Solicitações governamentais de remoção de alterações visíveis ao conteúdo

Setembro de 2019. Atualizamos o gráfico da lei federal russa 276-FZ para fornecer dados sobre URLs não indexados pelo Google, URLs que foram removidos e os que não resultaram em remoções.

Agosto de 2018. Atualizamos os dados para corrigir o número de solicitações e itens que recebemos do Canadá, da Turquia e do Vietnã no período do relatório de julho a dezembro de 2017. 

Fevereiro de 2016. Adicionamos novamente e corrigimos o resultado da nota sobre a Turquia que havia sido removida em janeiro.

Janeiro de 2016. 22 de janeiro de 2016: removemos uma nota das solicitações governamentais de remoção de conteúdo devido a um erro.

Fevereiro de 2015. Atualizamos nossos dados para incluir estas categorias adicionais:

  • Obscenidade/nudez

As novas categorias já estavam em uso interno desde outubro de 2012. Por isso, essa mudança afeta retroativamente os períodos de relatórios a partir de julho a dezembro de 2012.

Janeiro de 2015. Corrigimos a taxa de compliance das solicitações governamentais no período do relatório de julho a dezembro de 2013.

Dezembro de 2013. Solicitações de Kosovo foram adicionadas para o período do relatório de julho a dezembro de 2012.

Abril de 2013. Corrigimos o número de solicitações recebidas do Conselho de Classificação de Jogos da Coreia do Sul para remover aplicativos do Google Play nos períodos de relatórios de julho a dezembro de 2011 e de janeiro a junho de 2012.

Para os períodos de relatórios de julho a dezembro de 2010, de julho a dezembro de 2011 e de janeiro a junho de 2012, atualizamos o número de solicitações recebidas com base em um mandado de um processo judicial em andamento na França e no Reino Unido.

A partir de outubro, no período do relatório de julho a dezembro de 2012, criamos categorias adicionais para especificar melhor a natureza das solicitações recebidas. As categorias adicionais são:

  • Bullying/Assédio

  • Abuso de drogas

  • Disputa geográfica

  • Incitação ao suicídio

  • Motivo não especificado

A partir do período de julho a dezembro de 2012, passamos a incluir dados sobre mandados dirigidos a terceiros que recebemos de países europeus para remover conteúdos do YouTube. Esses dados não foram incluídos nos períodos de relatórios anteriores.

Novembro de 2012. Para todos os períodos do relatório a partir do período de julho a dezembro de 2010, revisamos os dados para refletir o número exato das solicitações que os governos fizeram nos casos em que recebemos menos de 10 solicitações e menos de 10 itens foram solicitados. As solicitações foram separadas por produto e motivo.

A partir do período de relatório janeiro-junho de 2012, o número de itens solicitados a serem removidos que informamos para solicitações de remoção do Google AdWords é o número de URLs, de anúncios ou de termos de marca registrada especificamente mencionados nessas solicitações. Antes do período de relatório janeiro-junho de 2012, o número de itens solicitados a serem removidos que informamos foi o número de anúncios que de fato foram removidos em resposta à solicitação.

Corrigimos a solicitação que recebemos de Sri Lanka no período de relatório janeiro-junho de 2011, que veio de um tribunal e não de outra agência governamental.

A partir do período do relatório de janeiro a junho de 2012, começamos a incluir as solicitações de remoção por direitos autorais do YouTube.

Junho de 2012. Para todos os períodos do relatório entre janeiro de 2010 e junho de 2011, atualizamos o número de solicitações recebidas do governo da Espanha. Além disso, revisamos o número de itens com remoção solicitada na Argentina, no Brasil, na Índia e na Itália durante o período do relatório de janeiro a junho de 2011. Além disso, adicionamos "Marca registrada" como uma nova categoria de remoção a partir do período do relatório de julho a dezembro de 2011.

Outubro de 2011. Padronizamos a maneira como as solicitações de remoção de conteúdo são categorizadas por motivo para garantir a consistência. Como resultado dessa alteração, houve uma redução significativa no número de solicitações de remoção de conteúdo classificadas como "Outro" no período do relatório de janeiro a junho de 2011.

Maio de 2011. Atualizamos os dados sobre a China para refletir os números reais das solicitações de remoção de conteúdo recebidas. As autoridades chinesas consideram segredo de estado a natureza dessas solicitações. Por isso, não podemos divulgar essas informações no momento.

Janeiro de 2011. A partir do período de relatório janeiro-junho de 2011, nossas contagens de solicitações para remover conteúdo dos produtos de pesquisa da Google omitem casos em que o conteúdo original não esteja mais visível na Web, por exemplo, depois do webmaster removê-lo. Após a remoção do original, esse conteúdo pode permanecer visível no índice da pesquisa do Google por algum tempo como uma cópia em cache ou um snippet da pesquisa. Essa mudança pode explicar a queda no número de solicitações de remoção e na quantidade de itens solicitados a serem removidos entre 2010 e 2011. Esse é o caso da Coreia do Sul, por exemplo, onde muitas das solicitações governamentais pedem a eliminação de cópias em cache.

Outubro de 2010. Corrigimos o número de solicitações de remoção de conteúdo recebidas da Coreia do Sul no período do relatório de janeiro a junho de 2010.