Sobre o acompanhamento paralelo

Este artigo se aplica apenas à nova experiência do Google Ads. Verifique qual experiência você está usando.

Desde 30 de outubro de 2018, o acompanhamento paralelo está ativado nas campanhas da rede de pesquisa e do Shopping, na maioria dos navegadores. Continuaremos expandindo o alcance desse recurso nos próximos meses. Ele estará disponível para a Rede de Display como um recurso opcional a partir de 1º de maio de 2019 e passará a ser obrigatório em 31 de julho de 2019. O recurso voltado a vídeos será lançado ainda em 2019. No momento, o acompanhamento paralelo não está disponível para campanhas de hotéis. Por isso, você não precisará ativá-lo para que sua campanha funcione normalmente. 

O acompanhamento paralelo ajuda a carregar a página de destino com mais rapidez, o que pode reduzir a perda de visitas. Isso aumenta o número as conversões e melhora o desempenho do anúncio. Esse recurso encaminha os clientes diretamente do anúncio para o URL final, sem a necessidade de direcioná-los primeiro aos URLs de rastreamento. A medição de cliques ocorre em segundo plano. 

Importante
 
Confirme com o provedor de medição de cliques se o sistema dele é compatível com o acompanhamento paralelo. A compatibilidade pode variar de acordo com os recursos específicos ativados. Em caso de incompatibilidade, a medição de cliques ou a página de destino poderá deixar de funcionar quando essa configuração for ativada. Se você é um provedor de soluções de contagem de cliques, veja mais informações no guia para parceiros.

Como funciona

O acompanhamento paralelo encaminha os clientes diretamente para a página de destino, enquanto a medição de cliques ocorre em segundo plano.

Veja como o acompanhamento paralelo é feito:

  1. O cliente clica no anúncio.
  2. O cliente vê a página de destino.

Ao mesmo tempo, as seguintes etapas ocorrem em segundo plano:

  1. O Rastreador de cliques do Google Ads é carregado.
  2. O URL de acompanhamento é carregado.
  3. Se você usa mais de um Rastreador de cliques, outros redirecionamentos podem acontecer.

Sem o acompanhamento paralelo, os clientes são redirecionados uma ou mais vezes depois de clicar no anúncio até chegar à página de destino. Portanto, eles demoram mais para visualizá-la.

Veja o que acontece sem o acompanhamento paralelo:

  1. O cliente clica no anúncio.
  2. O Rastreador de cliques do Google Ads é carregado.
  3. O URL de acompanhamento é carregado.
  4. Os possíveis URLs de acompanhamento adicionais são carregados.
  5. O cliente vê a página de destino.
Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?