Tome decisões conscientes com o SDK Index do Google Play

Muitos desenvolvedores de apps dependem de produtos e serviços de terceiros para ativar as principais funcionalidades do app. Esses serviços geralmente são distribuídos em uma ou mais bibliotecas de código que, juntas, são conhecidas como um kit de desenvolvimento de software (SDK).

O SDK Index do Google Play ajuda você a saber mais sobre os SDKs comerciais mais usados. Ele combina dados de uso de apps do Google Play com informações coletadas pela detecção de código para especificar atributos e indicadores que ajudam você a decidir se quer adotar, manter ou remover um SDK do app.

Como usar o SDK Index

Você pode pesquisar um SDK pelo nome, nome da empresa ou ID do Maven na barra de pesquisa ou procurar pela categoria do SDK. Clique em uma página de detalhes para saber mais. A página de detalhes de cada SDK combina dados de uso de apps do Google Play com pelo menos mil instalações (em dispositivos que foram ativados pelo menos uma vez nos últimos 30 dias) e que compartilham as dependências das bibliotecas com o Google Play.

Como entender as informações da página de detalhes do SDK

Na página de detalhes do SDK, você encontra o seguinte conjunto de indicadores e atributos:

  • Detalhes do desenvolvedor: indicam o nome, o logotipo e o nome da empresa do SDK, conforme registrado pelo provedor. Nos casos em que o SDK não foi registrado pelo provedor, os detalhes são extraídos do arquivo POM da versão mais recente. Se o arquivo não estiver disponível, o ID do Maven do SDK vai ser exibido com o nome de domínio e um logotipo marcador de posição.
  • Selo de registro: indica que o SDK está registrado no Google Play SDK Console. Veja a aparência do selo:

    Como desenvolvedor, você é responsável por garantir que todos os SDKs usados não violem as Políticas do programa para desenvolvedores do Google Play.
  • Detalhes do SDK:
    • A lista de artefatos do Maven que juntos compõem o produto ou serviço comercial exclusivo oferecido pelo provedor do SDK. Essa lista nem sempre é completa, porque pode haver outras bibliotecas de que o SDK depende, mas normalmente ela inclui todas as bibliotecas de nível superior.
    • Um URL que vincule a qualquer orientação que os provedores de SDK disponibilizem para ajudar desenvolvedores de apps a preencher os formulários de Segurança dos dados.
  • Integração com o Android: esta informação é baseada na versão mais recente do SDK.
    • Versão mais recente.
    • Nível desejado da API.
    • Nível mínimo da API.
    • Regras do ProGuard: verifica se um arquivo ProGuard existe no AAR ou no JAR publicado no repositório do Maven. Nesse caso, o arquivo ProGuard é mesclado automaticamente com o arquivo de regras do ProGuard.
      • Observação: os níveis desejado e mínimo da API são extraídos do AndroidManifest.xml dos arquivos AAR. Quando os arquivos JAR são publicados, não temos essa informação e exibimos "Não especificado".
  • Adoção do SDK por instalações de apps: mostra o uso do SDK por apps com diferentes tamanhos de base instalada.
  • Adoção da versão do SDK: mostra as cinco versões mais usadas do SDK e o número de apps que utilizam cada uma delas.
  • Permissões do Android: mostra uma lista de permissões do Android que protegem uma ou mais APIs usadas por pelo menos uma versão recente do SDK. Uma versão do SDK será considerada recente se tiver sido publicada no ano passado. Isso inclui o uso opcional do SDK quando a permissão não for obrigatória, e só poderá ser usada se disponibilizada pelo app.
    • Observação: o Google Play nem sempre detecta todas as permissões usadas por um SDK.
    • Importante: desde abril de 2023, a seção "Permissões do Android" também apresenta mais informações sobre os requisitos da política do Google Play. O uso de uma permissão pode estar sujeito a acesso restrito e/ou requisitos de divulgação e consentimento no Google Play, além de requisitos regulamentares específicos onde o app é disponibilizado.
  • Retenção de SDK por app: apresenta a probabilidade (com base no que foi observado em apps publicados no Google Play) de que um app ainda use o SDK após o período especificado. Consideramos que um app parou de usar um SDK quando não há versões ativas que usem esse SDK.
  • Visão geral da versão: é um resumo de todas as mensagens específicas da versão por provedores de SDK que participam do Play SDK Console.

Quais SDKs estão listados no SDK Index?

Para ser listado no SDK Index do Google Play, o SDK precisa:

  • Ser um SDK comercial distribuído em um repositório Maven.
  • Se enquadrar em uma das categorias do SDK Index.
  • Atender aos limites ativos de instalação e uso do app e de usuários do SDK Index, de acordo com os dados do Google Play: usado por 100 apps e ter pelo menos 100 milhões de instalações.

Observação: os dados são baseados em apps que compartilham as dependências de biblioteca com o Google Play e têm mais de mil instalações. Somente as instalações em dispositivos que foram ligados pelo menos uma vez nos últimos 30 dias são contadas.

Se você acredita que seu SDK atende aos critérios, mas não está listado, preencha o formulário de solicitação de listagem com os detalhes do SDK. Se considerarmos que ele atende aos critérios de inclusão, entraremos em contato para adicionar o SDK.

Conteúdo relacionado

Isso foi útil?

Como podemos melhorá-lo?

Precisa de mais ajuda?

Siga as próximas etapas:

Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal