentes que explicam como padronizamos os dados exibidos em nossos gráficos para que você possa decidir se eles servirão à sua finalidade.