Conteúdo com paywall e de assinatura

O requisito de Primeiro clique grátis para os editores foi removido da Pesquisa Google e do Google Notícias. Saiba mais sobre essa nova política no nosso blog.

Anteriormente, nossa política de Primeiro clique grátis (FCF, na sigla em inglês) oferecia uma maneira de incluir sites com assinatura na pesquisa, embora eles geralmente não tivessem conteúdo disponível para os usuários. O FCF exigiu que os editores oferecessem uma quantidade limitada de conteúdo gratuito aos usuários da Pesquisa Google diariamente. Ao longo dos anos, trabalhamos com parceiros de publicação para compreender melhor a relação entre amostras gratuitas e conversões.

Amostragem flexível

Como resultado do nosso aprendizado, decidimos fazer a transição do programa FCF e seu requisito fixo de amostragem livre para um modelo de amostragem flexível. Os editores determinam sua própria taxa ideal de amostragem com base em sua experiência contínua usando amostras grátis para atrair novos usuários e usando o paywall para conseguir o registro ou a assinatura do usuário.

Como indicar o conteúdo com paywall

Os editores devem usar os dados estruturados em conteúdos com paywall para ajudar o Google a diferenciar esse tipo de conteúdo das práticas de cloaking (quando o conteúdo exibido ao Googlebot é diferente do que os usuários visualizam). Caso nenhum dado estruturado seja fornecido para indicar o paywall, este poderá ser confundido com uma prática de cloaking e removido da Pesquisa Google.

Para mais detalhes sobre as especificações da implementação de dados estruturados, veja nossa Documentação do desenvolvedor

Sugerimos que os editores façam testes com cuidado e usem diferentes quantidades de amostragem gratuita. Isso evitará a degradação da experiência do usuário, bem como alterações na classificação dos artigos na Pesquisa Google. Leia as orientações gerais sobre o uso de amostragem flexível antes de começar.

Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?