Google Apps
Menu principal

Confiabilidade

Disponibilizamos o desempenho, a escala e a confiança da tecnologia do Google para empresas, escolas e instituições governamentais. Desenvolvemos uma das infraestruturas mais comprovadas do mundo, que permite mais de cem bilhões de pesquisas por mês e mais de cem horas de envios de vídeos para o YouTube a cada minuto. Além disso, oferecemos o Gmail e outros serviços para centenas de milhões de usuários com 99,978% de disponibilidade e nenhuma inatividade programada.

Para ajudar a responder a muitas das perguntas que recebemos, criamos estas perguntas frequentes e um site sobre segurança no G Suite. Esperamos que esses recursos ajudem a responder algumas das suas dúvidas sobre o posicionamento do Google em relação a essas questões importantes. Não deixe de ler a página Privacidade e Termos para conhecer outras ferramentas para consumidores e ver informações relacionadas à privacidade dos consumidores.

Se você precisar denunciar um problema de abuso, saiba mais sobre como denunciá-lo.

Qual é o nível de confiabilidade do G Suite e do Google Cloud Platform?

O G Suite oferece um contrato de nível de serviço (SLA, na sigla em inglês) de 99,9% para os serviços cobertos e, nos últimos anos, superamos essa marca. Em 2013, o Gmail atingiu 99,978% de disponibilidade. Além disso, o G Suite não tem tempo de inatividade ou janelas de manutenção programadas. Diferentemente de outros provedores, não planejamos que nossos aplicativos fiquem indisponíveis, mesmo durante o upgrade dos serviços ou a manutenção de sistemas. O Google Cloud Platform tem um SLA de 99,95%. Além disso, o serviço Google BigQuery e a classe de armazenamento padrão do Google Cloud Storage têm um SLA de 99,9%, com exceção da classe de armazenamento "Disponibilidade durável reduzida" do Google Cloud Storage, que tem um SLA de 99%.

Para reduzir a interrupção de serviços devido a falhas de hardware, desastres naturais ou outros incidentes, o Google desenvolveu uma infraestrutura de data centers altamente redundante. O G Suite tem um objetivo de ponto de recuperação (RPO, na sigla em inglês) de zero, e nosso objetivo de tempo de recuperação (RTO, na sigla em inglês) é o failover instantâneo (ou zero).

Meus dados estarão sempre disponíveis? O que acontece em caso de inatividade?

A arquitetura de aplicativos e rede do Google foi projetada para oferecer confiabilidade e tempo de atividade máximos. Os dados são distribuídos nos servidores e data centers do Google. Em caso de falha em um computador, ou mesmo em todo um data center, seus dados continuarão acessíveis. O Google possui e opera data centers em todo o mundo para manter os serviços que você utiliza em funcionamento 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Como o Google pode ser tão confiável?

A arquitetura de aplicativos e rede do Google foi projetada para oferecer confiabilidade e tempo de atividade máximos. A plataforma de computação do Google está preparada para enfrentar falhas de hardware contínuas e usa um software de failover robusto para lidar com essas interrupções. Todos os sistemas do Google são inerentemente redundantes na própria concepção, e cada subsistema é independente de qualquer servidor físico ou lógico específico para funcionamento contínuo. Os dados são replicados diversas vezes por servidores agrupados e ativos. No caso de falha de um computador, os dados permanecem acessíveis por meio de outro sistema. Também replicamos os dados em data centers secundários para garantir proteção contra falhas.

Como o Google se prepara para desastres ou para a saída de funcionários importantes?

O Google tem um plano de continuidade dos negócios para os data centers e as operações de produção. Esse plano considera a maioria dos desastres, como um terremoto ou crises de saúde pública, e parte do pressuposto de que pessoas e serviços podem ficar indisponíveis por até 30 dias. Ele foi desenvolvido para possibilitar a prestação contínua dos nossos serviços para os clientes.

Como o Google lida com os picos de demanda do G Suite ou do Google Cloud Platform?

Os serviços do Google foram desenvolvidos para milhões de usuários. Fazemos vários testes de desempenho, incluindo testes de carga nos nossos aplicativos com carga alta por um longo período, para observar os efeitos nos fatores, como o uso da memória e o tempo de resposta. O Google também faz testes de desgaste para examinar o desempenho do sistema em situações incomuns, incluindo testes de funcionamento do sistema com cargas altas, repetição excessiva de determinadas ações ou entradas ou digitação de grandes valores numéricos e consultas grandes e complexas em um sistema de banco de dados.

Como o Google garante que meus dados não serão excluídos acidentalmente?

Depois que um administrador ou usuário cliente exclui dados do G Suite, os sistemas do Google excluem os dados de acordo com nossa política de privacidade ou com o contrato do G Suite (incluindo a Emenda de processamento de dados para clientes que executam esse recurso). Os apontadores para os dados de um usuário são excluídos imediatamente depois que o administrador de um cliente exclui uma conta de usuário. Saiba mais sobre práticas recomendadas para excluir usuários.

Se você precisar recuperar mensagens de e-mail ou dados armazenados no Google Drive, o Google oferece produtos de arquivamento específicos que complementam o G Suite, o G Suite for Government e o G Suite for Education. Para outras soluções de recuperação de dados, consulte o G Suite Marketplace, onde um dos nossos parceiros talvez tenha uma solução que atenda as suas necessidades.

E se eu quiser deixar de usar o Google e levar meus dados ou aplicativos?

Oferecemos ferramentas que ajudam você a remover seus dados, caso opte por interromper a utilização dos nossos serviços, sem qualquer penalidade ou custo adicional imposto pelo Google. Os administradores podem exportar dados de clientes em formatos padrão a qualquer momento do período de vigência do contrato. O Google não cobra uma taxa para exportar dados do G Suite. Os clientes do Google Cloud Platform podem extrair dados usando ferramentas padrão do setor, que podem sofrer alterações.