Acerca dos dados do Google Analytics nos relatórios do Google Ads

Assim que associar as suas contas do Google Analytics e do Google Ads, pode importar dados do Google Analytics para o Google Ads e ver estes dados na conta do Google Ads. Estes dados podem proporcionar informações e possíveis oportunidades para otimizar a sua campanha.

Este artigo fornece-lhe uma descrição geral da utilidade dos dados do Google Analytics na sua conta do Google Ads. Quando estiver a postos, pode seguir as instruções para adicionar colunas do Google Analytics aos relatórios.

Como funciona

Para ver dados do Google Analytics no Google Ads, tem primeiro de ativar a etiquetagem automática para a sua conta do Google Ads, associar as contas do Google Ads e do Google Analytics e escolher as Visualizações de propriedade do Google Analytics a partir das quais serão importadas as métricas de site. Em seguida, deve adicionar colunas do Google Analytics aos relatórios do Google Ads.

Ao visualizar estas métricas do Google Analytics de interação com o site em conjunto com as estatísticas de desempenho do Google Ads, pode ver o que as pessoas fazem após clicarem no seu anúncio e chegarem à página de destino. Seguem-se os tipos de dados que pode ver:

  • Taxa de rejeição: quando uma pessoa vê apenas uma página ou aciona apenas um evento, o Analytics considera isto como uma "rejeição". A taxa de rejeição do seu site é a percentagem de sessões que são consideradas rejeições.
  • Duração média da sessão (segundos): o tempo médio que alguém ficou no seu site.
  • Páginas/sessão: o número médio de páginas visualizadas por sessão.
  • % de novas sessões: a percentagem estimada de primeiras sessões.

Estas informações ajudam a mostrar a eficácia das suas campanhas e dos grupos de anúncios. E isso ajuda a tomar decisões acerca dos orçamentos, dos lances, das páginas de destino e do texto do anúncio.

Por exemplo, visualizar a taxa de rejeição de um grupo de anúncios em conjunto com a respetiva taxa de cliques (CTR) permite determinar se os clientes estão a encontrar no site o que pretendem após clicarem no anúncio.

Está a postos para adicionar dados do Google Analytics aos seus relatórios do Google Ads? Siga as instruções para adicionar dados do Google Analytics aos relatórios do Google Ads.

Exemplo

O Daniel vende flores online. Uma das suas campanhas centra-se em flores para aniversários e ele está a experimentar diversos "temas" de palavras-chave para encontrar aquele que lhe proporciona o maior número de vendas. Um dos seus grupos de anúncios centra-se em "ramos de flores de aniversário", ao passo que outro contém palavras-chave e anúncios relacionados com "arranjos de flores para aniversários".

Quando analisa a taxa de cliques (CTR) de ambos, constata que um maior número de pessoas clica nos anúncios do grupo de anúncios de "ramos" do que nos anúncios dos grupos de anúncios de "arranjos de flores". Numa primeira análise, pensa que o grupo de anúncios "ramos" tem maior sucesso. Contudo, assim que adiciona a coluna Taxa de rejeição (baseada em dados do Google Analytics) ao relatório de grupos de anúncios, o Daniel obtém novas informações importantes.

Embora os anúncios do grupo de anúncios "ramos" tenham uma CTR superior (8%) em comparação com a CTR dos anúncios "arranjos de flores" (6%), o grupo de anúncios "ramos" apresenta igualmente uma taxa de rejeição mais elevada (60%). Isto significa que mais de metade das pessoas que chegam a este site a partir de cliques no grupo de anúncios de "ramos" não continua a explorar o site nem efetua uma compra.

Por outras palavras, o grupo de anúncios "ramos" pode obter muitos cliques, mas estes podem não ser o tipo de cliques que o Daniel procura. Ele verifica que o grupo de anúncios de "arranjos de flores" tem uma taxa de rejeição inferior (30%), o que significa que as pessoas que acedem ao site a partir desses anúncios têm maior probabilidade de continuar a navegar e a explorá-lo.

 

"Tema" do grupo de anúncios Impressões CTR Cliques em anúncios Taxa de rejeição Utilizadores que
não registam rejeições
ramos de flores de aniversário 1000 8% 80 60% 32
arranjos de flores para aniversários 1000 6% 60 30% 42

 

Apesar de o grupo de anúncios "arranjos de flores" obter menos cliques, é mais valioso para o Daniel, porque contém cliques de pessoas que ficam a explorar o Website.

Mais informações acerca dos dados do Google Analytics no Google Ads

Discrepâncias entre os dados do Google Ads e do Google Analytics

Poderá haver casos em que os seus dados do Google Ads não coincidam com os dados importados do Google Analytics. Seguem-se alguns dos motivos mais comuns:

  • O Google Ads acompanha os cliques, ao passo que o Google Analytics acompanha as sessões. Há vários motivos pelos quais estas métricas podem divergir:
    • Um cliente pode clicar no seu anúncio várias vezes. Quando uma pessoa clica num anúncio várias vezes na mesma sessão, o Google Ads regista vários cliques, enquanto o Google Analytics reconhece as visualizações de página separadas como uma sessão.
    • Uma pessoa pode clicar num anúncio e, mais tarde, durante uma sessão diferente, voltar diretamente ao site através de um marcador ou de um link guardado. Tal é registado como um clique no Google Ads, mas como várias sessões no Analytics.
    • Alguém pode clicar no seu anúncio, mas depois mudar de ideias e impedir o carregamento completo da página ao clicar noutra página ou ao premir o botão Parar ou Anterior do navegador. Neste caso, o Analytics não registará uma sessão, mas o Google Ads contabiliza esta ocorrência como um clique.
  • Para assegurar uma faturação mais exata, o Google Ads filtra automaticamente os cliques inválidos dos seus relatórios.
  • A comparação de intervalos de datas longos pode incluir períodos em que as suas contas não estavam associadas.
Disponibilidade e atualidade dos dados
Nota: a partir de outubro de 2019, só estão disponíveis dados do Google Analytics no Google Ads desde maio de 2016.

Depois de importar métricas de site para a Visualização de propriedade do Google Analytics que pretende ver no Google Ads, demora algum tempo para que os dados sejam importados e visíveis no Google Ads. Pode verificar a mensagem de estado na coluna "Ações" da tabela de relatórios em "Contas associadas" > "Google Analytics" no Google Ads. Na maioria dos casos, demora menos de uma hora para que os dados e as colunas fiquem visíveis no Google Ads, mas o processo pode demorar mais tempo para contas maiores. Assim que os dados sejam importados, pode adicionar dados do Google Analytics aos relatórios do Google Ads.

O Google Analytics começa a reunir e a armazenar dados específicos do Google Ads assim que estabelece associações de contas entre o Google Analytics e o Google Ads. Assim, pode importar dados do Google Analytics para o Google Ads desde a data da associação da sua conta do Google Ads à conta do Analytics.

Exemplo

Se estabeleceu a associação custo-origem em 1 de maio e, em seguida, começou a importar dados do Google Analytics para a sua conta do Google Ads em 15 de maio, os seus relatórios do Google Ads incluirão dados do Google Analytics retroativos a 1 de maio.

Apenas os dados do Google Analytics recolhidos e processados a partir de maio de 2016 podem aparecer no Google Ads.Embora o Google Analytics tipicamente processe dados de forma contínua ao longo do dia, a atualização de todos os dados pode demorar até 24 horas. Por exemplo, se executar um relatório referente ao dia de "ontem" às 15:00 de hoje, é possível que alguns dados de ontem (especificamente, os dados das 15:00 até à meia-noite) ainda não se encontrem totalmente incorporados no relatório.

A informação foi útil?
Como podemos melhorá-la?

Precisa de mais ajuda?

Inicie sessão para obter opções de apoio técnico adicionais e resolver rapidamente o seu problema.

Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal
Pesquisar no Centro de ajuda
true
73067
false